Novos Rumos: Proposta de Modelo de Gestão 2013/2014

8,757 views

Published on

Published in: Sports
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
8,757
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
653
Actions
Shares
0
Downloads
38
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Novos Rumos: Proposta de Modelo de Gestão 2013/2014

  1. 1.   Proposta  de  Modelo  de  Gestão   A   chapa   Novos   Rumos   Papão   liderada   por   Vandick   Lima   e   Sérgio   Serra,   tem  como   principal   diferencial   competitivo   a   implantação   de   uma   gestão   profissional   e  transparente.   É   essa   a   bandeira   que   esse   grupo   prega.   A   valorização   da   gestão   e   da  transparência.  O  tratamento  do  Paysandu  Sport  Club  como  empresa.   O   nosso   projeto   visa   retirar   o   Paysandu   dessa   situação   de   desequilíbrio    financeiro   e   para   tal   estamos   unindo   forças   dentro   e   fora   do   nosso   grupo,   levando   em  conta   a   visão   e   as   experiências   individuais   para   a   ocupação   dos   cargos   certos   pelas  pessoas  certas.  Este  grupo  não  entende  que  o  Paysandu  seja  seu  “patrimônio”,  mas  sim  uma  instituição  do  povo  paraense,  que  deve  ser  gerida  para  a  felicidade  da  grande  torcida  alvi-­‐azul.   Este   grupo   é   formado   por   pessoas   que   nunca   se   prevalecerão   da   condição   de  dirigentes   do   Paysandu   para   se   autopromover,   seja   no   aspecto   pessoal   ou   patrimonial.  Buscando   adequar   a   experiência   profissional   com   o   cargo   a   ser   exercido,   nos   dará   a  segurança  de  que  todas  as  áreas  tendem  a  andar  bem  sem  a  necessidade  de  intervenções  externas  e  com  total  comprometimento  do  gestor.   Buscaremos:  a  maximização  de  receita    através  de  uma  administração  moderna  e  eficiente;    a  valorização  do  sócio  com  poder  de  participação  nas  decisões  do  Clube  através  da   implantação  da  Ouvidoria   e   de   diversos   canais   de   comunicação   colocados   à   disposição  dos   associados   e   da   torcida.   Administrar   em   equipe,   envolvendo   todos   os   membros   da  diretoria   nas   importantes   decisões   do   clube,   bem   como   os   diversos   órgão   (Conselho  Deliberativo  e  Assembleia  Geral)     A   presente   proposta   de   modelo   de   gestão   visa   expor   as   ações   sugeridas   para   o  Biênio   2013/2014,   não   tendo   a   pretensão   de   se   completar   em   apenas   dois   anos,   mas  visando   dar   os   primeiros   passos   em   direção   à   independência   gerencial   do   Paysandu   Sport  Club   através   da   implantação   de   modernas   técnicas   de   administração   empresarial,  tratando   o   Clube   como   empresa,   gerando   resultados   satisfatórios   e   possibilitando   aos  associados  (acionistas)  darem  continuidade  à  gestão.   MISSÃO,  VISÃO  E  VALORES   • Missão:  gerar  satisfação  a  imensa  torcida  bicolor  nos  4  cantos  do  país   mostrando-­‐se   como   entidade   séria   e   com   credibilidade   para   adquirir   novas  conquistas  para  o  Clube  em  diversos  campos  esportivos.   • Objetivo:   Recolocar   o   Paysandu  na   lista   dos   grandes   clubes   brasileiros,   não  somente  no  futebol  como  também  em  diversos  esportes  que  fazem   e  farão  parte  do  novo  Paysandu.   • Valores:  Respeito  aos  sócios,  torcedores  e  adversários.  Ética  esportiva   e   formação   de   homens   e   atletas   para   a   sociedade.   Ser   totalmente   transparente  na  gestão  financeira  do  clube.   NOVOS  RUMOS  POR  UM  PAYSANDU  MAIOR  
