agricultura de precisão
Charles Echer

Solo elétrico

A utilização de aparelho que avalia a condutividade elétrica aparent...
Desenho da disposição dos discos no sistema Veris

a leitura da condutividade elétrica do solo, como
forma de obter dados ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Solo elétrico

196 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
196
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Solo elétrico

  1. 1. agricultura de precisão Charles Echer Solo elétrico A utilização de aparelho que avalia a condutividade elétrica aparente pode auxiliar o produtor a corrigir em tempo real as deficiências de nutrientes em diferentes áreas da lavoura A 36 mapeamento da produtividade, que é, dentre essas camadas de informações, a mais divulgada atualmente. Mapas de colheitas fornecem informações dos processos físicos, químicos e biológicos sob certas condições climáticas, informando básicas condições de implementação do manejo em sítio-específico da cultura, indicando onde aplicar os insumos ou correções necessários, baseados nos padrões espaciais de produtividade da cultura. Porém, os mapas de colheitas, sozinhos, não são suficientes para fornecer informações para distinguir entre as diversas fontes de variabilidade e não dão orientações claras sobre a influência da variabilidade de clima, pragas, doenças e propriedades físico-químicas do solo dentro de uma cultura em um determinado ano. Para avaliar a utilização de uma nova tecnologia na agricultura de precisão, foi realizado um trabalho na Usina Alta Mogiana, localizada no município de São Joaquim na Barra (SP), em dezembro de 2012, sobre área de Latossolo Vermelho Distroférrico, cultivado com cana em quarto corte. A área tem como histórico, sintomas de compactação do solo devido ao cultivo em época inadequada e de muita umidade, proporcionando espelhamento de sulco, ressecamento do solo, após um período drástico de intempéries etc. O trabalho utilizou um aparelho que realiza Implemento cedido pela empresa Stara para pesquisas do Centro de Cana Autores explicam como a condutividade elétrica pode auxiliar a corrigir as deficiências nutritivas Fotos IAC agricultura de precisão é um ramo de pesquisa relativamente recente na área agrícola e é possivelmente a que apresenta as perspectivas mais promissoras na geração de novas tecnologias e propostas de gerenciamento da lavoura. Estas tecnologias podem também incrementar a qualidade do uso de insumos e que permitam diminuição nos custos de produção ou aumento da produção por área, ou seja, melhoria na produtividade, além de possíveis benefícios ambientais. Para conseguir a máxima eficiência dos insumos agrícolas aplicados, pela utilização dessas técnicas, unidades de gerenciamento devem ser criadas, as quais representem uma combinação homogênea de fatores potenciais limitantes da produtividade (Fridgen et al, 2000). No contexto da agricultura de precisão, essas unidades são referentes a regiões geográficas que possuem atributos de relevo e do solo com mínima heterogeneidade (Luchiari Jr et al, 2000). Comumente, a determinação dessas áreas homogêneas dentro do talhão é difícil devido à complexa combinação entre os fatores que podem influenciar a produtividade das culturas. Diversas metodologias para se definir essas unidades de gerenciamento foram propostas, entre elas utilização da topografia, fotografias aéreas, imagens do dossel das culturas, sensoriamento remoto (Molin, 2001), além do Agosto 2013 • www.revistacultivar.com.br
  2. 2. Desenho da disposição dos discos no sistema Veris a leitura da condutividade elétrica do solo, como forma de obter dados sobre fertilidade e características e atributos do solo. O equipamento utilizado foi o Veris 3000, da Stara, que utiliza como eletrodos de medida seis discos de 25cm de diâmetro, sendo os quatros discos internos para medida de condutividade elétrica a 30cm de profundidade e os dois externos para 90cm de profundidade (Figura 1). O aparelho utilizado para fazer a leitura da Condutividade Elétrica (CE) do solo foi cedido pela empresa Stara da cidade de Não-Me-Toque (RS), para pesquisas do Centro de Cana (IAC – Ribeirão Preto) é um sistema móvel que permite análises de solo em tempo real. Sua construção é semelhante a outro implemento agrícola e contém seis discos sensoriais de 25cm de diâmetro, sendo os quatros discos internos para medida de condutividade elétrica a 30cm de profundidade e os dois externos para 90cm de profundidade. Contém também um GPS que é posicionado na parte superior no implemento, preso através de um ímã. Esse implemento é acoplado em um trator pequeno, é previamente calibrado de Mapa de Condutividade Elétrica Aparente, em Latossolo Vermelho (60% de argila), textura argilosa acordo com recomendações do fabricante e capta dados através dos discos e envia para um pequeno painel (Dataloger) instalado na cabine do trator. Esses dados são um produto de fatores tanto estáticos como dinâmicos que podem ser correlacionados a atributos e características dos solos, tais como salinidade do solo, a mineralogia e argila, umidade, resistividade, temperatura, pH e capacidade de troca de cátions (CTC). O Veris mediu a condutividade elétrica em uma área de 1,5 hectare com palhada de cana da variedade IAC-5000 que estava na fase de início da rebrota. A seguir, apresenta-se o mapa da área em questão, onde se conseguirá futuramente visualizar as alterações que poderão ser correlacionadas com atributos de solo e sistema radicular. A cultura da cana produziu em média no talhão cerca de 69 toneladas de colmos/ha (TCH), o que está um pouco abaixo do patamar desta variedade para este ambiente de produção. Entretanto, vale ressaltar que em outros talhões onde não foram visualizados os efeitos diretos da compactação, e o preparo do solo foi Sistema de GPS do Veris, fixado através de um ímã na parte superior do implemento em momento adequado, todas as variedades comportaram-se muito bem. Conclusões Com base no estudo foi possível concluir que o sistema radicular desta variedade foi mais expressivo na camada de 0-30cm, estando de acordo com Landell et al, 2007 (Boletim Técnico IAC-201). Embora se tenha obtido altos valores de Ds, a variedade desenvolveu-se promissoramente chegando um mês antes da colheita até ao acamamento em alguns pontos da área (estudo de caso). Devido à ótima fertilidade natural do solo estudado os atributos químicos não comprometeram o desenvolvimento radicular. E também foi possível concluir que em Ambientes com elevado estresse hídrico não se recomenda a .M IACSP95-5000. Nayla Nogueira Cristovão e Sandro Roberto Brancalião, Centro de Cana IAC Fabiano Tabaldi, Stara Os dados coletados são salvos e posteriormente passados para o computador onde o programa SoilViewer transforma a leitura em mapas de condutividade elétrica Novembro 2013 • www.revistacultivar.com.br 37

×