Planejamento PET Engenharia de Pesca - UFC 2012

1,820 views

Published on

Planejamento Anual do PET em 2012

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,820
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Planejamento PET Engenharia de Pesca - UFC 2012

  1. 1. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO DA REDE IFES PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL Planejamento Anual de Atividades – 2012 (01 de janeiro de 2012 a 31 de dezembro de 2012)Os grupos criados em 2010 deverão manter, no preenchimento do formulário, as atividades definidas naproposta que encaminharam a SESU/MEC por ocasião do referido Edital.1. IDENTIFICAÇÃO1.1. Instituição de Ensino Superior: UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ1.2. Grupo: PET-ENGENHARIA DE PESCA1.3. Home Page do Grupo: http: www.petengpesca.blogspot.com1.4. Data da Criação do Grupo: Agosto 19941.5. Natureza do Grupo: ( X ) Curso de graduação: Engenharia de Pesca ( ) Multi/Inter-disciplinar............................................ (tema) ( ) Área do Conhecimento........................................ (cursos relacionados) ( ) Institucional.......................................................... (nome do Câmpus)1.6. Nome do (a)Tutor (a): Rosemeiry Melo Carvalho1.7. e-mail do (a)Tutor (a): rmelo@ufc.br1.8. Titulação e área: Doutora em Economia1.9. Data de ingresso do (a) Tutor (a) (mês/ano): Fevereiro de 20062. ORIENTAÇÕES GERAIS Observar atentamente as diretrizes abaixo, tomando-as como orientação para a elaboração e redação dopresente planejamento, de forma a evidenciar e retratar com clareza as atividades do grupo e do tutor quanto aoatendimento dos objetivos do Programa:  O programa tem como objetivo, entre outros, a formulação de novas estratégias de desenvolvimento e modernização do ensino superior no país, contribuindo para a redução da evasão escolar. As atividades do grupo devem ser orientadas pelo princípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão. Desta forma, devem necessariamente contemplar, ao menos, todas estas três áreas da formação acadêmica, de forma equilibrada, contribuindo para a reflexão e autonomia intelectual do estudante;  Quanto às atividades de Ensino, além do alinhamento com o Projeto Político Pedagógico Institucional, recomenda- se que as mesmas aprimorem a formação voltada ao processo ensino-aprendizagem, bem como busquem inovações metodológicas;  Quanto às atividades de Extensão, recomenda-se que as mesmas aprimorem a formação voltada às demandas da sociedade, do contexto profissional e da responsabilidade social. Neste contexto, cabe lembrar que o assistencialismo não se caracteriza como atividade de Extensão;  Quanto às atividades de Pesquisa, recomenda-se que as mesmas aprimorem a formação voltada à reflexão sobre prioridades de pesquisa, aos métodos e metodologias de produção de conhecimento novo e análise crítica dos resultados;
  2. 2.  Sugere-se que tais atividades de Ensino, de Extensão e de Pesquisa sejam devidamente registradas nas instâncias específicas no âmbito da IES;  O modelo adotado pelo Programa prevê atividades de natureza coletiva e interdisciplinar. Logo, o grupo deve atentar para a formação voltada para o trabalho em equipe, cuidando para o não excesso de atividades de caráter individual. Quanto à interdisciplinaridade, as atividades devem contemplar ampla abrangência de temas no contexto de atuação do grupo;  Entre os objetivos do Programa estão a contribuição para a elevação da qualidade da formação acadêmica dos alunos de graduação, tendo como estratégia o efeito multiplicador do petiano sobre os seus colegas estudantes da IES, principalmente aqueles do primeiro ano de graduação;  Quanto às estratégias para a formação diferenciada e qualificada dos estudantes estão o estímulo ao espírito crítico, a atuação profissional pautada pela cidadania e pela função social da educação superior bem como o estímulo da formação de profissionais e docentes de elevada qualificação técnica, científica, tecnológica e acadêmica.3. ATIVIDADES PROPOSTAS No planejamento geral das atividades considerar: A. A descrição da atividade em si; quais os objetivos da mesma; como a atividade será realizada. B. Quais os mecanismos de avaliação. C. Quais os resultados que se espera com a atividade: o Resultados / produtos esperados com a atividade: melhorias para o Curso, para a Educação, para a sociedade, meios para a socialização dos resultados, publicações etc. o Resultados esperados na formação dos petianos: habilidades, competências, conhecimentos, saberes, reflexões instaladas etc.Observação: Para cada uma das atividades, a descrição dos seus itens A, B e C deverá ser realizada em até milpalavras.3.1. Atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão  ATIVIDADES DE ENSINOCURSOS:(1) Bio Stat  Descrição da atividade: destina-se aos alunos do curso de Engenharia de Pesca e à comunidade acadêmica. O curso será ministrado por bolsistas do PET-Engenharia de Pesca. A realização desse curso tem como objetivo capacitar os estudantes de Engenharia de Pesca e de áreas afins a utilizarem softwares como ferramenta para a realização rápida de testes estatísticos, úteis tanto em laboratório quanto em outros aspectos do trabalho de campo. O curso também visa integrar a aplicação da tecnologia com matérias ministradas durante o curso.  Mecanismo de avaliação: questionários de avaliação.  Resultados Esperados: trazer informações extracurriculares; capacitar os bolsistas e participantes com novas técnicas que poderão ser utilizadas no campo profissional e acadêmico; fazer um intercâmbio entre a matéria ministrada na Universidade e programas de computador relacionados.  Bolsista responsável: Filipe Brasil Mariano(2) Excel Aplicado  Descrição da atividade: devido à dificuldade de alguns alunos no uso do programa Excel utilizado nas disciplinas de Biologia Pesqueira, Economia, dentre outras, o PET resolveu ministrar um minicurso de Excel aplicado à Engenharia de Pesca. Destina-se aos alunos do curso de Engenharia de Pesca e áreas afins. O curso será realizado por bolsistas do PET - Engenharia de Pesca.  Mecanismo de avaliação: questionários de avaliação.  Resultados esperados: capacitar os alunos participantes a utilizar a ferramenta paraPlanejamento de Atividades
