Curso de Marketing de Guerrilha - Gustavo Hollatz

2,230 views

Published on

O curso de Marketing de Guerrilha foi realizado em 3 módulos, nos dias 31 de janeiro e 1 e 2 de fevereiro, com aulas sobre marketing digital, marketing viral e diversos cases apresentados sobre o tema. O curso contou com as aulas ministradas por Felipe Morais, professor da Pós Graduação em Marketing Digital da Faculdade Impacta de Tecnologia e do MBA de E-commerce da Universidade Anhembi Morumbi e Professor das escolas: Miyashita Consulting, E-commerce School, Trevisan Escola de Negócios, WhatZon, Digitalks e IntegraCursos , Reinaldo Cirilo, especialista em marketing e fundador e editor-chefe do Marketing Blog e Gustavo Tijolo, Professor de Social Media e WebAnalytics na Faculdade Impacta e na Ecommerce School.

0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,230
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
101
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Curso de Marketing de Guerrilha - Gustavo Hollatz

  1. 2. Gustavo Hollatz Publicitário com especialização em marketing . Experiência acadêmica e profissional em comunicação online , responsável por campanhas de marketing de clientes em vários segmentos de atuação. Mais de 10 anos de Internet . Professor de Social Media e WebAnalytics na Faculdade Impacta e na Ecommerce School. Palestrante sobre Marketing Digital e Mídias Sociais em diversos eventos. Editor Chefe do blog eleito como o melhor blog do Brasil na categoria Saúde em 2008 e vencedor do prêmio TOPBLOG na categoria Saúde em 2009 . Empresas que trabalhou... Prefeitura do Município do Estado de São Paulo Riot iThink McCann World Group Sun/MRM A Revista Online do Homem Moderno
  2. 3. Campanhas Realizadas
  3. 5. Marketing viral refere-se a técnicas de marketing que tentam explorar redes sociais pré-existentes para produzir aumentos exponenciais em conhecimento de marca , com processos similares à extensão de uma epidemia . By querida Wikipedia
  4. 6. Em outras palavras.... Produzir/criar um conteúdo do c@#$%, para que essa mensagem seja transmitida e assim inicia o famoso boca-a-boca, e agora boca-a-boca online... ( Twitter, facebook, aquela coisa toda...)
  5. 7. Como produzir um conteúdo viral?
  6. 8. Não sei!!! E se alguém disser que sabe e vai viraliza r a sua marca está mentindo!!!
  7. 9. Porém... Vamos aprender algumas técnicas de como criar um conteúdo COM POTENCIAL VIRAL e como disseminar esse conteúdo!
  8. 10. http://www.youtube.com/watch?v=iYhCn0jf46U
  9. 11. BEST PRACTICES <ul><li>Simplicidade: rápido e fácil; </li></ul><ul><li>Participação: envolva as pessoas; </li></ul><ul><li>Personalização: deixe as pessoas criarem “por elas mesmas”; </li></ul><ul><li>Inesperado: surpreenda as pessoas; </li></ul><ul><li>Humor/entretenimento: evoque uma emoção; </li></ul><ul><li>Distribuição: Use todas mídias para contar uma história; </li></ul><ul><li>Comunidade: faça do consumidor seu “marketeiro”; </li></ul><ul><li>Portabilidade: torne seu conteúdo disponível. </li></ul><ul><li>Dados: Contagious Magazine Entrevista Daniel Stein (EVB) </li></ul>
