Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Dicotomias de Saussure
Exercícios de fixação
Gabarito comentado - março/2015
Então,
pessoal?
Vamos lá!
Numere a 1ª coluna de acordo com a 2ª.
1. Signo - 2. Linguagem - 3. Fala - 4. Linguística - 5. Língua - 6. Norma
( 4 ) Est...
Relacione as colunas
1. Langue (língua) - 2. Norma - 3. Parole (fala)
( 3 ) Uso concreto da langue sancionado (reconhecido...
Segundo Saussure, a langue é a parte
SOCIAL da linguagem.
 
a) Social
b) Individual (do universo da fala)
Assinale a informação incorreta:
a) Os sons, as formas gramaticais, a sintaxe e o vocabulário
são suscetíveis de considera...
Use (S) para o que caracteriza a sincronia e (D) para
o que caracteriza a diacronia:
a) Estuda os fenômenos linguísticos n...
Numere a 2 ª coluna de acordo com a 1 ª:
1. Sincronia – 2. Diacronia
( 1 ) Confronta estados (momentos) diferentes de uma ...
Use (V) ou (F):
a) Somente a Sincronia diz respeito aos estudos dos
fatos linguísticos. ( F )  e a diacronia?
b) A Diacro...
Use (D) para as explicações diacrônicas e (S)
para as descrições sincrônicas:
a) Pôr é um verbo de 2 ª conjugação, porque ...
Marque S (sincronia) ou D (diacronia):
 
a) Hoje, o pronome VÓS é usado, normalmente, como
tratamento de cerimônia. (S)  ...
Use (1) ou (2):
1. Sintagma – 2. Paradigma
a) É potencialidade (2)  toda nossa cultura, nosso conhecimento à nossa
dispos...
Levando-se em conta o parâmetro
sincronia/diacronia, tanto o sintagma como o
paradigma se relacionam
a) Unicamente com a s...
“João, que é conhecido por sua destreza manual,
embaralhou as cartas.” Temos aí um exemplo de
sintagma de nível
a) Verbal ...
A melhor definição para sintagma seria:
a) A combinação de elementos binários dentro de
um discurso, estando os elementos,...
Paradigma é:
a) Uma relação ordenada a partir do discurso. ( )
b) Uma relação que repousaria em dois ou mais
termos presen...
Quando queremos dizer que “Um cachorro
mordeu um menino”, podemos, dependendo do
contexto onde está sendo feito o discurso...
Quando falamos a palavra “conjunto”,
imediatamente associamos a “grupo”, “equipe”,
“coletividade”, etc. A natureza desta r...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Dicotomias de saussure gabarito comentado

8,347 views

Published on

  • DOWNLOAD THAT BOOKS INTO AVAILABLE FORMAT (2019 Update) ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { http://bit.ly/2m77EgH } ......................................................................................................................... Download Full EPUB Ebook here { http://bit.ly/2m77EgH } ......................................................................................................................... Download Full doc Ebook here { http://bit.ly/2m77EgH } ......................................................................................................................... Download PDF EBOOK here { http://bit.ly/2m77EgH } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { http://bit.ly/2m77EgH } ......................................................................................................................... Download doc Ebook here { http://bit.ly/2m77EgH } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ................................................................................................................................... eBook is an electronic version of a traditional print book that can be read by using a personal computer or by using an eBook reader. (An eBook reader can be a software application for use on a computer such as Microsoft's free Reader application, or a book-sized computer that is used solely as a reading device such as Nuvomedia's Rocket eBook.) Users can purchase an eBook on diskette or CD, but the most popular method of getting an eBook is to purchase a downloadable file of the eBook (or other reading material) from a Web site (such as Barnes and Noble) to be read from the user's computer or reading device. Generally, an eBook can be downloaded in five minutes or less ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks .............................................................................................................................. Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .....BEST SELLER FOR EBOOK RECOMMEND............................................................. ......................................................................................................................... Blowout: Corrupted Democracy, Rogue State Russia, and the Richest, Most Destructive Industry on Earth,-- The Ride of a Lifetime: Lessons Learned from 15 Years as CEO of the Walt Disney Company,-- Call Sign Chaos: Learning to Lead,-- StrengthsFinder 2.0,-- Stillness Is the Key,-- She Said: Breaking the Sexual Harassment Story That Helped Ignite a Movement,-- Atomic Habits: An Easy & Proven Way to Build Good Habits & Break Bad Ones,-- Everything Is Figureoutable,-- What It Takes: Lessons in the Pursuit of Excellence,-- Rich Dad Poor Dad: What the Rich Teach Their Kids About Money That the Poor and Middle Class Do Not!,-- The Total Money Makeover: Classic Edition: A Proven Plan for Financial Fitness,-- Shut Up and Listen!: Hard Business Truths that Will Help You Succeed, ......................................................................................................................... .........................................................................................................................
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

