Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Boxes and Arrows:  The Design Behind the Design O Arquiteto de Informação como um Agente de Mudança Por Matthew C. Clarke ...
Premissas O arquiteto de informação introduz novas tecnologias nas organizações. Novas tecnologias  resultam em uma mudanç...
 
Toda mudança traz consigo  um certo equilíbrio  entre custo e benefício. Fatores de estresse: Novos sistemas exigem  apren...
O estresse aumenta quando a mudança ocorre de forma  involuntária . Mudanças impostas por forças externas são vistas como ...
Organizações e indivíduos veem a mudança como uma  ameaça  e reagem para restaurar o equilíbrio. Em alguns casos há  resis...
Mas o que fazer?
2 »   Comunique Procure responder antecipadamente às dúvidas dos usuários:  Por que precisamos mudar ? O quanto será difer...
A comunicação deve ser de mão dupla. Busque a real participação das pessoas que serão afetadas pela mudança durantes as di...
5 »   Construa conexões Ouça.  Construa credibilidade. Facilite a interação do grupo. Estabeleça conexões com  os gestores...
Patrocinador  (sponsor) – Pessoa da alta hierarquia  que com seu apoio garante a colaboração de todos.  Campeão  (champion...
Definir metas  claras e objetivas. Medir  se as metas estão sendo cumpridas. Identificar os  riscos  (ameaças internas e e...
O agente da mudança precisa compreender a dinâmica organizacional e utilizar sua habilidade interpessoal para  facilitar, ...
Mudanças são inevitáveis, exceto para  as máquinas Change is inevitable, except from vending machines
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

O Arquiteto de Informação como um Agente de Mudança

1,617 views

Published on

Mini-seminário de aula. Pós em Marketing e Design Digital. ESPM - Escola Superior de Propaganda e Marketing/ RJ. Disciplina de Arquitetura de Informação. Apresentação dos alunos Alexandre Lopes Arias e Paulo Cesar Rocha (Prof. Luiz Agner).

Published in: Business, Technology
  • Be the first to comment

O Arquiteto de Informação como um Agente de Mudança

  1. 1. Boxes and Arrows: The Design Behind the Design O Arquiteto de Informação como um Agente de Mudança Por Matthew C. Clarke Apresentação Alexandre Lopes Arias Paulo Cesar Rocha
  2. 2. Premissas O arquiteto de informação introduz novas tecnologias nas organizações. Novas tecnologias resultam em uma mudança de comportamento. Organizações são sistemas em busca de equilíbrio e resistem a mudanças. Para a implementação bem sucedida de novas tecnologias é necessária uma boa gestão da mudança.
  3. 4. Toda mudança traz consigo um certo equilíbrio entre custo e benefício. Fatores de estresse: Novos sistemas exigem aprendizado , o que pode levar a uma queda de produtividade. Para a chegada do novo, o velho é abandonado e existe um período de “luto”. 1 » Toda mudança é estressante
  4. 5. O estresse aumenta quando a mudança ocorre de forma involuntária . Mudanças impostas por forças externas são vistas como perda de poder, reduzindo a sensação de controle e aumentando o estresse.
  5. 6. Organizações e indivíduos veem a mudança como uma ameaça e reagem para restaurar o equilíbrio. Em alguns casos há resistência e sabotagem e a organização volta à situação antiga. Em outros, é aceita e a organização se reestrutura em um novo ponto de equilíbrio. 2 » Sistemas resistem a mudanças
  6. 7. Mas o que fazer?
  7. 8. 2 » Comunique Procure responder antecipadamente às dúvidas dos usuários: Por que precisamos mudar ? O quanto será diferente do estado atual? Quando essa mudança vai ocorrer? Vai ocorrer de uma só vez ou gradual? Vou receber o treinamento necessário? Que benefício esta mudança me trará? Você pode levar um cavalo até a água, mas não pode fazer com que ele a beba. Mas pode colocar sal na sua ração.
  8. 9. A comunicação deve ser de mão dupla. Busque a real participação das pessoas que serão afetadas pela mudança durantes as diversas fases do projeto. Faça-as sentirem-se parte da mudança. Os testes de usabilidade podem ser usados para que os participantes se sintam envolvidos no processo. 4 » Um projeto participativo estimula a percepção de posse
  9. 10. 5 » Construa conexões Ouça. Construa credibilidade. Facilite a interação do grupo. Estabeleça conexões com os gestores do negócio, colaboradores técnicos e usários e entre eles.
  10. 11. Patrocinador (sponsor) – Pessoa da alta hierarquia que com seu apoio garante a colaboração de todos. Campeão (champion) – É quem vai incitar a mudança, o mais empolgado. Garante a presença das pessoas certas em reuniões, contrata os consultores mais adequados, inspira a equipe e é percebido como líder respeitável e confiável dentro da organização. 6 » Encontre um patrocinador e um campeão
  11. 12. Definir metas claras e objetivas. Medir se as metas estão sendo cumpridas. Identificar os riscos (ameaças internas e externas) e categorizá-los de acordo com impacto e probabilidade. Recompensar comportamentos que ajudem a atingir os objetivos. 7 » Objetividade na gestão da mudança
  12. 13. O agente da mudança precisa compreender a dinâmica organizacional e utilizar sua habilidade interpessoal para facilitar, motivar e empoderar a mudança comportamental. O mais importante nessa fase é buscar a real participação de todas as partes afetadas pela mudança tecnológica no projeto e implementação dessa mudança. Conclusão Encoraje a participação autêntica
  13. 14. Mudanças são inevitáveis, exceto para as máquinas Change is inevitable, except from vending machines

×