  3. 3. resolver problemas voltados à Engenharia de Pesca e áreas afins.  Bolsista responsável: Victor Hugo Azevedo Carneiro(3) Curso de Aquarismo  Descrição da atividade: destina-se aos alunos do curso de Engenharia de Pesca, à comunidade acadêmica e à sociedade. Será apresentado pelos bolsistas do PET- Engenharia de Pesca e outros estudantes do curso. Esse curso está relacionado a um tema central de pesquisa do grupo (Aquarismo) e servirá como meio de divulgação da pesquisa de caráter coletivo.  Mecanismo de avaliação: questionários de avaliação  Resultados esperados: criar oportunidades para que os alunos recém-ingressos conheçam diferentes áreas de atuação; integrar alunos bolsistas e voluntários do PET- Engenharia de Pesca e os demais alunos da graduação; viabilizar o efeito multiplicador do PET sobre a comunidade acadêmica; preparar os alunos para atuar no campo profissional de montagem e manutenção de aquários.  Bolsista responsável: Igor Gabriel Rodrigues Ferreira Gomes(4) Curso de Corrosão  Descrição da atividade: destina-se aos alunos do curso de Engenharia de Pesca e à comunidade acadêmica de áreas afins. Será apresentado pelo Professor Dr. Belmino Romero do Departamento de Físico-química da Universidade Federal do Ceará e seus orientados.  Mecanismo de avaliação: questionários de avaliação.  Resultados esperados: fornecer aos bolsistas e alunos do curso de Engenharia de Pesca o conhecimento sobre corrosão, visto que o tema não é abordado no curso. Tornar possível o conhecimento prático do assunto e as atitudes a serem tomadas para prolongar ou até mesmo evitar os efeitos decorrentes de corrosões.  Bolsista responsável: Francisco Regivânio Nascimento Andrade(5) Curso de Aquicultura Ornamental  Descrição da atividade: o curso será voltado aos alunos do curso de Engenharia de Pesca, com o intuito de incentivar o empreendedorismo na área da aquicultura ornamental.  Mecanismo de avaliação: questionário de avaliação.  Resultados esperados: espera-se que os alunos fiquem aptos a realizar a atividade de aquicultura ornamental e obtenham um conhecimento das espécies mais comercializadas.  Bolsista responsável: Juliana Vanessa da Cunha Cavalcante.AUXÍLIO VOLUNTÁRIO DO PET ÀS ATIVIDADES DIDÁTICAS:  Descrição da atividade: destina-se à comunidade acadêmica, especificamente aos estudantes do curso de Engenharia de Pesca. Consiste de um auxílio voluntário dado pelos bolsistas aos professores e alunos nas aulas práticas e demais atividades didáticas. Essa iniciativa visa complementar o apoio institucional oferecido pela UFC referente ao programa de Monitoria.  Mecanismo de avaliação: (i) participação relativa dos alunos do curso nesse serviçoPlanejamento de Atividades
  4. 4. de auxílio; (ii) análise comparativa das notas obtidas dos alunos que recebem auxílio dos bolsistas do PET com os demais alunos que cursaram a disciplina no mesmo período letivo.  Resultados esperados: espera-se que os Bolsistas do PET possam contribuir com o aprendizado dos alunos que cursam as disciplinas citadas, que estes auxiliem os professores na realização de aulas práticas e atividades correlatas e que os bolsistas recebam capacitação para desenvolver tarefas em sala de aula.GRUPOS DE ESTUDO:G.E. para Recém-ingresso  Descrição da atividade: atividade destinada aos alunos recém-ingressos do curso de Engenharia de Pesca. Consiste em reuniões de alunos do curso com o bolsista que coordena cada grupo de estudo, com o intuito de diminuir a evasão e adquirir conhecimentos das áreas atuantes do curso. Os temas abordados pelos grupos de estudo serão divididos da seguinte forma: Ficologia (algas), Piscicultura, Qualidade de água e Pesca.  Mecanismo de avaliação: (i) participação relativa e aprendizado dos alunos recém- ingressos nos grupos de estudo; (ii) questionário de avaliação.  Resultados esperados: diminuição do índice de evasão dos alunos recém-ingressos pelo conhecimento adquirido, bem como pela integração entre os participantes e bolsistas.G.E para veteranos  Descrição da atividade: atividade destinada ao próprio grupo e à comunidade acadêmica do curso de Engenharia de Pesca. Consiste de reuniões de alunos do curso com o bolsista que coordena cada grupo de estudo.  Mecanismo de avaliação: (i) participação relativa dos alunos do curso nos grupos de estudo; (ii) análise comparativa das notas obtidas dos alunos que participaram dos grupos de estudo com os demais alunos que cursaram a disciplina no mesmo período letivo.  Resultados esperados: auxiliar os bolsistas e demais alunos do curso de graduação nas disciplinas consideradas como “de elevado grau de dificuldade”, que, em geral, provocam evasão ou reprovação.ESTÁGIOS:Bolsista: Fabrízia da Silva QuaresmaLocal: Laboratório de Ciência e Tecnologia Aquícola – LCTA, Departamento de Engenhariade Pesca, Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Ceará, Campus do Pici.Período: Janeiro a Dezembro de 2012Responsável: Prof. Dr. Marcelo Vinícius do Carmo e Sá (Departamento de Engenharia dePesca)  Descrição da atividade: o Laboratório de Ciência e Tecnologia Aquícola realiza pesquisas na área de aquicultura continental, analisando principalmente os parâmetros limnológicos da água.  Mecanismo de avaliação: apresentação de relatórios de atividade para a comunidade acadêmica.  Resultados esperados: espera-se o melhor desenvolvimento no cultivo de organismos aquáticos.Planejamento de Atividades
