Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Discussão formatada do fórum A comunicação mediada pela tecnologia          Com o avanço das tecnologias e sua inserção na...
Que interessante a tua experiência no projeto Jovem Profissional. Com certeza àmedida que as diversas gerações compartilha...
Além disso, apresentam novas formas de interação e comunicação entreinstrutores e alunos”.          Acredito que esse assu...
experiências interessantes dentro de uma sala de aula, mostrando que a busca peloconhecimento pode ser algo extremamente p...
introduzir, envolver e estimular este indivíduo. Competência para transformar informaçãoem conhecimento é o desafio para q...
educação isso acontece. Em tudo isso acontece! Algo que me questiono e fico observando,é o uso da internet em trabalhos ci...
Realmente dar aula não é um desafio fácil, mas acho que quando associamosferramentas de aprendizado que contextualiza a re...
percepção de mundo dos alunos especiais não é a mesma dos demais e, nem sempre, asprofessoras intérpretes conseguem traduz...
dentro das janelas botões, que ao clicar nesses botões aparecia o conteúdo do assunto a serapresentado.          Enfim, sã...
aprender para podermos então através de uma forma criativa, dinâmica, fazer com quenossos alunos aprendam e busquem compre...
Através das leituras dos textos solicitados, acredito que a tecnologia está cadavez mais presente no nosso dia a dia, e pr...
Infelizmente muitas escolas não tem recursos financeiros para terem umlaboratório de informática, ou algumas vezes quando ...
ALIADA DOS ESTUDANTES. NA PARTE DA COMUNICAÇÃO, NÃO ÉNOVIDADE PARA NINGUÉM QUE É UM MEIO MUITO FÁCIL DE INTERAGIR.        ...
que nós professores (ou futuros professores) temos a missão de levar esse conhecimento,de como usar a tecnologia da melhor...
Então acredito que os professores devem transformar o modo de introduzir oconhecimento dentro da sala de aula, usando o co...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Comunicação mediada pela tecnologia

1,977 views

Published on

Trabalho em grupo da Turma de Tecnologia e Educação - FEEVALE 2012/1

Published in: Design
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Comunicação mediada pela tecnologia

  1. 1. Discussão formatada do fórum A comunicação mediada pela tecnologia Com o avanço das tecnologias e sua inserção na sala de aula, a comunicaçãoentre as pessoas e a criação de materiais didático-pedagógico tiveram significantesmudanças, com o estreitamento das distâncias entre indivíduos e a inclusão de mídiasinterativas e enriquecedoras de conteúdos (vídeos, animações, som e áudio, formulários,etc). A partir das leituras dos textos propostos neste bloco, comente o que pensassobre o assunto e discuta as possibilidades e dificuldades que podem ocorrer a partir destasmudanças, interagindo com as ideias dos colegas, refletindo sobre a importância dainserção de tecnologia no ambiente da sala de aula e também no processo deaprendizagem dos alunos. Em nossa sociedade atual as novas tecnologias na área da comunicação se fazemcada vez mais presentes , exigindo dos indivíduos uma rápida adaptação, conhecimento euso da mesmas, seja no contexto social , cultural ou econômico . A leitura destes dois capítulos sobre a Sociedade da Informação e a Educação naSociedade da Informação vem nos mostrar a importância que esta relevante tecnologia, ada informação digital ,exerce sobre nosso modo de viver. Salienta-se indiscutivelmente a importância da Internet na sociedade moderna eas consequências que seu uso gera e transforma a vida das pessoas. Concordo plenamente com a afirmação do autor neste capítulo IV ao dizer que :“ Educação é o elemento-chave na construção de uma sociedade baseada na informação,no conhecimento e no aprendizado”. Sobre a necessidade da utilização desta rede na educação e a grandeza que elarepresenta para o bem estar e desenvolvimento dos indivíduos na presente comunidade,compartilho com vocês, minha experiência na área da educação na sociedade dainformação. Com a leitura do capítulo IV tive uma completa e total identificação com oassunto abordado, pois felizmente já atuo como docente e tive a oportunidade deexperimentar e utilizar a Tecnologia da Informação em minhas aulas de inglês eportuguês no Projeto Jovem Profissional Feevale. O grande desafio de minhas aulasestava na maneira de como queria que os alunos recebessem , utilizassem e aprendessemos conteúdos desejados. Utilizamos a Internet como ferramenta primordial em nossa salade aula. Não utilizamos livros, papéis ou cadernos. Todo material lhes foi enviadodigitalmente, assim como , para seus estudos e pesquisas, tinham a Internet como fonte desuporte e apoio imediato e sobretudo rapidez na aquisição de seu aprendizado,característica essa inerente a geração Y a qual pertencem. Foi uma maneira bastanteinstigante de lecionar, pois precisei estudar também esta nova tecnologia, adaptar e inovarminha tradicional didática em sala de aula. Meu objetivo estava no educar seres humanos,não somente para que fossem capazes de usar as novas tecnologias de informação ecomunicação, mas acima de tudo que se tornassem indivíduos competentes, criativos,críticos e capazes de operar com fluência estes novos meios e mídias em seu ambiente deestudo . Culminando o emprego desta nova didática na satisfação dos alunos nas aulas eno interesse deles na minha proposta de trabalho, obtive resultados relevantes e diria que afrase que encontrei neste capítulo resume perfeitamente a postura para nós docentes doséculo XXI: “Trata-se também de formar os indivíduos para “aprender a aprender”, demodo a serem capazes de lidar positivamente com a contínua e acelerada transformação dabase tecnológica.”
