Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Naturalismo, realismo

38,525 views

Published on

Published in: Education

Naturalismo, realismo

  1. 1. Naturalismo e Realismo
  2. 2. NATURALISMO, REALISMO E IMPRESSIONISMO ThéodoreRousseau, Carvalhos da floresta de Renoir, O Fontainebleau, 1855 Baloiço, 1876 Courbet, As peneiradoras de trigo, 1855
  3. 3. A NOVA CONJUNTURA Crises económicas do Organização docapitalismo industrial e movimento operário liberal Revoluções liberais e nacionalistas Laicização do pensamento e das mentalidades
  4. 4. A NOVA CONJUNTURA Crises económicas do Organização docapitalismo industrial e movimento operário liberal Revoluções liberais e nacionalistas Laicização do pensamento e das mentalidades Maior interesse Positivismo Cientismo pela realidade
  5. 5. A NOVA CONJUNTURA Laicização do pensamento e das mentalidades Maior interesse Positivismo Cientismo pela realidade- Visão mais realista e objetiva da realidade- Imaginação substituída pela observação da realidade- Abandono do subjetividade
  6. 6. O NATURALISMO “Escola de França Barbizon”Barbizon, a 30 km de Paris, foi o local escolhido por alguns pintores para pintar a natureza em natureza (ao ar livre), fora dos ateliers
  7. 7. O NATURALISMO Charles Daubigny, O Moinho de Gobelle em Optevoz, c. 1852Théodore Rousseau, A Floresta noInverno, ao pôr do sol, c. 1845-46
  8. 8. O NATURALISMOOs naturalistas pintampaisagens, cenas doquotidiano e retratos,e abandonam ostemas dos pintoresromânticos (temas deinspiração literária ouhistórica, fantasias) e osentimentalismo. Constant Troyon, o Regresso do Rebanho
  9. 9. O NATURALISMO Interesse na representação objetiva da realidade visível: - Paisagem - cenas do quotidiano - retrato + Abandono das temáticas religiosas, fantasistas ou de inspiração histórica e literária + Libertação da subjetividade eThéodore Rousseau sentimentalismo exagerados
  10. 10. O NATURALISMOCamille Corot: - temática: paisagemrural e citadina e retratos- Rigor objetivo da composição- Respeito pelos valores atmosféricos (luz e cor)- serenidade expressiva Corot, As Casas Cabassud na Villa d’Avray
  11. 11. O NATURALISMO Eugéne BoudinTemas ligados ao mar e à água + Intensificação da luminosidade
  12. 12. O NATURALISMO Jonkind Temas ligados ao mar e à água + Intensificação da luminosidade
  13. 13. O NATURALISMO James Whistler
  14. 14. O REALISMO
  15. 15. O REALISMO Realismo Descende do Naturalismo e da“Escola de Barbizon” + Forma maispolitizada de retratar a realidade social Arte como instrumento de denúncia social e política Jean François Millet
  16. 16. O REALISMO Realismo Arte como instrumento de denúncia social e política Conceitosocialista de arte útil Jean François Millet
  17. 17. O REALISMO Utilização da fotografiaImitação objetiva da como meio auxiliar natureza (enquadramento e composição)
  18. 18. O REALISMO Preferência pelas temáticas sociais, retiradas do quotidiano- Cenas domésticas, de trabalho ou de lazer- Pessoas comuns e anónimas- Técnicas fiéis à realidade- Respeito pela cor ambiente e pela anatomia humana nas proporções e volumetrias Millet, As Respigadoras de Trigo, 1857
