Projeto Profissionais do Futuro - IBP

1,750 views

Published on

O “Profissional do Futuro” tem por objetivo estimular a interação entre o mercado de petróleo e gás e os jovens universitários, através de palestras e visita a stands. Este ano, o “Profissional do Futuro” abriu inscrições, também, para áreas não-tecnológicas, como Direito, Economia e Administração.

Published in: Career
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,750
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
15
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Projeto Profissionais do Futuro - IBP

  1. 1. 1 IBP anuncia a 5ª edição do programa “Profissional do Futuro” no Riocentro Evento organizado pelo Centro de Empreendedorismo Universitário (CEU) já atraiu cerca de 2 mil universitários De dois em dois anos, o Rio de Janeiro se transforma na capital internacional do petróleo. Durante quatro dias, empresas dos cinco continentes se reúnem na feira “Rio Oil & Gas Expo and Conference” para apresentar as últimas novidades do setor em produtos e serviços e discutir temas referentes a inovações tecnológicas. Só na última edição, 1.200 empresas de 23 países marcaram presença numa área de 35.000 m² no Centro de Convenções do Riocentro, em Jacarepaguá. Desde 2002, a “Rio Oil & Gas” tornou-se, também, ponto de encontro para estudantes de diferentes áreas tecnológicas, como Engenharia de Petróleo, Geologia e Química. Criado pelo Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP) em parceria com o Centro de Empreendedorismo Universitário (CEU), o “Profissional do Futuro” tem por objetivo estimular a interação entre o mercado de petróleo e gás e os jovens universitários, através de palestras e visita a stands. Este ano, o “Profissional do Futuro” abriu inscrições, também, para áreas não-tecnológicas, como Direito, Economia e Administração. Na feira “Rio Oil & Gas”, o “Profissional do Futuro” dispõe de um espaço exclusivo, com capacidade para 250 estudantes e estrutura para realizar palestras e mesas-redondas. Entre os dias 13 e 16/09/2010, alunos de universidades públicas e particulares e de centros tecnológicos do Rio e de outros estados terão a chance de assistir a palestras de importantes executivos do setor, como Armando Guedes Coelho, do IBP; José Carlos Cosenza, da Petrobras; e Paulo César Aquino, da Petroquisa. Após as palestras, os professores e suas turmas poderão visitar alguns dos mais de 1.200 estandes espalhados pelos cinco pavilhões do Riocentro.
  2. 2. 2 Este ano, alguns dos temas apresentados serão “O Panorama da Matriz Energética Brasileira”, “A Demanda de Recursos Humanos na Indústria do Petróleo” e “Os Desafios Tecnológicos do Pré-Sal”. A programação completa está disponível no site do CEU. Para acessá-la, basta clicar no link: www.centroempreendedorismo.com.br/profissionaldofuturo. Lá, alunos e professores poderão encontrar outras informações, como instruções para o preenchimento do formulário on-line de inscrição e regulamento do Prêmio IBP para melhor visita planejada. A estimativa do diretor do Centro de Empreendedorismo Universitário (CEU), Alfredo Laufer, é de que, este ano, 1.750 alunos participem dos quatro dias de palestras. A cerca de um mês para o início do evento, 1.300 alunos já confirmaram presença no espaço dedicado ao “Profissional do Futuro”. Outro objetivo de Alfredo Laufer é diversificar, ao máximo, o número de universidades participantes. Ele lembra que, em 2004, apenas 150 alunos de 6 instituições de ensino participaram do programa. Dois anos depois, porém, esse número já saltou para 500 estudantes de 13 universidades. Em 2008, o “Profissional do Futuro” registrou a presença de 1.500 alunos de 20 instituições. “Não queremos simplesmente promover uma visitação turística de alunos e professores aos stands das empresas expositoras. Pelo contrário. Queremos estimulá-los a planejarem cuidadosamente essa visita com o maior tempo possível de antecedência. Afinal, a ‘Rio Oil & Gas Expo and Conference’ é uma fonte inesgotável de conhecimento tecnológico que precisa ser devidamente explorada pelas universidades participantes”, afirma Laufer, PhD pela COPPE/UFRJ. Informações adicionais, favor contactar: Profissionaldofuturo2010@uol.com.br (André Bernardo ou Renata Habib).

×