Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Handbook Usability Testing - Capitulo 10

1,170 views

Published on

Mini-seminários da disciplina de Teste Formal de Usabilidade, Pós-graduação em Ergodesign de Interfaces da PUC-Rio / Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces / LEUI. Prof. Luiz Agner, 2010.

Published in: Design
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Handbook Usability Testing - Capitulo 10

  1. 1. DEBRIEFING - TESTES <ul><li>Luiz Agner </li></ul><ul><li>Doutor em Design - PUC-Rio </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul><ul><li>www.agner.com.br </li></ul>
  2. 2. Debriefing – o que é? <ul><li>Significa explorar e revisar as ações dos participantes, após as tarefas do teste. </li></ul><ul><li>É a técnica que leva ao esclarecimento dos problemas observados. </li></ul><ul><li>Visa determinar as causas dos problemas e como corrigi-los. </li></ul><ul><li>Os usuários contribuirão com diferentes pontos de vista e prioridades. </li></ul>
  3. 3. Debriefing com usuários <ul><li>Nunca levar os participantes a adotarem uma postura defensiva. </li></ul><ul><ul><ul><li>Evitar perguntas em tom inquisidor; determinação de culpa, etc. </li></ul></ul></ul><ul><li>Não reagir positivimamente ou negativamente às respostas do participante. </li></ul><ul><ul><ul><li>Evitar, através da linguagem não-verbal, mostrar qual é o tipo de resposta que você prefere escutar. </li></ul></ul></ul>
  4. 4. Recomendações básicas <ul><li>Durante o preenchimento do questionário de pós-teste, fique em silêncio e identifique os pontos que ficaram confusos. </li></ul><ul><li>Revise o questionário pós-teste e identifique as respostas inesperadas ou inusitadas. </li></ul><ul><li>Comece sugerindo ao participante que diga o que quiser. </li></ul><ul><li>Faça perguntas mais gerais primeiro, passando em seguida para tópicos específicos. </li></ul>
  5. 5. Recomendações básicas <ul><li>Explore e pergunte sobre as questões marcadas. </li></ul><ul><ul><li>Você pode despender mais tempo fazendo o debriefing do que a duração da tarefa. </li></ul></ul><ul><li>Foque na compreensão e identificação dos problemas e não nas soluções. </li></ul><ul><li>Não solicite soluções ou idéias de interface para o participante. Ele não é profissional. </li></ul><ul><li>Finalize toda a sua linha de investigação antes de passar às perguntas dos observadores. </li></ul>
  6. 6. Recomendações básicas <ul><li>Explore e pergunte sobre as questões marcadas. </li></ul><ul><ul><li>Você pode despender mais tempo fazendo o debriefing do que a duração da tarefa. </li></ul></ul><ul><li>Foque na compreensão e identificação dos problemas e não nas soluções. </li></ul><ul><li>Não solicite soluções ou idéias de interface para o participante. Ele não é profissional. </li></ul><ul><li>Finalize toda a sua linha de investigação antes de passar às perguntas dos observadores. </li></ul>
  7. 7. Recomendações básicas <ul><li>É boa idéia solicitar aos observadores realizar suas perguntas por escrito. </li></ul><ul><li>Abra a possibilidade de um futuro contato para tirar as dúvidas. </li></ul><ul><li>Dê um pequeno presente. </li></ul>
  8. 8. Técnicas avançadas <ul><li>Mostrar ao participante a gravação de vídeo com o seu teste. </li></ul><ul><li>Ou com base nas anotações escritas, faça o participante “voltar à cena do crime”. </li></ul><ul><li>Questioná-lo sobre partes específicas do teste. </li></ul><ul><li>Pode-se gravar a sessão de debriefing para posterior transcrição ou análise de conteúdo [áudio 1 – áudio 2 ]. </li></ul>
  9. 9. Técnicas avançadas <ul><li>Pode-se aproveitar a sessão de debriefing para a avaliação de diferentes layouts ou versões alternativas. </li></ul><ul><li>Às vezes, bancar o “advogado do diabo”: </li></ul><ul><ul><ul><li>Em casos muito específicos, ou de grande necessidade, o moderador deixa de lado a sua postura neutra e toma uma posição diametralmente oposta à do participante, com o objetivo de expor os seus reais sentimentos quanto à interface. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Somente após a finalização completa do teste. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Pode usar uma “mentira branca”. </li></ul></ul></ul>
  10. 10. Com os observadores <ul><li>Debrifar com os observadores entre as sessões de teste. </li></ul><ul><li>Por 10 minutos. </li></ul><ul><li>Começar: “O que acharam?” </li></ul><ul><li>Fazer anotações. </li></ul><ul><li>Perguntar tarefa por tarefa. </li></ul><ul><li>Tentar um consenso sobre os problemas principais e como descrevê-los. </li></ul>
  11. 11. Com os observadores <ul><li>Mostre a lista de problemas, com o número dos participantes: P1, P3, P6 </li></ul><ul><li>Peça para os observadores revisarem. </li></ul><ul><li>Peça para priorizá-los através de uma votação. </li></ul><ul><li>Objetivo: engajar os observadores como co-pesquisadores. </li></ul><ul><li>Ajuda a evitar surpresas no relatório final. </li></ul><ul><li>Evitar falar sobre as possíveis soluções. </li></ul>

×