Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
UNIOESTE
Universidade Estadual do
Oeste do Paraná
TEORIA DA LITERATURA – 2º ANO DE LETRAS
Docente: Paulo Konzen
Discentes:...
TEORIA ESTRUTURALISTA
O estruturalismo surge
na literatura nos anos
60, com o objetivo de
se transpor para esta
disciplina os conceitos
e as aná...
Ferdinand de Sausurre, linguista e filósofo
suíço, desenvolveu os alicerces necessários
para a criação da Semiologia, que ...
A análise sincrônica estuda o funcionamento da
língua e sua constituição como fonemas,
gramática e palavras. É o estudo do...
O estudo diacrônico se concentra nas mudanças da
língua através do tempo. É o estudo da
linguística histórica analisando a...
Resumindo, a primeira está ligada ao estudo das
relações existentes entre fatores
socioculturais e evolução linguística.
A...
Para alguns pesquisadores, estruturalismo e
literatura não tem nada a ver.
Acreditam que este termo é apenas uma
ferrament...
O estruturalismo, como já se pode notar
através da própria palavra, atem-se às
estruturas ou ainda, ao exame das leis
gera...
Sua aplicação à literatura requer um
distanciamento da obra literária de questões
não literárias, ou seja, a literatura nã...
Por outro lado, há o pós-estruturalismo, que
aponta para um dialogismo existente entre
diferentes obras literárias, afinal...
A teoria pós-
estruturalista aponta
para algo mais: tal
intertextualidade se dará
na mente do leitor e não
no autor, pois ...
REFERÊNCIAS
 http://meumundoeminhamente.wordpress.com/2010/01/30/l
iteratura-precisa-de-teoria-reflexoes-sobre-algumas-
t...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Teoria estruturalista

3,202 views

Published on

Trabalho realizado sob orientação do docente Paulo Konzen.

Published in: Education
  • Be the first to comment

Teoria estruturalista

  1. 1. UNIOESTE Universidade Estadual do Oeste do Paraná TEORIA DA LITERATURA – 2º ANO DE LETRAS Docente: Paulo Konzen Discentes: Ana Júlia Kipper Bona Andreia Ivana Dreissig
  2. 2. TEORIA ESTRUTURALISTA
  3. 3. O estruturalismo surge na literatura nos anos 60, com o objetivo de se transpor para esta disciplina os conceitos e as análises de Saussure, o criador da Linguística Moderna.
  4. 4. Ferdinand de Sausurre, linguista e filósofo suíço, desenvolveu os alicerces necessários para a criação da Semiologia, que é a ciência que dedicada aos estudos dos signos. Ele vê a língua também como um universo organizado, estruturado. O teórico investiga a linguagem seguindo dois caminhos, o da diacronia e o da sincronia.
  5. 5. A análise sincrônica estuda o funcionamento da língua e sua constituição como fonemas, gramática e palavras. É o estudo do objeto em si, imóvel no tempo, e das relações existentes no sistema da língua no presente ou no passado.
  6. 6. O estudo diacrônico se concentra nas mudanças da língua através do tempo. É o estudo da linguística histórica analisando a relação de um fato com seus anteriores e posteriores. A diacronia pode ser dividida em duas vertentes: história externa e interna.
  7. 7. Resumindo, a primeira está ligada ao estudo das relações existentes entre fatores socioculturais e evolução linguística. A segunda se concentra na evolução estrutural, fonológica e morfossintática.
  8. 8. Para alguns pesquisadores, estruturalismo e literatura não tem nada a ver. Acreditam que este termo é apenas uma ferramenta de pesquisa dos cientistas sociais
  9. 9. O estruturalismo, como já se pode notar através da própria palavra, atem-se às estruturas ou ainda, ao exame das leis gerais que regem o funcionamento dessas estruturas.
  10. 10. Sua aplicação à literatura requer um distanciamento da obra literária de questões não literárias, ou seja, a literatura não poderia deixar-se influenciar por questões que estivessem fora da “estrutura”, que seria a própria obra literária.
  11. 11. Por outro lado, há o pós-estruturalismo, que aponta para um dialogismo existente entre diferentes obras literárias, afinal, não há um texto totalmente original, a maioria sempre tem um outro texto referencial.
  12. 12. A teoria pós- estruturalista aponta para algo mais: tal intertextualidade se dará na mente do leitor e não no autor, pois será o leitor que dialogará com o texto que lhe é apresentado, estabelecendo relações com suas leituras.
  13. 13. REFERÊNCIAS  http://meumundoeminhamente.wordpress.com/2010/01/30/l iteratura-precisa-de-teoria-reflexoes-sobre-algumas- teorias-literarias/  http://teorialiterariaufrj.blogspot.com.br/2009/06/es truturalismo-definicao-e-origem.html  http://www.infoescola.com/literatura/estruturalismo- na-literatura/

×