  2. 2. Que interessante a tua experiência no projeto Jovem Profissional. Com certeza àmedida que as diversas gerações compartilharem os mesmos espaços, seja na escola,empresa ou até mesmo na família, precisamos também compartilhar as habilidades dossujeitos no uso das tecnologias. Como permitir a autonomia dos nossos alunos e ao mesmo tempo oportunizarque a tecnologia, hoje em especial a internet, seja utilizada de forma adequada? Com tu dizes no teu texto, destacando a necessidade das pessoas em "aprender aaprender", até quando, e o quanto, de preparo nós como educadores estamos avançandonesta integração entre o tecnológico e o pedagógico? Por isso reafirmo que aprenderemos a usar um pouco mais dessas maravilhastecnológicas que temos à disposição, mas antes de tudo, precisamos estar atentos apensarmos na aprendizagem e no conhecimento aliado ao que criarmos. Caso contrárioestaremos apenas transformando nossas aulas em algo mais agradável e bonito, mas semadequação e qualidade necessária. Tornar sujeitos mais competentes, criativos e críticos... É um desafio,concordam? Concordo, professor. Afinal, ao estarmos contribuindo com o aprendizado etornando os sujeitos mais competentes, criativos e críticos podemos também estarlançando ao mundo nossos futuros líderes, das empresas, do governo, das associações,desde o líder de turma ao presidente da república. O mundo está cada vez maisdemocrático, a tecnologia torna mais fácil compartilhar. Isso quer dizer que nosso papelvai desde formar cidadãos comuns até, quem sabe, um futuro presidente de uma empresaou de um país. O que diria a professora de primeiro grau do Lula, ex-presidente? E o queela poderia ter contribuído com ele, caso tivéssemos o ambiente tecnológico atual?Acredito no desafio. A partir da leitura dos textos foi possível perceber que a tecnologia e inovaçõesestão cada vez mais presentes no nosso cotidiano, e que precisamos ser seres criativos,críticos, reflexivos e abertos a essa nova tecnologia que está na nossa porta. O texto traz a questão de aprender a aprender, com isso precisamos estardisponível a aceitar a ajuda de outras pessoas com mais experiência sobre a tecnologiapara adquirir mais conhecimento e usá-la de forma mais adequada. No ambiente escolaronde atuo, os profissionais possuem uma barreira perante essa nova tecnologia, muitos nãopermitem ajuda e nem tentam sanar suas dúvidas utilizando como sabem a informática.Acredito que o computador vem possibilitar novas formas de trabalho e mudanças dentroda escola, pois a partir dele podemos viajar pelo mundo sem sair do ambiente escolar. O texto traz um ponto importante que é o uso intensivo de tecnologias deinformação e comunicação em educação e de implantação de uma infra-estrutura adequadaem escolas e outras instituições de ensino. Onde atuo temos computadores e uma salaadequada para um laboratório, porém o governo instalou programas de difícil acesso tantoaos professores quanto aos alunos, impossibilitando o uso dos mesmos. Do que adiantadai, ter computadores se a sala está fechada, pois ninguém entende o programa?¬ A educação está muito ligada às tecnologias, informação, novos conhecimentos eaprendizado, várias escolas já trabalham diretamente com o computador, sendo paratrabalhos, cadernos de chamada virtuais, enfim os profissionais precisam se adaptar aessas novidades que estão cada vez mais presentes na prática profissional. As tecnologias estão ai, várias para nos favorecer e nos facilitar o trabalho,porém ainda precisamos tomar certos cuidados com o que acessamos que fontes eprogramas estamos usando e perceber até que ponto eles nos favorecem. “As novas tecnologias de informação e comunicação abrem oportunidades paraintegrar, enriquecer e expandir os materiais instrucionais”.
  3. 3. Além disso, apresentam novas formas de interação e comunicação entreinstrutores e alunos”. Acredito que esse assunto da muito pano para manga, pois assim como quasetudo nessa vida, tem os dois lados. Sabemos que estamos vivendo a era da Informática,tudo está se informatizando e com certeza a escola, a educação e a aprendizagem nãopoderiam ficar de fora desse processo. Para tanto essa mudança deve começar nosprofessores e educadores, cabe a cada profissional da educação tomar como umaobrigação e extrema necessidade se atualizar, buscar informações na área a fim de atenderas demandas trazidas pelos alunos, quebrar esse tabu de que o computador é um bicho desete cabeças. Nós hoje estudantes de pedagogia buscamos, ou faz parte de nosso currículoesse conhecimento, mas sabemos que muitos, não se preocupam em conhecer toda essatecnologia para melhor orientar nossos alunos. Dentro de sala de aula ter esse recurso é fantástico, através de animações, vídeos,músicas, você pode tornar a aula mais atrativa além de trazer esse universo tecnológicomais perto de nossos pequenos, pois sabemos também que essa é a realidade de poucos,por isso esse cuidado e a necessidade do conhecimento da ferramenta, podendo auxiliar osalunos na construção de seus próprios projetos e criações. Vejo outra vantagem, muito grande por sinal, a facilidade no processo deaprendizagem dos surdos, as imagens, o colorido, tudo fica mais fácil de aproximar omundo ouvinte desses alunos, também é um subsidio ao professor. Mas também vejo um lado negativo, a tecnologia utilizada de maneira errônea,professores ocupam seus alunos com qualquer coisa na frente de um computador sem ocomprometimento com a aprendizagem, ou ainda em casa mesmo os pais acabam nãotendo controle sobre seus filhos que ficam horas na frente de um computador. Ocupados,quietos, aprendendo por si, copiando trabalhos, não utilizando o computador de uma formacorreta. A tecnologia está a nossa disposição para ser utilizada, cabe a nós professoresfazer desse espaço um local de crescimento, motivação, aprendizado e principalmente demotivação ao estudo. Gostaria de destacar a frase: “..o fato de o aprendiz estar construindo algo do seu interesse e para o qual eleestá bastante motivado. O envolvimento afetivo torna a aprendizagem mais significativa.” Adorei a frase com a qual a Anelise terminou a sua fala: “..o fato de o aprendizestar construindo algo do seu interesse e para o qual ele está bastante motivado. Oenvolvimento afetivo torna a aprendizagem mais significativa.” Tentar ensinar algo para um estudante que não quer aprender, que está na escolasomente porque é obrigado pelos pais, é uma tarefa extremamente árdua. Somente quandohá um envolvimento emocional é que o aluno realmente aprende e vivencia o queaprendeu. A utilização de diversas tecnologias em sala de aula auxilia o despertar dointeresse do aluno em aprender. Seja utilizando a internet para a realização de pesquisas,discussões; seja pela utilização de recursos tecnológicos em sala de aula, comoapresentações de power point, o aluno torna-se autor do seu aprendizado, escrito comferramentas tecnológicas que lhe são familiares. Porém, também concordo quando a Anelise nos traz o lado negativo, o mau usode ferramentas tecnológicas em sala de aula. Professores despreparados que tentam"matar" um período de aula e "enfiam" alunos na frente de computadores; ou que semconhecimento prévio, tentam realizar uma aula com ferramentas que não compreendem,acabam por não aproveitar o potencial de ensino que o uso de diversas tecnologias podemproporcionar. Devemos, como professores, procurar conhecer os mais diversos usos dastecnologia para que possamos utilizá-las plenamente e proporcionar aos nossos alunos
