Introdução  a  Teologia
DEFINIÇÃO: <ul><li>O vocábolo Teologia vem do (Gr:  θεóς, ) e, transliterado em português, escreve-se:  ( Theós ) , que si...
OBJETIVO E FONTE DA TEOLOGIA <ul><li>O termo  Teologia  foi usado pela primeira vez por  Platão , no diálogo  A República ...
PRINCIPAIS COSMOVIÃO <ul><li>PARA ENTEDERMOS CORRETAMENTE A TEOLOGIA CRISTÃ, PRECISAREMOS TER UMA VISÃO DE COMO O MUNDO  D...
I – O MONISMO <ul><li>Chama-se de  monismo  (do grego  monos , &quot;um&quot;) a teoria que defende que todas as coisas ex...
Este é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e ...
O Monismo no conceito pagão: Algumas religiões  pagãs ,  da antiguidade, utilizaram este conceito para justificar a crença...
Monismo  no Paganismo ... Essa crença se baseia no argumento de que, na natureza, os únicos seres capazes de gerar vida, d...
O que diz a Escrituras? Porém, as Escrituras revelam que os povos primitivos acreditavam em um único Deus antropomórfico-m...
II – O DUALISMO <ul><li>Dualimo   &quot;é o sistema filosófico ou doutrina que admite, como explicação primária do  mundo ...
Dualismo, paganismo e gnosticismo … <ul><li>As religiões pagãs antigas se ultilizaram desse princípio para apregoar a exis...
Dualismo no Novo Testamento? <ul><li>Aparentemente, o Novo Testamento se utiliza desse princípio para ensinar sobre a exis...
III – O DEÍSMO <ul><li>O deísmo é uma postura  filosófico - religiosa  que admite a existência de um  Deus  criador, mas q...
Deísmo e racionalismo . . . <ul><li>O deísmo pretende enfrentar a questão da existência de  Deus , empregando os princípio...
Conceito deista de divindade … Argumentam que Deus é o criador do mundo, mas que não intervém, diretamente, nas manifestaç...
Deísmo e transcendentalismo … <ul><li>Segundo eles, existem várias formas de se compreender aquilo que é, supostamente, tr...
Deísmo, antropomofismo e revelação … <ul><li>Tal representação é específica das religiões fundamentalistas, os quais o deí...
Deísmo, ecumenismo e gnosticismo … <ul><li>Esta concepção de deus, torna os deístas mais abertos às religiões ecumenistas,...
Deísmo – Características  … <ul><li>Os deístas acreditam na possibilidade da existência de dimensões transcendentais. Cont...
Confições deístas  … <ul><li>Acredito em um deus, mas não pratico nenhuma religião em particular;  </li></ul><ul><li>Acred...
Confições … <ul><li>Acredito que os ideais religiosos devem tentar reconciliar e não contradizer a ciência;  </li></ul><ul...
Confições … <ul><li>Prefiro elaborar meus princípios e meus valores pessoais pelo raciocínio lógico, do que aceitar as imp...
IV – O TEÍSMO <ul><li>Teísmo: (do grego  Theós , &quot;deus&quot;), como conceito filosófico sustenta a  crença  no  Deus ...
Divisões teístas . . . <ul><li>Monoteísmo : Crença na existência de um só Deus;  </li></ul><ul><li>Politeísmo : Crença na ...
O Teímos Cristão … <ul><li>O  Teísmo Cristão  é a doutrina que afirma a existência de um Deus único -  monoteísmo  - como ...
V – O ATEÍSMO <ul><li>No  grego antigo , o  adjetivo   atheos  (ἄθεος) formado pelo prefixo  grego   a -, significando &qu...
VI – O AGNOSTICÍSMO <ul><li>O termo &quot;Agnosticismo&quot; derivou-se da palavra grega &quot;agnostos&quot;, formada com...
Afirmação  típica do agnóstico … <ul><li>&quot;Gnostos&quot; provinha da raiz pré-histórica &quot;gno-&quot;,que se aplica...
