Método de produção de Software PDF

299 views

Published on

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
299
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Método de produção de Software PDF

  1. 1. Cliente. ... E ele tem um problema grave e precisa de uma boa solução em software.
  2. 2. Cliente. ... E ele tem um problema grave e precisa de uma boa solução em software.
  3. 3. Equipe de Levantamento de Especificações da Vital.
  4. 4. Cliente e Equipe de Levantamento trocam informações, até que a Vital tenha absorvido os dados do problema. Equipe de Levantamento de Especificações da Vital.
  5. 5. Cliente e Equipe de Levantamento trocam informações, até que a Vital tenha absorvido os dados do problema. Equipe de Levantamento de Especificações da Vital. Arquiteto de Software da Vital que analisa e cria as especificações do Software.
  6. 6. Equipe de Levantamento de Especificações da Vital. Arquiteto de Software da Vital que analisa e cria as especificações do Software. A Equipe de Levantamento passa as especificações do problema para o Arquiteto de Software, que vai atuar na modelagem da solução a ser produzida.
  7. 7. Equipe de Levantamento de Especificações da Vital. Arquiteto de Software da Vital que analisa e cria as especificações do Software. A Equipe de Levantamento passa as especificações do problema para o Arquiteto de Software, que vai atuar na modelagem da solução a ser produzida.
  8. 8. O Arquiteto de Software envia as especificações das funcionalidades ao Redmine, uma aplicação web que atua no gerenciamento de projeto. Ótima para rastreamento e controle de mudança.
  9. 9. O Arquiteto de Software envia as especificações das funcionalidades ao Redmine, uma aplicação web que atua no gerenciamento de projeto. Ótima para rastreamento e controle de mudança.
  10. 10. < PHP ><HTML> C # SELECT 01001% MENSAGEM JPEG css Nossos desenvedores buscam suas tarefas no Redmine, onde sabem quais módulos deverão produzir e como fazê-lo.
  11. 11. < PHP ><HTML> C # SELECT 01001% MENSAGEM JPEG css Nossos desenvedores buscam suas tarefas no Redmine, onde sabem quais módulos deverão produzir e como fazê-lo.
  12. 12. < PHP ><HTML> C # SELECT 01001% MENSAGEM JPEG css
  13. 13. < PHP ><HTML> C # SELECT 01001% MENSAGEM JPEG css Nossos desenvedores alimentam nosso repositório na Internet.
  14. 14. < PHP ><HTML> C # SELECT 01001% MENSAGEM JPEG css Nossos desenvedores alimentam nosso repositório na Internet.
  15. 15. < PHP ><HTML> C # SELECT 01001% MENSAGEM JPEG css
  16. 16. GitHub é um Serviço de Web Hosting Compartilhado para projetos que usam o controle de versionamento Git. Possui funcionalidades de uma rede social como feeds, followers, wiki e um gráfico que mostra como os desenvolvedores trabalham as versões de seus repositórios. Jenkins é um servidor open-source de Integração Contínua e pode ser rodado de forma standalone (como uma aplicação isolada) ou como uma web aplicação dentro de um servidor web com suporte Java (exemplo Tomcat).
  17. 17. GitHub é um Serviço de Web Hosting Compartilhado para projetos que usam o controle de versionamento Git. Possui funcionalidades de uma rede social como feeds, followers, wiki e um gráfico que mostra como os desenvolvedores trabalham as versões de seus repositórios. Jenkins é um servidor open-source de Integração Contínua e pode ser rodado de forma standalone (como uma aplicação isolada) ou como uma web aplicação dentro de um servidor web com suporte Java (exemplo Tomcat).
  18. 18. GitHub é um Serviço de Web Hosting Compartilhado para projetos que usam o controle de versionamento Git. Possui funcionalidades de uma rede social como feeds, followers, wiki e um gráfico que mostra como os desenvolvedores trabalham as versões de seus repositórios. Jenkins é um servidor open-source de Integração Contínua e pode ser rodado de forma standalone (como uma aplicação isolada) ou como uma web aplicação dentro de um servidor web com suporte Java (exemplo Tomcat).
  19. 19. Servidores de Aplicação. Relembrando: Redmine é um software gerenciador de projetos baseados na Web e ferramenta de gerenciamento de erros.
