Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Boxes and Arrows:  The Design Behind the Design O Sucesso da Arquitetura da Informação nas Empresas Por James Robertson Ap...
Dentro das empresas existem novos  desafios Para ser bem sucedido o foco deve ser maior nas  pessoas  do que na informação...
Entender a  estratégia e direcionamento  corporativos. Selecionar projetos que suportem os  objetivos  da organização. Des...
Combinar o conhecimento da estratégia do negócio com uma profunda compreensão  das necessidades e problemas da equipe. Env...
Técnicas de pesquisa  com o usuário, que são importantes em qualquer projeto de AI,  se tornam críticas em um projeto corp...
Mesmo que a solução tenha atendido as necessidades da equipe, um plano de  gestão da mudança  será necessário. No ambiente...
Para que a solução não se pareça com uma colcha de retalhos o arquiteto da informação precisa estar preparado para atraves...
Desenvolver a habilidade de trabalhar em equipes multidisciplinares e com indivíduos chave de outros times, unidades de ne...
Em projetos corporativos soluções meramente tecnológicas produzem interfaces sem usabilidade e informações mal estruturada...
O arquiteto de informação não precisa ser um especialista em estratégia de negócios ou gestão de mudança. Em um cenário id...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

O Sucesso da Arquitetura da Informação nas Empresas

1,877 views

Published on

Mini-seminário de aula. Pós em Marketing e Design Digital. ESPM. Disciplina de Arquitetura de Informação. Apresentação dos alunos Alexandre Lopes Arias e Paulo Cesar Rocha (Prof. Luiz Agner).

Published in: Design, Business, Technology
  • Be the first to comment

O Sucesso da Arquitetura da Informação nas Empresas

  1. 1. Boxes and Arrows: The Design Behind the Design O Sucesso da Arquitetura da Informação nas Empresas Por James Robertson Apresentação Alexandre Lopes Arias Paulo Cesar Rocha
  2. 2. Dentro das empresas existem novos desafios Para ser bem sucedido o foco deve ser maior nas pessoas do que na informação. Falta de clareza quanto às necessidades e objetivos; Problemas organizacionais estão acima de tudo; Fazer as coisas acontecerem e fazer com que os usuários adotem as novas soluções. Análise da informação; Identificação da estrutura; Criação de taxonomias e mapas de site; Desenvolvimento de wireframes e outras interfaces.
  3. 3. Entender a estratégia e direcionamento corporativos. Selecionar projetos que suportem os objetivos da organização. Desenhar projetos que tragam benefícios tangíveis e visíveis dentro da organização. Desenvolver planos de projetos que tragam ganhos rápidos, construindo “momentum” para atividades de longa duração. Fazer um bom gerenciamento de projeto. 1 » Estratégia de negócio É preciso mostrar resultados reais e mensuráveis para a atividade principal da organização.
  4. 4. Combinar o conhecimento da estratégia do negócio com uma profunda compreensão das necessidades e problemas da equipe. Envolver gerentes seniores para obter informações sobre a estratégia e objetivos da empresa; Pesquisa em profundidade com membros chave da equipe para identificar os principais problemas e necessidades; Selecionar as atividades que, ao mesmo tempo suportem as metas da empresa e as necessidades da equipe; Estabelecer ações táticas (curto prazo) e estratégicas (longo prazo). 2 » De cima para baixo e de baixo para cima
  5. 5. Técnicas de pesquisa com o usuário, que são importantes em qualquer projeto de AI, se tornam críticas em um projeto corporativo. Normalmente estabelece-se as metas, objetivos e funcionalidades e depois a solução é desenhada com base em pesquisas centradas no usuário. Dentro da empresa a ordem é reversa. As metas serão definidas segundo as necessidades e problemas da equipe. A pesquisa é mais aberta e tem como objetivo uma profunda compreensão de como a equipe trabalha e do seu ambiente de trabalho. Os problemas e necessidades são desconhecidos. Aproxima-se de uma pesquisa etnográfica . 3 » Compreendendo a equipe
  6. 6. Mesmo que a solução tenha atendido as necessidades da equipe, um plano de gestão da mudança será necessário. No ambiente corporativo é preciso compreender a cultura organizacional . O maior inimigo não é a resistência, mas a apatia . Os problemas informacionais não são vistos como urgentes ou importantes. É preciso criar esse senso de urgência e comunicá-lo de forma abrangente para se obter suporte em todos os níveis da organização. 4 » Mudança organizacional
  7. 7. Para que a solução não se pareça com uma colcha de retalhos o arquiteto da informação precisa estar preparado para atravessar os limites tecnológicos. Conhecer intranets, sistemas de gerenciamento de conteúdo, sistemas de gerenciamento de documentos e registros, ferramentas de colaboração e aplicações e databases. 5 » Tecnologia
  8. 8. Desenvolver a habilidade de trabalhar em equipes multidisciplinares e com indivíduos chave de outros times, unidades de negócio e divisões, todos com fluxos de aprovação próprios. 6 » Trabalhando em equipe Ter habilidade com pessoas, talvez seja mais importante do que as habilidades específicas da profissão.
  9. 9. Em projetos corporativos soluções meramente tecnológicas produzem interfaces sem usabilidade e informações mal estruturadas, gerando resistência à mudança. pessoas. 7 » Vamos à luta Em equipes multidisciplinares o arquiteto de informação tem a oportunidade de demonstrar liderança em entregar projetos e soluções eficientes. Para isso é preciso conhecimento da estratégia de negócio e gestão de mudança, além da habilidade com pessoas.
  10. 10. O arquiteto de informação não precisa ser um especialista em estratégia de negócios ou gestão de mudança. Em um cenário ideal fará parte de uma equipe maior com diversos especialistas e deve entender destes assuntos, apesar de não ser seu papel resolvê-los. 8 » Considerações finais

×