VII – O PANTAÍSMO <ul><li>Na  doutrina panteísta (deus é tudo) e há a presença divina no âmago de tudo o que existe. O mai...
<ul><li>O panteísmo é uma tentativa da mente humana de retirar a divindade antropomórfica de seu trono e percebê-la como u...
O CONCEITO CRISTÃO DE DEUS <ul><li>O Cristianismo Bíblico defende a existência de Deus como um ser antropomórfico, ( não, ...
Criador, Governador e Sustentador … <ul><li>Deus Todo-Poderoso é Criador, Governador e Sustentador de todas as coisas, e p...
Deus  é pessoal … <ul><li>O Apóstolo Paulo, a propósito, quando pregava para os  filósofos  no  Aerópago  de Atenas disse:...
Deus é criador … <ul><li>O Deus que fez o mundo e tudo o que nele existe, sendo ele Senhor do céu e da terra, não habita e...
Deus é  transcendente e imanente … ...para buscarem a Deus se, porventura, tateando, o possam achar, bem que não está long...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Slide 01

1,351 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,351
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
7
Actions
Shares
0
Downloads
61
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Slide 01

  1. 1. Introdução a Teologia
  2. 2. DEFINIÇÃO: <ul><li>O vocábolo Teologia vem do (Gr: θεóς, ) e, transliterado em português, escreve-se: ( Theós ) , que significa &quot; Deus &quot;, + λóγος, que transliterado em português, escreve-se ( lógos ) e, significa palavra e, por extensão, (&quot; estudo ou tratado &quot;). Desse, modo, Teologia se define com maior propriedade, como “ Tratado de Deus ”, e, trata dos postulados de fé com base na revelação divina. </li></ul>
  3. 3. OBJETIVO E FONTE DA TEOLOGIA <ul><li>O termo Teologia foi usado pela primeira vez por Platão , no diálogo A República , para referir-se à compreensão da natureza divina de forma racional, em oposição à compreensão literária própria da poesia , tal como era conduzida pelos seus contemporâneos. </li></ul><ul><li>Como toda ciência , a teologia tem um objeto de estudo: Deus. Como não é possível estudar diretamente um objeto que não vemos e não tocamos, só é possível estudar-se a respeito de Deus a partir de sua revelação – A Bíblia Sagrada. </li></ul>
  4. 4. PRINCIPAIS COSMOVIÃO <ul><li>PARA ENTEDERMOS CORRETAMENTE A TEOLOGIA CRISTÃ, PRECISAREMOS TER UMA VISÃO DE COMO O MUNDO DE UM MODO GERAL CONCEBE A EXISTÊNCIA DE DEUS. </li></ul><ul><li>A ISSO CHAMAMOS DE COSMOVISÃO. </li></ul><ul><li>AS PRINCIPAIS COSMOVISÃO SÃO AS SEGUINTES: </li></ul>
  5. 5. I – O MONISMO <ul><li>Chama-se de monismo (do grego monos , &quot;um&quot;) a teoria que defende que todas as coisas existentes no mundo visível são procedentes de um princípio único invisível e, que todas as coisas visivéis são apenas protótipos do mundo invisível. Este é um conceito Platônico que encontra ecos no Novo Testamento, principalmente, na Teologia Paulina – (Cl 1:15,16;17). </li></ul>
  6. 6. Este é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele. Ele é antes de todas as coisas. Nele, tudo subsiste”.(Cl 1:15,16;17). Monismo no Novo Testamanto?
  7. 7. O Monismo no conceito pagão: Algumas religiões pagãs , da antiguidade, utilizaram este conceito para justificar a crença de que tudo o que há foi criado por uma única divindade, neste caso, a Deusa-Mãe: Rainha dos céus , entidade cósmica primordial – Representada pela lua em várias culturas – Jr. 7:17.