  5. 5. Bolsista: Felipe Nobre FaçanhaLocal: Estação de Piscicultura Prof. Raimundo Saraiva da Costa – DEP/CCA/UFCPeríodo: Janeiro a dezembro de 2012  Descrição da atividade: A Estação de Piscicultura Prof. Raimundo Saraiva da Costa, realiza estudos em aquicultura continental, com ênfase a espécies como tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) e tambaqui (Colossoma macropomum), buscando o aperfeiçoamento das técnicas de cultivos e a análise genética de determinadas populações dessas mesmas espécies.  Mecanismo de avaliação: apresentação de relatórios de atividade para a comunidade acadêmica.  Resultados esperados: pesquisas realizadas nas áreas de estudos exploradas pela Estação de Piscicultura Prof. Raimundo Saraiva da Costa.Bolsista: Filipe Brasil MarianoLocal: Laboratório de Ecologia, Departamento de Biologia, Campus do Pici, UniversidadeFederal do Ceará.Período: Janeiro a Dezembro de 2012Responsável: Prof. Dr. Jorge Iván Sanchéz Botero  Descrição da atividade: O Laboratório de Ecologia realiza trabalhos científicos nas áreas de ecologia e ictiologia. Incentiva os estagiários a ingressarem em um campo científico bastante promissor, contribuindo para o incremento de pesquisas inovadoras para o grupo e a comunidade acadêmica.  Mecanismo de avaliação: apresentação de relatórios de atividade para a comunidade acadêmica.  Resultados esperados: aspira-se a que os alunos possam realizar pesquisas nas áreas exploradas pelo laboratório, expandindo-as e aplicando-as no mercado de trabalho.Bolsista: Francisco Regivânio Nascimento AndradeLocal: Instituto de Ciências do Mar (LABOMAR)- Laboratório de Ecologia Animal (LECA)e no Centro de Biotecnologia Aplicada a Aqüicultura (Cebiaqua) - Laboratório de BioquímicaMarinha (BIOMAR), Campus do Pici, Universidade Federal do Ceará.Período: Janeiro a Dezembro de 2012Responsável: Prof. Dr. Wladimir Ronald Lobo Farias e Prof. Dr. Tito Monteiro da CruzLotufo  Descrição da atividade: O Laboratório de Bioquímica Marinha realiza trabalhos científicos voltados para aqüicultura e extração de moléculas bioativas, testando seu efeito modulador em organismos cultivados.  Mecanismo de avaliação: apresentação de relatórios de atividade para a comunidade acadêmica.  Resultados esperados: espera-se que o bolsista desenvolva habilidades no isolamento e purificação de polissacarídeos sulfatados de algas e ascídias marinhas, avaliando a estrutura molecular e testando seu efeito biológico em organismos aquáticos cultivados.Bolsista: Hermano Hertz de Almeida CapistranoLocal: Laboratório de Ciência e Tecnologia Aquícola – LCTA, Departamento de Engenhariade Pesca, Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Ceará, Campus do Pici.Período: janeiro a dezembro de 2012.Responsável: Prof. Dr. Marcelo Vinícius do Carmo e Sá (Departamento de Engenharia dePlanejamento de Atividades
  6. 6. Pesca).  Descrição da atividade: o laboratório desenvolve pesquisas na área de aquicultura continental, analisando o comportamento de organismos aquáticos em relação aos parâmetros limnológicos da água, visando melhorias em pacotes tecnológicos já existentes.  Mecanismo de avaliação: apresentação de relatórios de atividade para a comunidade acadêmica.  Resultados esperados: espera-se encontrar melhorias no cultivo de organismos aquáticos.Bolsista: Igor Gabriel Rodrigues Ferreira GomesLocal: Estação de Piscicultura Professor Raimundo Saraiva da Costa, Campus do Pici,Universidade Federal do Ceará.Período: Janeiro a Dezembro de 2012Responsável: Prof. Wladimir Ronald Lobo Farias.  Descrição da atividade: A estação de piscicultura realiza atividades relacionadas à aqüicultura continental, desenvolvimento de pesquisas científicas que visam à criação de técnicas e aprimoramento de outras já vigentes.  Mecanismo de avaliação: apresentação de seminários e relatórios para o meio acadêmico.  Resultados esperados: inserção dos alunos de graduação do curso de Engenharia de Pesca em atividades relacionadas à aqüicultura, visando uma melhor formação destes alunos.Bolsista: Juliana Vanessa da Cunha Cavalcante.Local: Centro de Biotecnologia e Genética Aplicada a Aquicultura (CEBIAQUA), Campusdo Pici, Universidade Federal do Ceará.Período: Janeiro a dezembro de 2012.Responsável: Prof. José Renato César.  Descrição da atividade: O grupo de estudos GENAQUA (Genética Aplicada à Aquicultura) trabalha na realização de trabalhos científicos na área de manutenção, reprodução e genética de peixes ornamentais.  Mecanismo de avaliação: apresentação de relatórios de atividade para a comunidade acadêmica.  Resultados esperados: desenvolver novas técnicas de cultivo e pesquisa na área de piscicultura ornamental.Bolsista: Lorena Alves LeiteLocal: Laboratório de Ciência e Tecnologia Aquícola – LCTA, Departamento de Engenhariade Pesca, Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Ceará, Campus do Pici.Período: Janeiro a Dezembro de 2012Responsável: Prof. Dr. Marcelo Vinícius do Carmo e Sá (Departamento de Engenharia dePesca)  Descrição da atividade: o Laboratório de Ciência e Tecnologia Aquícola exerce atividades voltadas para a área de Limnologia e para o cultivo, abrangendo principalmente a qualidade da água juntamente com seus parâmetros físico-químicos.  Mecanismo de avaliação: apresentação de relatórios de atividade para a comunidadePlanejamento de Atividades
  7. 7. acadêmica.  Resultados esperados: espera-se que a bolsista realize pesquisas nas áreas exploradas pelo laboratório, expandindo-as e aplicando-as no mercado de trabalho, bem como na comunidade, trazendo melhorias ecológicas e econômicas à sociedade.Bolsista: Sandra Vieira PaivaLocal: Laboratório de Ecologia Animal – LECA, Instituto de Ciências do Mar, UniversidadeFederal do Ceará.Período: Janeiro a Dezembro de 2012Responsável: Tito Monteiro da Cruz Lotufo - Professor do Departamento de Engenharia dePesca.  Descrição da atividade: O Laboratório de Ecologia Animal realiza estudos científicos com Ascidiacea buscando resolver problemas taxonômicos recorrentes, o que permitirá que a comunidade conheça e preserve a fauna de seus recifes costeiros.  Mecanismo de avaliação: Apresentação de relatórios e artigos científicos para a comunidade acadêmica.  Resultados esperados: Realização de pesquisas nas áreas exploradas pelo laboratório, expandindo-as e aplicando-as no mercado de trabalho, bem como na comunidade, trazendo melhorias ecológicas e econômicas à sociedade.Bolsista: Vanessa Tomaz RebouçasLocal: Laboratório de Ciência e Tecnologia Aquícola – LCTA, Departamento de Engenhariade Pesca, Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Ceará, Campus do Pici.Período: janeiro a julho de 2012.Responsável: Prof. Dr. Marcelo Vinícius do Carmo e Sá (Departamento de Engenharia dePesca).  Descrição da atividade: o Laboratório de Ciência e Tecnologia Aquícola desenvolve pesquisas na área de aquicultura continental, analisando o comportamento de organismos aquáticos em relação aos parâmetros limnológicos da água, visando melhorias em pacotes tecnológicos já existentes.  Mecanismo de avaliação: apresentação de relatórios de atividade para a comunidade acadêmica.  Resultados esperados: espera-se encontrar melhorias no cultivo de organismos aquáticos, bem como favorecer a prática piscícola utilizando materiais de baixo custo.Bolsista:Victor Hugo Azevedo CarneiroLocal:Laboratório de Algas Marinhas 1 – Labalgas; Departamento de Bioquímica e BiologiaMolecular; Campus do Pici.Período: Janeiro a Dezembro de 2012Responsável:Profª. Dr. Ana Lúcia Ponte Freitas - professor do Departamento de Bioquímicae Biologia Molecular  Descrição da atividade: O laboratório de algas marinhas I realiza extração, purificação e caracterização de compostos bioativos isolados de algas marinhas e aplica estes compostos nos mais diversos ensaios farmacológicos a fim de avaliar o potencial destas substâncias.  Mecanismo de avaliação: apresentação de relatórios e apresentação de dados da atividade para a comunidade acadêmica.Planejamento de Atividades
