Semana ed. 2010

204 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
204
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Semana ed. 2010

  1. 1. MULTICULTURALISMO E MATEMÁTICA Costa, Ailton Barcelos da¹; ailton_barcelos@yahoo.com.br 1Departamento de Matemática, Universidade Federal de São Carlos. Corpo do Trabalho • ENSINO NA APRENDIZAGEM NA PERSPECTIVA DAJUSFICATIVA: PRURALIDADE CULTURAL:O trabalho surgiu como um seminário de Estágio Supervisionado O tema traz oportunidades pedagogicamente de ampliarem questõesem Matemática Básica 3, como forma de introdução ao pré-projeto do cotidiano para o âmbito cosmopolita, como objetivo e como meiode Estágio 4. do processo educacional. PCN: Pluralidade Cultural (2000)METODOLOGIA: A pesquisa é de cunho histórico-bibliográfica, TRANSDICIPINARIDADE: Consiste essencialmente de uma análiseonde, se faz preferencialmente sobre documentação escrita, ou seja, crítica de geração e produção do conhecimento, da sua organizaçãosegundo FIORENTINI & LORENZATO (2006), neste tipo de intelectual e social, e da sua difusão. Substitui a arrogância dopesquisa a coleta de informações é feita a partir de fichamento das pretenso saber absoluto, que tem por conseqüências inevitáveis osleituras. comportamentos incontestados e as soluções finais, pela humildadeEstamos tratando de metanálise, que segundo FIORENTINI & da busca incessante, cujas conseqüências são respeito,LORENZATO (2006), é uma revisão sistemática de outras solidariedade e cooperação. Vai além das limitações impostas pelospesquisas, visando realizar uma avaliação crítica das mesmas e/ou métodos e objetos de estudos das disciplinas e das interdisciplinas.produzirem novos resultados ou sínteses a partir do confrontodesses estudos, transcedendo aqueles anteriormente obtidos. •ENSINO DE MATEMÁTICA: Os indivíduos historicamente responsáveis pelo avanço dela surgem na Grécia e depois nosCONCEITOS INICIAIS: países centrais da Europa, i. e., um conhecimento construído peloMULTICULTURALISMO: Movimento teórico e político da pluralidade dominador. O que se questiona é a agressão à dignidade e àcultural nos campos do saber, envolvendo não só educação, mas identidade cultural daqueles subordinados a essa estrutura.também outras áreas do conhecimento. Refere-se às estratégias epolíticas adotadas para governar ou administrar problemas de •ETNOMATEMÁTICA: Surge na década de 70. Embora essediversidade e multiplicidade gerados pelas sociedades multiculturais. programa possa sugerir uma ênfase na Matemática, é um estudo daCONCEITO DE CULTURA: Visão sociológica: “A cultura de uma evolução cultural da humanidade no seu sentido amplo, a partir dasociedade compreende tanto aspectos intangíveis – as crenças, as dinâmica cultural que se nota nas manifestações matemáticas.idéias e os valores que formam o conteúdo da cultura – como •ENSINO INTER/ MULTICULTICULTURAL: Esta perspectiva detambém aspectos tangíveis – os objetos, os símbolos ou a ensino da matemática se imprime através da visão histórica dessatecnologia que representam esse conteúdo.” GIDDENS (1997) ciência e, também, da compreensão da natureza da matemática e àCIÊNCIA MULTICULTURAL: “Procuramos entender o conhecimento sua importância na vida da humanidade. É um profundo estudo dae o comportamento humano de várias maneiras ao longo da História da Matemática, uma busca em procurar destacar a suaevolução da humanidade, naturalmente reconhecendo que o presença nas diversas atividades humanas. O desenvolvimento deconhecimento se dá de maneiras diferentes em culturas diferentes e atividades de sala de aula baseado em trabalhos de grupo e deem épocas diferentes.” D’AMBRÓSIO (2002) projeto (aprendizagem cooperativa). GIARDINETTO (2000) Referências Bibliográficas •BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: Pluralidade Cultural: Orientação Sexual/ Secretaria de Educação Fundamental, 2ª Edição, DP&A, Rio de Janeiro, 2000. •D`AMBROSIO, Ubiratan. Etnomatemática: Elo Entre as Tradições e a Modernidade. Ed. Autêntica, Belo Horizonte, 2001. •D`AMBROSIO, Ubiratan. Transdiciplinaridade, 2a Edição, Editora Palas Athenas. São Paulo, 1997. •FIOTENTINI, D.; LORENZATO, S. Investigação em Educação Matemática: Percursos Teóricos e Metodológicos. Autores Associados. Campinas, 2006. •GIARDINETTO, José Roberto B. Interculturalismo e Educação Matemática: reflexões a partir da experiência portuguesa. CD – 23a ANPEd, 2000. •GIDDENS, Antony. Sociologia. Fund. Calouste Gulbenkian, Lisboa, 1997. •KNIJNIK, Gelsa. Exclusão e resistência: Educação matemática e legitimidade cultural. Artes Médicas. Porto Alegre, 1996.

×