Leonhard Euler - Hugo e João

2,252 views

Published on

Published in: Education, Technology
0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,252
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
88
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Leonhard Euler - Hugo e João

  1. 1. Autores: Hugo Candeias João Cardoso
  2. 2. <ul><li>Nasceu em Basileia a 15 de Abril de 1707 e faleceu em São Petersburgo a 18 de Setembro de 1783. Foi um matemático e físico suíço de língua alemã que passou a maior parte de sua vida na Rússia e na Alemanha. </li></ul><ul><li>Euler fez importantes descobertas em campos variados nos cálculos e grafos. Também fez muitas contribuições para a matemática moderna no campo da terminologia e notação, em especial para as análises matemáticas, como a noção de uma função matemática. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Além disso ficou famoso pelos seus trabalhos em mecânica, óptica, e astronomia. Euler é considerado um dos mais proeminentes matemáticos do século XVIII. </li></ul><ul><li>A sua imagem foi utilizada nas notas de dez francos suíços e em selos postais. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Aos 14 anos matricula-se na Universidade da Basileia e em 1723 recebe o grau de Mestre em Filosofia com uma dissertação onde comparava Descartes com Newton. </li></ul><ul><li>Nesta altura, já recebia, aos sábados à tarde, lições de Johann Bernoulli que rapidamente descobriu o seu talento para a matemática. </li></ul><ul><li>Nesta altura estudava teologia, grego e hebreu, pela vontade do pai. Porém Johann Bernoulli resolveu intervir e convenceu Paul Euler que o filho estava destinado a ser um grande matemático. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Em 1726, Euler completou a sua dissertação na área da propagação do som. </li></ul><ul><li>Em 1727, Euler aceita integrar a Academia de São Petersburgo. Euler começou a dominar a língua russa e criou a sua vida em S. Petersburgo. Também aceitou um trabalho adicional como médico na Marinha Russa. </li></ul><ul><li>No dia 7 de Janeiro de 1734, Leonhard Euler casa com Katharina Gsell. </li></ul><ul><li>O casal comprou uma casa perto do Rio Neva e tiveram 13 filhos, dos quais apenas 5 sobreviveram à infância. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Em 1735 Euler resolve um problema que lhe dá fama mundial – o chamado “problema da Basileia”. Trata-se de somar a série infinita dos inversos dos quadrados. Euler desenvolve um novo método analítico para lidar com o problema. Mas o seu método permite também somar todas as séries infinitas do mesmo tipo em que o expoente é um número par. </li></ul><ul><li>Durante os anos seguintes, Euler consegue transformar a Matemática e a Física. Em meia dúzia de anos produz trabalhos fundamentais em teoria dos números, séries, cálculo de variações, mecânica, entre muitos outros. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Depois de ter ganho, por duas vezes, o Grande Prémio da Academia de Paris, Euler recebeu o convite para fazer parte da Academia de Berlim. De início recusou o convite mas como a vida na Rússia para os estrangeiros não era fácil e devido aos tumultos da altura, Euler reconsiderou o pedido. </li></ul><ul><li>Deixou S. Petersburgo dia 19 de Junho de 1741 e viveu 25 anos em Berlim, onde escreveu mais de 380 artigos. Publicou em Berlim os dois trabalhos que o iriam tornar mais reconhecido: Introductio in analysin infinitorum , publicado em 1748 e Institutiones calculi differentialis . </li></ul>
  8. 9. <ul><li>A contribuição de Euler para a Academia de Berlim foi impressionante: supervisionava o observatório e o jardim botânico, seleccionava pessoal e geria várias questões financeiras, coordenava a publicação de mapas geográficos e de trabalhos científicos. </li></ul><ul><li>Porém apesar dessa grande contribuição que resultou no prestigio da Academia, foi forçado a abandonar Berlim, devido a um conflito de interesses entre Euler e Frederico II. </li></ul><ul><li>Ficou famosa uma disputa na corte sobre a existência de Deus em que, depois de Voltaire ter argumentado a favor da inexistência de Deus e, portanto, da banalidade da fé religiosa de Leonhard Euler, este simplesmente escreveu uma equação num quadro e declarou “e, portanto, segue-se que Deus existe”. </li></ul>

×