  4. 4. experiências interessantes dentro de uma sala de aula, mostrando que a busca peloconhecimento pode ser algo extremamente prazeroso. Em vista da leitura realizada, acredito que os avanços tecnológicos para aEducação atualmente e futuramente pode ser muito bem aproveitada se os recursos damesma forem bem explorados e utilizados cautelosamente. Uma vez que, pode-se em salade aula proporcionar uma aula bem dinâmica, que faz com que os alunos possam a partirda tecnologia ver os conteúdos - informações de forma mais aberta e concreta, podendoassim a partir do uso do computador utilizar o que aprendeu para solucionar problemas –questões. Mas, para isso deve se pensar em utilizar essa ferramenta tecnológica, commuito cuidado, quanto à preservação de dados pessoais quanto a da transmissão de valorespassados na construção de conhecimento; não podemos transformar a educação somenteem utilizar tecnologia para o aprendizado, temos que preservar ainda algo do “métodoantigo”, para não se perder a “socialização” – relações humanas, afetivas entre osindivíduos, aprendendo a como conviver em sociedade e resolver problemas sociais docotidiano. Com certeza tornar sujeitos mais competentes, criativos e críticos é um grandedesafio! Já que, também precisamos ser competentes para orientá-los a isso. A mudançaque as novas tecnologias e a internet estão acarretando são significativas, mas aindapoucas. Já que muitos não procuram aprender e utilizar essas novas ferramentastecnológicas, que só vem acrescentando, quando usadas de forma adequada, nossas aulas.Ainda são poucos aqueles que instigam e tem o prazer de buscar novas tecnologias quepossam ser adaptadas e apresentadas aos alunos de modo a motivá-los para o trabalhodidático desenvolvido. É mais fácil estacionar no tempo e ficar na mesmice do que se abrirpara a gigantesca inovação tecnológica que está surgindo a cada dia. E quando estaremosrealmente dispostos a aprender a aprender? Só assim, buscando aprender com quemrealmente tenha mais conhecimento e se aprimorando sobre como usar de maneiraeficiente e segura essas novas tecnologias, é que faremos de nossas aulas, momentos deaprendizado e interação tecnológica. Já que para isso é preciso conhecer para transmitir oconhecimento aos nossos alunos e para que assim, finalmente, eles possam utilizá-las demaneira significativa. O tempo tornou-se um bem precioso, em uma sociedade capitalista onde “tempoé dinheiro”, administrá-lo da melhor forma possível passou a ser uma necessidade e umdesafio diário na vida das pessoas. Essa nova era globalizada de informações velozes, comunicação imediata...encurta distâncias assim como substitui filas por “clics”. Estamos rodeados detecnologias, computadores, celulares, câmeras digitais, caixas eletrônicos... utilidades quesem dúvidas facilitam nossas tarefas rotineiras, e isto é fato, “...não é um modismo é umfenômeno global...” e cresce velozmente em um ritmo quase impossível de acompanhar.O que preocupa é a exclusão digital, em que milhares de pessoas ainda possuemdificuldades na hora de utilizar um caixa eletrônico, por exemplo, que dirá acessar asdemais tecnologias... A tecnologia voltada para a educação como o texto enfatiza, “... exige mudanças,ou perpetuaremos uma escola obsoleta, porém, usando a informática.” Isso quer dizer quenão faz sentido enchermos salas de computadores e simplesmente colocarmos os alunosdiante deles, “... o aluno transmite informação para a máquina e não a máquina para oaluno.” Essa interação precisa estar afinada para que ocorra uma construção produtiva. Opapel do educador é fundamental neste processo, ele é o mediador responsável por
  5. 5. introduzir, envolver e estimular este indivíduo. Competência para transformar informaçãoem conhecimento é o desafio para que os professores sejam capazes de atuar comautonomia diante das novas tecnologias. O processo na prática avança a passos lentos e gradativos, pois o educadorsozinho não opera milagres, ele necessita de apoio, suporte..., toda essa infra-estruturamoderna a nossa volta não gera crescimento nem desenvolvimento sem ocomprometimento de todos. Como sabemos, o mundo está se modificando a cada dia e com ele o avanço datecnologia. O que percebo na minha prática é que o professor está perdendo espaço paraessa tecnologia.Para isso faz se necessário que o mesmo saiba utiliza- la em seu favor,estar aberto a novos desafios, pois isso faz parte da aprendizagem do ser humano, dar- seconta que não sabemos tudo e dar novas oportunidades para a vida Estar aberto para o novo, nem sempre é encarado de boa maneira por todos, eisso é muito importante , principalmente para o professor, pois a figura do mesmo deveganhar uma nova cara e a tecnologia está aí para auxiliá-lo, pois aquela figura do professordiante do quadro negro ensinando 1+1=2, deve se aposentar dentro de um museu. Para tanto acredito que essa disciplina irá nos ajudar a desenvolver uma educaçãoinovadora, onde todos estão abertos para aprender e principalmente para ensinar, pois o serhumano é inacabado,abrindo - se para novos horizontes e atividades desafiadoras. Quanto a fala da Tais, na frase: " O que percebo na minha prática é que oprofessor está perdendo espaço para essa tecnologia.", na minha opinião, o professor estáperdendo espaço para a tecnologia por encará-la muitas vezes como algo que distrai ouimpede que o aluno tenha uma boa participação em sala de aula e em outros espaçosescolares. Quando o professor para de encarar a tecnologia como algo maléfico, e encará-la como uma ferramenta muito útil de ensino e utilizá-la em sala de aula, o professorvoltará a ter um pouco mais de espaço em sala de aula. De acordo com os textos que li quero compartilhar meu ponto de vista sobretecnologia nas salas de aula. A tecnologia está em todos os lugares, desde a casa onde moramos, que temosequipamentos tecnológico até em oportunidades de emprego, que exigente uma quantidademínima de conhecimento na parte de tecnologia. Na área da educação o professor tem um papel muito importante na vida dosalunos e como mediador e facilitador do conhecimento, acredito que o mesmo deve estarem constante aprendizagem, principalmente na parte tecnológica, pois a tecnologia estácada vez mais presente em nossas escolas, e em nossas salas de aula. Para que tenhamos uma boa relação tecnológica entre o professor-aluno, oeducador deve saber utilizar a tecnologia de uma forma que possa ajudar os educandos noprocesso de aprendizagem, ensinado os alunos a utilizar de forma sadia. O professor deve cativar os alunos antes de começar a despejar a matéria. Osalunos hoje em dia não querem mais saber de coisas antigas, assim chega à necessidade deidéias inovadoras, de recursos novos. Se fizermos o uso de recursos que eles utilizam ou tenham conhecimentosestamos facilitando dos dois lados, o docente não se incomoda com pessoas que nãoqueiram estudar, e os estudantes aprendem de forma mais prazerosa. Acredito que se as pessoas souberem utilizar as ferramentas que a tecnologia nosproporciona teremos uma sociedade com mais conhecimento. E assim conseguiremos nos relacionar bem com a “Geração Y”, pois esses jánasceram com conhecimentos em tecnologia. Segue minhas considerações sobre o assunto. Ainda coloco que concordo comuma das colegas, que afirmou que a tecnologia tem seu lado positivo e negativo , não só na
