Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

O que é Bit e Byte ?

1,272 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

O que é Bit e Byte ?

  1. 1. Um byte (Binary Term.), baite ou octeto, é um dos tipos de dados integrais em computação. É usado com freqüência para especificar o tamanho ou quantidade da memória ou da capacidade de armazenamento de um certo dispositivo, independentemente do tipo de dados. A codificação padronizada de byte foi definida como sendo de 8 bits. O byte de 8 bits é mais comumente chamado de octeto no contexto de redes de computadores e telecomunicações. A uma metade de um byte, dá-se o nome de nibble ou semioctecto. Para os computadores, representar 256 números binários é suficiente. Por isso, os bytes possuem 8 bits. Basta fazer os cálculos. Como um bit representa dois valores (1 ou 0) e um byte representa 8 bits, basta fazer 2 (do bit) elevado a 8 (do byte) que é igual a 256, ou seja . Note que um byte nada tem de especial, é apenas um número binário de oito algarismos. Sua importância na informática deriva apenas do fato do código ASCII haver adotado números de oito bits, além de razões meramente construtivas ou operacionais. Por exemplo: os códigos enviados a impressoras para controlar a impressão têm oito bits, os valores trocados pelos modems entre computadores também, assim como diversas outras operações elementares de intercâmbio de informações. Além disso, memórias costumam ser organizadas de tal forma que as operações de leitura e escrita são feitas com quantidades de um byte ou de um múltiplo de bytes (oito, dezesseis, trinta e dois, sessenta e quatro ou cento e vinte e oito bits – o que corresponde a um, dois, quatro, oito e dezesseis bytes, respectivamente). Segundo norma da IEC, lançada em 2000, foi definida uma nova nomenclatura para dados de base dois em substituição a nomenclatura usada erroneamente de base dez reparando a confusão causada entre proporção 1:1000 ou 1:1024, veja mais em Prefixos Binários.
  2. 2. Bit(simplificação para dígito binário, "BInary digiT" em inglês) é a menor unidade de informação que pode ser armazenada ou transmitida. Usada na Computação e na Teoria da Informação. Um bit pode assumir somente 2 valores, por exemplo: 0 ou 1, verdadeiro ou falso. Embora os computadores tenham instruções (ou comandos) que possam testar e manipular bits, geralmente são idealizados para armazenar instruções em múltiplos de bits, chamados bytes. No princípio, byte tinha tamanho variável mas atualmente tem oito bits. Bytes de oito bits também são chamados de octetos. Existem também termos para referir-se a múltiplos de bits usando padrões prefixados, como quilobit (kb), megabit (Mb), gigabit (Gb) e Terabit (Tb). De notar que a notação para bit utiliza um "b" minúsculo, em oposição à notação para byte que utiliza um "B"maiúsculo (kB, MB, GB, TB). Fisicamente, o valor de um bit é, de uma maneira geral, armazenado como uma carga elétrica acima ou abaixo de um nível padrão em um único capacitor dentro de um dispositivo de memória. Mas, bits podem ser representados fisicamente por vários meios. Os meios e técnicas comumente usados são: Pela eletricidade, como já citado, por via da luz (em fibras ópticas, ou em leitores gravadores de discos ópticos por exemplo), por via de ondas eletromagnéticas (rede wireless), ou também, por via de polarização magnética (discos rígidos). Telecomunicações ou volume de tráfego em redes de computadores são geralmente descritos em termos de bits por segundo. Por exemplo, "um modem de 56 kb/s é capaz de transferir dados a 56 quilobits em um único segundo" (o que equivale a 6,8 quilobytes (kibibyte), 6,8 kB, com B maiúsculo para mostrar que estamos nos referindo a bytes e não a bits. Ethernet transfere dados a velocidades que variam de 10 megabits por segundo a 1 gigabit por segundo (de 1,19 a 119 megabytes(mebibyte) por segundo). No Sistema Internacional (SI), os prefixos quilo-, mega-, etc. às vezes têm o significado modificado quando aplicados a bits e bytes (até bits toleram cálculos decimais pois é pontual ou é 0 ou é 1, já bytes não pois se fala dos dados agrupados)
  3. 3. CD-ROM: armazena de 650 MB a 700 MB e é ideal para armazenar softwares, imagens, áudio e documentos. Atualmente, podemos encontrar esse tipo de CD com capacidade de até 2 GB. Esse tipo de mídia tem memória somente de leitura; CD-R: é um Compact Disc Gravável ou Compact Disc Recordable. Ele permite que os dados sejam gravados uma única vez, não servindo para o propósito de alterar as informações que foram gravadas ou apagá-las. Ele pode ser usado para gravar áudio ou dados. Essa é uma mídia de gravação muito comum no Brasil. Ao longo do tempo, esse tipo de CD vai se degradando, principalmente se o mesmo for exposto ao sol constantemente. Eles podem ser azuis, dourados, prateados ou verdes dependendo do fabricante; CD-RW: O significado da sigla dessa mídia é Compact Disc ReWritable. O nome já diz tudo: este é um disco óptico regravável, ou seja, os dados presentes nele podem ser gravados e apagados aproximadamente 1000 vezes (na teoria). Ele foi lançado no mercado em 1997.
