Testes De Rastreio para Demência

35,163 views

Published on

2 Comments
16 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
35,163
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
28
Actions
Shares
0
Downloads
774
Comments
2
Likes
16
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Testes De Rastreio para Demência

  1. 1. Avaliação Cognitiva para Diagnóstico de Demência - Testes de Rastreio Andrea Dircksen Mestre em Neurociências Ana Lucia Azoubel Helal Especialista em Gerontologia Email: [email_address]
  2. 2. Avaliação Informal <ul><li>Avaliação começa quando o paciente entra na sala: </li></ul><ul><li>como ele está fisicamente, </li></ul><ul><li>sua deambulação, </li></ul><ul><li>sua orientação, </li></ul><ul><li>seu humor, </li></ul><ul><li>e continua na anamnese, pode-se verificar padrões sugestivos de demência: </li></ul>
  3. 3. Avaliação Informal <ul><li>o paciente nos dá informações detalhadas sobre eventos mais antigos e os recentes tem dificuldade de lembrar (a “famosa” virada de cabeça). </li></ul><ul><li>erros com relação ao tempo são comuns, por exemplo, um problema que ocorreu há 2 anos e ele relata que foi há 6 meses. </li></ul>
  4. 4. Avaliação Informal <ul><li>problemas de Linguagem – dificuldade em encontrar palavras, pode substituir ou ter vocabulário muito simples para seu nível intelectual. </li></ul><ul><li>desorientação temporal – dia do mês, mês ou período do dia, erros grosseiros são inaceitáveis. </li></ul>
  5. 5. Avaliação Informal <ul><li>Não detecta déficits cognitivos bem definidos; </li></ul><ul><li>Necessita-se de determinações mais exatas para avaliar a eficiência de uma intervenção terapêutica. </li></ul>
  6. 6. Testes de Rastreio <ul><li>rápidos – + 10 min; </li></ul><ul><li>bem aceitos pelos pacientes; </li></ul><ul><li>não é necessário treinamento extenso para aplicação; </li></ul><ul><li>escore facilmente quantificado; </li></ul><ul><li>boa confiabilidade (examinadores e teste re-teste); </li></ul><ul><li>boa validade concorrente – baterias mais amplas. </li></ul>
  7. 7. Testes de Rastreio <ul><li>Limitações: </li></ul><ul><li>não fazem diagnóstico etiológico (causa) e sim sindrômico (sinais e sintomas); </li></ul><ul><li>enfatizam orientação, memória e linguagem deixando várias áreas da cognição sem testagem; </li></ul>
  8. 8. Testes de Rastreio <ul><li>valores de corte obtidos com populações medianas – pode levar a duas possibilidades de falha: </li></ul><ul><li>escore baixo pelo baixo nível de escolaridade (FALSO POSITIVO); </li></ul><ul><li>escore alto por ser altamente intelectualizada (FALSO NEGATIVO); </li></ul>
  9. 9. Testes de Rastreio <ul><li>www.saude.gov.br </li></ul><ul><li>Cadernos de Atenção Básica </li></ul><ul><li>Ministério da Saúde </li></ul><ul><li>Caderno nº 19 – Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa (2006) </li></ul><ul><li>Sugestão de Avaliação Cognitiva: </li></ul>
  10. 10. Testes de Rastreio <ul><li>Mini Exame do Estado Mental – MEEM (Folstein e cols., 1975) </li></ul><ul><li>Teste do Desenho do Relógio </li></ul><ul><li>Fluência Verbal (Semântica) </li></ul><ul><li>Questionário Pfeffer </li></ul>
  11. 11. Testes de Rastreio <ul><li>Outras sugestões: </li></ul><ul><li>Lista de Figuras – Memória Visual (Nitrini e cols., 1994); </li></ul><ul><li>Provérbios; </li></ul>
  12. 12. Mini Exame do Estado Mental - MEEM <ul><li>Orientação Temporal – 5 </li></ul><ul><li>dia do mês, dia da semana, mês, ano, hora </li></ul><ul><li>Orientação Espacial – 5 </li></ul><ul><li>local específico, local genérico, bairro ou rua próxima, cidade, estado </li></ul><ul><li>Memória Imediata – 3 </li></ul><ul><li>Caneta, tapete, tijolo </li></ul><ul><li>Atenção e Cálculo – 5 </li></ul><ul><li>100 – 7 ou MUNDO ao contrário </li></ul><ul><li>93 86 79 72 65 </li></ul>
