Medicamentos mais utilizados pelos idosos

24,443 views

Published on

Assim como o número de individuos idosos aumenta, o consumo de medicamentos por esta população cresce igualmente. Isto é por causa do aumento de prevalência de doenças crônicas com a idade.

Published in: Education
3 Comments
20 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
24,443
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
38
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
3
Likes
20
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Medicamentos mais utilizados pelos idosos

  1. 1. O envelhecimento éprocesso biológico natural,no qual as funções dediferentes órgãos tornam-se deficientes, alterando aatividade dosmedicamentos.
  2. 2. Hidroclorotiazida; Enalapril; Insuficiência Furosemida; Cardíaca Espironolactona; Digoxina; Metoprolol; Atenolol; Hipertensão Terazosina; Arterial Nifedipina; Captopril; Losartan; Metildopa;Infarto Agudo do Dobutamina; Miocárdio Adrenalina; Noradrenalina.
  3. 3. Úlceras Duodenais e gástricas Antiulcerosos; Antidiarréicos;C.A de Estômago, Hepatoprotetores; Cólon Antiácidos; Antieméticos; Laxantes .Prisão de Ventre
  4. 4. Hipertrofia e câncer de Cefalexina; próstata; Cefadroxil; Cefixima; Ácido pipemídico; Nitrofurantoína;Infecção urinária; Sulfametoxazol-trimetoprima; Amoxicilina; Ampicilina.
  5. 5. Anemia; Suplementação de ácido fólico; Vitamina B12 ; Ferro; Citotóxicos Anemia;Leucemias e linfomas;
  6. 6. Demências: doença de Alzheimer, Acidente Vascular Cerebral:demência vascular e doença de trombose e embolia cerebral.Parkinson Hipnóticos e sedativos; Antidepressivos; Desagregadores plaquetários; Heparina; Aas.
  7. 7. Diabetes melittus; Insulina e outros antidiabéticos; Alterações da Hormônios da tireoide; Tireóide; Puran T4 . Desidratação;
  8. 8. Artrose; Carbonato de cálcio + vitamina D; Paracetamol; Ibuprofeno;Osteoporose; Diclofenac; Analgésicos e Antiinflamatórios não-- esteróides (AINES)Artrite reumatóide;Fraturas (quadris, rádio, úmero);
  9. 9. Alterações Fisiológicas na Terceira Idade DISTRIBUIÇÃO:ABSORÇÃO:- número de células de absorção - albumina sérica - volume de água corporal- volume sanguíneo total- ritmo de esvaziamento gástrico - massa muscular- liberação de ácido ( pH) - tecido adiposo* afeta a solubilização de drogas * fração livre* pode encontrar-se alterada. * acúmulo tecidual *pode levar a intoxicação *necessidade de ajustar a dose EXCREÇÃO: - número total de glomérulosBIOTRANSFORMAÇÃO: - fluxo sanguíneo- tamanho e peso do - filtração glomerularfígado - função tubular- fluxo sanguíneo - processos de reabsorção* metabolismo de * função renalfármacos * capacidade de eliminação * Ajuste de dose e do intervalo entre doses.
  10. 10. Um idoso com vários distúrbiosou sintomas pode usar fármacosprescritos por vários médicos aomesmo tempo, com o objetivo detratar suas queixas agudas e crônicas.Além disso, ele pode automedicar-secom fármacos vendidos semprescrição para aliviar queixascomuns, como indigestão,constipação, tonteira, insônia.
  11. 11. Fatores de risco para polifarmácia• Idade avançada;• Sintomas múltiplos ( confusão, tonteira, anorexia, incontinência, fraqueza, imobilidade, erupções);• Várias prescrições por médicos diferentes;• Uso de várias farmácias;• Autotratamento;• Estocagem de fármacos.
  12. 12. Alguns cuidados devem ser sempre tomados quando se utilizar qualquer medicamento na terceira idade Evitar uso de medicação não necessária, procurando usar, sempre que possível, formas de tratamento que não utilizem medicamentos, como fisioterapia, por ex. Sempre iniciar tratamento com medicamentos utilizando doses inferiores aquelas utilizadas por jovens. O aumento da dose deve ser sempre feito vagarosamente e deve ser evitado, quando possível, o seu fracionamento ( várias tomadas ao dia ). Sempre definir o tempo de tratamento junto ao médico. Nunca tomar medicação por longo prazo sem conhecimento do médico. Sempre procurar saber com detalhes os possíveis efeitos colaterais do medicamento. Informar sempre ao médico todos os medicamentos que estão sendo utilizados e procurar saber eventuais reações entre os mesmos. Evitar sempre que possível a utilização prolongada de medicamentos sintomáticos, como por ex, laxantes, tranquilizantes, soníferos, vasoconstritores nasais, vasodilatadores, etc. Não existe medicamento que deve ser tomado sempre, continuamente, "para o resto da vida". Toda medicação deve ser reavaliada periodicamente tanto em função do tipo de medicamento como também de sua dosagem.
  13. 13. É importante que a Enfermagem aprenda amanter-se informada e vigilante a respeito das interaçõesmedicamentosas, hábitos, noções de conhecimento eentendimento do paciente idoso, pois reconhecendo osmedicamentos, as deficiências e capacidade do idoso eminterpretar informações a ele fornecidas corretamente àequipe poderá agir em favor do idoso realizando a supervisãonecessária aos cuidados relacionados com a medicação,assim poderá reduzir a incidência de problemas sérios deinterações medicamentosas potenciais no idoso. • Usar vários fármacos ( em geral 10 ou mais), sem qualquer razão lógica – ex: laxantes que não são necessários; • Ingerir fármacos constantemente, como indutores do sono; • Usar doses inadequadas; • Usar fármacos contra-indicados; • Usar fármacos para tratar reações adversas.
  14. 14. Obrigado!

×