  20. 20. Servidores de Aplicação. Relembrando: Redmine é um software gerenciador de projetos baseados na Web e ferramenta de gerenciamento de erros.
  21. 21. O GitHub entrega os diversos componentes ao Jenkins que os conecta e estrutura, integrando-os.
  22. 22. O GitHub entrega os diversos componentes ao Jenkins que os conecta e estrutura, integrando-os.
  23. 23. Jenkins então entrega as aplicações aos Servidores de Aplicação.
  24. 24. Jenkins então entrega as aplicações aos Servidores de Aplicação.
  25. 25. Jenkins então entrega as aplicações aos Servidores de Aplicação.
  26. 26. Por fim, Jenkins entrega, para armazenamento, a aplicação e seu atual estado ao Redmine.
  27. 27. Por fim, Jenkins entrega, para armazenamento, a aplicação e seu atual estado ao Redmine.
  28. 28. Robô de Testes é um software que simula o uso do sistema por um usuário.
  29. 29. Robô de Testes é um software que simula o uso do sistema por um usuário.
  30. 30. (1) Testando toda a aplicação, sempre que um erro é encontrado o Robô de Testes o adiciona ao relatório de erros.
  31. 31. (1) Testando toda a aplicação, sempre que um erro é encontrado o Robô de Testes o adiciona ao relatório de erros.
  32. 32. (2) Finalizados os testes, o Robô de testes então gera um e-mail com o relatório de erros, uma cópia é enviada para o desenvolvedor do módulo e outra cópia segue para o Redmine, para efeito de registro.
  33. 33. (2) Finalizados os testes, o Robô de testes então gera um e-mail com o relatório de erros, uma cópia é enviada para o desenvolvedor do módulo e outra cópia segue para o Redmine, para efeito de registro.
  34. 34. (2) Finalizados os testes, o Robô de testes então gera um e-mail com o relatório de erros, uma cópia é enviada para o desenvolvedor do módulo e outra cópia segue para o Redmine, para efeito de registro.
  35. 35. (3) De posse do relatório de erros, o desenvolvedor do módulo vai corrigir o erro, alterando o código e reiniciando o ciclo de integração para este módulo. Sintetizamos a seguir…
  36. 36. (3) De posse do relatório de erros, o desenvolvedor do módulo vai corrigir o erro, alterando o código e reiniciando o ciclo de integração para este módulo. Sintetizamos a seguir…
  37. 37. Corrigido!
  38. 38. (1) Após solucionar o erro o desenvolvedor sobe o módulo corrigido para o GitHub. (2) GitHub envia o módulo corrigido para Jenkins. (4) Jenkins envia a aplicação e seu estado atual para o Redmine. (3) Jenkins entrega a Aplicação integrada aos Servidores de Aplicação.
  39. 39. (1) Após solucionar o erro o desenvolvedor sobe o módulo corrigido para o GitHub. (2) GitHub envia o módulo corrigido para Jenkins. (4) Jenkins envia a aplicação e seu estado atual para o Redmine. (3) Jenkins entrega a Aplicação integrada aos Servidores de Aplicação.
  40. 40. (5) Redmine envia o módulo corrigido para o Robô de Teste.
  41. 41. (5) Redmine envia o módulo corrigido para o Robô de Teste. (2) Robô de Teste envia para Redmine o sistema, liberado para uso pelo Cliente. (1) Robô de Teste completa os testes sem problemas, o módulo corrigido de fato está operacional.
  42. 42. Cliente. (2) Robô de Teste envia para Redmine o sistema, liberado para uso pelo Cliente. (1) Robô de Teste completa os testes sem problemas, o módulo corrigido de fato está operacional.
  43. 43. (1) Redmine deixa o Cliente ciente de que a Aplicação está pronta para uso. (2) O Cliente acessa as Aplicações nos Servidores e usufrui do do que solicitou. Cliente.
  44. 44. (1) Redmine deixa o Cliente ciente de que a Aplicação está pronta para uso. (2) O Cliente acessa as Aplicações nos Servidores e usufrui do do que solicitou. Cliente.
  45. 45. Contato Vital Soluções em Tecnologia Praia de Botafogo, 501 – Bloco 2 – 2o andar Centro Empresarial Mourisco Tel. +55 21 2546 9945 email: contato@vitalbusiness.com.br Vital Fábrica de Software Av. Marechal Câmara, 160 – Sala 421/422 Tel. +55 21 2224 6772 Fabio Farzat Cel: +55 21 9902 2777 email: fabio@vitalbusiness.com.br Flavio Dias Cel. +55 21 9442 5890 email: flavio@vitalbusiness.com.br

×