  13. 13. Mini Exame do Estado Mental - MEEM <ul><li>Memória de Evocação – 3 </li></ul><ul><li>caneta, tapete, tijolo </li></ul><ul><li>Linguagem – 4 </li></ul><ul><li>Nomeação – relógio e caneta </li></ul><ul><li>Repetição – nem aqui, nem ali, nem lá </li></ul><ul><li>Comando escrito – </li></ul><ul><li>FECHE OS OLHOS </li></ul>
  14. 14. Mini Exame do Estado Mental - MEEM <ul><li>Praxias – 3 </li></ul><ul><li>Pegar a folha com a mão direita, dobrar ao meio e jogar no chão </li></ul><ul><li>Escrita – 1 </li></ul><ul><li>Frase com começo, meio e fim </li></ul><ul><li>Habilidade Construtiva – 1 </li></ul><ul><li>Copiar a figura </li></ul>
  15. 15. Mini Exame do Estado Mental - MEEM <ul><li>Pontuação total – 30 </li></ul><ul><li>Variável que mais influencia – Escolaridade </li></ul><ul><li>(Bertolucci e cols., 1994) </li></ul><ul><li>Escores medianos por escolaridade: </li></ul><ul><li>para analfabetos, 20; </li></ul><ul><li>Para escolaridade de 1 a 4 anos, 25; </li></ul><ul><li>de 5 a 8 anos, 26,5; </li></ul><ul><li>de 9 a 11 anos, 28; </li></ul><ul><li>para indivíduos com escolaridade superior a 11 anos, 29. </li></ul><ul><li>(Brucki et al., 2003 ) </li></ul>
  16. 16. TDR – Teste do Desenho do Relógio <ul><li>Pede-se à pessoa que </li></ul><ul><li>desenhe um mostrador </li></ul><ul><li>de relógio com números. </li></ul><ul><li>Em seguida, solicita-se que sejam acrescentados os ponteiros do relógio, de horas e minutos, representando ali um horário específico, por exemplo, 2 horas e 45 minutos. </li></ul>
  17. 17. TDR – Teste do Desenho do Relógio <ul><li>Avalia, além do verbal, aspectos não-verbais, parece uma tarefa simples, mas envolve várias áreas da cognição (Shulman, 2000) : </li></ul><ul><li>compreensão verbal do comando, </li></ul><ul><li>planejamento, </li></ul><ul><li>memória visual, </li></ul><ul><li>habilidade visuo-espacial, </li></ul><ul><li>programação e execução motoras, </li></ul><ul><li>conhecimento numérico, </li></ul><ul><li>Pensamento abstrato. </li></ul>
  18. 18. TDR – Teste do Desenho do Relógio
  19. 19. TDR – Teste do Desenho do Relógio <ul><li>Várias formas de quantificar: </li></ul><ul><li>Sunderland et al.,1989 (10 pontos) </li></ul><ul><li>Shumlman, 2000 (5 pontos); </li></ul><ul><li>É um teste de rastreio, mas avalia funções frontais e têmporo-parietais; </li></ul><ul><li>Tem influência da escolaridade. </li></ul>
  20. 20. TESTE DE FLUÊNCIA VERBAL - SEMÂNTICA <ul><li>Solicita-se à pessoa que diga o maior número possível de animais em 1(um) minuto. </li></ul><ul><li>Avalia linguagem, memória semântica e funções executivas </li></ul><ul><li>É importante verificar como foi utilizado o tempo disponível para a execução da tarefa. </li></ul><ul><li>Pacientes com demência, além de produzirem escores baixos, tendem a interromper a geração de palavras após 20 segundos do teste. </li></ul>
  21. 21. TESTE DE FLUÊNCIA VERBAL - SEMÂNTICA <ul><li>Pacientes deprimidos podem apresentar escores baixos, mas tendem a gerar palavras durante todo o minuto. </li></ul><ul><li>Pontuação de 9 animais para pessoas com escolaridade até 8 anos e 13 para os com 8 anos ou mais. (Brucki e cols., 1997). </li></ul>