  2. 2.   Devido   à   falta   de   organização   na   administração   centralizada   praticada   há   anos  pelos  clubes  do  Norte  do  País  e  à  medida  que  se  exige  maior  profissionalismo  na  gestão  moderna,  a  Tecnologia  da  Informação  –  TI  torna-­‐se  indispensável  para  diminuir  distância,  automatizar   processos   e   reduzir   custos.   Uma   série   de   tecnologias   começam   a   chegar   ao  futebol   com   a   implantação   da   filosofia   de   “clubes-­‐empresas”.   É   importante   pensar   que  para  se  obter  sucesso  dentro  de  campo  a  retaguarda  é  fundamental,  pois  só  desta  forma  um  clube  poderá  crescer  de  forma  segura  e  se  desenvolver  em  várias  frentes.     Para  atrair  investimento  através  de  respaldo  técnico  em  função  da  segurança  da  marca   do   Clube,   propomos   a   implantação   do   departamento   de   TI,   como   é   usado   hoje   nas  empresas   modernas,   pois   é   através   dessa   tecnologia   que   se   mantém   o   controle   dos  negócios  e  se  interage  com  o  publico  consumidor.     PROPOSTAS  DE  GESTÃO   1  -­‐  AÇÕES  IMEDIATAS   I. Criação  da  Ouvidoria,  independente  e  permanente  do  Clube;   II. Negociação   permanente   da   dívida   do   clube   com   os   credores,   inclusive   e  principalmente  com  a  Justiça  do  Trabalho.   III. Inclusão  no  Portal  do  Paysandu  Sport  Club  do  Canal  da  Transparência,  onde  serão  publicados  balanços  financeiros    mensais;   IV. Implantação  de  um  código  de  ética  e  responsabilidade  social;   V. Ampla   divulgação   de   todas   as   ações   do   Clube   à   sociedade   no   Portal,  inclusive  divulgando  as  Atas  de  Reunião  da  Diretoria  do  Clube.   VI. Prestação   de   contas   no   Portal   de   todas   receitas   e   despesas,   inclusive   das  doações  de  torcedores  através  dos  projetos  a  serem  criados;  e   VII. Incentivar   o   torcedor   a   se   tornar   Sócio   Torcedor,   através   de   um   projeto  especial   de   benefícios,   como   sorteio   de   camisas   usadas   nos   jogos,   amplo   acesso   às  dependências  do  estádio  em  treinos  ou  jogos,  visita  à  concentração  etc.   VIII. Contratação   de   um   administrador   (profissional)   para   gerir   a   operação   do  clube  .   2  -­‐  PROJETO  SOCIAL   Será   implantado   o   Projeto   de   Revitalização   da   Sede   Social   e   dos   Associados,  através  da  criação  de  eventos  e  programas  sociais  junto  à  comunidade  local,  aos  sócios,  aos  atletas  e  à  torcida.   Serão   ampliadas   as   categorias   de   sócios,   que   englobarão   benefícios   conforme  realidade  do  associado.  Para  o  primeiro  ano  da  Gestão  da  Novos  Rumos  teremos  a  meta   NOVOS  RUMOS  POR  UM  PAYSANDU  MAIOR  
  3. 3.  de  10.000  novos  associados,  através  de  campanhas  como  “A  MAIOR  TORCIDA  DO  NORTE”  e   “A   TORCIDA   MAIS   APAIXONADA   DO   BRASIL”.   A   priori,   as   seguintes   categorias   são  sugeridas:   a. Sócio  Patrimonial;   b. Sócio  Contribuinte;   c. Sócio  Atleta  (incentivo  à  prática  esportiva);   d. Sócio  Torcedor;   e. Sócio  Família;  e   f. Sócio  Brasil  Bicolor.   3  -­‐  RECURSOS  DISPONÍVEIS  IMEDIATOS   a. O  estádio;   b. A  sede  social;   c. O  torcedor  (cliente);   d. A  tradição;   e. A  marca;  e   f. Atleta   4  -­‐  ABORDAGEM  DAS  FINANÇAS   Será   adotada   a   criação   de   uma   empresa   de   gestão,   buscando   uma   forma   de  blindagem   patrimonial   para   essa   empresa.   Essa   empresa   irá   trabalhar   como   uma   SPE  (Sociedade   de   Propósito   Específico),   já   que   irá   gerir   recursos   oriundos   dos   torcedores   e  patrocinadores,   ou   seja,   recursos   da   sociedade   em   geral.   A   sua   gerência   será   composta  por  profissionais  do  mercado  de  trabalho  com  experiência  na  sua  área  de  atuação.  