  8. 8. Monismo no Paganismo ... Essa crença se baseia no argumento de que, na natureza, os únicos seres capazes de gerar vida, de criar, são as fêmeas. Esta era a concepção de muitos povos antigos em seus cultos, e a maioria dos estudiosos defendem que só depois de muito tempo é que surgiu a figura masculina de Deus, que passou a disputar espaço com a antiga deusa, através do dualismo.
  9. 9. O que diz a Escrituras? Porém, as Escrituras revelam que os povos primitivos acreditavam em um único Deus antropomórfico-masculino, (Gênesis 1-11), e que a crença em deuses e deusas surgiu como resultado do desvio moral e espiritual da raça humana – (Jeremias 7:17;44:18,19;25).
  10. 10. II – O DUALISMO <ul><li>Dualimo &quot;é o sistema filosófico ou doutrina que admite, como explicação primária do mundo e da vida , a existência de dois princípios , de duas substâncias ou duas realidades irredutíveis entre si, inconciliáveis, incapazes de síntese final ou de recíproca subordinação.&quot; </li></ul>
  11. 11. Dualismo, paganismo e gnosticismo … <ul><li>As religiões pagãs antigas se ultilizaram desse princípio para apregoar a existência de duas divindades, uma do bem e outra do mal. </li></ul><ul><li>O Gnosticismo no II.Sc. d.C. afirmava que o Deus do Atigo Testamento, JAVÉ , seria mal e vingativo, enquanto que JESUS , o Deus do Novo Testamento seria o Deus do amor, portanto mesericordioso e salvador. </li></ul>
  12. 12. Dualismo no Novo Testamento? <ul><li>Aparentemente, o Novo Testamento se utiliza desse princípio para ensinar sobre a existência de Satanás, conforme está escrito: “nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus” ( 2Coríntios 4:4). </li></ul>
  13. 13. III – O DEÍSMO <ul><li>O deísmo é uma postura filosófico - religiosa que admite a existência de um Deus criador, mas questiona a idéia de revelação divina . É a doutrina que considera a razão como uma via capaz de nos assegurar da existência de Deus , desconsiderando, para tal fim, a prática de alguma religião denominacional. </li></ul>
  14. 14. Deísmo e racionalismo . . . <ul><li>O deísmo pretende enfrentar a questão da existência de Deus , empregando os princípios da razão , em lugar dos elementos comuns das religiões teístas tais como a &quot;revelação divina&quot;, os dogmas e a tradição. Os deístas, geralmente, questionam as religiões denominacionais e alegam que seus deus(es) dito(s) “revelado(s)”, não passam de instrumentos de manipulação a serviço dos líderes religiosos para dominarem os incaltos. </li></ul>
  15. 15. Conceito deista de divindade … Argumentam que Deus é o criador do mundo, mas que não intervém, diretamente, nas manifestações do mesmo, que é regido por leis rígidas e inalteráveis. Para os deístas, Deus se revela através da ciência e as leis da natureza. É necessário resaltar, que o conceito deísta de divindade não corresponde, aquele comunicado pelas Escrituras.