  8. 8.  Resultados esperados: espera-se que o bolsista realize pesquisas na área de extração de compostos com atividade antioxidante isolados de algas marinhas, avalie o potencial destas substâncias e apresente estes resultados na área acadêmica gerando publicações em revistas e anais de congressos.Bolsista: Zaine Almeida TeixeiraLocal: Centro de Biotecnologia Aplicada à Aquicultura - CEBIAQUA, Departamento deEngenharia de Pesca, Universidade Federal do Ceará, Campus do Pici.Período: Janeiro a Dezembro de 2012Responsável: Wladimir Ronald Lobo Farias - D.Sc., professor do Departamento deEngenharia de Pesca.  Descrição da atividade: o Centro de Biotecnologia Aplicada à Aquicultura desenvolve diversas atividades de pesquisa visando a melhoria dos meios de cultivo e dos organismos utilizados.  Mecanismo de avaliação: apresentação de relatórios de atividade para a comunidade acadêmica.  Resultados esperados: espera-se que o bolsista realize pesquisas e desenvolva habilidades nas áreas exploradas pelo laboratório, expandindo-as e aplicando-as no mercado de trabalho, bem como na comunidade, trazendo melhorias econômicas à sociedade. ATIVIDADES DE PESQUISAPESQUISAS COLETIVAS (1) Levantamento das principais notícias relacionadas com a pesca, aquicultura e meio ambiente  Descrição da atividade: a busca constante de novas informações relacionadas à pesca, aquicultura e meio ambiente é de grande importância para a comunidade acadêmica em geral, sendo este o motivo que justifica sua divulgação no blog PET – Engenharia de Pesca.  Mecanismo de avaliação: apresentação da pesquisa em eventos, periódicos, etc.  Resultados esperados: manter os alunos de graduação e pós-graduação constantemente atualizados em relação aos assuntos relevantes relacionados com a sua área profissional. (2) Metodologias de Ensino de Educação Ambiental para Crianças e Adolescentes  Descrição da atividade: com o desenvolvimento dessas pesquisas os bolsistas e não bolsistas poderão obter conhecimentos pedagógicos que os auxiliem na realização de atividades de extensão sobre o papel dos seres humanos nas alterações ambientais, recursos aquáticos, espécies ameaçadas de extinção e ecossistemas. Essas atividades destinam-se às crianças e adolescentes de escolas públicas e particulares.  Mecanismo de avaliação: apresentação da pesquisa em eventos, periódicos, etc.  Resultados esperados: elaborar atividades de extensão para serem trabalhadas com crianças e jovens em escolas de ensino fundamental e médio.Planejamento de Atividades
  9. 9. (3) Levantamento de questões do ENEM relacionadas à pesca e aos ecossistemas aquáticos.  Descrição da atividade: a pesquisa relacionada a um exame nacional, almejado pela maioria dos alunos do ensino médio, ligada diretamente a assuntos relacionados ao curso de Engenharia de Pesca, promove um estímulo tanto aos acadêmicos, que vêem uma utilidade imediata e ampla de seus conhecimentos, quanto para os estudantes do ensino básico, que se aprofundam no assunto e podem ter estimulado o interesse pelo curso.  Mecanismo de avaliação: apresentação da pesquisa em eventos, periódicos, etc.  Resultados esperados: estreitar a relação dos petianos com a comunidade, relacionando assuntos referentes ao curso e interligados ao ENEM, embasando os conhecimentos de forma descontraída e direta. (4) Análise de softwares aplicados à pesca nas áreas de análise, tabulação de dados e estatística aplicada.  Descrição da atividade: capacitação dos estudantes de Engenharia de Pesca e de áreas afins a utilizarem softwares como ferramenta para a realização rápida de testes estatísticos, úteis tanto em laboratório quanto em outros aspectos do trabalho de campo. O curso também visa integrar a aplicação da tecnologia com matérias ministradas durante o curso.  Mecanismo de avaliação: questionários de avaliação.  Resultados Esperados: trazer informações extracurriculares; capacitar os bolsistas e participantes com novas técnicas que poderão ser utilizadas no campo profissional e acadêmico; fazer um intercâmbio entre a matéria ministrada na Universidade e programas de computador relacionados.PESQUISAS INDIVIDUAIS (1) Cultivo de tilápia do Nilo sob análise de variáveis limnológicas. Responsável direto pela atividade de pesquisa: Prof. Marcelo Vinícius do Carmo e Sá (Departamento de Engenharia de Pesca).  Bolsista: Fabrízia da Silva Quaresma  Descrição da atividade: apesar do cultivo de tilápia do Nilo ser bem difundido em todo o Nordeste brasileiro, faz-se necessária a realização de estudos sobre o comportamento deste organismo em diferentes condições de cultivo, visando melhor desempenho do ponto de vista zootécnico e de qualidade de água.  Mecanismo de Avaliação: apresentação de pesquisa em eventos, periódicos, etc.  Resultados esperados: esperam-se benefícios em relação ao cultivo, para os organismos e para o meio ambiente. (2) Relação espécie-área e ecologia trófica de dois habitats litorâneos da região de Baleia, Itapipoca – CE. Responsável direto pela atividade de pesquisa: Professor Dr. Jorge Iván Sanchéz Botero (Departamento de Biologia).  Bolsista: Filipe Brasil Mariano.  Descrição da atividade: O Laboratório de Ecologia realiza trabalhos científicos na área de limnologia, ecologia e ictiologia. Incentiva os estagiários a ingressarem em um campo científico bastante promissor, contribuindo para o incremento de pesquisas inovadoras para o grupo e a comunidade acadêmica.Planejamento de Atividades