  10. 12. <ul><li>De Seth Godin, “ O que torna uma idéia viral? “ </li></ul><ul><li>Ninguém “envia” uma idéia ao menos que: </li></ul><ul><li>que tenham compreendido-a </li></ul><ul><li>que tenham vontade de espalhá-la </li></ul><ul><li>acreditem que espalhar a idéia irá aumentar seu poder (reputação, receita, amizades) ou sua paz de espírito </li></ul><ul><li>o esforço necessário para enviar a idéia seja menor que os benefícios </li></ul><ul><li>Ninguém “pega” uma idéia ao menos que: </li></ul><ul><li>a primeira impressão demande uma pesquisa mais profunda </li></ul><ul><li>já tenham compreendido as idéias fundamentais necessárias para entender a nova idéia </li></ul><ul><li>o remetente seja de confiança ou respeitável o suficiente para investir o tempo necessário </li></ul>
  11. 13. De Ralph Wilson, “ Os seis princípios do marketing viral “ 1. Distribui gratuitamente produtos e serviços com algum valor 2. Oferecer um meio sem esforço de envio para outros 3. É facilmente escalável do pequeno para o muito grande 4. Explorar motivações e comportamentos comuns 5. Utiliza redes de comunicação já existentes 6. Tira proveito de recursos de terceiros
  12. 14. De Kevin Nalty, “ Os sete pecados capitais da propaganda por video viral “ 1. Criar uma vaca preto e branca 2. Fingir que não está fazendo propaganda 3. Gastar uma fortuna na produção 4. Apenas comunicar ao invés de engajar 5. Fazer um concurso de vídeo só porque todos estão fazendo 6. Estabelecer metas irreais de conversão 7. Jogar a toalha e decidir só anunciar usando vídeo virais
  13. 15. Lembram disso???
  14. 17. Um amigo seu conta uma história, que saiu a noite, entrou de graça na balada, conheceu o dono da balada, pegou duas modelos lindas e blá blá blá... Você fala MUUU pra ele? Aham, senta lá Cláudia!!!
  15. 18. Vocês conseguem reconhecer uma empresa/grupo/mídia/veículo que sabe como viralizar uma expressão? E fazem isso muito bem!!!
  16. 20. Eles criam... “ Cadê meu Xinelo??? Antônio Nunes!!! Que boommmm... Ronaaaldo! Sandálias da humildade.”
  17. 21. Ok, contextualizando um pouco....
  18. 22. Mídias sociais são um meio de compartilhar conteúdo ...
  19. 23. Publicidade é conteúdo!!!
  20. 24. Wagner Fontoura - Social Media Brasil 2009
  21. 25. Tive uma idéia, vou criar um viralzinho !
  22. 26. Mas tenha em mente que tem virais e virais...
  23. 27. Marketing viral não faz milagre!!!
  24. 28. Aposte no conteúdo, conteúdo relevante! Ninguém quer ver o mesmo anúncio da TV no Facebook
  25. 29. Como funciona?
  26. 31. O que é WOMMA? WOMMA é a organização sem fins lucrativos dedicada ao avanço de defender a credibilidade do marketing boca a boca . Através das melhores práticas, educação, valores. Membros do WOMMA defendem o boca a boca como uma solução para os desafios de negócios e um componente chave na criação de Conversação de Marcas. WOMMA foi fundada em 2004 com a premissa de incentivar o crescimento do conceito de credibilidade e ética do boca a boca WOMMA representa mais de 300 empresas associadas, incluindo marcas, comerciantes, pesquisadores, prestadores de serviços, organismos sem fins lucrativos, e instituições acadêmicas. WOMMA é fundada em princípios éticos WOM. WOMMA proporciona excelentes oportunidades educacionais para seus membros e público. História Membros Ética Educação http://womma.org/
  27. 32. Agências Brasileiras que fazem parte da WOMMA ...E tem outras!
  28. 33. <ul><li>2 </li></ul>Cenário no Passado As marcas estão contando as suas histórias há anos... Comunicação de massa MARCA CONSUMIDOR ...e o consumidor sempre comprou essas histórias. ASSISTE AO ANÚNCIO NA TV VAI A LOJA COMPRA O PRODUTO É FIDELIZADO Processo de compra linear e diretamente influenciado pela publicidade. TV Rádio Jornal
