AVALIAÇÃO SUMATIVA EXTERNAPROVAS FINAIS DE CICLO6º E 9º ANOS
Avaliação sumativa• A avaliação sumativa consiste na formulação de  um juízo globalizante sobre o desenvolvimento  das apr...
Avaliação sumativa• Nos 2.º e 3.º ciclos, a informação resultante da  avaliação sumativa interna expressa -se: ▫ a) Numa c...
Avaliação sumativa• A avaliação sumativa interna, no final do 3.º período,  implica:  ▫ A apreciação global das aprendizag...
Aprovação / Não Aprovação• No final dos 2.º e 3.º ciclos, o aluno não progride  e obtém a menção de Não Aprovado(a) se:• a...
Avaliação sumativa externa• O processo de avaliação interna é acompanhado de  provas nacionais de forma a permitir a obten...
Avaliação sumativa externa• A avaliação sumativa externa nos 6.º e 9º anos  de escolaridade destina -se a aferir o grau de...
Avaliação sumativa externa• As provas finais realizam -se numa fase única  com uma única chamada cada, sendo a 1.ª fase  o...
Justificação da falta• O encarregado de educação deve apresentar a  respetiva justificação diretamente à Diretora da  Esco...
Calendário (6º ano)   Horas     Quinta – Feira    Quinta – Feira              20 de junho       27 de junho    8 : 30     ...
Calendário (9º ano)   Horas     Quinta – Feira    Quinta – Feira              20 de junho       27 de junho    13:00      ...
Duração das provas:Disciplina                              Duração (minutos)Português – 2º ciclo                    90Mate...
Inscrição• Os alunos internos dos 6.º e 9.º anos de escolaridade do  ensino básico geral, com planos curriculares aprovado...
Condições de admissão às provas finaisnos 6º e 9º anos• Não são admitidos às provas finais dos 6.º e 9.º  anos de escolari...
Não admissão:                  C. N.                    2Mat. 1                  E. V.     Não         Não       2      Ad...
Admissão:                   Por. Ou                    Mat.                      2Mat. 2                  E. V.           ...
Admissão:                  E. V.   E. F.   AdmitPor. 2   Mat. 2                   2       2       ido
Classificação• As provas finais de ciclo são classificadas na  escala percentual de 0 a 100, arredondada às  unidades, sen...
Peso das provas finais• A classificação final a atribuir a cada uma destas  disciplinas, na escala de 1 a 5, integra a  cl...
Peso das provas finais   A classificação final a atribuir às disciplinas de Língua Portuguesa e de    Matemática é calcul...
Exemplos:      Ci   1   2   3   4   5 Cp  1        1   2   2   3   4  2        1   2   3   3   4  3        2   2   3   4  ...
Alunos com necessidades educativasde caráter permanente• Os alunos com necessidades educativas especiais  de caráter perma...
Afixação de resultados• As pautas referentes às classificações das 1ª e 2ª  chamadas das provas finais de ciclo de  Portug...
Obrigatoriedade de realização• As provas finais nos 6.º e 9.º anos de  escolaridade realizam - se numa fase única com  dua...
Realização das provas• Os alunos devem apresentar-se no  estabelecimento de ensino 30 minutos antes da  hora marcada para ...
Dúvidas…• Esta apresentação será posteriormente colocada  online: ▫ http://idf.fisicaequimica.com ▫ http://www.facebook.co...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Informações avaliação sumativa externa - básico

920 views

Published on

Resumo das informações relevantes relativas às provas finais do 2º e 3º ciclos.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
920
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Informações avaliação sumativa externa - básico