  4. 4. DVD-ROM: é o tipo mais comum por ser usado na gravação de filmes e shows. Não é possível apagar ou regravar nesse tipo de DVD; DVD-RAM: é menos utilizado do que os outros tipos. Ele é gravável e regravável. Sua principal vantagem em relação aos outros padrões é sua vida útil, pois ele pode suportar até 100 mil gravações. Se sua necessidade é realizar backup em DVDs, essa é a melhor opção; DVD-R: esse é o tipo que é aceito na maioria dos aparelhos. Melhor opção para gravar filmes por funcionar na maioria dos DVD-players. Mesmo com essa vantagem, assim como o DVD-ROM, ele só pode ser gravado uma única vez; DVD+R: bem parecido com o DVD-R, ele possui uma capacidade de armazenamento semelhante e só pode ser gravado uma vez. O que diferencia os dois tipos é a velocidade ao acesso da dados graças ao seu processo de fabricação; DVD-RW: permite a gravação e regravação de dados mas, para ser aceito na maioria dos DVD - players, é preciso que a mídia seja “fechada”, ou seja, não se pode inserir dados de maneira gradativa; DVD+RW: é bem equivalente ao DVD-RW, a não ser pelo detalhe da velocidade de gravação ser maior nesse caso.
  5. 5. JPEG (ou JPG) é um método comum usado para comprimir imagens fotográficas. O grau de redução pode ser ajustado, o que permite a você escolher o tamanho de armazenamento e seu compromisso com a qualidade da imagem. Geralmente se obtém uma compressão com pouco perceptível perda na qualidade da imagem. Além de ser um método de compressão, é freqüentemente considerado como um formato de arquivo. JPEG / Exif é o formato de imagem mais comum usado por câmeras digitais e outros dispositivos de captura de imagem, juntamente de JPEG / JFIF, que também é um outro formato para o armazenamento e transmissão de imagens na World Wide Web. JPEG / JFIF é o formato usado para armazenar fotos e transmiti-las através da Internet. Geralmente desconsideram-se os formatos e dizemos simplesmente JPEG.
  6. 6. Um GIF animado é o termo dado às animações formadas por várias imagens GIF compactadas numa só. É utilizado para compactar objetos em jogos eletrônicos, para usar como emoticon em mensageiros instantâneos e para enfeitar sites na Internet. O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Graphics Interchange Format CompuServe introduziu o formato GIF em 1987 para fornecer um formato de imagem a cores para seu arquivo baixar áreas, substituindo o anterior codificação run-length (RLE) de formato, que era preto e branco. GIF tornou-se popular porque usou a compressão de dados LZW, que foi mais eficiente do que a codificação run-length que formatos como o PCX e MacPaint usado, e bastante grandes imagens podem ser descarregados em um tempo razoavelmente curto, mesmo com modems muito lentos.
  7. 7. Mp4refere-se especificamente a MPEG-4 Part 14. Um padrão de container de áudio e vídeo que é parte da especificação MPEG-4 desenvolvido pela ISO/IEC 14496-14. A extensão oficial do nome do arquivo é.mp4, por isso é comum vermos o formato ser chamado assim. É similar ao popular AVI, mas traz algumas vantagens: Suporte nativo a legendas embutidas (AVI também pode ter, mas só através de hacks como o usado no DivX6); Melhor suporte ao padrão de codificação de vídeo H.264, também conhecido como MPEG4 AVC. Estando codificado, um arquivo MP4 pode ter sido criado com diversos tipos de codec diferentes, incluindo DivX e XviD. Porém como DivX e XviD são relativamente bem atendidos pelo arquivo codificado AVI (que é muito mais popular), é mais comum você encontrar um MP4 que seja constituído por streams criados por codecs incomuns. MP3é uma abreviação de MPEG 1 Layer-3. Trata-se de um padrão de arquivos digitais de áudio estabelecido pelo Moving Picture Experts Group (MPEG), grupo de trabalho de especialistas deTecnologia da Informação vinculado à ISO e à CEI. As camadas referem-se ao esquema de compressão de áudio do MPEG-1. Foram projetadas em número de 3, cada uma com finalidades e capacidades diferentes. Enquanto a camada 1, que dá menor compressão, se destina à utilização em ambientes de áudio profissional (estúdios, emissoras de TV etc), onde o nível de perda de qualidade deve ser mínimo devido à necessidade de reprocessamento, a camada 3 se destina ao áudio que será usado pelo cliente final. Como se espera que esse áudio não sofrerá novos ciclos de processamento, a compressão pode ser menos conservadora e aproveitar melhor as características psicoacústicas do som, limitando-se apenas pela qualidade desejada para o ouvido humano.
  8. 8. WMV:Um arquivo WMV é um vídeo no formato proprietário Windows Media Vídeo criado por Microsoft. Um arquivo no formato WMV possui dados áudio e vídeo, compactados, para poder ser difundidos em streaming, como o MPEG-2 ou MPEG-4. Existe diversas variantes do formato WMV HD ou ainda VC-1, reconhecidas como um standard de fato pela indústria audiovisual. MPEG-4 : É um padrão utilizado primeiramente para compressão de dados digitais de áudio e vídeo (AV). Introduzido no final de 1998, é a designação para um grupo de padrões de codificação de som e vídeo e tecnologia relacionada de acordo com a ISO/IEC Moving Picture Experts Group (MPEG).
  9. 9. MIDI:General MIDI ou GM (Musical Instrument Digital Interface) é uma especificação para sintetizadores que impõe vários requisitos para além da norma MIDI mais geral. Enquanto que a norma MIDI proporciona um protocolo de comunicações que assegura que diferentes instrumentos (ou componentes) possam interagir a um nível básico (por ex., tocando uma nota num teclado MIDI vai fazer com que um módulo de som reproduza uma nota musical), o General MIDI vai mais além de duas maneiras: ele requer que todos os instrumentos compatíveis com o GM tenham um mínimo de especificações (tais como pelo menos 24 notas de polifonia) e associa certas interpretações a vários parâmetros e mensagens de controle que não tinham sido especificadas na norma MIDI (como a definição de sons de instrumentos para cada um dos 128 números dos programas)

×