Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

A mulher e o mercado de trabalho

Estudo sobre a situação da mulher no mercado de trabalho brasileiro.

Related Books

Free with a 30 day trial from Scribd

See all
  • Login to see the comments

A mulher e o mercado de trabalho

  1. 1. A MULHER E O MERCADO DE TRABALHO
  2. 2. 1. Introdução: •Historicamente, a mulher ficou subordinada ao poder masculino, tendo basicamente a função de procriação, de manutenção do lar e de educação dos filhos. •No século XX, depois das grandes guerras mundiais, dos avanços científicos e tecnológicos, surge irrevogavelmente a possibilidade de outro espaço para a mulher. Por volta da década de 40, o feminismo dá seus primeiros passos
  3. 3. Marco Pócio Catão “Os senhores sabem como são as mulheres, façam-nas suas iguais imediatamente, elas quererão subir às suas costas para governá-los.”
  4. 4. • Por um lado, uma herança histórica que a limitou a ser mãe, esposa; por outro, a possibilidade de escolher seu futuro e se fazer sujeito de sua história, bem como da humanidade, em pé de igualdade com o sexo masculino.
  5. 5. • Ficou estabelecido na Constituição de 32 que “sem distinção de sexo, a todo trabalho de igual valor correspondente salário igual; veda-se o trabalho feminino das 22 horas às 5 da manhã; é proibido o trabalho da mulher grávida durante o período de quatro semanas antes do parto e quatro semanas depois; é proibido despedir mulher grávida pelo simples fato da gravidez”. Mesmo com essa conquista, jornadas entre 14 e 18 horas e diferenças salariais acentuadas são comuns.
  6. 6. Em 2001, 30% da PEA feminina correspondiam às mulheres com 40 anos ou mais; 40% àquelas entre 25 e 39 anos; 23% às jovens de 18 a 24 anos; 5% as de 15 a 17 anos; e apenas 1% às que tinham entre 10 e 14 anos.
  7. 7. 2. Hoje • Ao analisar o comportamento da força de trabalho feminina no Brasil nos últimos 30 anos, o que chama a atenção é o vigor e a persistência do seu crescimento. Com um acréscimo de 32 milhões de trabalhadoras entre 1976 e 2007, as mulheres desempenharam um papel muito mais relevante do que os homens no crescimento da população economicamente ativa. Fonte: Fundação Carlos Chagas
  8. 8. 3. A qualidade do trabalho feminino • Um percentual mais expressivo das mulheres (31%) quando comparado aos homens ( 8%) ocupa posições mais vulneráveis no mercado , seja como trabalhadoras domésticas, seja como não remuneradas ou ainda como trabalhadoras para o consumo próprio ou do grupo familiar.
  9. 9. 4. Desigualdade salarial •A maior desigualdade de rendimentos foi observada na indústria, onde o rendimento médio mensal das mulheres correspondia a apenas 65,5% do rendimento dos homens. • Já o setor comércio, registrou menor diferença na remuneração entre os sexos (81,0%). • A jornada de trabalho das mulheres foi menor que a dos homens em todos os setores.
  10. 10. Pesquisa do IBGE de 2010 afirma:
  11. 11. Mulheres ainda ganham menos que os homens Também há desigualdade entre as próprias mulheres: as brancas são mais bem remuneradas que as negras ou pardas.
  12. 12. •A região Nordeste é onde a mulher tem baixa presença no mercado de trabalho, com participação de 48,2% contra 60,8% das mulheres da região Sul, por exemplo.
  13. 13. 5. As perspectivas para o futuro •A mulher do Milênio representa uma nova era do talento nas organizações. Ela tem alta escolaridade, é mais confiante, e possui mais ambições em relação à carreira profissional do que as mulheres de gerações anteriores.
  14. 14. Referências • Catão,O velho. Disponível em http://pt.wikipedia.org/wiki/Cat%C3%A3o,_o_Velho.Acesso em 31 de Janeiro de 2015. • A evolução da mulher no mercado de trabalho. Disponível em http://www.rhportal.com.br/artigos/rh.php?idc_cad=xg7w7vuh9. Acesso em 31 de Janeiro de 2015. • Mulheres, trabalho e família. Disponível em http://www.fcc.org.br/bdmulheres/serie2.php?area=series.Acesso em 31 de Janeiro de 2015. • Mulheres no mercado de trabalho:Grandes números. Disponível em http://www.fcc.org.br/bdmulheres/serie1.php?area=series. Acesso em 31 de Janeiro de 2015.
  15. 15. • Estudantes: Andria Martins, Haifa Franco, IsabelVitória e Thalia Novaes

×