Todos  os  gestores  terão  os  seus  bens  declarados  quando  do  início  e  término  da  sua  gestão.  Cada  campeonato   deve   ser   entendido   como   uma   unidade   de   negócio,   apurando   o   resultado   de  cada  um.   5  -­‐  OUVIDORIA   A  Ouvidoria  do  Paysandu  Sport  Club  estará  ligada  diretamente  à  Presidência  e  é  responsável  por  receber  manifestações,  como  reclamações,  denúncias,  elogios,  críticas  e  sugestões   dos   associados,   sócios   torcedores   e   torcedores   quanto   aos   serviços,  desempenho,   imagem   e   gestão   prestados   pelo   Clube.   É   totalmente   independente,   onde  esta   entidade   atende   à   torcida   através   do   portal   e   ao   associado   e   ao   sócio   torcedor  através  de  telefone.  À  todas  solicitações  serão  emitidos  relatórios  e  levados  à  Conselho  de  Administração   (Colegiado)   semanalmente   com   retorno   de   informações   publicados   no   NOVOS  RUMOS  POR  UM  PAYSANDU  MAIOR  
  4. 4.  portal.   A   Ouvidoria   será   o   canal   entre   a   Direção   Executiva   e   os   clientes   e   acionistas   do  Clube  e  indicará  o  grau  de  satisfação.   Através  de  sua  participação  e  do  conhecimento  de  seus  problemas,  o  Paysandu  Sport   Clube   estará   apto   a   elevar   o   padrão   de   seus   serviços   no   atendimento   aos   seus  clientes  e  à  sociedade  em  geral.   6  -­‐  CONSELHO  ADMINISTRATIVO   A   formação   de   um   conselho   administrativo   será   o   ponto   inicial   de   todo   o  processo  de  gestão  do  novo  Paysandu.  Terá  atuação  ligada  ao  poder  executivo  do  clube.  Será   formado   pelo   Presidente   do   Clube,   seu   Vice   e   demais   titulares   das   Diretorias,  inclusive  pelo  Diretor  Executivo,  que  será  um  executivo  profissional,  com  experiência  em  gestão   de   clubes,   contratado   e   remunerado   para   gerir   o   Paysandu   como   uma   empresa.  São  os  administradores  do  clube.   Todas   as   decisões   de   grande   relevância   do   Clube   serão   levadas   à   decisão   do  Conselho  Administrativo.  Serão  promovidos  encontros  semanais  para  avaliação  das  ações  do  poder  executivo.  Disporá  do  poder  facilitador  e  captador  de  parceiros  e  investidores.  Estruturará  o  Planejamento  Estratégico.   7  -­‐  CONSELHO  FISCAL   O  Conselho  Fiscal  será  o  órgão  de  controle  interno  do  Paysandu  Sport  Club,  será  composto   pelo   Presidente   do   Conselho   Fiscal   e   membros   da   Diretoria   Jurídica.   Emitirá  pareceres  sobre  o  orçamento  e  as  contas,  além  de  fiscalizar  a  execução  do  orçamento.  A  Junta   de   Julgamento   e   Recursos   é   a   instância   que   julgará   as   infrações   e   aplicará  penalidades   aos   sócios   aos   atletas,   com   o   assessoramento   da   Diretoria   a   qual   o   ente  julgado  estiver  diretamente  ligado.   8  -­‐  DIRETORIA  EXECUTIVA   A   Diretoria   Executiva   será   composta   pelo   Presidente,   Vice   Presidente   e   Diretor  Executivo,   onde   este   último   será   profissional   contratado   do   clube   com   formação  acadêmica   e   experiência   profissional   comprovada   na   área   de   administração   esportiva   e  executará   a   função   administrava   de   direção   das   decisões   da   Diretoria   junto   às   áreas  financeira,   social,   jurídica,   marketing   e   comunicação,   olímpica   e   de   futebol.   Bem   como  ficará   a   frente   da   área   administrativa   e   patrimonial,   além   de   ter   como   função   a   gestão   de  passivos  do  Clube.   9  -­‐  DIRETORIA  FINANCEIRA   A  Diretoria  Financeira  planejará,  em  junto  às  demais  áreas,  o  orçamento  do  Clube  para   o   exercício   ou   campeonato   que   o   clube   venha   a   participar,   que   será   tratado   como  uma   unidade   de   negócio.   Manterá   a   Diretoria   Executiva   constantemente   informada   sobre  as  atividades  de  sua  Diretoria,  bem  como  também  a  Diretoria  de  Comunicação  que  será   NOVOS  RUMOS  POR  UM  PAYSANDU  MAIOR  