  6. 6. educação isso acontece. Em tudo isso acontece! Algo que me questiono e fico observando,é o uso da internet em trabalhos científicos ou mesmo trabalhos simples de escola, oquanto isso requer ética e caráter, pois CTRL+C e o CTRL+V rola solto e desenfreado.Apenas um comentário que me chamou muito atenção! Tecnologia, educação e computador na sala de aula Fato é que tecnologia está em tudo que nos cerca atualmente. Uma frase que mechamou atenção e que considero um fato considerável: “A educação é o elemento-chavena construção de uma sociedade baseada na informação, no conhecimento e noaprendizado”. O caso é que hoje os brasileiros têm investido seu tempo e dinheiro paraaprender a dominar as tecnologias, e como um dos textos afirma, tem que se aprender aaprender. Os avanços tecnológicos, tanto no lado de geração de recursos de mídia quantodo lado da comunicação invadiram as salas de aulas, criando oportunidades de educação adistância, e aulas mais dinâmicas e atrativas para os alunos. E como futuros ou atuaisprofissionais da educação ouso afirmar que é nosso dever estarmos bem informados arespeito dessas novas tecnologias. Outra coisa que me intriga. Sim, facilita e contribui muito ter um computador nasala de aula, porém fico me questionando como é, como aluna, ter uma aula atrativa edinâmica, cheia de novas tecnologias e não ter noção de como aquilo funciona. Percebi nosemestre passado, durante o período de provas, como algumas pessoas, já mestrandas edoutorandas, tem dificuldade em desenvolver trabalhos no computador, tanto que viviamcorrendo atrás de pessoas que pudessem digitar, ou formatar seus trabalhos. Acredito que o bom uso das tecnologias como: vídeos, power points, etc. auxiliamuito o professor em sala de aula, mas que só isso não é o suficiente. Fazer com que oaluno mergulhe na tecnologia seria o essencial. Claro que isso não poderá ser feito de umahora para outra, afinal isso exige recursos e tempo. E quando digo mergulhar, é abrirportas para o aluno conhecer o computador e tudo que ele tem a oferecer e contribuir parasua educação e aprendizado. E é disso que sinto falta hoje. Não só em crianças e adolescentes, pois estes estãose adaptando bem rápido as novas tecnologias. Mas também a jovens e adultos, dentro dasuniversidades. E acho que cabe a nós esse desafio, realmente levar estes recursos paradentro das escolas e mostrar como a tecnologia pode nos auxiliar, não só a internet, e aspesquisas no GOOGLE (e o famoso CTRL+C e CTRL+V), mas as mais diversasferramentas de desenvolvimento e também de pesquisa que essa máquina e suastecnologias podem oferecer. Vejo o quanto é importante associar à tecnologia a educação na vida escolar. Osalunos de hoje, são frutos de uma geração onde tudo pode virar obsoleto, então comogarantir que a escola possa acompanhar toda esta evolução digital? Para mim a resposta esta em nós educadores, dentro do conceito de cada um, doque pode ser melhorado e adaptado para que as aulas e conteúdos possam ser maisinteressantes e tecnológicos ao olhar do aluno, afinal para quem é a aula, se não para eles? Precisamos trazer novidades, mostrar novas formas de lecionar, pois se não háinteresse do docente, portanto dos alunos que não vai ter. É muito fácil dizer que é difícil esimplesmente desistir de fazer algo novo e permanecer na antiquada visão de hierarquiaprofessor-aluno, mas acho que aquele que percebe que é o próprio discente que precisadesenvolver o conhecimento, consegue ter excelentes ideias! Mostrar para eles o caminho e que eles possam percorrer com suas própriaspernas, nós precisamos mostrar um novo horizonte para que eles possam sonhar, e tuqueres uma ferramenta melhor do que a tecnologia para ministrar aulas interessantes,cheias de conteúdo e que faça prender a atenção dos alunos?
  7. 7. Realmente dar aula não é um desafio fácil, mas acho que quando associamosferramentas de aprendizado que contextualiza a realidade do aluno, isso já um grandefacilitador. E qual aluno de hoje não esta totalmente conectado em redes sócias, pesquisaseus trabalhos no google, passam horas em frente aos jogos, pesquisam através da web umnovo universo onde tudo é possível? Creio que logo o professor terá que se preocupar em passar lições de ética naweb também, eu faria isso em minhas aulas, passaria a informação de como é importantenão invadirmos o espaço do outro e também salientar os inúmeros perigos da internet, comtantas pessoas mal intencionadas, este tema inclusive foi da última redação do ENEM. Claro que estamos justamente nesta cadeira para podermos nos aperfeiçoarmos eentão podermos ser excelentes professores/educadores, que usam a tecnologia como umagrande ferramenta de trabalho. Acredito que a tecnologia em sala de aula deve ser utilizada como uma estratégiaadicional para cativar e até mesmo surpreender o aluno. A utilização de recursos visuais são cada vez mais comuns em sala de aula, umatentativa dos professores de abandonar o tão antigo quadro negro. Sabemos, que tudo que os alunos podem tocar e ver, será lembrado com maiorfacilidade por eles. Mas o perigo mora ao lado. Acredito, que uma aula, onde o professor dita amatéria, realiza exercícios de fixação do início ao fim, pode ser tão entediante quanto auma aula, onde o professor, utilizando de recursos tecnológicos, apenas lê o que estáescrito em um Power Point uma aula inteira, sem dinamizar a matéria com os alunos. E mais uma vez, é necessário o conhecimento e criatividade do professor. Éindispensável, em qualquer situação, a capacidade do professor de "despertar acuriosidade" dos alunos. Uma aula dinâmica, comunicativa, participativa, faz com que os alunos nãoapenas olhem, mas voltem a ouvir o professor. É um tema bem complexo, visto que as políticas publicas estão tentando revertero quadro sombrio que nos cerca. Falar em globalização e inclusão social, através dainserção da comunicação e da tecnologia as comunidades como um todo não é uma tarefafácil. Este documento tem um projeto definido que iniciou em 2001. Estamos em 2012 emuitas escolas não tem laboratórios de informática ou investimentos em redes seguras erápidas. A proposta de acesso universalizado para todos numa coesão social para acidadania está longe de se alcançar.Acredito que a formação continuada permite aoeducador aprender a aprender como enfatiza os textos, mas isso, deverá acontecer comcursos e uma procura intensa por parte dos educadores. O último texto é muito bom retratao uso do computador na sala de aula, alertando a todos para que o seu uso não provoque amesmice , o seu uso adequado permite a construção do conhecimento com umaaprendizagem mais significativa dentro de uma concepção interdisciplinar onde o aluno"saiba recontextualizar o aprendizado" Sem dúvidas a tecnologia é uma forte aliada para nós professores. Percebo anecessidade de fazer uso dela em sala de aula diariamente, uma vez que torna as aulasmais interessantes aos alunos e faz com que eles percebam que são capazes de interagircom os meios tecnológicos e se sintam cidadãos globalizados. Na escola onde eu trabalho, há algumas turmas com alunos especiais, sendo amaioria deles deficientes auditivos, o que faz com que as aulas devam ser ministradas deforma desenhada para facilitar o entendimento destes e para que todos na sala tenham asmesmas possibilidades de aprendizado. A orientação dada aos professores destas turmas éque usem e abusem dos meios multimídia e de ferramentas diversificadas, pois a