  10. 10.  Mecanismo de avaliação: apresentação da pesquisa em eventos, periódicos, etc.  Resultados esperados: aspira-se a que os alunos possam realizar pesquisas nas áreas exploradas pelo laboratório, expandindo-as e aplicando-as no mercado de trabalho. (3) Analise econômica do policultivo de tilápia do Nilo, tambaqui e camarão canela, em sistema de recirculação total de água. Responsável direto pela atividade de pesquisa: Professor Dr. Wladimir Ronald Lobo Farias (Departamento de Engenharia de Pesca)  Bolsista: Felipe Nobre Façanha  Descrição da atividade: esta atividade tem como proposta analisar a viabilidade econômica do policultivo de tilápia do Nilo, tambaqui e camarão canela, em sistema de recirculação total de água, levando em consideração os aspectos zootécnicos das espécies utilizadas nesta pesquisa  Mecanismo de avaliação: apresentação da pesquisa em eventos, periódicos, etc.  Resultados esperados: levantamento de custos e análise econômica e viabilidade para a manutenção de sistemas de produção fechados, sendo realizado policultivo. (4) Extração, purificação e efeito biológico de polissacarídeos sulfatados de algas marinhas. Responsável direto pela atividade de pesquisa: Professor Dr. Wladimir Ronald Lobo Farias (Departamento de Engenharia de Pesca).  Bolsista: Francisco Regivânio Nascimento Andrade.  Descrição da atividade: a aquicultura intensiva gera situações adversas para os organismos aquáticos cultiváveis que podem ser de natureza química, física e/ou biológica, levando ao surgimento de doenças de origem bacteriológica ou viral. Esta pesquisa possibilita a quantificação e a análise do efeito modulador de polissacarídeos sulfatados extraídos de macroalgas e microalgas marinhas.  Mecanismo de avaliação: apresentação da pesquisa em eventos, periódicos, etc.  Resultados esperados: pretende-se analisar e conhecer os efeitos biológicos de polissacarídeos sulfatados de algas utilizando a biotecnologia como ferramenta no aumento da produção de organismos aquáticos. (5) Análise da cadeia produtiva da aquicultura ornamental no estado do Ceará. Responsável direto pela atividade de pesquisa: Professora Dra Rosemeiry Melo Carvalho.  Bolsista: Hermano Hertz De Almeida Capistrano.  Descrição da atividade: analisar de que modo se apresenta a economia da aquicultura ornamental no mercado de Fortaleza-CE, avaliando variações de preços, desde o produtor até o consumidor final.  Mecanismo de avaliação: apresentação de pesquisas em eventos, periódicos, etc.  Resultados esperados: espera-se obter o perfil de mercado e viabilidade de implantação de novas empresas, relacionadas à área de aquicultura ornamental. (6) Cultivo de tilápia nilótica em sistema de recirculação total de água. Responsável direto pela atividade de pesquisa: Professor Dr. Wladimir Ronald Lobo Farias (Departamento de Engenharia de Pesca)Planejamento de Atividades
  11. 11.  Bolsista: Igor Gabriel Rodrigues Ferreira Gomes  Descrição da atividade: esta atividade tem como proposta analisar e quantificar o desenvolvimento de tilápia nilótica quando cultivada em sistema total de recirculação de água.  Mecanismo de avaliação: apresentação da pesquisa em eventos, periódicos, etc.  Resultados esperados: desenvolver e aprimorar tal técnica a fim de obter indivíduos aptos para comércio, cultivados em sistema alternativo de cultivo que vise à atenuação de gastos de água. (7) Análise da prolificidade de três diferentes linhagens de Bettasplenden.Responsável direto pela atividade de pesquisa:Prof. José Renato César.  Bolsista: Juliana Vanessa da Cunha Cavalcante.  Descrição da atividade: Pelo fato do peixe Betta se bastante comercializado, pesquisas deste tipo tem grande importância, pois ajudará os piscicultores ornamentais a saber qual das linhagens é a mais prolífica, aumentando, assim, a rentabilidade do cultivo.  Mecanismo de avaliação: apresentação da pesquisa em eventos, periódicos, etc.  Resultados esperados: espera-se que após a análise dos resultados obtidos pelo experimento possa-se conhecer a linhagem que oferecerá uma prole maior ao produtor. (8) Políticas Públicas e Desenvolvimento do Setor Pesqueiro Brasileiro 2000 a 2012. Responsável direto pela atividade de pesquisa: Prof. Dra. Rosemeiry Melo Carvalho (Departamento de Economia Agrícola)  Bolsista: Lorena Alves Leite.  Descrição da Atividade: analisar os efeitos das políticas públicas do Governo Federal sobre o desenvolvimento econômico, social e ambiental do setor pesqueiro brasileiro entre os anos de 2000 e 2012.  Mecanismo de Avaliação: apresentação de pesquisa em eventos periódicos.  Resultados esperados: espera-se identificar e analisar as principais políticas públicas voltadas para o setor pesqueiro e seus benefícios econômicos, sociais e ambientais. (9) Ascídias da Reserva Biológica Atol das Rocas. Responsável direto pela atividade de pesquisa: Prof. Tito Monteiro da Cruz Lotufo (Departamento de Engenharia de Pesca).  Bolsista: Sandra Vieira Paiva.  Descrição da Atividade: ampliar o conhecimento da fauna de ascídias das ilhas brasileiras através de coletas de campo e descrição detalhada da morfologia de cada espécie como um treinamento aplicado ao estudo taxonômico do grupo. Isso contribuirá para um diagnóstico adequado das espécies, em busca de se resolver problemas taxonômicos recorrentes, e permitirá que a comunidade conheça e preserve a fauna de seus recifes costeiros.  Mecanismo de Avaliação: apresentação de pesquisa em eventos periódicos.  Resultados esperados: conhecer a diversidade de ascídias da Reserva Biológica Atol das Rocas. Dessa forma, espera-se que o projeto contribua de forma significativa para a preservação de nossos oceanos e desperte na comunidade umaPlanejamento de Atividades