  5. 5.  responsável   pela   divulgação   dos   dados   das   finanças   do   Clube.   Administrará   e  supervisionará   o   controle   de   todos   os   recursos   financeiros.     Efetuará   a   emissão   dos  relatórios  contábeis  mensais  e  anuais,  bem  como  apropriará  contabilmente  as  entradas  e  saídas   financeiras   e   patrimoniais   do   clube.   Administrará   as   entradas   e   saídas   financeiras   e  patrimoniais   juntamente   com   o   Conselho   Administrativo.   Controlará   a   emissão   de  pagamentos   através   de   dinheiro   ou   cheque,   verificando   o   fluxo   de   caixa   do   Clube.  Promoverá  a  revisão  do  orçamento  sempre  que  novos  fatos  assim  o  exigirem,  informando  imediatamente   a   Diretoria   Executiva   para   tomada   de   decisão   conjunta   com   demais  Diretorias  através  do  Conselho  Administrativo.   10  -­‐  DIRETORIA  JURÍDICA   À  Diretoria  Jurídica  caberá  o  planejamento  junto  às  demais  áreas  o  orçamento  do  Clube   para   o   exercício   ou   campeonato   que   o   clube   venha   a   participar.   A   orientação   e  assessoramento  dos  membros  das  demais  diretorias  sobre  todas  e  quaisquer  matérias  de  natureza   jurídica.   O   exame   e   a   orientação   sobre   todos   os   contratos   em   que   o   Paysandu  Sport  Club  figurar  como  interessado.   Também  caberá  a  organização  do  corpo  de  advogados  para  defesa  dos  interesses  do   Clube   junto   à   justiça   esportiva,   trabalhista,   previdenciária   e   tributária.   Bem   como  prevenir   a   Diretoria   Executiva   e   demais   diretorias   do   Clube   quanto   aos   aspectos   legais  relativos  à  justiça  esportiva,  trabalhista,  previdenciária  e  tributária.   11  -­‐  DIRETORIA  DE  FUTEBOL   À   Diretoria   de   Futebol   caberá   a   gestão   do   futebol   profissional   do   Clube  considerando  cada  campeonato  como  uma  unidade  de  negócio,  apurando  o  resultado  de  cada  uma  das  competições  e  retroalimentando  o  sistema  gerencial.   Caberá  ainda:   a) o  acompanhamento  diário  sobre  a  comissão  técnica;   b) a  interação  e  monitoramento  contínuo  da  Diretoria  com  atletas;   c) a  definição  dos  critérios  de  contratação  com  base  nas  qualidades  técnicas,  no   comportamento   pessoal   e   evolução   profissional   dos   atletas   através   de   diagnóstico   expedido   pela   Comissão   Técnica   com   auxílio   da   Diretoria   de   Comunicação  e  levado  ao  Conselho  Administrativo;   d) as   indicações   de   contratação   com   prioridade   nos   atletas   da   nossa   região   e   circunvizinhança;  e   e) a   formação   de   Comissão   Técnica   formada   por   profissionais   com   perfil   de   crescimento  e  qualificação  comprovada.     NOVOS  RUMOS  POR  UM  PAYSANDU  MAIOR  
  6. 6.   11.1  -­‐  METAS  DO  FUTEBOL  PROFISSIONAL:   I. Campeão  Estadual;   II. Campeão  da  Série  “C”;   III. Retorno  a  série  “B”;     12  -­‐  DIRETORIA  DE  ESPORTES  OLÍMPICOS:   O  esporte  amador  terá  sua  verdadeira  valorização,  o  projeto  Paysandu  Olímpico  tratará  o  amadorismo  visando  às  competições  olímpicas,  com  a  seriedade  que  as  demais  modalidades  esportivas  do  Clube  merecem.  A  gestão  também  será  descentralizada,  será  acompanhada   de   perto   pelo   vice-­‐presidente   do   Paysandu,   Sergio   Serra.   