Teoria estruturalista

3,010 views

Published on

Trabalho realizado sob orientação do docente Paulo Konzen.

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,010
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
49
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Teoria estruturalista

  1. 1. UNIOESTE Universidade Estadual do Oeste do Paraná TEORIA DA LITERATURA – 2º ANO DE LETRAS Docente: Paulo Konzen Discentes: Ana Júlia Kipper Bona Andreia Ivana Dreissig
  2. 2. TEORIA ESTRUTURALISTA
  3. 3. O estruturalismo surge na literatura nos anos 60, com o objetivo de se transpor para esta disciplina os conceitos e as análises de Saussure, o criador da Linguística Moderna.
  4. 4. Ferdinand de Sausurre, linguista e filósofo suíço, desenvolveu os alicerces necessários para a criação da Semiologia, que é a ciência que dedicada aos estudos dos signos. Ele vê a língua também como um universo organizado, estruturado. O teórico investiga a linguagem seguindo dois caminhos, o da diacronia e o da sincronia.
  5. 5. A análise sincrônica estuda o funcionamento da língua e sua constituição como fonemas, gramática e palavras. É o estudo do objeto em si, imóvel no tempo, e das relações existentes no sistema da língua no presente ou no passado.
  6. 6. O estudo diacrônico se concentra nas mudanças da língua através do tempo. É o estudo da linguística histórica analisando a relação de um fato com seus anteriores e posteriores. A diacronia pode ser dividida em duas vertentes: história externa e interna.
  7. 7. Resumindo, a primeira está ligada ao estudo das relações existentes entre fatores socioculturais e evolução linguística. A segunda se concentra na evolução estrutural, fonológica e morfossintática.
  8. 8. Para alguns pesquisadores, estruturalismo e literatura não tem nada a ver. Acreditam que este termo é apenas uma ferramenta de pesquisa dos cientistas sociais
  9. 9. O estruturalismo, como já se pode notar através da própria palavra, atem-se às estruturas ou ainda, ao exame das leis gerais que regem o funcionamento dessas estruturas.
  10. 10. Sua aplicação à literatura requer um distanciamento da obra literária de questões não literárias, ou seja, a literatura não poderia deixar-se influenciar por questões que estivessem fora da “estrutura”, que seria a própria obra literária.
  11. 11. Por outro lado, há o pós-estruturalismo, que aponta para um dialogismo existente entre diferentes obras literárias, afinal, não há um texto totalmente original, a maioria sempre tem um outro texto referencial.
  12. 12. A teoria pós- estruturalista aponta para algo mais: tal intertextualidade se dará na mente do leitor e não no autor, pois será o leitor que dialogará com o texto que lhe é apresentado, estabelecendo relações com suas leituras.
  13. 13. REFERÊNCIAS  http://meumundoeminhamente.wordpress.com/2010/01/30/l iteratura-precisa-de-teoria-reflexoes-sobre-algumas- teorias-literarias/  http://teorialiterariaufrj.blogspot.com.br/2009/06/es truturalismo-definicao-e-origem.html  http://www.infoescola.com/literatura/estruturalismo- na-literatura/

×