  12. 12. conscientização ambiental. (10) Posicionamento do substrato submerso para perifíton, qualidade de água e desempenho zootécnico de juvenis de tilápia do Nilo na fase de recria. Responsável direto pela atividade de pesquisa: Prof. Marcelo Vinícius do Carmo e Sá (Departamento de Engenharia de Pesca).  Bolsista: Vanessa Tomaz Rebouças  Descrição da Atividade: o estudo científico acerca da biotecnologia aplicada à ecologia e à melhoria de vida das comunidades que usufruem direta ou indiretamente da aquicultura deve ser alcançado através do uso de um projeto de pesquisa elaborado. A utilização de material de baixo custo, juntamente com a redução do uso de ração, pode gerar um aumento na quantidade de pequenas pisciculturas pelo Brasil, ampliando o mercado e gerando renda.  Mecanismo de Avaliação: apresentação de pesquisa em eventos e periódicos.  Resultados esperados: espera-se que resultados promissores sejam alcançados, corroborando o que já era suspeitado pelo pesquisador e pela orientanda. Com dados científicos, a divulgação da piscicultura pode ser implementada com mais ênfase, baseada no aumento de lucro através de uso de materiais recicláveis. (11) Manutenção das cepas do laboratório de Planctologia e cultivo de microalga. Responsável direto pela atividade de pesquisa: Prof. Dr. Wladimir Ronald Lobo Farias (Departamento de Engenharia de Pesca)  Bolsisa: Zaine Almeida Teixeira.  Descrição da Atividade: a manutenção das cepas tem como finalidade manter as coleções vivas e preservadas, permitindo, assim, a escolha de uma espécie para pesquisa. Utilização de sua biomassa aplicando-a na aquicultura.  Mecanismo de Avaliação: apresentação de pesquisa em eventos, periódicos, etc.  Resultados esperados: espera-se que o bolsista aprimore as técnicas de manutenção do cepário bem como dominar o cultivo, floculação e aplicação de microalga na aquicultura e em outras áreas de conhecimento científico. (12) Avaliação do potencial antioxidante de algas da costa cearense. Responsável pela pesquisa: Profª Dr. Ana Lúcia Ponte Freitas (Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular)  Bolsista: Victor Hugo Azevedo Carneiro  Descrição da atividade: devido às condições a que são expostas as algas que habitam áreas entre-marés, postula-se que estas criem estratégias para evitar o stress oxidativo, normalmente compondo substâncias que ajudam a captar radicais livres e evitar a oxidação do sistema fotossintético. Estas substâncias podem ser exploradas economicamente na indústria farmacêutica e alimentícia. Esta pesquisa visa avaliar o potencial destas algas para compostos com atividade antioxidante.  Mecanismo de avaliação: Apresentação de dados em eventos científicos e publicação dos resultados.  Resultados esperados: Extrair, fracionar, testar e possivelmente isolar substâncias com alto poder antioxidante de algas marinhas, fazer estudos in vitro e in vivo da capacidade destas substâncias. Dar suporte a pesquisas futuras. 3 - ATIVIDADES DE EXTENSÃO (1) Projeto Educação Ambiental, Essa Onda é Legal: atividade para crianças e jovens entre 10 - 14 anos. Objetivos: ajudá-los a descobrir as causas reais dosPlanejamento de Atividades
  13. 13. problemas que a população vem enfrentando com a poluição e a falta de água, adotando por meio de atitudes cotidianas medidas de valorização desse recurso; mostrar a importância da reciclagem e como a reutilização de materiais pode trazer benefícios ao meio ambiente e ao homem, através, principalmente, da redução da poluição; propiciar integração entre os participantes e conhecimentos sobre os animais em extinção e ameaçados de extinção; ensinar a definição de Ecossistema de uma forma dinâmica e criativa, ressaltando a relação do homem com ele.  Bolsistas: Atividade de caráter coletivo (Coordenação: Francisco Regivânio Nascimento Andrade). (2) Feira das Profissões nas Escolas: a realização dessa atividade ocorrerá de fevereiro a dezembro de 2012, atendendo à demanda das escolas públicas e particulares. Com a realização dessa atividade, espera-se contribuir para divulgação e valorização do curso de Engenharia de Pesca na sociedade por meio de cartazes, folders, demonstração de material relativo à profissão e exposição verbal. Esta atividade viabiliza a compreensão dos alunos do ensino médio sobre os cursos e as profissões através de um diálogo aberto com os estudantes de cada grupo PET.  Bolsistas: Atividade de caráter coletivo (3) Blog PET Engenharia de Pesca (www.petengpesca.blogspot.com): a criação do Blog do grupo PET teve como objetivo proporcionar informações sobre o Grupo PET- Engenharia de Pesca, seus integrantes e suas atividades, bem como manter a comunidade acadêmica e os visitantes informados através do jornal on-line, que traz notícias de caráter relevante sobre os acontecimentos nas áreas abrangentes da pesca, aquicultura e meio ambiente.  Bolsistas: Atividade de caráter coletivo (Coordenadores: Filipe Brasil Mariano e Victor Hugo Azevedo Carneiro). (4) Projeto de Educação Ambiental: atividade para jovens entre 14 - 18 anos. Objetivos: gerar uma conscientização a respeito das ações humanas, altamente degradantes ao meio ambiente, e suas consequências diretas para os seres vivos de todo o planeta; esclarecer os efeitos científicos relacionados ao efeito estufa e ao aquecimento global, ao aumento no buraco da camada de ozônio, ao branqueamento de corais, entre outros; mostrar, a partir da reciclagem, que há formas palpáveis à comunidade de inclusão social; relacionar as ações humanas, direta ou indiretamente, à extinção crescente de animais, em atividades como a poluição dos mares, o derramamento de petróleo e óleo, o desmatamento e o degelo das calotas polares.  Bolsistas: Atividade de caráter coletivo (Coordenação: Vanessa Tomaz Rebouças). (5)Jogos de Verão PETSPORT 2012: a interação entre os alunos de diferentes semestres do curso é dificultada por haver reduzidas oportunidades de interação informal entre os mesmos. A idéia do PETSPORT é integrar estudantes de diferentes semestres em um ambiente onde vários esportes possam ser praticados, como surf, futebol de areia, vôlei, entre outros que apetecerem os participantes. Desta forma, surgirá uma oportunidade de envolvimento com outros acadêmicos, permitindo uma aproximação benéfica, bem como o estímulo à prática de atividades esportivas. Bolsistas: Atividade de caráter coletivoPlanejamento de Atividades