Buscará   junto   a  Diretoria  de  Marketing  e  Comercialização  recursos  financeiros  para  a  sua  viabilidade.   Serão   buscadas   Parcerias   com   empresas,   instituições   de   ensino,   entre   outros,  cujo   patrocínio   seja   capaz   de   viabilizar   a   modalidade   esportiva.   O   atleta   deverá   estar  vinculado   contratualmente   ao   Clube,   que   viabilizará   a   manutenção   dos   mesmos   através  das  parcerias.  Esse  projeto  levará  a  marca  do  Paysandu  a  competições  de  caráter  nacional,  valorizando   o   atleta   e   o   Clube,   atraindo   assim   investidores   para   lucrar   junto   com   o  Paysandu.  A  priori  farão  parte  do  projeto  as  modalidades  vôlei,  basquete,  tênis  de  mesa,  handball,   regata   e   boxe   olímpico.   O   maior   projeto   já   realizado   no   esporte   amador  paraense.   12.1  -­‐  FUTEBOL  AMADOR   O   futebol   amador   estará   vinculado   à   Diretoria   Olímpica   e   terá   como   meta   a  formação   de   valores   para   o   clube.     Levando   em   conta   as   prioridades   imediatas,   essas  medidas   serão   tomadas   de   acordo   com   a   situação   financeira   do   Clube,   mas   visam   à  reestruturação   das   divisões,   com   captação   e   destinação   dos   recursos   para   a   atração   de  novos  talentos  e  infra-­‐estrutura  para  dar  suporte  ao  futebol  profissional.  O  planejamento  orçamentário   contemplará   construção   do   Centro   de   Treinamento,   com   estrutura   para  atender   as   diversas   divisões,   inclusive   o   futebol   profissional,   podendo   inicialmente   o  espaço  ser  terceirizado.   Todos   os   contratos   deverão   seguir   um   padrão   de   uniformidade   e   serão  homologados   pelos   gestores   Diretoria   Olímpica   e   com   aprovação   da   Diretoria   Jurídica,  Financeira  e  Executiva.   Será   estabelecida   a   forma   de   contratação   do   atleta   assegurando   ao   Clube   os  direitos   federativos,   não   permitindo   que   empresários   e   procuradores   sejam   os  proprietários  desses  direitos.   À   Diretoria   Olímpica   estará   vinculado   o   Núcleo   de   Captação   de   Novos   Atletas  onde  toda  contratação  será  claramente  demonstrada  aos  clientes  através  do  Portal.   NOVOS  RUMOS  POR  UM  PAYSANDU  MAIOR  
  7. 7.   13  -­‐  DIRETORIA  DE  MARKETING  E  COMUNICAÇÃO:   A   Diretoria   de   Marketing   e   Comunicação   assessorará   a   Diretoria   Financeira   no  planejamento,   junto   às   demais   Diretorias,   do   orçamento   do   Clube   para   o   exercício   ou  campeonato   que   o   clube   venha   a   participar,   que   será   tratado   como   uma   unidade   de  negócio.  Desenvolverá  o  mix  de  marketing  do  Paysandu  Sport  Club  (produto,  praça,  preço,  promoção   etc.),   estabelecendo   estratégias   de   marketing   competitivo,   levando   em   conta   a  força   demográfica,   econômica,   física,   tecnológica,   política   e   cultural.   Estabelecerá   um  sistema   de   informação   de   marketing   em   conjunto   com   a   Diretoria   de   Comunicação   e  orientará  a  Diretoria  Executiva.   Também  esta  Diretoria  desenvolverá  os  projetos  do  Clube  levando  em  conta  os  princípios   do   marketing   socialmente   responsável,   valorizando   e   respeitando   o   sócio   e   o  cidadão.   Desenvolverá   campanhas   promocionais   e   publicitárias,   juntamente   com   as  Diretorias   de   Comunicação   e   Executiva,   buscando   novos   sócios   e   fortalecendo   a  credibilidade   dos   produtos   e   serviços   do   Paysandu   Sport   Club.   Administrará   e   negociará  todos  os  contratos  de  comercialização  de  produtos,  publicidade  e  serviços  do  Clube,  tendo  o  assessoramento  das  Diretorias  Jurídica  e  Executiva.  