Dicotomias de saussure gabarito comentado

  1. 1. Dicotomias de Saussure Exercícios de fixação Gabarito comentado - março/2015 Então, pessoal? Vamos lá!
  2. 2. Numere a 1ª coluna de acordo com a 2ª. 1. Signo - 2. Linguagem - 3. Fala - 4. Linguística - 5. Língua - 6. Norma ( 4 ) Estudo científico da linguagem humana. (objeto de estudo de Saussure) ( 5 ) É um conjunto de estruturas psíquicas que torna possível ao emissor traduzir a ideia que deseja expressar em um sinal manifesto, e que capacita o receptor a reconstituir a ideia a partir desse sinal. (a língua é um código convencionado - coletivo) ( 1 ) União do sentido com a imagem acústica. (significado + significante) ( 2 ) Conjunto de realizações constantes e repetidas de caráter sociocultural. (diz respeito a comunidades / diferente de fala) ( 6 ) Sua aquisição não depende de maneira decisiva da expressão verbal. (gramática internalizada) ( 3 ) Execução pelo indivíduo das potencialidades da língua. (individualidade – cada um movimenta a língua ao seu modo, sem deturpá-la. A língua permite isso.)
  3. 3. Relacione as colunas 1. Langue (língua) - 2. Norma - 3. Parole (fala) ( 3 ) Uso concreto da langue sancionado (reconhecido) pela comunidade. (cada indivíduo dela) ( 2 ) Dinamiza a língua. (dinamiza porque a estrutura, a organiza) ( 1 ) Conjunto de signos utilizado pelos membros de uma comunidade para comunicação e interação social. (lembrem-se: a língua é uma convenção social)
  4. 4. Segundo Saussure, a langue é a parte SOCIAL da linguagem.   a) Social b) Individual (do universo da fala)
  5. 5. Assinale a informação incorreta: a) Os sons, as formas gramaticais, a sintaxe e o vocabulário são suscetíveis de considerações diacrônicas. (é possível, portanto, estudá-los ao longo do tempo, considerando sua evolução) b) É diacrônico tudo o que diz respeito às evoluções. (ao considerarmos as transformações sem um determinado tempo.) c) O estudo sincrônico não é possível sem um paralelo estudo diacrônico que lhe sirva de apoio. (é possível estudar a linguagem humana considerando recortes no tempo.)
  6. 6. Use (S) para o que caracteriza a sincronia e (D) para o que caracteriza a diacronia: a) Estuda os fenômenos linguísticos num determinado estado de sua evolução, seja no presente ou no passado. (S)  recorte no tempo! b) Estuda os fatos linguísticos em suas transformações através dos tempos. (D)  evolução no tempo, sem especificar o momento. c) Interessa-se pelo sistema. (S)  como a linguagem é passível de transformação, busca investigar seu funcionamento em um dado momento. d) Estuda o modo como a língua funciona. (S)  idem anterior e) Estuda o processo de evolução da língua. (D)  tudo que considera evolução/transformação diz respeito à diacronia. f) Descreve estados de língua e suas relações internas (fonológicas, morfossintáticas, lexicais e semânticas). (S)  para descrever qualquer fenômeno, é necessário fazer recortes.
  7. 7. Numere a 2 ª coluna de acordo com a 1 ª: 1. Sincronia – 2. Diacronia ( 1 ) Confronta estados (momentos) diferentes de uma mesma língua.  para isso, necessário recortar no tempo. “Como a língua era em determinado momento? Como se encontra agora?” ( 1 ) Interessa-se pelo sistema.  como a linguagem é passível de transformação, busca investigar seu funcionamento em um dado momento. ( 2 ) Leva em conta a linha do tempo.  Ou seja, a evolução do fenômeno linguístico. ( 2 ) Trata de fatos simultâneos.  ao longo do tempo.  
  8. 8. Use (V) ou (F): a) Somente a Sincronia diz respeito aos estudos dos fatos linguísticos. ( F )  e a diacronia? b) A Diacronia estuda os fatos em suas transformações através dos tempos. ( V ) c) O aspecto sincrônico prevalece sobre o diacrônico, pois, para a massa falante, ele constitui a verdadeira e única realidade. ( V )  aquele que fala, o faz no presente e não acessa, necessariamente, as transformações da língua para se expressar. d) O estudo do infinitivo, do seu emprego numa época “X”, é um estudo sincrônico. ( V )  considera um recorte no tempo, determinando-o.
