Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Seminario adit salvador out 2012-versao curta (2)

506 views

Published on

Published in: Business
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Seminario adit salvador out 2012-versao curta (2)

  1. 1. Copyright VALE DO LOBO 2012Vale do Lobo, Resort Turístico de Luxo, SAAlgarve | Portugal17 de Fevereiro de 2012Diogo Gaspar Ferreira
  2. 2. AL AB L OUT VAL DO L O E OB1. VALE DO LOBO HOJE2 Prioridades / procedimentos a ter quando se pensa num NOVO RESORT 2.1 CONHECER O MERCADO 2.2 DEFINIR OBJECTIVOS 2.3 ELABORAR UM MODELO FINANCEIRO 2.4 ANÁLISE E VIABILIZAÇÃO DO PROJECTO
  3. 3. AL AB L OUT VAL DO L O E OB TUDO SOBRE VALE DO LOBO 1.1 O Projecto 1962 - 2012Desde 1962 – um projecto com cerca de 50 anos de história
  4. 4. AL AB L OUT VAL DO L O E OB TUDO SOBRE VALE DO LOBO 1.2 O resort no presenteCom cerca de 50 anos de experiência, Vale do Lobo é actualmente um resortauto-suficiente de qualidade superior, com características únicas em Portugal.
  5. 5. AL AB L OUT VAL DO L O E OB TUDO SOBRE VALE DO LOBO 1.2 O resort no presenteFACTOS E NÚMEROS Cerca de 50 anos de história de sucesso 500 hectares - o maior resort de Portugal 1.500 moradias e apartamentos 2 campos de golfe de excepção 2 km de praia de areias douradas Academia de Ténis Spa, Fitness Centre e Centro Médico 15 Restaurantes e bares Entretenimento, lazer e animação total Actividades desportivas Inúmeras actividades e serviços 200 colaboradores directos e 2.000 subcontratados Cerca de 750.000 visitantes por ano Vale do Lobo é o maior “RESORT Integrado ” de Portugal
  6. 6. AL AB L OUT VAL DO L O E OB TUDO SOBRE VALE DO LOBO 1.2 O resort no presenteMISSÃO Vale do Lobo é um empreendimento de luxo auto-suficiente que proporciona aos seus proprietários e visitantes uma experiência de vida exclusiva num ambiente harmonioso e seguro.VISÃO Vale do Lobo pretende ser uma referência de excelência e exclusividade no sector do turismo residencial na Europa.
  7. 7. AL AB L OUT VAL DO L O E OB TUDO SOBRE VALE DO LOBO 1.2 O resort no presenteÁREAS DE ACTIVIDADE Imobiliária (core-business) • Apartamentos, moradias isoladas e geminadas • Construção de elevada qualidade • Investimentos com elevando retorno Turismo • Uma experiência de férias com uma oferta diversificada para diferentes tipos de clientes • Serviço personalizado e atenção ao detalhe (circuito interno de transporte, etc.). Golfe • Dois campos de golfe de referência no Algarve. • Campos de elevada qualidade e manutenção • Excepcionais condições de apoio Cultura, Lazer, Bem-estar • Grandes eventos culturais e desportivos • Infra-estruturas de lazer, saúde e bem-estar com todas as comodidades • Segurança e tranquilidade
  8. 8. AL AB L OUT VAL DO L O E OB TUDO SOBRE VALE DO LOBO 1.2 O resort no presenteCLIENTES/ MERCADO-ALVO  Casais com elevado rendimento  Idades compreendidas entre os 45 e os 60 anos  Empresários ou homens de negócios  Oriundos principalmente da Europa (país de origem a menos de 4 horas de distância)  Apreciadores de desportos como golfe ou ténis; sol e praia  Com uma preocupação em particular por questões de segurança e bem-estar (wellness, cuidados médicos) Proprietários em Vale do Lobo – Principais mercados
  9. 9. AL AB L OUT VAL DO L O E OB TUDO SOBRE VALE DO LOBO 1.2 O resort no presenteCICLO POSITIVO DO NEGÓCIO Golfe Uma abordagem mais comercial e competitiva nas Restaurantes áreas do Golfe e Turismo, maximizando as receitas, contribui para um CICLO POSITIVO. Vendas imobiliárias Alojamento de férias Satisfação O Golfe e o Turismo num ciclo positivo de negócio do cliente funcionam como alavanca para as vendas imobiliárias. Spa, Fitness Centre e outras actividades
  10. 10. AL AB L OUT VAL DO L O E OB TUDO SOBRE VALE DO LOBO 1.2 O resort no presenteO PROCESSO DE VENDA • Os estudos revelam que antes da decisão de compra de uma segunda residência no estrangeiro, os clientes visitam o destino mais de 5 vezes. • Na maioria dos casos, o primeiro passo para se converterem num proprietário é passar férias nesse local ou visitá-lo antes p.e. para jogar golfe. 1º Contacto Fidelização Tomada de decisão Potenciais Clientes Férias Repetir férias Adquirir uma propriedade Novo cliente Golfe Desfrutar Vale do Lobo e Despertar o interesse Referências Eventos e outras actividades Impulsionar mais noites de estadia e Reduzir o tempo de Gerar mais vendas e angariar mais voltas de golfe de decisão na compra Embaixadores para referências
