Conforme exposto anteriormente, com desenvolvimento tecnológico e a evolução da Internet a partir da segundametade do sécu...
g) Manutenção: relativo à criação e atualização de matérias de aprendizagem.Assim, Pereira (2007) de forma resumida explic...
Com o advento dos computadores pessoais e sua posterior conexão em rede(a internet) surge um novo espaço de comunicação – ...
coexistem e se intercambiam. “Esse processo constitui um movimento em queimagens vão surgindo, sentidos e significados vão...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Definiçoes de ava

224 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
224
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Definiçoes de ava

  1. 1. Conforme exposto anteriormente, com desenvolvimento tecnológico e a evolução da Internet a partir da segundametade do século XX surgiram os Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVAs), esses são recursos que merecem serestudados, já que vem se sobressaindo na atualidade, tanto no contexto acadêmico presencial como no a distância.Para melhor compreensão dos Ambientes Virtuais de Aprendizagem, ressaltamos alguns conceitos, conformeidealizados por estudiosos:Para Pereira (2007):AVAs consistem em mídias que utilizam o ciberespaço para veicular conteúdos e permitirinteração entre os atores do processo educativo. [...] Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA)consiste em uma opção de mídia que está sendo utilizada para mediar o processo ensino-aprendizagem à distância. (PEREIRA, 2007, p. 4 e5).Santos, (2006):Sistema informatizado, projetados para promover interação entre professores, alunos equaisquer outros participantes em processos colaborativos que envolvam ensino eaprendizagem via Internet. (SANTOS, 2006, p. 18)Conforme Mckimm, Jollie e Cantillon (2003) apud Pereira (2007) os AVAs:Consistem em conjunto de ferramentas eletrônicas voltadas ao processo ensino-aprendizagem.Os principais componentes incluem sistemas que podem organizar conteúdos, acompanharatividades e, fornecer ao estudante suporte on-line e comunicação eletrônica. (PEREIRA, 2007,p. 6).Valentini e Soares (2005) trazem:AVAs vai além da idéia de um conjunto de páginas educacionais na Web ou de sites comdiferentes ferramentas de interação e de imersão (realidade virtual). Entendemos que umambiente virtual de aprendizagem é um espaço social, constituindo-se de interações cognitivo-sociais sobre ou em torno de um objeto de conhecimento: um lugar na Web, “cenários onde aspessoas interagem”, mediadas pela linguagem da hipermídia, cujos fluxos de comunicaçãoentre os interagentes são possibilitados pela interface gráfica. (VALENTINI e SOARES, 2005,p.19).Milligan (1999) apud Pereira (2007):O termo AVA deve ser usado para descrever um software baseado em servidor e modeladopara gerenciar e administrar os variados aspectos da aprendizagem, como disponibilizarconteúdos, acompanhar o estudante, avaliar o processo de ensino-aprendizagem entre outros.(PEREIRA, 2007, p. 6).De acordo com Milligan apud Pereira (2007) para a gestão do aprendizado e a disponibilização de materiais, um AVAdeve apresentar determinadas ferramentas:a) Controle de tempo: feito através de algum meio explícito de disponibilizar materiais e atividades em determinadosmomentos do curso, por exemplo, o recurso calendário;b) Avaliação: usualmente formativa (como por exemplo, a auto-avaliação);c) Comunicação: promovida de forma síncrona e assíncrona;d) Espaço privativo: disponibilizado para os participantes trocarem e armazenarem arquivos;e) Gerenciamento de uma base de recursos: como forma de administrar recursos menos formais que os materiaisdidáticos, tais como FAQ (Perguntas freqüentes) e sistema de busca;f) Apoio: como por exemplo, a ajuda on-line sobre o ambiente;
  2. 2. g) Manutenção: relativo à criação e atualização de matérias de aprendizagem.Assim, Pereira (2007) de forma resumida explica:Os AVAS utilizam a Internet para possibilitar de maneira integrada e virtual (I) o acesso àinformação por meio de materiais didáticos, assim como o armazenamento e disponibilizaçãode documentos (arquivos); (2) a comunicação síncrona e assíncrona; (3) o gerenciamento dosprocessos administrativos e pedagógicos; (4) a produção de atividades individuais ou emgrupo. (PEREIRA, 2007, p.7)