Buscando  sempre  a  valorização  da  marca   Paysandu   e   consequentemente   dos   produtos   licenciados   pelo   Clube,   agregando  valor   aos   patrocinadores   através   da   administração   profissional   que   será   implantada   no  Clube.   13.1  -­‐  PROPOSTAS  DE  PROJETO  DE  MARKETING:   I. Reestruturação  da  força  da  marca;   II. Pesquisa  e  desenvolvimento  dos  projetos  das  campanhas  de  sócios;   III. Meios  de  interação  com  os  sócios;   IV. Interiorização  dos  sócios;   V. Implantação  do  turismo  esportivo;   VI. Ampliação  e  virtualização  dos  pontos  de  vendas  e  recebimento  dos  sócios;   VII. Modernização   dos   veículos   de   comunicação   e   relacionamento   com   a   imprensa.   13.2  -­‐  ASSESSORIA  DE  IMPRENSA:   A   Assessoria   de   Imprensa   estará   ligada   diretamente   à   Diretoria   de   Executiva   e  realizará   o   portfólio   do   Paysandu   Sport   Club,   catalogando   e   criando   banco   de   dados   de  cds,   jornais,   revistas,   fotos   e   demais   mídias   de   notícias   e   jogos   oficiais   ou   amistosos   do  Paysandu   Sport   Club.   Auxiliará   a   Diretoria   de   Futebol   a   divulgar   as   escalações   do   time,  organizará,   desenvolverá   e   orientará   os   contatos   com   os   meios   de   comunicação   para   NOVOS  RUMOS  POR  UM  PAYSANDU  MAIOR  
  8. 8.  esclarecimentos   e   divulgação   de   eventos   ou   jogos   ligados   ao   Paysandu   Sport   Club,   bem  como  todas  as  demais  informações  que  interessam  aos  meios  de  comunicação.   Ainda,  a  Assessoria  dará  assistência  a  pessoas  ligadas  aos  meios  de  comunicação  e   autoridades   presentes   no   estádio,   fornecendo   as   credenciais   para   pessoas   da   imprensa,  indicando-­‐lhes   o   local   que   lhes   for   destinado   durante   a   realização   dos   eventos   (jogos,  treinos   e   outros).   Fornecerá   as   informações   à   Diretoria   Executiva   para   a   alimentação   do  Portal   do   Paysandu   Sport   Club.   Será   a   responsável   pela   organização   e   emissão   de   nota  oficial  de  notícias  do  Clube.   13.3  -­‐  GERÊNCIA  DE  TECNOLOGIA  DA  INFORMAÇÃO:   A   Gerência   de   Tecnologia   da   Informação,   ligada   à   Diretoria   de   Comunicação   e  Marketing   caberá   o   papel   de   integrar   os   diversos   departamentos   do   Paysandu   Sport   Club,  possibilitando   a   automação   e   armazenamento   de   todas   as   informações   de   negócios.  Adotará   Sistemas   Integrados   de   Gestão   Empresarial   (Enterprise   Resource   Planning   –   ERP),  que   são   sistemas   de   informação   que   integram   todos   os   dados   e   processos   de   uma  organização  em  um  único  sistema.  A  integração  é  vista  sob  a  perspectiva  funcional,  pois  engloba   sistemas   de:   finanças,   contabilidade,   recursos   humanos,   serviços,   marketing,  vendas,   compras   etc.   E   tem   perspectiva   sistêmica   (sistema   de   processamento   de  transações,  sistemas  de  informações  gerenciais,  sistemas  de  apoio  a  decisão  etc.).   Esta   Gerência   de   TI   se   incumbirá   em   transformar   o   site   institucional   do   Paysandu  Sport  Clube  em  portal,  aumentando  assim  a  interatividade  do  clube  com  seus  torcedores  (clientes),  bem  como  fornecerá  informações  atualizadas  e  produtos  com  a  marca  do  clube  para   aumentar   sua   receita,   bem   como   irá   facilitar   o   acesso   a   programar   como   o   sócio-­‐torcedor  e  venda  de  ingressos  no  sistema  ON-­‐LINE.  Quanto  à  parte  institucional  propiciará  extensa  informação  sobre  a  história,  as  tradições  e  todos  os  valores  perenes  que  compõe  a   marca   do   Paysandu   Sport   Club.   