  16. 16. Deísmo e transcendentalismo … <ul><li>Segundo eles, existem várias formas de se compreender aquilo que é, supostamente, transcendente ou sobrenatural. Desse, modo, “deus” pode ser compreendido como o princípio vital, a energia criadora ou a força motriz do Universo. Todavia, não propriamente como um ser antropomórfico. </li></ul>
  17. 17. Deísmo, antropomofismo e revelação … <ul><li>Tal representação é específica das religiões fundamentalistas, os quais o deísta não consideram como sendo a verdade. O deísta não necessariamente nega que alguém possa receber uma revelação divina, mas essa revelação será válida apenas para a pessoa que a recebeu ( se de fato a recebeu ). </li></ul>
  18. 18. Deísmo, ecumenismo e gnosticismo … <ul><li>Esta concepção de deus, torna os deístas mais abertos às religiões ecumenistas, como manifestações diversas de uma mesma realidade divina, embora não crendo que nenhuma delas seja a “verdade” absoluta. Muitos deístas podem ser definidos como agnósticos teístas, pois consideram que no dia-a-dia, as ações humanas devem ser orientadas pelo pensamento racional, atribuido ao seu conceito comum de “deus”. </li></ul>
  19. 19. Deísmo – Características … <ul><li>Os deístas acreditam na possibilidade da existência de dimensões transcendentais. Contudo, não estão presos a nenhum tipo de doutrina ou dogma. Frequentemente, os deístas se encontram insatisfeitos com as religiões denominacionais, e apresentam, geralmente, algumas afirmações que os diferenciam dos religiosos convencionais ou teístas: </li></ul>
  20. 20. Confições deístas … <ul><li>Acredito em um deus, mas não pratico nenhuma religião em particular; </li></ul><ul><li>Acredito que a palavra de Deus são as leis da Natureza e do Universo, não os livros ditos &quot;sagrados&quot; escritos por homens em condições duvidosas; </li></ul><ul><li>Gosto de usar a razão para pensar na possibilidade de existência de outras dimensões, mas não aceito doutrinas elaboradas por homens; </li></ul>
  21. 21. Confições … <ul><li>Acredito que os ideais religiosos devem tentar reconciliar e não contradizer a ciência; </li></ul><ul><li>Creio que se pode encontrar Deus mais facilmente fora do que dentro de alguma religião; </li></ul><ul><li>Desfruto da liberdade de procurar uma espiritualidade que me satisfaça; </li></ul>
  22. 22. Confições … <ul><li>Prefiro elaborar meus princípios e meus valores pessoais pelo raciocínio lógico, do que aceitar as imposições escritas em livros ditos &quot;sagrados&quot; ou autoridades religiosas; </li></ul><ul><li>Sou um livre pensador individual, cujas convicções não se formaram por força de uma tradição ou a &quot;autoridade&quot; de outros; </li></ul><ul><li>Acredito que religião e Estado devem ser separados. </li></ul>
  23. 23. IV – O TEÍSMO <ul><li>Teísmo: (do grego Theós , &quot;deus&quot;), como conceito filosófico sustenta a crença no Deus revelado aos homens através das Escrituras Sagradas, de maneira universal, sem necessariamente haver o intermédio dos homens e da religião em geral. Trata-se de um conceito introduzido em 1678 , por Ralph Cudworth que se opõem ao ateísmo . O teísmo está dividido em três correntes: </li></ul>
  24. 24. Divisões teístas . . . <ul><li>Monoteísmo : Crença na existência de um só Deus; </li></ul><ul><li>Politeísmo : Crença na existência de vários deuses, masculinos e femininos; </li></ul><ul><li>Henoteísmo : Crença na existência de vários deuses, mas que existe um Deus-Supremo que está acima dos demais deuses – 1Coríntios 8:5-6. </li></ul>
  25. 25. O Teímos Cristão … <ul><li>O Teísmo Cristão é a doutrina que afirma a existência de um Deus único - monoteísmo - como causa primária e transcendental do universo e relativo ao cristianismo, sendo cristão o que recebeu o batismo e professa a religião cristã. O termo cristianismo pode ser entendido como o conjunto de religiões cristãs, ou seja, que se baseiam nos ensinamentos, na vivência e nos princípios de Jesus Cristo . </li></ul>