  19. 19. O REALISMO- Técnicas fiéis à realidade- Respeito pela cor ambiente e pela anatomia humana nas proporções e volumetrias- Não aceitação do rigor das academias- Simplificação do claro- escuro- Composição naturalista, sem alterar o enqua- dramento das cenas Millet, As Respigadoras de Trigo, 1857 captadas
  20. 20. O REALISMO Gustave Courbet Iniciador e teorizador (1819-1877) do Realismo pictórico- Convicções socialistas- Temas: paisagens campestres e cenas da pequena burguesia urbana, retratos e auto- retratos A realidade visível As Peneiradoras de trigo, 1855
  21. 21. O REALISMOCourbet, Os Britadores de pedra Auto-retrato (obra já desaparecida)
  22. 22. O REALISMOCourbet, O Atelier, 1854-55
  23. 23. O REALISMOCourbet, Um Enterro em Ornans, 1849-50
  24. 24. O REALISMOJean François Millet Cenas do trabalho rural Millet, As Respigadoras de Trigo, 1857
  25. 25. O REALISMO Jean François Millet
  26. 26. O REALISMOHonoréDaumier
  27. 27. O REALISMOExpansão do Realismosobretudo para paísescom maiores problemassociais causados pelaindustrializaçãoWilhelm Leibl (Alemanha) Giovanni Fattori (Itália)
  28. 28. A FOTOGRAFIA
  29. 29. A FOTOGRAFIAPHOTOS + GRAPHEIN = LUZ + ESCREVER Arte de fixar sobre uma chapaimpressionável à luz as imagens obtidas por meio de uma “camâra escura” Primeira fotografia, tirada por Nicéphore Niepce, 1826
  30. 30. A FOTOGRAFIASéculo XVI – Giovanni Battista della Porta – invenção da “câmara escura” Observação de uma imagem real refletida sobre uma superfície
  31. 31. A FOTOGRAFIA1839 – Louis Daguerre inventa o“daguerreótipo”Emprego de uma camada de prata pura sobre placas de cobre, polidas esensibilizadas por meio de vapores de iodo que, após uma exposição de 3 a 30minutos, revelava a imagem por meio de vapores de mercúrio, fixando-se numasolução de hipossulfito de soda.
  32. 32. A FOTOGRAFIAWilliam Fox Talbot – invenção doprocesso de reprodução de imagenspositivas a partir de uma imagemnegativa Janela da biblioteca de Abadia de Locock Abbey, considerada a primeira fotografia obtida pelo processo negativo/positivo.
  33. 33. A FOTOGRAFIA Contributos Contributos da fotografia da pintura realista- Olhar casual capaz de ver a - Referências temáticas realidade em fragmentos e de - Composição apreciar os gestos e os - Enquadramento da imagem movimetnos espontâneos- Acabou com todas as conceções académicas sobre a composição da pintura- Revisão das técnicas de representação da realidade
  34. 34. CASO PRÁTICO: “ITALIAN FAMILYLEAVING ELLIS ISLAND (LEWIS HINE)
  35. 35. CASO PRÁTICO: “ITALIAN FAMILY LEAVING ELLIS ISLAND”, 1905 (LEWIS HINE)Ellis IslandServiços de ImigraçãoamericanosEntrada deimigrantes
  36. 36. CASO PRÁTICO: “ITALIAN FAMILY LEAVING ELLIS ISLAND”, 1905 (LEWIS HINE)
  37. 37. CASO PRÁTICO: “ITALIAN FAMILY LEAVING ELLIS ISLAND”, 1905 (LEWIS HINE)
  38. 38. CASO PRÁTICO: “ITALIAN FAMILY LEAVING ELLIS ISLAND”, 1905 (LEWIS HINE)
  39. 39. CASO PRÁTICO: “ITALIAN FAMILY LEAVING ELLIS ISLAND”, 1905 (LEWIS HINE)
  40. 40. CASO PRÁTICO: “ITALIAN FAMILY LEAVING ELLIS ISLAND”, 1905 (LEWIS HINE) Preocupações sociais Fotografia como instrumento de educação e de alerta Pressão para melhoria das condições dealojamento, trabalh o e educação dos imigrantes
  41. 41. FIM

×