Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Encontros de Usuários e Entusiastas de Métodos Ágeis no Brasil

95 views

Published on

Autor: Jean Avila Rangel.
Apresentado no Fórum de Tecnolgia em Software Livre (FTSL) 2016.

Published in: Software
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Encontros de Usuários e Entusiastas de Métodos Ágeis no Brasil

  1. 1. Encontros de Usuários e Entusiastas de Métodos Ágeis no Brasil Jean Avila Rangel XIII FTSL 31/08/2016 até 02/08/2016 – Curitiba, Paraná UTFPR - Universidade Tecnológica Federal do Paraná 1
  2. 2. Jean Avila Rangel • Técnico em Informática na ETE 25 de Julho (Ijuí – RS) • Graduado em Engenharia de Software na UNIPAMPA (Alegrete – RS) • Mestrando em Computação Aplicada na linha de pesquisa em Engenharia de Software na UTFPR (Curitiba – PR) • jeanrangel@alunos.utfpr.edu.br 2
  3. 3. Agenda • Diferenças entre encontros de pequeno porte e eventos de grande porte • Ferramenta Meetup • Apresentação dos principais encontros: • Coding Dojos; • Hackathons; • Coderetreats; • Fishbowls; • Lean Coffee; • Cafés e meetups; • Experiências pessoais • Questionário 3
  4. 4. Diferenças entre eventos de grande e pequeno porte • Exemplo de evento de grande porte: http://www.agilebrazil.com/2016/inscricoes/ • Geralmente, altas taxas de inscrição; • Limite de participantes de acordo com o local (auditório, universidade, etc); • Voltado para aprender novos conceitos; • Utilizado para o palestrante demonstrar trabalhos e os ouvintes aprender ou rever conteúdos. 4
  5. 5. Diferenças entre eventos de grande e pequeno porte • Exemplo de evento de pequeno porte: http://www.meetup.com/pt- BR/PHP-PR/ • Sem taxas de inscrição; • Menor número limite de participantes; • Voltado para troca de experiências; • Utilizado para troca de contatos profissionais (networking). 5
  6. 6. Apresentação dos principais encontros: Coding Dojo • Definição de Dojo: Local para treinar. Possui os tipos: • Kata – Um apresentador possui a resolução de um problema e o grupo deve desvendá-lo para chegar ao mesmo resultado; • Randori – Utilizando TDD e babysteps, um problema é proposto no início e todos os participantes programam de forma pareada em um computador ligado a um projetor. • Kake – Similar ao Randori, porém as duplas trabalham simultaneamente e após intervalos de tempo os membros são trocados aleatoriamente. • Site para exemplos de atividades: http://dojopuzzles.com/problemas/exibe/contando-as-letras-dos- numeros/ 6
  7. 7. Apresentação dos principais encontros: Coding Dojo • Retrospectiva: • O que aprendemos com o Coding Dojo de hoje; • O que podemos melhorar para a realização dos próximos Coding Dojos; • O que devemos continuar fazendo nos próximos Coding Dojos. 7
  8. 8. Apresentação dos principais encontros: Hackathon • Maratona de programação; • Geralmente, mais de um dia de duração; • Comidas e bebidas são fundamentais para os participantes; • A codificação pode ser utilizada na realidade ou ser somente uma brincadeira; • Em algumas ocasiões, possui prêmios e pontuações; • Alto nível de conhecimento em software, design, projeto, etc. requisitado. 8
  9. 9. Apresentação dos principais encontros: Coderetreat • Um dia inteiro para programação, dividido por sessões; • Com a seguinte estrutura: • Problema: jogo da vida; • Sessões de 45 minutos; • De manhã até a noite; • Pair-programming; • É usado, de preferência, o Test-Driven Development (TDD) • Em cada sessão, os pares são trocados; • Ao final de cada sessão, todo código é deletado. 9
  10. 10. Apresentação dos principais encontros: Fishbowls • http://agiletrendsbr.com/fishbowls/ • Plateia disposta em círculo, onde os membros no centro discutem sobre algum tema; • Para os ouvintes externos participarem da discussão, devem entrar no círculo central; • Acontecendo simultaneamente no FTSL (Q102). 10
  11. 11. Apresentação dos principais encontros: Lean Coffee • http://www.meetup.com/pt-BR/Lean-Coffee-Curitiba/ • Criado por dois amigos que queriam conversar sobre o Método Lean, porém não queriam organizar um grande evento; • Os tópicos do encontro são escolhidos democraticamente; • Há os estados: para discutir, discutindo e discutido. 11
  12. 12. Apresentação dos principais encontros: Cafés e meetups • Participação do ScrumCuritiba 12
  13. 13. Apresentação dos principais encontros: Cafés e meetups • Participação do Code for Curitiba 13
  14. 14. Agenda • Diferenças entre encontros de pequeno porte e eventos de grande porte • Ferramenta Meetup • Apresentação dos principais encontros: • Coding Dojos; • Hackathons; • Coderetreats; • Fishbowls; • Lean Coffee; • Cafés e meetups; • Experiências pessoais • Questionário 14
  15. 15. Experiências pessoais • Espaço aberto para discussões. 15
  16. 16. Questionário •http://tinyurl.com/ha9lcbr 16
  17. 17. Referências • SATO, D. T.; CORBUCCI, H.; BRAVO, M. V. Coding dojo: An environment for learning and sharing agile practices. In: Agile. AGILE ’08. Conference. 2008. p. 459–464. • Devmedia. O que é Coding Dojo? http://www.devmedia.com.br/o-que-e-o- coding-dojo/30517 Acessado em 31/08/2016. • Structure of a Coderetreat http://coderetreat.org/facilitating/structure-of-a- coderetreat Acessado em 01/09/2016. 17

×