Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Iv conferência santander final

186 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Iv conferência santander final

  1. 1. IV Conferência Setor Elétrico Brasil - Santander Britaldo Soares São Paulo – 05 de abril de 2013
  2. 2.  Situação dos Reservatórios  Evolução da Matriz Energética  Geração Termelétrica  Tendências dos Leilões de Energia
  3. 3. A capacidade de armazenamento dos reservatórios não acompanhou o crescimento do mercado Em 31 de dezembro 73% 73% 78% 76% 64% 56% 50% 78% 63% 54% 47% 39% 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 % da Energia Armazenável Máxima % da Energia Armazenável Máxima Em 31 de janeiro 72% 67% 63% 59% 54% 54% 44% 46% 40% 32% 35% 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012  jan/2012: uma das maiores médias de armazenamento do período de 2001 à 2012  dez/2012: a pior média de armazenamento no mesmo período Fonte: ONS 31%
  4. 4. 2012: Rápido deplecionamento dos reservatórios Evolução do Armazenamento do SIN em 2012  Fatores climáticos influenciam fortemente no armazenamento de energia e eventos climáticos têm sido cada vez mais recorrentes  Plano Decenal 2021 não indica movimento relevante do sistema na despachabilidade Fonte: ONS
  5. 5. Evolução da Matriz Energética Acréscimo de potência instalada anual por fonte (MW)  Segurança de suprimento requer maior despachabilidade  Termelétricas como provedoras de estabilidade operacional e econômica Fonte: EPE - PDE 2021
  6. 6. Benefícios da Geração Termelétrica  Assegurar o atendimento do mercado em situações de afluências desfavoráveis  Desde out/2012 têm sido despachadas de 12 a 14 GW de térmicas  Expectativa de manutenção do elevado despacho térmico em 2013  Usinas próximas ao centro de consumo diminuem a necessidade de reforços no sistema de transmissão  Fonte despachável: necessário atributo de produzir energia quando  Importância da fonte despachável diante da maior participação da energia eólica e das usinas sem reservatório de regularização na matriz energética  Planejamento versus tempo de construção (3 a 5 anos)
  7. 7. Leilões de Energia confiabilidade do sistema versus menor preço Situação Atual... ...Desafios    expansão da oferta exclusivamente pelo menor preço  ausência de sinal locacional das usinas   nos últimos 3 anos, participação do gás natural na expansão de apenas 6%   aumentar a participação de fonte despachável flexibilizar as regras de leilões para promover inserção de térmicas a gás na matriz energética flexibilizar estrutura de preços de gás restabelecer o GNL como alternativa de combustível reduzir a necessidade de investimentos na expansão da rede de transmissão  O grande desafio nos leilões para a expansão da capacidade de geração do sistema é, portanto, a confiabilidade do suprimento versus o preço
  8. 8. Geradoras do Grupo AES Brasil  Início das operações no Brasil:  AES Tietê em 1999  AES Uruguaiana em 2000  Parque gerador:  AES Tietê com 12 hidrelétricas  AES Uruguaiana com 1 termoelétrica  Capacidade Instalada:  Hídrica : 2.658 MW  Térmica : 640 MW  Status atual da AES Uruguaiana:  Operações foram reiniciadas em 02/2013, pelo prazo de 60 dias. A Companhia negocia com o MME, ONS, Petrobrás, Sulgás e Argentina a volta da sua operação de forma permanente
  9. 9. Projetos AES Tietê  AES Tietê desenvolve dois projetos térmicos a gás natural, ambos localizados no Estado de São Paulo, próximos ao centro de consumo Termo São Paulo (Canas/SP) Termo Araraquara (Araraquara/SP)  Capacidade: 550MW  Capacidade: 570MW  Licença Prévia Ambiental emitida. Finalização de estudos para obtenção da Licença de Instalação  Licença Prévia Ambiental emitida. Finalização de estudos para obtenção da Licença de Instalação  AES Tietê possui uma opção de compra de 95%

×