Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

A06 CBE DM - DIFERENÇAS ENTRE ESPIRITISMO UMBANDA E RELIGIÕES AFRO - 20180318

399 views

Published on


Vamos desmistificar a relação entre as religiões esiritualistas mais presnetes no Brasil, falar sobre o termo "Kardecismo", "Linha Branca", entender onde nasceram as religiões afroindígenas e quais os pontos comuns e diferentes entre elas. Por fim, vamos nos questionar, qual é a melhor religião?

Published in: Spiritual

A06 CBE DM - DIFERENÇAS ENTRE ESPIRITISMO UMBANDA E RELIGIÕES AFRO - 20180318

  1. 1. A06 CBE - CURSO BÁSICO DE ESPIRITISMO – Daniel de Melo – São José dos Campos, SP - 16 de março de 2018 - DIFERENÇA ENTRE ESPIRITISMO, UMBANDA E RELIGIÕES AFROINDÍGENAS -
  2. 2. DIFERENÇA ENTRE ESPIRITISMO, UMBANDA E RELIGIÕES AFROINDÍGENAS Religiões e Seitas Origens das linhas espiritualistas Espiritismo, Umbanda e Candomblé Outras religiões afroindígenas A necessidade da Reforma Íntima
  3. 3. Religiões e Seitas
  4. 4. Religião é qualquer crença na existência de um poder ou princípio superior, sobrenatural, do qual depende o destino do ser humano e ao qual se deve respeito e obediência.
  5. 5. Seitas são tendências ou dissidências vindas de uma linha primária de pensamento.
  6. 6. Origens das linhas espiritualistas
  7. 7. O ponto comum entre todas as religiões espiritualistas é a mediunidade.
  8. 8. Espiritismo
  9. 9. Espiritismo surge através da observação dos eventos mediúnicos que ocorriam em todo o mundo durante o século XVIII e codificada pelo professor e cientista que ficou conhecido como Alan Kardec.
  10. 10. Não existem dogmas ou ritos, bem como não comporta paramentos ou funções sacerdotais.
  11. 11. Visa a renovação moral do indivíduo e da sociedade.
  12. 12. Importante ressaltar que não há “Kardecismo” ou “Linha Branca”, o Espiritismo é a religião “dos Espíritos”, não de seu codificador, embora para simplificar o entendimento seja aceito dizer que a doutrina é a proveniente da codificação de Kardec. Da mesma forma, não é correto falar em “Linha Branca” ou “Outra Linha” entendemos as crenças diferentes como outras religiões.
  13. 13. Umbanda
  14. 14. Umbanda teve início como uma dissidência do Espiritismo e marcada por uma situação ocorrida em São Gonçalo/RJ com Zélio Fernandino de Moraes em 1908 quando o Caboclo das Sete Encruzilhadas se apresenta e oferece esta que seria a “Manifestação do Espírito para a Caridade”.
  15. 15. Há culto material, rituais, vestimentas, culto a imagens e funções sacerdotais definidas.
  16. 16. A prática da Umbanda tem como objetivo fundamental a libertação espiritual dos seus seguidores e incentivando-os à prática do bem e da caridade, sob o amparo do Evangelho de Jesus.
  17. 17. Importante lembrar que as definições de que a Umbanda visa somente aos interesses de ordem material, sejam a cura de moléstias, interesses de negócios, vida amorosa, etc., está em desacordo com o discurso dos Terreiros de Umbanda sérios, sendo estes interesses relegados a enganadores e aproveitadores assim como em qualquer religião.
  18. 18. Candomblé
  19. 19. Candomblé é o nome que se dá à fusão das diversas religiões africanas trazidas ainda na época da escravidão e sua base fundamental é o culto às divindades relacionadas às forças da natureza.
  20. 20. No Candomblé os iniciados utilizam a busca pelo conhecimento nas forças das divindades para sua proteção física e emocional.
  21. 21. Outras religiões afroindígenas
  22. 22. Há diversas outras religiões e crenças espiritualistas trazidas de diversas partes, em especial da África e Caribe como Voodoo, Santería, Quimbanda e outros.
  23. 23. A Reforma Íntima
  24. 24. Durante a Escola de Aprendizes do Evangelho vamos exercitar o autoconhecimento e a busca pela evolução espiritual, a este caminho damos o nome de Reforma Íntima.
  25. 25. “ EntendendooEspiritismo–Cap.6,pág.70. A “proteção” definitiva dispensa qualquer objeto. Vem com o progresso interior, a renovação de atitudes e sentimentos na formação de um ser mais fraterno, completo e feliz. A esse processo chamamos Reforma Íntima.
  26. 26. Reflexão...
  27. 27. Além de quaisquer divergências doutrinárias ou filosóficas temos nas religiões espiritualistas pontos de interesse comum que devem ser valorizados e desenvolvidos, sempre respeitando as diferenças e crenças.
  28. 28. Pelo Espiritismo, seja através da Escola de Aprendizes do Evangelho ou de tantas outras ferramentas, usando nosso livre-arbítrio, teremos condições de avaliar e decidir a melhor forma de caminharmos e levarmos adiante a nossa Reforma Íntima.
  29. 29. “Eu sou o caminho, a verdade e a vida.” (...) Jo 14:6
  30. 30. Obrigado! Daniel de Melo https://espirito.online/
  31. 31. Bibliografia • Entendendo o Espiritismo (Curso Básico), Autores Diversos - Aliança, 2001. • Curso Essencial de Umbanda, Ademir Barbosa Júnior - Universo dos Livros, 2011. • Tudo o que você precisa saber sobre Umbanda, Janaina Azevedo - Universo dos Livros, 2008. • O Candomblé bem explicado, Org. Marcelo Barros - Pallas, 2009. • Bíblia Sagrada (NTLH), acessível em: https://www.bible.com/pt/bible/ Capa: Vlamir Bastos Fotografia / Vetores: Freepik / Printables: myhomeschoolprintables.net / Agradecimentos: Projeto Imagem

×