  11. 11. AL AB L OUT VAL DO L O E OB TUDO SOBRE VALE DO LOBO 1.2 O resort no presenteCLUBE DE PROPRIETÁRIOS DE VALE DO LOBO Os membros do Clube de Proprietários têm à sua disposição um serviço de atendimento personalizado junto à recepção principal do resort, onde poderão obter todas as informações que necessitem. Os benefícios do Clube de Proprietários incluem o acesso a inúmeros serviços, descontos e condições exclusivas no resort. O Clube de Proprietários de Vale do Lobo oferece a solução ideal para quem não quer ter preocupações com a administração da sua casa.
  12. 12. AL AB L OUT VAL DO L O E OB COMO CONCEBER BEM UM NOVO RESORT 2.1 Conhecer o mercadoFactores importantes a ter em conta pelo Promotor 90% dos Resorts não são um sucesso para os primeiros donos É um negócio de capital intensivo, difícil de financiar e de retorno a médio/longo prazo Sucesso depende sobretudo da escolha correcta do conceito / dimensão e do ritmo epreço de vendas A importância de consultores no projecto é fundamental, mas deve ser semprecoordenada, desde o início, por um lider de projecto da própria empresa e comconhecimentos e experiência consolidada no sector
  13. 13. AL AB L OUT VAL DO L O E OB COMO CONCEBER BEM UM NOVO RESORT 2.1 Conhecer o mercadoFactores importantes a ter em conta pelo Promotor (cont.) Por norma, os promotores acreditam que detêm osconhecimentos necessários para o negócio com base nasua experiência e opinião pessoal, envolvendo-se nadefinição do que gostariam que fosse o seu resort:Preocupação sobre ROE em vez de ROI! A grande maioria dos projectos começa ao contrário:contrata-se um Arquitecto e só depois se define o conceito ese faz contas ! Contratar SEMPRE consultores com larga experiênciacomprovada em produtos similares (Ex: arquitectos,decoradores) O negócio de Resorts é COMPLEXO E CARO!
  14. 14. AL AB L OUT VAL DO L O E OB COMO CONCEBER BEM UM NOVO RESORT 2.2 Definir objectivosÉ fundamental ao Promotor saber o que pretende Posicionamento no mercado (luxo / médio / barato ) e target/ cliente (1º factor é a localização depois beleza, distância, praia, etc.) Conhecer a fundo, todos os projectos concorrentes ( actuais e futuros) Elementos diferenciadores / oportunidades face à concorrência Densidade de construção (área máxima permitida vs parâmetros tipo, para cliente pretendido) por ex : Vale do Lobo teve possibilidade de construir 30% mas apenas edificou 20%
  15. 15. AL AB L OUT VAL DO L O E OB COMO CONCEBER BEM UM NOVO RESORT 2.2 Definir objectivosÉ fundamental ao Promotor saber o que pretende (cont.) Qual o mix de serviços e infra-estruturas a contemplar no projecto: hotel (tipo), vilas, TWH/apartamentos, equipamentos desportivos (marina, polidesportivo, cavalos, golfe). Caso se decida ter um Hotel, deverá este ser explorado por uma cadeia internacional ou não ? Dependerá da localização, clientela, etc. Devem as casas ser tipificadas ( 3/5 modelos tipo) ou deverá a empresa ter uma equipa de arquitectura a desenhar / desenvolver casas personalizadas à medida de cada cliente
  16. 16. AL AB L OUT VAL DO L O E OB COMO CONCEBER BEM UM NOVO RESORT 2.2 Definir objectivosÉ fundamental ao Promotor saber o que pretende (cont.) Que tipo de serviços devem ser prestados, quantidade e custos inerentes? (ex: Clube de proprietários / concierge, supermercado/ lojas). A quantidade e qualidade tem um preço! Devem as lojas ser propriedade do promotor ou cedidas à exploração? É importante alugar as casas dos proprietários? Se sim, por quanto? (requer modelo financeiro).
  17. 17. AL AB L OUT VAL DO L O E OB COMO CONCEBER BEM UM NOVO RESORT 2.2 Definir objectivosÉ fundamental ao Promotor saber o que pretende (cont.) Quanto podem os proprietários de cada propriedade estar dispostos a pagar de condomínio Deve adquirir logo mais área para futura expansão ou limitar a construção inicial no terreno existente, mediante um Master Plan que contemple várias opções de crescimento futuro? Como envolver desde o início as entidades municipais/ locais, associações ambientais e opinião publica no projecto (PR é fundamental)