  8. 8. percepção de mundo dos alunos especiais não é a mesma dos demais e, nem sempre, asprofessoras intérpretes conseguem traduzir o que o professor titular quer alcançar. Emumas de minhas turmas há uma aluna deficiente visual e, posso afirmar que se não fosse oauxílio da tecnologia, não seria fácil conduzir a aula de maneira satisfatória, asferramentas de áudio estão sempre presentes. Penso que estes exemplos são relevantes para ilustrar a realidade das nossasescolas. Todos temos que estar preparados para lidar com as ferramentas e programasnecessários, afim de proporcionar um aprendizado significativo e a inclusão tecnológica atodos os alunos, tornando-os cidadãos do mundo. Sabemos que estamos vivendo em um mundo cada vez mais globalizado, onde ainformação nos é passada cada vez de modo mais rápido e interativo. Nas escolas não édiferente. No lugar onde está a base do conhecimento, a tecnologia também já estáinserida, porém, como tudo neste mundo, há os dois lados “da moeda”. Na minha opinião, esta tecnologia é muito útil quando o professor sabe dosar oseu uso, porém o contato com o professor é de extrema importância, portanto, para mim,nada poderá substituí-lo. Sabemos que a internet é de extrema importância, mas também sabemos quepode oferecer perigo quando não utilizada com certo cuidado por parte dos pais, quedeixam seus filhos navegarem livremente, sem verificar o que e com quem estãoconversando, por exemplo. Mas é claro que também não podemos generalizar, pois algunspais controlam as atividades de seus filhos. Para o professor, a internet também é uma grande aliada, pois pode-se utilizá-lade um modo didático, com animações, vídeos e outros recursos disponíveis em sites ou atémesmo criando algo. Facilita e muito a vida do professor. A internet é de extrema importância para todos, tanto em sala de aula quanto foradela, porém, nada substitui o contato com o professor e com outras pessoas. Em sala deaula, alguns alunos são carentes de afeto, carinho, atenção, e é no professor que muitosbuscam sanar estas necessidades, e para o professor não tem tecnologia que substitua estaconfiança que o aluno deposita em si. Concordo com a Daniela, a aprendizagem realmente está ligada com ossentimentos, tanto do aluno, quanto do professor, como disse anteriormente em outraresposta. A utilização de meios tecnológicos não poderá substituir a presença de umprofessor, pois eles não possuem um sentimento chamado empatia, que é o que o professorutiliza para compreender as dificuldades do alunos e auxiliá-lo em seu processo deaprendizagem. Jamais devemos, então, considerar a utilização de meios tecnológicos comométodo de substituição da pessoa humana, mas como ferramentas que podem serutilizadas para aprimorar o processo de aprendizagem, quando bem utilizadas por quem asutiliza. Lendo os textos, meu pensamento voltou-se para o ano de 1992. Pois, nestaépoca eu participava do projeto de informática contra turno da escola, do município, queeu estudava (Novo Hamburgo). Participei deste projeto até o ano de 1997. Porque estou relatando isto? devem estar se perguntando. Então, o fato é que a informática naquela época era algo muito concorrido naescola. O aluno escolhido para o projeto era através de sorteio. Onde o aluno construía oseu aprendizado por módulos. Eu particularmente comecei pelo o Logo, programa datartaruguinha, (pf 60, para frente 60 passos), nossa pra mim e para muitos outros alunos,era algo fora da nossa realidade e cultura. A cada ano se aprendia sempre algo novo, osúltimos programas que lembro, aprendi nos dois últimos anos, foram de criar janelas e
  9. 9. dentro das janelas botões, que ao clicar nesses botões aparecia o conteúdo do assunto a serapresentado. Enfim, são poucas as lembranças, mas algo que pra mim fez toda a diferençacomo aluna em sala de aula. Fui ter contato novamente com a tecnologia em um cursinhode informática em 2001, para entrar no mercado de trabalho. Ou seja, de 1998 a 2001 nãotive nenhum tipo de contato com a tecnologia “informática”. Imagina passei todo o meu segundo grau fazendo os trabalhos manualmente! Quem tinha um computador na época era considerado rico, e hoje é puranecessidade. Fui ter um computador em casa quando entrei na faculdade em 2005. Esta vivência que tive na educação fundamental é algo que hoje parece estar domesmo “jeito”. Não mudou nada! Ou esta pior! As informações veem em mega ultravelocidades, a comunicação da informação no mundo esta cada vez mais veloz. E aeducação na era do quadro negro e giz. Não teve investimento nas escolas do ensino público na área da informática. Temescolas que tem laboratório de informática mas não tem o professor capacitado paraorientação do aluno, tem escolas que tem a sala disponível mas não tem os equipamentos,tem escolas que tem sala e professor mas os equipamentos não funcionam. Isto é uma vergonha para a educação! Querem formar cidadãos qualificados para o mercado de trabalho e depois exigirque tenham qualificações, mas cadê o investimento nas escolas com profissionais eequipamentos adequados? No ano de 2011, todos os professores do município participaram de umaformação na área da informática. Surpreendi-me muito com o curso de formação, ondetinha pessoas “professores” que mal sabiam ligar o computador. E quanto às tarefasestudadas presenciais foi para muitos professores uma perca de tempo inclusive para mim,pois esperava aprender a fazer vídeos, fazer histórias narradas, fazer montagens com fotos,fazer blogs, enfim... . “Aprendemos” a usar o Paint, o Excel a escrever textos no Word efazer Power point. Para mim foi uma decepção! As tecnologias estão vindo com tudo às crianças já “nascem” sabendo usar. Onde esta a valorização do professor e da educação? Acredito que a salvação está em nós professores, desta nova era da informação etecnologia. Ir em busca destas novas tecnologias e colocá-las em prática na sala de aula. Concordo com tudo que as colegas comentaram, porém além do professor seatualizar, fazer a diferença ,existe o outro ponto, sem uma sala, sem computadores ,seminternet como fica a informática na educação. Ou se tem um e não se tem o outro é difícil. Lendo a resposta da Sônia, lembrei-me de minhas experiências no ensinofundamental. Quando fazíamos trabalhos que poderiam envolver a utilização de datashow,o professor deveria fazer o pedido para a sec. de educação, que tinha somente umequipamento para todo o município, e rezar para que outra escola não tivesse pedido antesou que ele não estivesse estragado. Nos últimos anos, a situação melhorou um pouco nomeu município, mas ainda posso perceber que muitas escolas, professores e alunos nãotem acesso à ferramentas tecnológicas, como internet e equipamentos de progressão. Incluir a tecnologia em sala de aula hoje em dia se faz necessário. O aluno écapaz de testar suas habilidades reforçando o que aprendeu e assim o mesmo se sentemotivado a buscar novos conhecimentos. Hoje em dia as pessoas estão rodeadas pela tecnologia o que facilita acomunicação, porem nem todo mundo busca conhecê-las, ainda são muitos os que nãofazem uso das mesmas e preferem somente fazer uso do que aprenderam e ouviram sembuscar novos conhecimentos e formas de aprendizagem. Precisamos sim aprender a