  1. 1. AVALIAÇÃO SUMATIVA EXTERNAPROVAS FINAIS DE CICLO6º E 9º ANOS
  2. 2. Avaliação sumativa• A avaliação sumativa consiste na formulação de um juízo globalizante sobre o desenvolvimento das aprendizagens do aluno e das competências definidas para cada disciplina e área curricular.• A avaliação sumativa inclui: ▫ a) A avaliação sumativa interna; ▫ b) A avaliação sumativa externa nos 6.º e 9.º anos de escolaridade.
  3. 3. Avaliação sumativa• Nos 2.º e 3.º ciclos, a informação resultante da avaliação sumativa interna expressa -se: ▫ a) Numa classificação de 1 a 5, em todas as disciplinas
  4. 4. Avaliação sumativa• A avaliação sumativa interna, no final do 3.º período, implica: ▫ A apreciação global das aprendizagens realizadas e das competências desenvolvidas pelo aluno ao longo do ano letivo ▫ A decisão sobre a transição de ano, exceto nos 6.º e 9.º anos de escolaridade, cuja aprovação depende ainda da avaliação sumativa externa; ▫ A verificação das condições de admissão às provas finais nos 6.º e 9.º anos de escolaridade.
  5. 5. Aprovação / Não Aprovação• No final dos 2.º e 3.º ciclos, o aluno não progride e obtém a menção de Não Aprovado(a) se:• a) Tiver obtido classificação inferior a 3 nas disciplinas de Língua Portuguesa e de Matemática;• b) Tiver obtido classificação inferior a 3 em quaisquer três disciplinas.
  6. 6. Avaliação sumativa externa• O processo de avaliação interna é acompanhado de provas nacionais de forma a permitir a obtenção de resultados uniformes e fiáveis sobre a aprendizagem, fornecendo indicadores da consecução das metas curriculares e dos conhecimentos dos conteúdos programáticos definidos para cada disciplina sujeita a prova final de ciclo.• A avaliação sumativa externa é da responsabilidade dos serviços do Ministério da Educação e Ciência ou de entidades designadas para efeito e compreende a realização de provas finais de ciclo nos 4.º, 6.º 9.º anos de escolaridade, nas disciplinas de Português e Matemática.
  7. 7. Avaliação sumativa externa• A avaliação sumativa externa nos 6.º e 9º anos de escolaridade destina -se a aferir o grau de desenvolvimento da aprendizagem dos alunos, mediante o recurso a critérios de avaliação de nível nacional.• As provas finais de ciclo incidem sobre os conteúdos definidos nos programas e têm como referência as metas curriculares em vigor, definidas para os três ciclos do ensino básico.
  8. 8. Avaliação sumativa externa• As provas finais realizam -se numa fase única com uma única chamada cada, sendo a 1.ª fase obrigatória para todos alunos, destinando -se a 2.ª fase a situações excecionais devidamente comprovadas. ▫ Estão dispensados da realização de provas finais nos 6.º e 9.º anos de escolaridade os alunos que se encontrem em situação considerada clinicamente muito grave
  9. 9. Justificação da falta• O encarregado de educação deve apresentar a respetiva justificação diretamente à Diretora da Escola, em carta fechada, no prazo de 2 dias úteis, a contar da data de realização da prova a que o aluno faltou.• A autorização de realização das provas é da responsabilidade da Diretora, após análise de cada caso.
  10. 10. Calendário (6º ano) Horas Quinta – Feira Quinta – Feira 20 de junho 27 de junho 8 : 30 1ª Chamada 1ª Chamada Português (61) Matemática (62) Horas Quinta – Feira Sexta - Feira 2 de julho 27 de junho 8 : 30 2ª Chamada 2ª Chamada Português (61) Matemática (62)
  11. 11. Calendário (9º ano) Horas Quinta – Feira Quinta – Feira 20 de junho 27 de junho 13:00 1ª Chamada 1ª Chamada Português (91) Matemática (92) Horas Quinta – Feira Sexta - Feira 2 de julho 27 de junho 13:00 2ª Chamada 2ª Chamada Português (91) Matemática (92)
  12. 12. Duração das provas:Disciplina Duração (minutos)Português – 2º ciclo 90Matemática – 2º ciclo 90Português – 3º ciclo 90Matemática – 3º ciclo 90 Todas as provas finais do 2º e 3º ciclos têm 30 minutos de tolerância.