  3. 3. Com o advento dos computadores pessoais e sua posterior conexão em rede(a internet) surge um novo espaço de comunicação – o ciberespaço. A partir dociberespaço, constrói-se uma nova cultura – a cibercultura – e com ela um novogênero de saber e uma nova forma de pensamento (LÉVY, 2000). A ciberculturatraz consigo duas características básicas: a hipertextualidade e a interatividade, eestas comportam outras características como a virtualidade, a não-linearidade, amultivocalidade, o tempo real, a simulação. Estas características dão especificidadea esta nova cultura (BONILLA, 2005).Aqui vamos nos deter um pouco na discussão da virtualidade. Na linguagemcomum, o virtual é utilizado para designar ilusão, ausência de existência, algoinapreensível, oposto ao real. Com o desenvolvimento das comunicaçõescomputadorizada sem rede, se popularizaram os termos "virtual" e "virtualidade". Échamado de mundo virtual ,vulgarmente, o ambiente de comunicação que é feitona internet. A mídia de informática, principalmente, ajuda a popularizar a"virtualidade", porque é uma palavra que sempre chama atenção, está sempreligada a novas tecnologias e ao modismo tecnológico.(WIKIPEDIA, 2006).No entanto, o conceito de virtual é muito mais abrangente que a informatização.Segundo Lévy (1996), embora a digitalização no ciberespaço desempenhe umpapel importante nas transformaçõesdo mundo contemporâneo, existem outrosvetores da virtualização como: a imaginação, a memória, o conhecimento, areligião; vetores estes que levaram ao abandono da presença muito antes dainformatização. “O virtual tem somente uma pequena afinidade com o falso, o ilusório, oimaginário. Trata-se, ao contrário, de um modo de ser fecundo e poderoso, que põe em jogo processos de criação, abre futuros, perfura poços de sentido sob a platitude da presença física imediata” (LÉVY, 1996, p.12)Lemos, Cardoso e Palacios (2005), tomando como base o exposto por Lévy em seulivro “O que é virtual”, argumentam que: "Podemos ver o real como o conjunto de processos de virtualização e atualizaçãosucessivos, sendo os primeiros dispositivos de questionamento de um determinado estado de coisas, e os segundos formas de resoluções desses problemas. Assim sendo, quando escrevemos este artigo, virtualizamos (pomos em questão) essa temática: educação e novas tecnologias, atualizando-a quando escolhemos uma abordagem e não outra, quando finalizamos escrevendo este texto. O processo éinfindável, já que o leitor vai de novo virtualizar nosso texto ao lê-lo, ao questioná- lo com suas referências adquiridas e com uma criação de relações e vínculos próprios. Grosso modo podemos, para o que nos interessa aqui, dizer que todoprocesso de virtualização é um deslocamento do aqui e agora (...). Assim, virtual se opõe ao atual, fazendo parte do real.” (LEMOS, CARDOSO e PALACIOS, 2005)O atual, então, é a solução exigida pela problemática, pelo virtual; é o produto daatualização feita pelo virtual e que alimenta de volta o virtual. Atual e virtual
  4. 4. coexistem e se intercambiam. “Esse processo constitui um movimento em queimagens vão surgindo, sentidos e significados vão sendo elaborados e re-elaborados. E é justamente a esse movimento que designo realidade”(BONILLA,2005, p.134).Assim,muito mais do que produzir rupturas, as novas tecnologias devem ser vistascomo potencializadoras de algumas estratégias pedagógicas - já que a educaçãodeveria ser virtualizante por essência (LEMOS, CARDOSO e PALACIOS, 2005).A partir dos conceitos de virtual, atual e real que se entrelaçam é que buscamosressignificar o conceito de ambiente virtual de aprendizagem. Um ambiente deaprendizagem pode ser entendido como um espaço onde se constrói conhecimento:convencionalmente, a sala de aula presencial. E o que seria um ambiente virtual deaprendizagem? A partir do conceito popular de virtual, podemos dizer que seriauma sala de aula mediada por computadores em rede, ou pela internet. Maspodemos ir além quando pensamos neste conceito.Na literatura, encontramos algumas definições para ambientes virtuais deaprendizagem. Uma delas é trazida por Vavassori e Raabe que definem umambiente virtual de aprendizagem como “(...) um sistema que reúne uma série derecursos e ferramentas, permitindo e potencializando sua utilização em atividadesde aprendizagem através da internet em um curso a distância.” (VAVASSORI eRAABE,2003). Esta definição nos remete a uma aplicação de computação(um software)utilizada em cursos a distância. Edméa Santos conceitua o AVA comoum"espaço fecundo de significação onde seres humanos e objetos técnicosinteragem, potencializando assim a construção de conhecimentos, logo aaprendizagem" (SANTOS, 2003).Podemos dizer que um ambiente virtual de aprendizagem pode ser percebido nãosó como um ambiente constituído a partir da rede, mas também como um espaçode amplas possibilidades de construção de conhecimento, onde “memórias” da redese entrelaçam com memórias, imaginação, conhecimento, dos sujeitos que com elainteragem, ressignificando conceitos e reconstituindo o atual de cada um a cadainstante

×