UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO             CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES                  FACULDADE DE EDUCAÇ...
Há algum tempo a pessoa com deficiência eravista como alguém incapaz. Atualmente, asTecnologias Assistivas permitem que a ...
O           Decreto          5.296/         2004regulamenta      legislações     anteriores   aoestabelecer prioridades de...
Mais importante do que procurar meios de definir adeficiência é buscar mecanismos de inclusão,observando o potencial daque...
Avanços tecnológicos, principalmente no que dizrespeito à informática e à interatividade, fazemcom que as Tecnologias Assi...
A maioria das pessoas atendidas pelo ProjetoRompendo as Barreiras da ExclusãoDigital são deficientes visuais, entretanto,r...
Voluntário Charles,graduando       emDireito pela UERJ,orientando       abolsista quanto aouso de leitores detelas.
Leitura de artigocapturado na web,com      orientaçãopedagógica        àusuária       MariaDalva, graduandade massoterapia...
A bolsistaauxiliando ausuária nomomento derevisão deliteratura.
• Blog do Rompendo Barreiras• http://uerjrompendobarreiras.blogspot.com• e-mail do PRB• rompendobarreiras@gmail.com• PROGR...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Projeto Rompendo as Barreiras da Exclusão Digital

865 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
865
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
9
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Projeto Rompendo as Barreiras da Exclusão Digital

  1. 1. UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES FACULDADE DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA E CONTINUADA PROGRAMA ROMPENDO BARREIRAS: Luta pela Inclusão Projeto Rompendo as Barreiras da Exclusão Digital Equipe Orientador: Rosana GlatCoordenação Pedagógica: Valeria de Oliveira Silva Bolsista de Pedagogia: Sandra de Castro Bolsistas Voluntarios: Charles de Souza – Direito/UERJ Raquel Rodrigues – Pedagogia/UERJ
  2. 2. Há algum tempo a pessoa com deficiência eravista como alguém incapaz. Atualmente, asTecnologias Assistivas permitem que a pessoascom deficiência participe ativamente dasociedade.Neste contexto, há 23 anos o “ProgramaRompendo Barreiras: Luta para que a inclusão”desenvolve ações voltadas para a acessibilidadedos seus usuário. Dentre elas o uso de meiostecnológicos que promoção da sua inclusão.
  3. 3. O Decreto 5.296/ 2004regulamenta legislações anteriores aoestabelecer prioridades de atendimento àspessoas com deficiência e adotar normas gerais .e critérios básicos para a promoção deacessibilidade de quem tem alguma deficiênciaou mobilidade reduzida, além de dar outrasprovidências, dentre elas a acessibilidade àequipamentos e tecnologias assistivas quegarantem suas inclusão digital.
  4. 4. Mais importante do que procurar meios de definir adeficiência é buscar mecanismos de inclusão,observando o potencial daqueles que são vistoscomo incapazes perante a sociedade, mudando oolhar do senso comum sobre a deficiência e lutandopela acessibilidade. ................................................. .Não basta falar em inclusão sem igualdade deoportunidades, pois esse cidadão deve participarplenamente da sociedade em que está inserido.Neste sentido, o projeto de inclusão digital dapessoa com deficiência busca oferecer autonomiade acesso para seus usuários.
  5. 5. Avanços tecnológicos, principalmente no que dizrespeito à informática e à interatividade, fazemcom que as Tecnologias Assistivas garantam aacessibilidade indispensável à inclusão depessoas com deficiência. ........................................Neste sentido, o Rompendo Barreiras buscacondições para garantir, por exemplo, o uso deleitores de telas que permitem que o deficientevisual tenham acesso, com autonomia, inclusive.a Web.
  6. 6. A maioria das pessoas atendidas pelo ProjetoRompendo as Barreiras da ExclusãoDigital são deficientes visuais, entretanto,recebermos usuários com surdez e pessoas comproblemas motores. Sendo assim, a inclusão derecursos digitais e softwares tais como oDOSVOX, NVDA, JAWS, VIRTUAL VISION,MOTRIX e DaSILVA é indispensável paranossa atuação.
  7. 7. Voluntário Charles,graduando emDireito pela UERJ,orientando abolsista quanto aouso de leitores detelas.
  8. 8. Leitura de artigocapturado na web,com orientaçãopedagógica àusuária MariaDalva, graduandade massoterapia doSENAC, que tembaixa visão
  9. 9. A bolsistaauxiliando ausuária nomomento derevisão deliteratura.
  10. 10. • Blog do Rompendo Barreiras• http://uerjrompendobarreiras.blogspot.com• e-mail do PRB• rompendobarreiras@gmail.com• PROGRAMA ROMPE DO BARREIRAS: LUTA PELA• I CLUSÃO / Faculdade de Educação•• Pavilhão João Lyra Filho - 12º andar – bloco “A” - sala 12001• Telefone: (21) 2334-0303• E-mail: rglat@terra.com.br• prof.valeria_libras-braille@hotmail.com

×