  26. 26. V – O ATEÍSMO <ul><li>No grego antigo , o adjetivo atheos (ἄθεος) formado pelo prefixo grego a -, significando &quot;ausência&quot; e o radical &quot;teu&quot;, derivado do grego theós , significando &quot;deus&quot;. O significado literal do termo é, portanto: &quot;sem deus&quot;. Posteriormente o termo passou a ser usado para designar pessoa que não acredita em Deus, ou em deuses. Os cristãos dos primeiros Séculos foram acusados de ateus por não acreditarem nos deuses dos romanos. </li></ul>
  27. 27. VI – O AGNOSTICÍSMO <ul><li>O termo &quot;Agnosticismo&quot; derivou-se da palavra grega &quot;agnostos&quot;, formada com o prefixo de privação (ou de negação) &quot;a-&quot; anteposto a &quot;gnostos&quot; (conhecimento) e, transmite a idéia de não conhecer ou da impossibilidade de adquiriri o conhecineto de ... </li></ul>
  28. 28. Afirmação típica do agnóstico … <ul><li>&quot;Gnostos&quot; provinha da raiz pré-histórica &quot;gno-&quot;,que se aplicava à idéia de &quot;saber&quot; e, que está presente em numerosos vocábulos da língua portuguesa, tais como cognição, cognitivo, ignorar, conhecer, ignorância, entre outros. * O agnostíco afirma que se existe Deus ou deuses, nunca vamos saber por certo. A única coisa que temos de certo sobre Deus, é, que ele nunca se deu a conhecer. </li></ul>
  29. 29. VII – O PANTAÍSMO <ul><li>Na doutrina panteísta (deus é tudo) e há a presença divina no âmago de tudo o que existe. O maior problema existente no panteísmo é identificar o infinito com a soma dos finitos e reduzir o transcendente às manisfetações e fenômenos da natureza. O panteísmo confunde o Criador com a sua criação. </li></ul>
  30. 30. <ul><li>O panteísmo é uma tentativa da mente humana de retirar a divindade antropomórfica de seu trono e percebê-la como um princípio imanente em toda a criação, negando, entretanto a transcendência da divindade. Para os panteístas a divindade é cósmica, não antropomórfica. Deus seria uma coisa, não um ser pessoal. </li></ul>Conceito panteísta de divindade …
  31. 31. O CONCEITO CRISTÃO DE DEUS <ul><li>O Cristianismo Bíblico defende a existência de Deus como um ser antropomórfico, ( não, divindade cósmica ), transcendente e imanente, Triuno e Trino. Isto é: Deus existe, eternamente, em três pessoas, acima e independente da natureza, não se confunde com ela, mas interage com sua criação, manifestando-se no Pai , no Filho e no Espírito Santo. </li></ul>
  32. 32. Criador, Governador e Sustentador … <ul><li>Deus Todo-Poderoso é Criador, Governador e Sustentador de todas as coisas, e particularmente para com os homens, despensa o Senhor do céu e da terra, generosa disposição paternal. No “ Pai nosso ” Jesus nos ensinou a nos dirigirmos a Deus como Pai (Ser pessoal ), não como força cósmica impessoal. </li></ul>
  33. 33. Deus é pessoal … <ul><li>O Apóstolo Paulo, a propósito, quando pregava para os filósofos no Aerópago de Atenas disse: “Senhores atenienses! Em tudo vos vejo acentuadamente supersticiosos; porque, passando e observando os objetos de vosso culto, encontrei também um altar no qual está inscrito: “AO DEUS DESCONHECIDO”. Pois esse que adorais sem conhecer é precisamente aquele que eu vos anuncio. </li></ul>
  34. 34. Deus é criador … <ul><li>O Deus que fez o mundo e tudo o que nele existe, sendo ele Senhor do céu e da terra, não habita em santuários feitos por mãos humanas. Nem é servido por mãos humanas, como se de alguma coisa precisasse; pois ele mesmo é quem a todos dá vida, respiração e tudo mais; de um só fez toda a raça humana para habitar sobre toda a face da terra, havendo fixado os tempos previamente estabelecidos e os limites da sua habitação ... </li></ul>
  35. 35. Deus é transcendente e imanente … ...para buscarem a Deus se, porventura, tateando, o possam achar, bem que não está longe de cada um de nós; pois nele vivemos, e nos movemos, e existimos como alguns dos vossos poetas têm dito: Porque dele também somos geração. Sendo, pois, geração de Deus, não devemos pensar que a divindade é semelhante ao ouro, à prata ou à pedra, trabalhados pela arte e imaginação do homem” (Atos 17:22-29).

×