  13. 13. Inscrição• Os alunos internos dos 6.º e 9.º anos de escolaridade do ensino básico geral, com planos curriculares aprovados pelo Decreto-lei n.º 139/2012, de 5 de julho, são automaticamente inscritos pelos serviços de administração escolar para as provas finais nos 2.º e 3.º ciclos, após a avaliação sumativa interna do final do 3.º período, desde que não tenham obtido: ▫ A. Classificação de frequência de nível 1 simultaneamente nas disciplinas de Português e de Matemática; ▫ B. Classificação de frequência inferior a nível 3 em três disciplinas, desde que se verifique o seguinte:  i. Nenhuma delas seja Português ou Matemática;  ii. Apenas uma delas seja Português ou Matemática e nela tenha obtido nível 1. ▫ C. Classificação de frequência inferior a nível 3 em quatro disciplinas, exceto se duas delas forem Português e Matemática e nelas tiver obtido classificação de nível 2.
  14. 14. Condições de admissão às provas finaisnos 6º e 9º anos• Não são admitidos às provas finais dos 6.º e 9.º anos de escolaridade os alunos que tenham obtido um conjunto de classificações na avaliação sumativa interna que já não lhes permita obter, após a realização das provas finais a Português e Matemática, um conjunto de classificações finais diferente que lhes permita a progressão.
  15. 15. Não admissão: C. N. 2Mat. 1 E. V. Não Não 2 Admitido AdmitidoPor. 1 E. F. 2
  16. 16. Admissão: Por. Ou Mat. 2Mat. 2 E. V. 2 Admitido AdmitidoPor. 2 E. F. 2
  17. 17. Admissão: E. V. E. F. AdmitPor. 2 Mat. 2 2 2 ido
  18. 18. Classificação• As provas finais de ciclo são classificadas na escala percentual de 0 a 100, arredondada às unidades, sendo a classificação final da prova convertida na escala de 1 a 5. Classificação da prova final de Classificação da prova ciclo final de ciclo 0 a 19 1 20 a 49 2 50 a 69 3 70 a 89 4 90 a 100 5
  19. 19. Peso das provas finais• A classificação final a atribuir a cada uma destas disciplinas, na escala de 1 a 5, integra a classificação obtida pelo aluno na prova final, com uma ponderação de 30 %.
  20. 20. Peso das provas finais A classificação final a atribuir às disciplinas de Língua Portuguesa e de Matemática é calculada de acordo com a seguinte fórmula arredondada às unidades: 7 × 𝐶𝑖 + 3 × 𝐶𝑝 𝐶𝐹 = 10em que:CF – Classificação final da disciplina,Ci– Classificação de frequência no final do 3º períodoCp – Classificação da prova final
  21. 21. Exemplos: Ci 1 2 3 4 5 Cp 1 1 2 2 3 4 2 1 2 3 3 4 3 2 2 3 4 4 4 2 3 3 4 5 5 2 3 4 4 5
  22. 22. Alunos com necessidades educativasde caráter permanente• Os alunos com necessidades educativas especiais de caráter permanente, abrangidos pelo disposto no n.º 1 do artigo 20.º do Decreto –Lei n.º 3/2008, de 7 de janeiro, prestam as provas finais de ciclo previstas para os restantes examinandos, podendo, no entanto, usufruir de condições especiais de avaliação ao abrigo da legislação em vigor.
  23. 23. Afixação de resultados• As pautas referentes às classificações das 1ª e 2ª chamadas das provas finais de ciclo de Português e Matemática dos 2º e 3º ciclos serão afixadas a 22 de julho de 2013.
  24. 24. Obrigatoriedade de realização• As provas finais nos 6.º e 9.º anos de escolaridade realizam - se numa fase única com duas chamadas, sendo que a 1ª chamada tem caráter obrigatório e a 2ª chamada destina -se a situações excecionais devidamente comprovadas, que serão objeto de análise.• A não realização das provas implica a retenção do aluno no 6.º ou no 9.º anos de escolaridade, exceto nas situações previstas
  25. 25. Realização das provas• Os alunos devem apresentar-se no estabelecimento de ensino 30 minutos antes da hora marcada para o início da prova.• Os alunos deverão trazer o documento de identificação.• Os alunos devem trazer o material necessário à realização da prova.
  26. 26. Dúvidas…• Esta apresentação será posteriormente colocada online: ▫ http://idf.fisicaequimica.com ▫ http://www.facebook.com/idfstp• Todas as informações respeitantes a cada disciplina estão disponíveis no sítio do GAVE.

×