  10. 10. aprender para podermos então através de uma forma criativa, dinâmica, fazer com quenossos alunos aprendam e busquem compreender o que estamos tentando passar. Por issoo computador se torna muito útil, pois através desta tecnologia vivenciamos experiênciasnovas e buscamos em diferentes espaços novas formas de trabalhar o conteúdo. Infelizmente não são todas as escolas que possuem laboratórios de informáticaou um espaço adequado para utilização de computadores. O Brasil ainda tem muito paracrescer e poder proporcionar em termos de educação. Além dos textos achei muito interessante uma das edições da Revista Época nº683 que fala sobre a Lição Digital, onde pesquisas comprovam que a tecnologia doscomputadores em sala de aula melhora e muito o desempenho dos alunos em relação aosque não fazem conhecimento desta tecnologia. O sucesso como fala o texto depende muitode como a tecnologia é usada. Nota-se que a tecnologia está inserida em todos os ambientes sociais,principalmente no âmbito educacional. É através do processo educativo que se forma umprofissional crítico, participativo e reflexivo. E essa transformação depende não só doeducador estar preparado para lidar com essa ferramenta na sala de aula, mas sim umcomprometimento de toda uma sociedade para que o computador com o auxílio da internete outras atividades possíveis, como a utilização de vídeos, imagens, sons, entre outrosmateriais venham somar para a construção do conhecimento do aluno. Esse pensamento vai ao encontro do que li no texto "O computador e asmudanças na sala de aula", em que diz, " a informática na educação" depende muito decomo ela é utilizada. "O termo "Informática na Educação" significa a inserção do computador noprocesso de aprendizagem dos conteúdos curriculares de todos os níveis e modalidades deeducação. Para tanto, o professor da disciplina curricular deve ter conhecimento sobre ospotenciais educacionais do computador e ser capaz de alternar adequadamente atividadestradicionais de ensino-aprendizagem e atividades que usam o computador." Com base na citação acima, acredito que ainda, apesar da tecnologia estarpresente em todos os ambientes, percebe-se que para muitos educadores ainda parece queo computador é um "bicho de sete cabeças", na verdade em minha opinião penso que não éde repente bem bicho de sete cabeças, não querendo generalizar, mas como pude perceberdurante os meus estágios à um certo temor quando se propõe uma atividade diferente, issotudo porque envolve tempo, conhecimento e sobre tudo boa vontade para pelo menostentar partir de uma atividade interativa com a utilização da net ou qualquer outromecanismo. Digo isso, pois temos professores que até hoje não sabem nem mandar um e-mail, muito menos desenvolver uma atividade via power point. No entanto, acredito que temos um grande desafio pela frente quando falamosem tecnologia na educação, mais precisamente nas escolas públicas. Na minha opinião, énecessário um preparo condizente para os professores, os mais antigos, para que possamutilizar essa ferramenta extremamente importante para o desenvolvimento e a construçãodo conhecimento do aluno, bem como, o governo precisa investir mais em espaços paraque os profissionais da área, possam ajudar os professores a utilizar o computador a favorde si mesmo e do aluno, e não somente comprar os computadores e colocá-los em um salade informática e anunciar na mídia o grande feito, a tecnologia inserida nas escolas. Isso éverídico, pois recentemente vi na TV que tem muitas escolas que tem os computadores,mas não tem ninguém na escola que se interessa ou aproveita essa ferramenta. Quem sabeagora, com a nova grade curricular no ensino médio, as escolas pensem e realizemprojetos voltados para essa tecnologia, o " computador", quem sabe assim, até osprofessores se empolgam e vejam a maravilha que está em sua frente.
  11. 11. Através das leituras dos textos solicitados, acredito que a tecnologia está cadavez mais presente no nosso dia a dia, e precisamos ser seres críticos, criativos e reflexivose estar sempre disposto para compreender as novas tecnologias já existentes e as que irãovir futuramente. Nos dias atuais é muito importante a utilização de computadores nas escolas.Com esse instrumento, assim como nós as crianças podem cada vez mais se aprimorar nosconhecimentos que a informática nos proporciona. Certamente é necessário umprofissional capacitado para poder aprender a aprender com os alunos, onde podemexplorar e utilizar da melhor maneira possível, ensinando tudo que é necessário. O governo tem investido na inclusão digital de nossas crianças e jovem, ondepossuem espaços gratuitos de informática, facilitando o acesso para aqueles que nãopossuem Internet em suas residências. Creio que esse dinheiro não é o suficiente. Deveria- se investir mais na educação, com aquisição de melhores computadores e projetoresassim como a lousa. Já atuei em uma escola onde possui um laboratório de informática, e todas asdisciplinas eram obrigadas a utilizar uma vez por semana os computadores para assimexplorarem e interagirem com o conteúdo trabalhado. Achei muito legal, pois possuimilhares de programas e atividades que podem fazer a interdisciplinaridade dos mesmos. Outro tópico importante é que devemos utilizar esses aparelhos com cuidado,ressaltando a questão dos dados que cada pessoa possui, tendo sempre um sistema deproteção de antivírus. E também programas que bloqueiam sites mal intencionados daInternet. Enfim, a tecnologia da informação veio para facilitar o aprendizado do aluno eajudar o professor a transmitir o conteúdo desejado. Com o advento da Internet, oconhecimento se tornou mais acessível a todos, encontrando também vídeos explicativosde quase todos os conteúdos, não precisando adquirir livros caros para poder realizar astarefas diárias. O avanço das tecnologias e sua inserção, não só na escola, mas também na vidadas pessoas traz consigo inúmeras possibilidades. Possibilidade de inovação, interação, divertimento, aprofundamento, ... Astecnologias possibilitam a abertura de novos caminhos talvez nunca pensados anos atrás,ela te dá mais alternativas e tratando-se da sala de aula, a alternativa de tornar aescola/aula mais atrativa, chegando mais perto do seu público a fim de atingir seusobjetivos, sendo educacionais ou não. Para isso, faz-se necessário os possíveis usuários dela, estarem abertos ao novo etalvez desconhecido meio, a experimentar essas novas ferramentas, buscar subsídios,ideias, para torná-la uma aliada, e não inimiga. Com certeza trazer tecnologias para a salade aula é sempre um desafio, por N questões, mas sem dúvida é também um novo métodode ensino-aprendizagem, além de mais atrativo, salvo se usadas com sabedoria,aproveitando o momento e oportunizando construções de conhecimento. Acredito que utilizando de forma correta as tecnologias podem acrescentar muitona aprendizagem dos alunos, pois com elas podemos criar novos métodos de ensino. Uma colocação muito interessante é que devemos “aprender a aprender”,devemos sempre estar abertos para aprender coisas novas, aprender com quem sabe mais.Isso para muitos educadores é uma coisa complicada muitos se acham o dono da razão enão se dispõem a conhecer novos métodos e tecnologias que possam auxiliá-los em sala deaula. Ainda há muitos educadores que não utilizam das novas tecnologias em sala de aula,muitos ainda se sentem perdidos com tantas informações.