  14. 14. 3.2. Atividades de Caráter Coletivo e Integrador – até mil palavras (atividades integradas com demais estudantes / grupos, participação em eventos do Programa ou não, entre outros) SEMINÁRIO (1) Engenheiro de Pesca: Atuação, Mercado de Trabalho e Linhas de Pesquisa.  Descrição da atividade: será direcionado aos alunos dos semestres iniciais do curso de graduação em Engenharia de Pesca, visando integrá-los com o curso e com o conteúdo das disciplinas que serão estudadas. Essa atividade será realizada pelos bolsistas do PET-Engenharia de Pesca através de seminários que introduzam os alunos ao universo acadêmico.  Resultados esperados: difundir conhecimentos sobre o curso de Engenharia de Pesca, suas tendências e obstáculos, além de mostrar para os alunos as diversas áreas em que eles poderão atuar como Engenheiros de Pesca.  Bolsista responsável: atividade de grupo. (2) Elaboração e Apresentação de Trabalhos Acadêmicos  Descrição da atividade: será direcionado aos alunos dos semestres iniciais do curso de graduação em Engenharia de Pesca. A atividade facilitará o desenvolvimento e a apresentação de relatórios e trabalhos nos moldes exigidos pela instituição de ensino.  Resultados esperados: melhorar a qualidade da elaboração e apresentação de relatórios, seminários e trabalhos acadêmicos desenvolvidos pelos recém-ingressos; reduzir o índice de evasão do curso nos semestres iniciais.  Bolsistas responsáveis: Fabrízia da Silva Quaresma, Lorena Alves Leite e Francisco Regivânio Nascimento Andrade. OFICINA (1) Oficina de Pesca Amadora  Descrição da atividade: destina-se aos alunos do curso de Engenharia de Pesca, à comunidade acadêmica e à sociedade. Será apresentado pelos bolsistas do PET- Engenharia de Pesca e por outros estudantes do curso. Essa atividade está relacionada a uma área da Engenharia de Pesca e servirá como meio de gerar conhecimento prático e despertar interesse à Pesca Amadora. Dentre os aspectos a serem abordados constam: montagem e manutenção de material de pesca de praia - anzóis, molinetes, iscas artificiais, caniço, linha de mão; relação dessa atividade com o meio ambiente. A realização dessa atividade visa contribuir para o desenvolvimento de atividades econômicas ligadas ao setor pesqueiro e para a prática da pesca de maneira sustentável.  Resultados esperados: criar oportunidades para que os alunos conheçam, através da prática, a tradicional Pesca Amadora; integrar alunos bolsistas do PET-Engenharia de Pesca e os demais alunos da graduação; viabilizar o efeito multiplicador do PET sobre a comunidade acadêmica; expandir a visão relacionada ao conhecimento dos alunos, preparando-os para atuar no campo profissional de Pesca Amadora, criando uma responsabilidade com o meio ambiente, bem como a prática da mesma.  Bolsista responsável: Hermano Hertz de Almeida Capistrano Planejamento de Atividades
  15. 15. (2) Oficina Montagem de Aquário  Descrição da atividade: com a perspectiva da construção do oceanário na cidade de Fortaleza, o interesse em ter um aquário em casa aumentará significantemente. O PET faz um adiantamento do assunto e elaborará uma oficina que ensinará como montar um aquário. Atividade é destinada a alunos da rede pública de ensino (ensino médio). O curso será ministrado por bolsistas do PET – Engenharia de Pesca.  Mecanismo de avaliação: questionários de avaliação.  Resultados esperados: ensinar a montagem prática de aquários aos alunos abordando aspectos teóricos do aquarismo para criação de peixes ornamentais.  Bolsista responsável: Victor Hugo Azevedo Carneiro (3) Oficina Montagem de Filtro  Descrição da atividade: será montada uma oficina de montagem de filtro com material reciclado para com crianças da rede pública de ensino, com o intuito de criar habilidades práticas e consciência ecológica em comunidades carentes. O curso será ministrado por bolsistas do PET – Engenharia de Pesca.  Mecanismo de avaliação: questionários de avaliação.  Resultados esperados: ensino de montagem prática de filtro mecânico, utilizando materiais reciclados abordando temas sobre filtragem de água e materiais reciclados.  Bolsista responsável: Francisco Regivânio Nascimento AndradePALESTRA (1) Carcinicultura:  Descrição da atividade: será direcionado a todos os alunos do curso de Engenharia de Pesca, visando o conhecimento, através da visão de um carcinicultor, no setor que mais emprega o Engenheiro de Pesca: setor privado.  Resultados esperados: manter os alunos informados sobre a realidade do dia a dia de trabalho no campo, apresentando-lhes este ramo de atuação profissional.  Bolsistas responsáveis: Felipe Nobre Façanha e Igor Gabriel Rodrigues Ferreira Gomes4. OUTRAS AÇÕES QUE O GRUPO CONSIDERAR PERTINENTE – até mil palavras (processosseletivos, reuniões, organização de documentação, mecanismos de divulgação intra e extra Curso, entre outros) CURSOS DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS Bolsista Curso Semestre Inglês – Centro de Línguas 3° Semestre Fabrízia da Silva Quaresma Estrangeiras do CEFET (CLEC) Inglês - Centro de Línguas 2° Semestre Felipe Nobre Façanha Estrangeiras do CEFET (CLEC) Filipe Brasil Mariano Inglês - Centro de Línguas Curso Concluído Estrangeiras do CEFETPlanejamento de Atividades
  16. 16. (CLEC) Francisco Regivânio Inglês- YES Idiomas 4º. Semestre Nascimento Andrade Inglês- Centro de Línguas Hermano Hertz de Almeida 1° Semestre Estrangeiras do CEFET Capistrano (CLEC) Igor Gabriel Rodrigues HILPRO 4º. Semestre Ferreira Gomes Juliana Vanessa da Cunha 1° Semestre Inglês -YES Idiomas Cavalcante Inglês - Centro de Línguas Lorena Alves Leite Estrangeiras do CEFET 2º Semestre (CLEC) Sandra Vieira Paiva Inglês - Casa de Cultura 6º Semestre Britânica (UFC) Vanessa Tomaz Rebouças Curso de Inglês - CCAA Curso Concluído Victor Hugo Azevedo Inglês- IMPARH 4º Semestre Carneiro Zaine Almeida Teixeira Inglês - IMPARH 1º Semestre PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS  Encontros Universitários da Universidade Federal do Ceará;  Encontros Universitários da Universidade Estadual do Ceará;  Encontros Universitários da Universidade de Fortaleza;  Participação da tutora nas reuniões do Comitê Local de Acompanhamento e Avaliação (Membro);  Reuniões técnico-administrativas do Grupo PET-Engenharia de Pesca;  Participação dos encontros InterPET (semanalmente e/ou quinzenalmente);  Participação no XI ENCEPET (Encontro Cearense dos Grupos PET);  Participação no XI ENEPET (Encontro Nordestino de Grupos PET);  Participação no XVII ENAPET (Encontro Nacional de Grupos PET);  Reuniões dos Grupos de Estudos (Grupo PET-Engenharia de Pesca);  XVI Seminário Nordestino de Pecuária - PECNORDESTE ;  XIV Congresso Brasileiro de Ficologia- CBFic;  XLI Reunião Anual da SBBq;  V Congresso da Sociedade Brasileira de Aquicultura e Biologia Aquática – Aquaciência 2012;  64ª Reunião Anual da SBPC. DESENVOLVIMENTO SOCIAL Visando o desenvolvimento do espírito solidário e cooperativo, o Grupo PET-Engenharia de Pesca procura estimular movimentos sociais e/ou religiosos e campanhas dedoação de sangue.Igreja Apostólica Novidade de Vida: formação de um caráter Cristão, através de valorescomo: Bíblia Sagrada, caráter, dependência do Espírito Santo, família, santidade e unidade.Bolsista: Felipe Nobre FaçanhaPlanejamento de Atividades