  18. 18. AL AB L OUT VAL DO L O E OB COMO CONCEBER BEM UM NOVO RESORT 2.2 Definir objectivos Todo o processo deve ser liderado por um profissional (líder do projecto epreferencialmente futuro CEO do Resort) com larga experiência no sector, o qual terá decoordenar todos os consultores. A contratação de especialistas / consultores ,antes de iniciar o projecto é muitoimportante, como ajuda na definição do pensamento / conceito estratégico (não confundircom tomada de decisão).  Conceito  Cliente  Dimensão  Hotel  Equipamentos MODELO FINANCEIRO
  19. 19. AL AB L OUT VAL DO L O E OB COMO CONCEBER BEM UM NOVO RESORT 2.3 Elaborar um modelo financeiroInformações essenciais a saber: Custos anuais de desenvolvimento do projecto (arquitectos, advogados, consultores, licençasmunicipais e contrapartidas). Custos de construção de hotel, incluindo custo e preço por quarto e taxa de ocupação (modelofinanceiro de Hotel). Custo total de infra-estruturas. Custo total de construção de equipamentos = Clubhouse/ clube+lojas+instalações desportivas.
  20. 20. AL AB L OUT VAL DO L O E OB COMO CONCEBER BEM UM NOVO RESORT 2.3 Elaborar um modelo financeiroInformações essenciais a saber (cont.): Preço de construção e venda de casas/townhouses / apartamentos. Ritmo de vendas. Estrutura de custos fixos (staff, vendas, custo de vendas). Receitas e custos de condomínio e alugueres ( Recepção, clube, segurança, housekeeping, etc.). Receitas e custos de lojas.
  21. 21. AL AB L OUT VAL DO L O E OB COMO CONCEBER BEM UM NOVO RESORT 2.3 Elaborar um modelo financeiroApós este primeiro modelo financeiro, o promotor deverá estar em posição de dizer: Quanto e quando terá de investir… em $ Este modelo é suficientemente rentável? Qual o melhor e possível modelo de financiamento (equity / banca), face às necessidades financeiras Aplicando ao modelo, o custo de capital e de impostos, atinge-se o ROI
  22. 22. AL AB L OUT VAL DO L O E OB COMO CONCEBER BEM UM NOVO RESORT 2.3 Elaborar um modelo financeiroSe estiver satisfeito com este Modelo (custo total, equity e retorno), deverá entãoconsiderar 3 cenários possíveis, de análise de sensibilidade, considerando: Taxa de ocupação de hotel e preço quarto Preço de venda de imobiliário, ritmo de vendas
  23. 23. AL AB L OUT VAL DO L O E OB COMO CONCEBER BEM UM NOVO RESORT 2.3 Elaborar um modelo financeiroCaso o modelo financeiro faça sentido, após esta análise de sensibilidade, só entãose deve avançar para o Masterplan com os arquitectos. A escolha da empresa do master Planner deverá depender do tipo de projecto. Após definir qual o conceito, pesquisar referências de projectos similares a nível mundiale identificar as empresas de Master Plan que os desenvolveram .
  24. 24. AL AB L OUT VAL DO L O E OB COMO CONCEBER BEM UM NOVO RESORT 2.4 Análise e viabilização do projectoQuando o Master Plan estiver concluído e antes de avançarpara o próximo passo… Uma profissional equipa de RP deverá preparar umaEXTRAORDINÁRIA apresentação para as EntidadesMunicipais, outras entidades oficiais, associaçõesambientais e associações de residentes para que seenvolvam no projecto, apresentando as suas opiniões esugestões para assim garantir o seu desenvolvimentosem entraves ou condicionantes futuros.Partilhar e envolver todos os intervenientes, paraque sintam o projecto como seu, orgulhosos por terem participado desde o início.
  25. 25. AL AB L OUT VAL DO L O E OB COMO CONCEBER BEM UM NOVO RESORT Resumo de processos Equipa de Posicionamento Líder consultores de mercado TERRENO Concorrência CONCEITO FINAL Definição do Serviços Mix do resort nosso cliente a prestar (hotel, vivendas/apartamentos, lojas) Orçamentar Interessa Modelo Financeiro Como financiar ou não? Pessimista Cálculo de ROI Envolverforças vivas Contratar Especialistas Master Plan Identificar projecto comparável INTERESSA APROVAR Divulgar / envolver forças vivas
  26. 26. AL AB L OUT VAL DO L O E OB COMO CONCEBER BEM UM NOVO RESORT ConclusãoFactores críticos de sucesso Desenvolver os diferentes “ passos” , pela ordem certa contratar o correcto líder + definir Conceito + Modelo Financeiro + ROI + Análise de sensibilidade + Master Plan + ser pessimista em tudo Antes de avançar para as aprovações oficiais, envolver “forças vivas” da região (Câmaras, Associações Ambientais e residentes)Onde erramos normalmenteInvestimento Total + Ritmo de vendas + EGO + Não envolvimento de “Forças Vivas” / RP
  27. 27. Copyright VALE DO LOBO 2012OBRIGADODiogo Gaspar Ferreira

×