Ou   seja,   o   clube   passará   a   ter   canais   de   afiliação,   de  venda   de   produtos   licenciados,   de   ingressos   inclusive   com   conexão   a   sistemas   diversos  meios  de  pagamento,  podendo  o  consumidor  pagar  seu  ingresso  por  meio  de  cartões  de  débito,   crédito   e   assim   por   diante.   Além   de   possibilitar   uma   canal   de   comunicação   para  uma  interação  maior  de  forma  organizada  e  qualificada  dos  torcedores  com  a  Direção  do  clube,  bem  como  com  os  jogadores.   O  departamento  de  TI,  através  da  sua  Gerência,  dará  suporte  ainda  à  Diretoria  de  Futebol   com   várias   ferramentas   tecnológicas   como   potencializar   a   análise   de   testes  fisiológicos   e   sua   aplicabilidade   para   os   profissionais   da   Comissão   Técnica,   bem   como   o  referido   acompanhamento.   Bem   como   acompanhamento   em   tempo   real   de   todo   o  crescimento   de   jovens   valores   da   categoria   de   base   visando   lapidar   as   futuras   jóias   do  clube   pela   Direção   e   coordenação   do   futebol.   Subsidiará   ainda   esta   Comissão   compilando  dados   sobre   arbitragem,   cartões   amarelos   dos   jogadores,   histórico   do   adversário,  classificação   atualizada   da   competição,   tabela   de   jogos,   quantas   vezes   cada   jogador   NOVOS  RUMOS  POR  UM  PAYSANDU  MAIOR  
  9. 9.  entrou   em   campo,   quantos   minutos   permaneceu   e   quantas   vezes   balançou   as   redes,  apresentando  dados  na  beira  do  gramado  à  comissão  técnica  por  meio  de  smartphones  e  computadores   portáteis   além   da   ficha   de   inscritos   e   o   histórico   de   partidas   do   time   ao  longo   do   ano,   a   ser   desenvolvido   em   plataforma   que   permita   a   utilização   de   banco   de  dados   como   funciona   desde   1997   no   Corinthians.   A   Gerência   de   TI   terá   suporte   e   infra-­‐estrutura   dinâmicos   com   atualização   em   tempo   real,   visando   maximizar   o   tempo   para   a  tomada   de   decisão   dos   gestores   do   clube,   reduzir   custos   (redução   do   custo   com   papel,  correio,   e   etc.)   e   possibilitar   principalmente   um   cruzamento   das   informações   integradas  para   os   diversos   setores   do   Clube   a   fim   de   que   seus   respectivos   responsáveis   possam  tomar  decisões  precisas  e  imediatas.   13.4  -­‐  DIRETORIA  MÉDICA:   • Responsável  por  organizar  e  dirigir  a  interação  entre  todos  os  profissionais  que   participam   do   Departamento   Médico   de   Futebol   Profissional:   Médicos,   Fisioterapeutas,  Nutricionista,  Massoterapeutas  e  Enfermeiros,  podendo  ainda   ser  incluídos  Psicólogo  e  Dentistas;   • Orientação   da   rotina,   responsabilidades,   cobranças   e   atitudes   de   todos   os   profissionais  responsáveis  pela  saúde  dos  atletas;   • Papel   fundamental   e   decisivo   na   assinatura   da   admissão   contratual   de   qualquer   atleta,   observando   como   pré-­‐requisito   o   protocolo   de   avaliação   médica  e  fisioterapêutica;   • Desempenhar   ótima   relação   com   a   Comissão   Técnica:   Treinador   e   auxiliares,   Preparador  Físico,  Fisiologista  e  Roupeiros;   • Desenvolver   escala   de   profissionais   envolvidos   na   pré-­‐temporada,   jogos   oficiais,  amistosos,  viagens,  concentrações  e  inter-­‐temporadas;   • No  surgimento  de  possíveis  lesões,  compreender  a  ansiedade  do  treinador,  a   frustração   dos   dirigentes   (principalmente   quando   envolvem   atletas   de   altos   salários)   e   expectativa   da   torcida   (ansiedade   e   paixão),   diante   das   adversidades.   NOVOS  RUMOS  POR  UM  PAYSANDU  MAIOR  

×