  22. 22. Teste de Memória de Figuras <ul><li>Folha com dez figuras, apresentada três vezes na fase do aprendizado, na primeira só pede para nomear e recupera </li></ul><ul><li>Nas outras duas deixa por 30 seg e orienta que vai perguntar depois </li></ul><ul><li>Usa um distrator </li></ul><ul><li>Faz a evocação livre e o reconhecimento ao final </li></ul><ul><li>É independente de nível educacional </li></ul><ul><li>Grupo de Neurologia Cognitiva e do Comportamento – USP (Nitrini e cols., 1994) </li></ul>
  23. 23. Lista de Figuras
  24. 24. Lista de Figuras
  25. 25. Lista de Figuras <ul><li>PONTUAÇÃO SUGERIDA: </li></ul><ul><li>< 6 figuras na evocação tardia, tanto para analfabetos, quanto para alfabetizados </li></ul><ul><li>(Nitrini et al., em preparação) </li></ul><ul><li>Site www.neurocienciasnaweb.com.br </li></ul>
  26. 26. Teste dos Provérbios <ul><li>Cada macaco....... </li></ul><ul><li>como é a interpretação disso? </li></ul><ul><li>a) na mata cada macaco vive no seu galho de árvore </li></ul><ul><li>b) cada pessoa deve se limitar a fazer o que é capaz de fazer </li></ul><ul><li>c) os macacos vivem na mata </li></ul>
  27. 27. Teste dos Provérbios <ul><li>De grão em grão ...... </li></ul><ul><li>como é a interpretação disso? </li></ul><ul><li>Observa-se a linguagem, memória e a capacidade de abstração </li></ul>
  28. 28. Sugestões para Avaliação Mínima no Consultório <ul><li>Sugestão 1 ( + 10min): </li></ul><ul><li>MEEM (orientação temporal, memória de fixação) </li></ul><ul><li>TDR </li></ul><ul><li>MEEM (memória de evocação). </li></ul>
  29. 29. Sugestões para Avaliação Mínima no Consultório <ul><li>Sugestão 2 ( + 12min): </li></ul><ul><li>Lista de Figuras (três primeiros ensaios) </li></ul><ul><li>TDR </li></ul><ul><li>Fluência Verbal Semântica </li></ul><ul><li>Lista de Figuras – recuperação e reconhecimento </li></ul>
  30. 30. Outros Instrumentos Importantes <ul><li>Alguns indivíduos não podem ser avaliados com estes instrumentos, </li></ul><ul><li>Sugere-se – Escalas de Entrevista com Informante: </li></ul><ul><li>Referem-se a itens da cognição, pede-se a um informante confiável, declarar como está em comparação a um período pré-determinado; </li></ul>
  31. 31. Outros Instrumentos Importantes <ul><li>IQCODE ( Informat Questionnaire of Cognitive Decline of the Elderly - Jorm et al., 1989) </li></ul><ul><li>Comparada com 10 anos atrás, como esta pessoa está? (16 questões): </li></ul><ul><li>Muito melhor </li></ul><ul><li>Um pouco melhor </li></ul><ul><li>Não muito alterado </li></ul><ul><li>Um pouco pior </li></ul><ul><li>Muito pior </li></ul>
  32. 32. Outros Instrumentos Importantes <ul><li>Reconhecer familiares e amigos </li></ul><ul><li>Lembrar-se de coisas que aconteceram recentemente </li></ul><ul><li>Lembrar-se do que conversou nos últimos dias </li></ul><ul><li>Lembrar-se do seu endereço e telefone </li></ul><ul><li>Lembrar-se do dia e mês corrente </li></ul><ul><li>Lembrar-se de onde as coisas são guardadas </li></ul><ul><li>www.anu.edu.au/iqcode/ </li></ul>
  33. 33. Outros Instrumentos Importantes <ul><li>GDS abreviada – 15 perguntas com respostas sim ou não. Pontuação entre 0 e 5 se considera normal, 6 a 10 indica depressão leve e 11 a 15 depressão severa. </li></ul><ul><li>Questionário Pfeffer – 11 perguntas ao informante sobre a capacidade funcional do indivíduo avaliado, pontuação > ou = a 6, indivíduo dependente. </li></ul>
  34. 34. O que fazer com os resultados? <ul><li>Tendo em mente as limitações dos testes de rastreio...uma avaliação assim é melhor que nenhuma!!!! </li></ul><ul><li>Testes breves não permitem diagnóstico claro, mas indicam pessoas que precisam uma avaliação mais detalhada. </li></ul><ul><li>Encaminhamento para Avaliação Neuropsicológica mais ampla, inclusive para orientar a reabilitação. </li></ul>
  35. 35. VAMOS TRABALHAR?!

×