Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
OLINDA E RECIFE 
(Uma abordagem atrevida 
sobre A Guerra dos Mascates)
Como vou falar de praia, sem me lembrar de 
Olinda; 
ou falar de encanto útil, sem as Pontes do 
Recife? 
É mister que fiq...
Quem ousar falar de Olinda, alguma coisa 
omitirá, 
mas, não por ingratidão, 
muito mais pelo montão de coisas que tem por...
Nem um livro muito grande, ou um guia bem 
informado, 
poderia relatar, porque não compreenderia o 
que viria depois; 
A h...
Li certa vez numa lápide citação que diz assim: 
“Olinda, 
Cidade Rainha que pariu outras cidades; 
Olinda, 
Cidade Rainha...
Isto confere importância a esta cidade 
majestosa, 
que, além de hospitaleira, é uma cidade linda, 
ostenta uma culinária ...
Olinda, sede do Poder Público, na época 
colonial, 
exercia um poder que parecia visceral; 
Recife queria apenas, ter um t...
Recife detinha um Porto, 
que lhe foi muito importante para se 
desenvolver; 
e disso tirou proveito, trabalhando pra vale...
Com a vantagem do porto, que lhe foi 
fundamental, 
soube ser mais estratégica, 
virou a mesa e tornou-se um CENTRO 
COMER...
Por conta do seu sucesso na gerência do comércio, 
aumentava sua força com visível desempenho, 
e, com o passar do tempo, ...
Mas, por seu merecimento, em 1703, 
em um ATO ESPECIAL, 
ganha representação na Câmara Municipal; 
Infelizmente, porém, be...
Em 1709, após seis anos de luta, 
os recifenses venceram, pelo seu envolvimento e 
pela sua labuta; 
e após a independênci...
Libertando-se de OLINDA, elevou-se o seu 
astral, 
foi de povoado à VILA, logrou outras 
promoções, 
E hoje é a CAPITAL!
Mas, amigos Recifenses, não pensem que 
acabou, 
os Senhores de Engenho, dominados pela 
fúria 
e por uma exaltação de âni...
Pois, não dá para entender, toda essa tirania, 
posto que OLINDA, antes tida, como CIDADE 
RAINHA, 
já não podia ostentar ...
Os mandantes da Colônia, intervindo no 
conflito (1711) 
usaram seus aparatos e dissolveram o 
combate... 
Com um gesto fu...
Formatação, pesquisa e produção: Valdir Fentes 
04/10/2011
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Olindaerecife 111024161045-phpapp02

191 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Olindaerecife 111024161045-phpapp02

  1. 1. OLINDA E RECIFE (Uma abordagem atrevida sobre A Guerra dos Mascates)
  2. 2. Como vou falar de praia, sem me lembrar de Olinda; ou falar de encanto útil, sem as Pontes do Recife? É mister que fique claro, pra não ter “disse-me-disse”, O que se deu em Olinda, que resultou em Recife?
  3. 3. Quem ousar falar de Olinda, alguma coisa omitirá, mas, não por ingratidão, muito mais pelo montão de coisas que tem por lá! Na hora de descrever ou mesmo de elogiar, é preciso ter cuidado, para não se atrapalhar, ou até deixar de lado, tudo que tem pra contar, porque quando não se sabe, o melhor é se calar!
  4. 4. Nem um livro muito grande, ou um guia bem informado, poderia relatar, porque não compreenderia o que viria depois; A história de Olinda, é impossível descrever, mesmo sendo PRINCIPAL, num tempo que já se foi!
  5. 5. Li certa vez numa lápide citação que diz assim: “Olinda, Cidade Rainha que pariu outras cidades; Olinda, Cidade Rainha que amamentou seu primogênito, o Recife, cedendo-lhe o Cetro de capital de Pernambuco”
  6. 6. Isto confere importância a esta cidade majestosa, que, além de hospitaleira, é uma cidade linda, ostenta uma culinária e uma atenção primorosa, até de fazer inveja à cozinha que, no mundo, se diga ser mais gostosa!
  7. 7. Olinda, sede do Poder Público, na época colonial, exercia um poder que parecia visceral; Recife queria apenas, ter um trato compatível, porque já não aceitava tratamento desigual, abrigava Os Mascates, que eram comerciantes, na maioria migrantes, que vinham de Portugal, que ao serem ameaçados, entraram em um conflito, onde Olinda se deu mal... Foi a Guerra dos Mascates, que concedeu ao Recife o seu direito de igual!
  8. 8. Recife detinha um Porto, que lhe foi muito importante para se desenvolver; e disso tirou proveito, trabalhando pra valer; Olinda era um Núcleo Urbano, mas de papel principal; Recife, subordinado, jogava no contra-ataque, mas esbanjava moral!
  9. 9. Com a vantagem do porto, que lhe foi fundamental, soube ser mais estratégica, virou a mesa e tornou-se um CENTRO COMERCIAL!
  10. 10. Por conta do seu sucesso na gerência do comércio, aumentava sua força com visível desempenho, e, com o passar do tempo, fez crescer as diferenças, passando a ser invejado pelos Senhores de Engenho!
  11. 11. Mas, por seu merecimento, em 1703, em um ATO ESPECIAL, ganha representação na Câmara Municipal; Infelizmente, porém, bebeu o que não gostou, como um verdadeiro fel, pois, Os Senhores de Engenho, usando sua influência, fizeram com que o ATO não saísse do papel!
  12. 12. Em 1709, após seis anos de luta, os recifenses venceram, pelo seu envolvimento e pela sua labuta; e após a independência, fez com que se instalasse, na Cidade de Recife, aquilo que mais queria... A Câmara Municipal,
  13. 13. Libertando-se de OLINDA, elevou-se o seu astral, foi de povoado à VILA, logrou outras promoções, E hoje é a CAPITAL!
  14. 14. Mas, amigos Recifenses, não pensem que acabou, os Senhores de Engenho, dominados pela fúria e por uma exaltação de ânimo descomunal, atacaram o Recife, num gesto até de anarquia,
  15. 15. Pois, não dá para entender, toda essa tirania, posto que OLINDA, antes tida, como CIDADE RAINHA, já não podia ostentar a mesma soberania!
  16. 16. Os mandantes da Colônia, intervindo no conflito (1711) usaram seus aparatos e dissolveram o combate... Com um gesto fulminante, igualam Recife a Olinda, encerrando, dessa forma, o que passou para a história, como a GUERRA DOS MASCATES!
  17. 17. Formatação, pesquisa e produção: Valdir Fentes 04/10/2011

×