  17. 17. Pastoral da Catequese: favorece uma formação de base essencial centrada no aprendizadodinâmico e na construção da vida cristã.Bolsista: Francisco Regivânio Nascimento AndradeCompanhia de Teatro Aliança: grupo que faz ação social e evangelismo através da arte emteatro, dança e música, trazendo um pouco de alegria, paz e fazendo a diferença na sociedade.Bolsista: Zaine Almeida TeixeiraPastoral da Liturgia e Grupo de Canto: visa-se obter a prática de liderança, eprincipalmente, poder atuar na sociedade com uma visão mais cristã.Bolsista: Lorena Alves Leite5. DESCRIÇÃO DO PROCESSO DE TUTORIA – até mil palavras (planejamento quanto àparticipação/contribuição do (a) tutor (a) nas atividades e na formação dos petianos: definição das atividades eseus objetivos, acompanhamento e avaliação individual e coletiva, entre outros) Participação/contribuição do Tutor no planejamento das atividades e para a formação dos petianos: as atividades de ensino pesquisa e extensão são planejadas pela tutora e pelo grupo de forma participativa. As atividades de pesquisa planejadas no contexto do PET complementam as ações de ensino e extensão. Em geral, na definição das pesquisas que serão realizadas a tutora esclarece aos bolsistas sobre a importância de desenvolver pesquisas inovadoras na graduação, que tenham caráter multidisciplinar que possam trazer importantes benefícios acadêmicos para o grupo, para a comunidade acadêmica e para a sociedade. As pesquisas são de dois tipos: individuais e coletivas. As pesquisas coletivas têm como objetivo estimular o trabalho em grupo entre os bolsistas, não bolsistas e alunos do curso de graduação. As pesquisas individuais tratam de temas específicos, sendo desenvolvidas em local e horário diferentes das atividades do PET, podendo ser orientadas pela própria tutora ou por orientador específico externo ao grupo. As atividades de extensão são pertinentes às atividades desenvolvidas no contexto do PET e complementam as ações de ensino e pesquisa. As atividades de extensão são selecionadas visando: contribuir com o desenvolvimento social; preparar os bolsistas e demais alunos do curso de graduação para atuar profissionalmente de forma cidadã; melhorar do curso de graduação a partir da integração da universidade com a sociedade; viabilizar o efeito multiplicador do PET. Definição das atividades e seus objetivos – as atividades propostas são analisadas e selecionadas de acordo com sua relevância para o crescimento e desenvolvimento do grupo e da comunidade discente. Na condução das discussões sobre as atividades a tutora define os seguintes critérios para a sua inclusão no planejamento: (1) contribuição para o desenvolvimento de novas práticas e experiências pedagógicas no curso de graduação em Engenharia de Pesca; (2) possibilidade de integração de professores, alunos bolsistas, demais alunos do curso e comunidade acadêmica; (3) importância na preparação dos alunos bolsistas para atuar no campo profissional; (4) capacidade de contribuir para a melhoria do curso de graduação ao qual o grupo está vinculado. Acompanhamento e avaliação individual e coletiva – o acompanhamento coletivo dos alunos é feito semanalmente nas reuniões administrativas, onde são estabelecidasPlanejamento de Atividades
  18. 18. as metas semanais e avaliadas as tarefas executadas. A avaliação individual é feita regularmente pela tutora com base em critérios estabelecidos pelo manual de orientações básicas referentes às atribuições dos bolsistas. Caso haja descumprimento dessas atribuições os bolsistas recebem advertências para que seja possível adequar seu desempenho às necessidades do programa.6. CRONOGRAMA PROPOSTO PARA REALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DO GRUPO Janeiro 04 Início das pesquisas individuais 18 a 20 Planejamento de atividades Fevereiro 09 Atividade de extensão Ensino Médio 09 Oficina de montagem de aquário Início das reuniões técnico-administrativas do Grupo PET-Engenharia de 23 Pesca – 2012 23 e 24 Início do período letivo 2012.1 - Recepção dos calouros 27 Início das pesquisas coletivas 27 Início das atividades de monitoria voluntária 2012.1 27 Início dos grupos de estudos 2012.1 Palestra: Engenharia de Pesca, atuação, mercado de trabalho e linhas de 29 pesquisa Março 12 Início das atividades dos grupos de estudo 21a 23 Minicurso de Qualidade da água. Abril 12 a 13 Minicurso de Aquarismo 16 Seminário de elaboração e apresentação de trabalhos acadêmicos Maio 07 a 09 Minicurso de Excel Junho 26 Final das atividades de monitoria voluntária e dos G.Es 2012.1 Término do período letivo JulhoPlanejamento de Atividades
  19. 19. 1 a 30 Avaliação das atividades planejadas e realizadas de janeiro a junho Agosto Início do período letivo 2012.2 – Recepção dos calouros 02 Início das atividades de monitoria voluntária 2012.2 08 a 10 Feira das Profissões da UFC Início das atividades de pesquisa coletiva 11 Início das atividades dos grupos de estudos 2012.2 Palestra: Engenharia de Pesca, atuação, mercado de trabalho e linhas de 13 pesquisa. 15 Palestra de Carcinicultura Setembro 01 a 02 Oficina de Pesca Amadora 12 a 14 Minicurso de Aquicultura Ornamental. Outubro 03 a 05 Minicurso de Bio Stat Atividade de Educação Ambiental: essa onda é legal, 10 Oficina de montagem de filtro IV Encontros Universitários UFC 17 a 19 Semana da Engenharia de Pesca Novembro 10 e 11 I PETSPORT Dezembro Final das atividades de monitoria voluntária 2012.2 Final das atividades dos grupos de estudos 2012.2 04 Final das reuniões técnico-administrativas do Grupo PET - Engenharia de Pesca – 2012Local e Data: Fortaleza, 12 de março de 2012Local e Data: Fortaleza, 14 de Abril de 2011Planejamento de Atividades
  20. 20. Local e Data: Fortaleza, 14 de Abril de 2011Planejamento de Atividades

×