  12. 12. Infelizmente muitas escolas não tem recursos financeiros para terem umlaboratório de informática, ou algumas vezes quando tem não há profissionais capacitadospara trabalhar com os alunos. Olá Pessoal, hoje estive em uma escola de idiomas para buscar meu filho. Ondeantes era um quadro negro, encontrei uma tela interativa onde o aluno pode usar o toque etem informações on line a sua disposição. Onde anotaríamos o tema de casa, agora nosconectamos na WEB para fazer as atividades, acompanhar o desempenho dos indicadores,as presenças, a performance do aprendizado e ainda há uma comunidade dos alunos paraque se comuniquem. Claro que escolas de idiomas podem estar um pouco adiantadas nouso das tecnologias na sala de aula (e nas casas!), mas várias escolas já adotam noprograma de ensino um conteúdo de informática (aulas práticas!). Muito há que evoluirainda? Sim, muito. Um dos textos que estão disponíveis trata de um projeto do governopara inclusão digital. Lá, escrito a 9 anos atrás, antecipava-se uma realidade que hoje éconcreta. A internet existe em nossas vidas há 18 anos, apenas 18 anos. Dizem que ocaderno tem prazo de validade terminando. Será o tablet o seu substituto? Na verdade, nãosei responder essa pergunta entendo que devemos planejar o uso da tecnologia na sala deaula ao ponto de até pensar em substituir o caderno. O que acham? A tecnologia trouxe um avanço muito grande para a sociedade, tanto seja emrelação à comunicação, educação, melhorias na saúde. Enfim, trouxe-nos um avanço degrande valor. Saber lidar com todas essas tecnologias tornou-se imprescindível para quemestuda ou trabalha. Hoje em dia conhecimentos básicos dessa tecnologia são requisitosbásicos até mesmo para o ingresso no mercado de trabalho. Algumas pessoas precisaram adaptar-se a toda essa mudança na sociedade,enquanto que as crianças já nascem praticamente prontas para isso. Já nasceram na era dainformação, que cresce e evolui a cada dia. Existem também as diferenças sociais que em alguns momentos acabam sendoainda mais acentuadas. Como fazer com que todos sejam inseridos nesse mundotecnológico sem que haja a exclusão de alguns indivíduos? Será isso possível? Sãoquestões importantes a serem pensadas, pois com todo o avanço tecnológico vemos quenem todos têm igual acesso a ele. Essa é uma preocupação real pois pensando-se em acessibilidade a toda atecnologia, devemos pensar também em todos aqueles que não poderão gozar desseprivilégio. Acredito que a tecnologia, sem dúvidas nenhuma, é uma grande conquista do serhumano através dos tempos. Uma grande característica nossa, bem humana, é acuriosidade- com certeza, isto instigou estudiosos no assunto a chegarem ao patamar detecnologia que vivenciamos. Não podemos esquecer também que houve necessidades dese apossar disto. Colocando a discussão em pauta para dentro de uma sala de aula, iremosperceber o quanto toda esta tecnologia vai nos auxiliar. A medida que os conteúdos foremsendo expostos aos alunos, o professor deverá ter a sensibilidade de fazer o uso daconquista já mencionada acima no texto. A tecnologia veio para ficar e devemos usar elasim, na sala de aula. Este mecanismo acessível a maioria da população, será privilegiadocom êxito pelos educandos, pois tecnologias saciam curiosidades- e os alunos, pela suamocidade, estão instigados pelo maravilhoso mundo digital. EU ACREDITO QUE A TECNOLOGIA SÓ TEM A ACRESCENTAR NAEDUCAÇÃO, E UM GRANDE EXEMPLO DISSO É A FACILIDADE QUE TEMOSPARA NOS COMUNICARMOS E DE BUSCARMOS INFORMAÇÕES SOBREQUALQUER ASSUNTO. EXISTEM PORÉM, PONTOS NEGATIVOS, JÁ QUE NEMTODAS AS INFORMAÇÕES ENCONTRADAS NA REDE SÃO VERDADEIRAS,MAS PROCURANDO AS FONTES CERTAS A INTERNET É UMA GRANDE
  13. 13. ALIADA DOS ESTUDANTES. NA PARTE DA COMUNICAÇÃO, NÃO ÉNOVIDADE PARA NINGUÉM QUE É UM MEIO MUITO FÁCIL DE INTERAGIR. Nos últimos anos as tecnologias avançam de forma tão rápida que nem nosdamos conta, praticamente invadem nossa vida. Nem sabemos dizer qual o aparelho davez e já vem uma versão mais nova pro mercado. É mais ou menos assim: Compramos umaparelho, o mais novo e moderno que existe, pagamos o olho da cara, ainda estamosaprendendo a usá-lo e -surpresa – menos de um ano depois e ele já está sendo substituídopor algo melhor. O mais interessante disso é que, assim como li em um de nossos textos , a imensamaioria das pessoas que utiliza essas tecnologias não faz a menor ideia de como elasfuncionam, apenas as utiliza e sem grandes questionamentos. Enquanto isso, um grandenúmero de pessoas nem as utiliza por receito até de se aproximar “dessas coisas”. Em meio a todas essas tecnologias estão os computadores e a internet que setornam cada vez mais acessíveis para todas as faixas da população. E não se trata de ummodismo, mas de uma mudança no perfil de uma sociedade onde, há não muitos anosatrás, essa era uma tecnologia, assim como outras, restrita apenas às classes mais altas. E diante disso tudo, devemos nos perguntar: Como deixar as salas de aula foradessa mudança? Como querer que nossos alunos fiquem alheios a tudo isso? Ou mesmo,como querer competir com as tecnologias pela atenção dos alunos? A resposta é utilizar astecnologias como aliadas na sala de aula, trazendo-as para perto de nós e de nossos alunos. Mas temos que ver também o lado dos professores, que assim como já li emoutros comentários aqui do fórum, não tem a mínima intimidade com essas tecnologias esão de uma hora para outra, cobrados a utilizá-las em suas aulas para não se tornaremultrapassados. Não basta que o governo faça uma sala de informática nas escolas, cheia decomputadores, que invista em materiais tecnológicos, equipamentos multimídia e “exija”que sejam usados sem se preocupar em oferecer o mínimo suporte para os professores,como cursos, instruções ou mesmo alguém especializado dentro da escola. Enfim, não se faz uma educação diferente sem mudar lá do começo. Não é deuma hora pra outra que tudo vai se informatizar dentro da escola simplesmente comprandoequipamentos. A tecnologia juntamente com seu avanço é algo que torna-se cada vez maispresente em nossa vida. Deste muito cedo as crianças já tem acesso às mais diversasferramentas tecnológicas. Tendo em vista questões como essa, torna-se cada vez mais difícil estardespertando o interesse dos alunos por conteúdos específicos trabalhados em sala de aula.A utilização da tecnologia em nossas aulas e especificamente o uso da internet,atualmente, podem estar colaborando muito para que possamos estar aprimorando nossasaulas e despertando o interesse de nossos alunos. Alguns assuntos trabalhados da forma antiga, onde o professor apenas escreve noquadro, passa exercícios variados e explicado o conteúdo não recebem mais muita atençãopor grande parte dos alunos. Eles estão à frente deste tempo e querem a busca porinformações de forma globalizada e rápida. Infelizmente, ainda não são todas as escolas que têm acesso aos avançostecnológicos. Entretanto, nós professores, devemos estar inovando e aproveitando tudoaquilo que nos é oferecido, de forma a aprimorar a qualidade de ensino. Na minha opinião, toda essa tecnologia que vem surgindo nessas últimas décadasé uma grande mudança, modificando toda a nossa sociedade, desde o comércio, economia,comunicações, relacionamentos, enfim, praticamente tudo. Só que isso surgiu muitorápido, e pensando de uma forma geral, essas novas tecnologias pegaram a sociedadedesprevenida, e muitas pessoas ficaram pra trás nessa grande evolução. Por isso, eu penso