  9. 9. Use (D) para as explicações diacrônicas e (S) para as descrições sincrônicas: a) Pôr é um verbo de 2 ª conjugação, porque no passado o infinitivo do verbo era poer. (D)  passado não especificado. b) Pôr é da 2 ª conjugação porque sua vogal temática é -e-, como comprovam as formas pudesse, puser, põe, etc. (S)  o que nos importa é que hoje o verbo é estudado assim. c) Forma-se o plural de amável pela troca do -l- por -is -: amável - amáveis. (S)  idem anterior d) O plural amáveis provém da forma latina amabiles: amabiles > amavies > amavees > amáveis (D)  Não especificado o tempo cronólogico, mas sua indicação histórica. e) O plural de lobos provém de lupos. (D)  idem anterior. f) O plural de lobo forma-se pelo acréscimo de um -s ao singular lobo. (S)  Independente da origem da palavra, ok?
  10. 10. Marque S (sincronia) ou D (diacronia):   a) Hoje, o pronome VÓS é usado, normalmente, como tratamento de cerimônia. (S)  não nos importando como era utilizado antes... b) No português do Brasil dos séculos XIX e XX houve alteração no uso do pronome VÓS. (S)  há um recorte claro no tempo: sécs. XIX e XX. c) Sistema de acentuação gráfica na década de quarenta comparado com o existente a partir de 1971. (S)  desconsideram-se outros momentos da cronologia, portanto, faz-se um recorte no tempo. d) Os verbos portugueses distribuem-se em três conjugações. (D)  Desde quando? A informação não considera um determinado momento.
  11. 11. Use (1) ou (2): 1. Sintagma – 2. Paradigma a) É potencialidade (2)  toda nossa cultura, nosso conhecimento à nossa disposição para construção de ideias. b) É contraste entre termos presentes (1)  ex: “a casa branca” – o termo casa só tem valor quando há o contraste com aquele que vem antes ou depois. Linearidade da língua. c) Baseia-se na linearidade do significante (1)  os termos vêm dispostos em linha, formando a significação a partir das imagens que se interrelacionam. d) Situa-se na memória do falante (1)  Ninguém usa o que não conhece. Ao usar, resgatamos em nossa memória o elemento que já nos pertence. e) É oposição distintiva (2)  ex. se eu uso “Hoje faz calor”, deixei de usar uma série de outros termos que se opõem... Amanhã, ontem... O paradigma é como se fosse o “banco de reservas da língua”. f) É realidade (1)  como não se pode pronunciar, por exemplo, dois termos ao mesmo tempo, aqueles que foram “escolhidos” estabelecem uma relação sintagmática. Ex. “Eu tenho fome” – Esses são os elementos escolhidos para expressar a ideia, nesta ordem e no contexto que se constrói.
  12. 12. Levando-se em conta o parâmetro sincronia/diacronia, tanto o sintagma como o paradigma se relacionam a) Unicamente com a sincronia. ( ) b) Tanto com a diacronia como com a sincronia. (X) Os fenômenos sintagmáticos e paradigmáticos podem ser considerados em um dado momento como também ao longo do tempo.
  13. 13. “João, que é conhecido por sua destreza manual, embaralhou as cartas.” Temos aí um exemplo de sintagma de nível a) Verbal ( ) b) Não há sintagma ( ) c) Sintático (supra-oracional) (x)  o plano sintático é o que define, não só as relações entre os termos de uma oração, como também determina as funções que esses termos desempenham no texto.
  14. 14. A melhor definição para sintagma seria: a) A combinação de elementos binários dentro de um discurso, estando os elementos, portanto, numa série efetiva. ( ) b) Uma associação presente na memória, existindo como possibilidade. ( ) c) As duas afirmações acima se completam. (X)  sintagma só pode ser considerado a partir da união de dois termos, lineares reconhecidos pela nossa cultura (memória).
  15. 15. Paradigma é: a) Uma relação ordenada a partir do discurso. ( ) b) Uma relação que repousaria em dois ou mais termos presentes numa série efetiva. ( ) c) Uma relação associativa que se apresenta como eixo de possibilidades de termos situados na memória. (X)  Para uma mesma mensagem pode-se usar um quase infinidade de termos, bastando para isso associá-los depois de feita uma seleção.
  16. 16. Quando queremos dizer que “Um cachorro mordeu um menino”, podemos, dependendo do contexto onde está sendo feito o discurso, afirmar que: “Um cão mordeu o menino” ou “O canídeo mordeu o menino” ou, ainda, “O Totó mordeu o garoto”. É o eixo paradigmático que nos oferece essas diversas possibilidades.   a) O eixo sintagmático. b) O eixo paradigmático.  seleção de ideias. c) O desvio dos significados.
  17. 17. Quando falamos a palavra “conjunto”, imediatamente associamos a “grupo”, “equipe”, “coletividade”, etc. A natureza desta relação paradigmática é por: a) Comunidade de imagens acústicas. b) Analogia de significados.  acepções semelhantes para termos distintos. Trata-se de uma questão de escolha do falante. c) Desvio de significados com o mesmo significante.

×