Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Lei de Proteção aos Dados (LGPD)

504 views

Published on

Lei brasileira de proteção aos dados pessoais (2018)

Published in: Education
  • Be the first to comment

Lei de Proteção aos Dados (LGPD)

  1. 1. Lei Brasileira de Proteção aos Dados Pessoais - LGPD Curso: Publicidade e Propaganda FACHA – Faculdades Hélio Alonso LUIZ AGNER CONVERGÊNCIA DE MÍDIAS
  2. 2. O que é a LGPD ■ Novo regulamento do Brasil sobre as obrigações de empresas que lidam com dados de pessoas. ■ Lei de proteção de dados pessoais (LGPD) aprovada em julho 2018 ■ Prazo para vigorar: 18 meses. ■ Baseada na lei européia (GDPR), o que pode facilitar o comércio internacional com o bloco.
  3. 3. Coleta de dados pessoais Datacenter Microsoft - Quincy
  4. 4. Coleta de dados pessoais Datacenter Apple – Maiden, EUA
  5. 5. Coleta de dados pessoais Datacenter Apple – Solar Farm
  6. 6. Coleta de dados pessoais Datacenter Facebook – Sweden
  7. 7. Coleta de dados pessoais Datacenter Facebook
  8. 8. Mais proteção ao dado pessoal ■ Os cidadãos poderão saber como empresas tratam os dados pessoais: ■ como e por que coletam, como armazenam, por quanto tempo guardam e com quem compartilham.
  9. 9. Dados sensíveis ■ Religião; origem racial ou étnica; as opiniões políticas; as filiações sindicais, filosóficas ou políticas; dados referentes à saúde ou à vida sexual; dados genéticos ou biométricos.
  10. 10. Compartilhamento e venda ■ É proibida a venda ou compartilhamento entre empresas de dados sensíveis referentes à saúde. ■ Vetado o uso de dados para discriminação ou prática abusiva, para que sejam respeitados os direitos fundamentais.
  11. 11. Direito de corrigir e deletar os dados ■ Também terão direito à revogação, à portabilidade e à retificação dos dados pessoais. ■ As empresas deverão fornecer essas informações de forma clara, inteligível e simples.
  12. 12. Consentimento ■ Ressalta a importância do consentimento, ■ mas prevê que o poder público possa usar dados pessoais sem pedir (ex: segurança e investigações). ■ Não se aplica ao uso de dados pessoais para atividades jornalísticas, artísticas e acadêmicas
  13. 13. Consentimento ■ Revogado a qualquer momento. ■ Não se aplica somente à internet. (ex: Farra dos CPFs nas farmácias). ■ Passará a ser obrigatório que as empresas informem às pessoas que não ceder seus dados é uma possibilidade.
  14. 14. Vazamento ■ Os diversos serviços devem comunicar o vazamento de dados às autoridades. ■ Cada empresa deve ter um profissional encarregado da proteção dos dados dos clientes.
  15. 15. Propósito ■ A lei determina que as empresas devem coletar apenas dados necessários aos serviços que prestam.
  16. 16. Transparência ■ Se uma empresa quiser mudar o jeito de usar os seus dados em relação ao que você tinha inicialmente consentido, por exemplo, a lei determina que é obrigatória a atualização do consentimento informando sobre essa mudança.
  17. 17. Fiscalização ■ Foi vetada por Temer a criação da a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD). ■ A ANPD seria uma agência reguladora semelhante ao modelo europeu com a mesma função.

×