  14. 14. que nós professores (ou futuros professores) temos a missão de levar esse conhecimento,de como usar a tecnologia da melhor forma, tornando ela mais acessível para todas aspessoas. Só que antes dos educadores repassarem esse conhecimento, logicamente énecessário que os mesmos saibam usar essas tecnologias, e para isso é preciso deixar todosos preconceitos de lado. É muito importante que a tecnologia esteja sempre aliada às nossas aulas, que agente possa além de ensinar determinada matéria, possa também ensinar ou mesmo seutilizar dela. Pois na atualidade dificilmente alguém consegue um bom emprego, ou atémesmo um emprego mais simples se não tiver um conhecimento básico de informática, enão somente para isso, mas também para relacionamentos, estudo, entre outros. É claroque ela também tem um lado negativo, porém esse lado negativo só aparece quando éusada inadequadamente, por isso a importância do professor nesse processo, pois é ele quetem essa função de fazer com que o aluno use essas novas tecnologias da melhor formapossível. Acredito que este assunto, assim como tudo o que exige adaptação seja motivode polêmica, ou dê “pano pra manga”, como já citado por colegas, afinal tudo o que nosdesacomoda gera discussão e necessidade de estudo. Porém entendo que neste assunto,podemos estabelecer alguns limites para que as necessidades e prioridades de quem seencontra em pleno desenvolvimento não sejam descartadas em prol da tecnologia.Trabalho com Educação Infantil e percebo a diferença no comportamento edesenvolvimento dos pequenos que recebem limites dos pais ou responsáveis para o usodo computador, jogos eletrônicos ou vídeos, entre outros. Acredito sim que a tecnologiaauxilia muito no trabalho em sala de aula, quem não gosta de usar vídeos, música,jogos...mas o professor deve estar apto para usar estas ferramentas com sabedoria e comobjetivos e não apenas como “passa-tempo” porque como “passa-tempo” os pais já usamconstantemente em casa e as crianças e adolescentes precisam trabalhar o corpo todo deforma conjunta e, se na atualidade, este espaço é praticamente restrito à escola, então, nósprofessores que façamos nossa parte o melhor possível. Vale lembrar de um dito popularmuito sábio “tudo em excesso, faz mal”. A tecnologia tanto pode ajudar quanto atrapalhar,dependendo do bom ou mau uso que se faz dela. Cabe a nós professores e paistrabalharmos para a formação de pessoas críticas que tenham um bom preparo para lidarcom o novo, sem desmerecer o que o “velho” tem feito pela boa educação até hoje. Dá-lhecriatividade!!! A era digital entrou de vez nas salas de aula, buscando um otimização e umainserção desses alunos nesta sociedade que cada vez está mais dependente do meiotecnológico. A partir disto as escolas têm uma nova ferramenta de uso dentro do ambienteescolar, transformando o modo de promover o ensino. Essa transformação é evidenciada apartir de projetos que trazem o computador para dentro do ambiente escolar, como, porexemplo na cidade de Campo Bom, onde as escolas da rede municipal obtiveram lousasinterativas em suas salas de aula. A partir desta nova ideia de maximizar o ensino através da educação digital,devemos observar o uso dos computadores como mais um atrativo para as aulas,resgatando nos alunos um interesse a partir de uma nova forma de educar; não que preciseser transformada a forma educacional que determinada escola segue, mas sim adaptar ocorpo docente para que saiba obter através da cyber educação uma forma de facilitar ométodo ensino-aprendizagem, para que possamos formar alunos mais críticos, autônomosque saibam interagir com a sociedade e com suas novas tendências de forma que tenhamum crescimento educacional homogêneo e que atenda as necessidades primordiais domundo atual: A qualidade na educação e o conhecimento tecnológico, já que amboscaminham juntos em direção ao futuro.
  15. 15. Então acredito que os professores devem transformar o modo de introduzir oconhecimento dentro da sala de aula, usando o computador como um facilitados desteprocesso, e cabendo a estes uma atualização de sua capacitação, e uma mudança geral dasociedade e educadores, para que todos estejam aptos para repassarem e recebereminformações diferenciadas na busca de uma melhor qualidade educacional. Acredito que a tecnologia está cada vez mais presente no nosso dia a dia, eprecisamos ser seres críticos, criativos e reflexivos e estar sempre dispostos a compreenderas nova tecnologias já existentes e as que irão vir futuramente. Nos dias atuais é muitoimportante a utilização de computadores nas escolas, até porque este instrumento faz parteda realidade da maioria das crianças, então porque não fazer uso do mesmo paraaprimorarmos o nosso conhecimento? Só temos que estar atentos nas informações e ossites acessados, pois alguns não são tão confiáveis assim. Acredito na mudança da tecnologia, pois estamos vivendo em um mundo ondequase tudo a tecnologia está envolvida,como por exemplo não conseguimos sair de casasem nosso celular, falta algo? Na escola acredito que tem um ponto muito positivo no qual o aluno tem osconhecimentos básicos da internet, como fazer uma pesquisa, olhar seu orkut, entre outros,mas mesmo assim parece que as crianças já nascem sabendo a mexer na tal máquina, queantes era algo assustador para alguns que só tinha quem tinha dinheiro, hoje a maioria daspessoas há possui, então vimos a evolução que está tendo em torno do aparelho datecnologia o mundo tecnológico esta em nosso dia a dia e não vai parar por aí. Sabemos que a tecnologia esta em todos os quantos hoje em dia, os professoresdevem estar em constante processo de aprendizagem pra poder utilizar todas asferramentas disponíveis, para tornar suas aulas cada vez mais atrativas.

×