Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Coding Dojo - Unreal Engine

148 views

Published on

Apresentado no Coding Dojo da Semana Technológica 2017 da UTFPR Curitiba

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Coding Dojo - Unreal Engine

  1. 1. Coding Dojo Unreal Engine Semana Technológica 2017 Paulo Cezar de Oliveira
  2. 2. 2 / 10 Envolvidos no Dojo ● Adolfo Gustavo Serra Seca Neto - Coordenador – Professor Doutor, DAINF/PPGCA. – Atuação: desenvolvimento ágil de software, lógica para computação. – adolfo@utfpr.edu.br ● Paulo Cezar de Oliveira - Moderador – Aluno do programa de mestrado do PPGCA. – Pesquisa: Coding Dojo no aprendizado de programação de software. – paulooliveira@alunos.utfpr.edu.br ● Jean Avila Rangel - Sensei – Aluno do programa de mestrado do PPGCA. – Pesquisa: Desenvolvimento de jogos para detecção de fraudes – jean_rangel94@hotmail.com
  3. 3. 3 / 10 Coding Dojo, o que é? ● Programadores e interessados em aprender se reúnem com o objetivo de trocar experiência. ● Diversão e discussão de temas como design, testes, refatoração, escolha do editor de código e ferramentas. ● Uso de Práticas Ágeis para o desenvolvimento. ● Buscam – Encontrar soluções simplificadas para problemas simples. – Permitir que o público acompanhe a linha de raciocínio dos desenvolvedores.
  4. 4. 4 / 10 Coding Dojo, o que não é? ● Não é uma competição. ● Os problemas não devem ser complexos. ● Não há a necessidade achar uma solução para o problema proposto. ● O problema não precisa ser resolvido. – Porém, durante o Dojo, busca-se solucionar o problema.
  5. 5. 5 / 10 Coding Dojo, como funciona? ● Todos da plateia podem participar como piloto e copiloto. ● Estabelece um tempo de permanência no teclado entre 3 a 10 minutos para o piloto. ● Vencido o prazo o copiloto assume o teclado e mouse e outro da plateia assume o papel de copiloto. ● Todos trabalham no mesmo projeto. ● Pode fazer mudanças no que estava sendo feito pelo piloto.
  6. 6. 6 / 10 Programação em Pares ● É uma das principais práticas ágeis. ● Prática colaborativa de desenvolvimento de software. ● Duas funções no mesmo teclado e mouse: – Piloto – Assume o teclado e mouse e coloca em prática as ideias. – Copiloto – acompanha todo o processo de desenvolvimento orientando e dando sugestões sobre como melhorar o código. – Cada um permanece um tempo predefinido em cada função.
  7. 7. 7 / 10 Passos de Bebê ● Passo a passo. ● Objetivo – Fazer mudanças sutis no desenvolvimento do código. ● Pode se obter uma melhor solução. – É possível que outros compreendam todo o processo de desenvolvimento, sendo inclusive, possível sua replicação. – No Coding Dojo, os desenvolvedores falam em bom som o que estão fazendo e o que querem fazer.
  8. 8. 8 / 10 Desenvolvimento Orientado a Testes - TDD ● Desenvolver testes de unidade automatizados em códigos de programas. ● Construído e aplicado antes de ser implantado no código original. ● Permite saber se tal funcionalidade é viável. ● Caso algum teste falhe, o código é corrigido antes de dar continuidade no desenvolvimento. ● É possível identificar falhas antes da implementação efetiva.
  9. 9. 9 / 10 Refatoração ● Objetivo: – Melhorar a estrutura e qualidade do código. – Remoção de partes duplicadas e/ou desnecessárias do código. – Reestruturar o processo de mudança do código. – Não pode alterar o comportamento externo do programa computacional.
  10. 10. 10 / 10 Obrigado! Dúvidas? Contato: paulooliveira@alunos.utfpr.edu.br

×