  29. 34. <ul><li>2 </li></ul>Cenário Atual Porém, com a Internet o processo de compra mudou... ... e passou a ser influenciado por diversas pessoas em diversos pontos de contato. CONSUMIDOR Busca por um produto Assiste a um vídeo sobre o produto Busca por uma loja Lê um post no Blog Vê o que os outros falam sobre o produto É fidelizado Vai a loja Visita o site do produto Participa da comunidade do produto Encontra informação no Twitter Compra o produto
  30. 35. <ul><li>2 </li></ul>Cenário Atual Neste cenário, o consumidor que antes era passivo, passou a influenciar e contar as histórias das marcas . As REDES SOCIAIS AMPLIFICAM essas histórias, e transmitem a mensagem em escala global.
  31. 36. O poder do boca a boca <ul><li>Garante maior atenção à sua mensagem. </li></ul><ul><li>Cresce em progressão geométrica . </li></ul><ul><li>Potencializa o poder de comunicação . </li></ul>Se apenas 25 pessoas contarem uma mensagem para outras 25 pessoas 6 vezes, isso cobrirá toda a população mundial! E a partir do segundo estímulo, toda a divulgação é gratuita.
  32. 37. <ul><li>Proteção ao consumidor e respeito são supremos. </li></ul><ul><li>Honestidade no relacionamento, opinião e identidade. </li></ul><ul><li>Respeitar as regras do estabelecimento. </li></ul><ul><li>Responsabilidade nos relacionamentos com menores de idade. </li></ul><ul><li>Promoção da honestidade em todos. </li></ul><ul><li>Proteção da privacidade e permissão. </li></ul>Código de Ética ...ou seja! Fonte: WOMMA
  33. 38. NÃO CRIE FAKES! NÃO VALE ROUBAR NO JOGO! NÃO COMPRE A OPNIÃO DAS PESSOAS! NÃO COMPRE PESSOAS , MESMO! NÃO ENGANE AS PESSOAS!
  34. 39. “ Regrinhas” do MARKETING VIRAL <ul><li>O segredo é a essência do negócio. </li></ul><ul><li>A primeira dose é grátis , depois se cobra. </li></ul><ul><li>Deixe os comportamentos naturais do público-alvo levarem a mensagem. </li></ul><ul><li>Pareça-se com um hospedeiro , não com um vírus. </li></ul><ul><li>Explore a força dos laços sociais fracos. </li></ul><ul><li>Invista para atingir a massa crítica . </li></ul>Fonte: RAYPORT, 1996.
  35. 40. #comofaz Lembra do slide 11? Uma boa ação de marketing viral deve estar baseada em um conteúdo de qualidade e em uma inteligente estratégia de seeding .
  36. 41. Relevância: deve ser pertinente para o público-alvo da ação. História interessante: inusitado, diferente, inédito, que valha o tempo do consumidor. Portabilidade: formato usável em qualquer tipo de computador ou aparelho. Timing: aproveitamento do contexto para facilitar a propagação da mensagem. #comofaz
  37. 42. Propagação O bom conteúdo pode se disseminar naturalmente , mas em um contexto de campanha publicitária é preciso pensar estratégias para acelerar o atingimento da massa crítica e facilitar a propagação (seeding).
  38. 43. Usuário de Internet?
  39. 44. <ul><li>• Gênios: são as pessoas que criam o novo. </li></ul><ul><li>• Alfas: aqueles que estão em contato direto com as novidades, experimentadores, transitam entre culturas e aprofundam-se em determinados temas. </li></ul><ul><li>Betas: apropriam-se das idéias dos alfas e as disseminam aos outros grupos; sociáveis, comunicativos, gostam de aparecer e imitar estilos. </li></ul><ul><li>Mainstream: o público em geral; adota as novidades quando está seguro, depois da vulgarização. </li></ul><ul><li>• Retardatários : só passam a consumir um produto/ serviço quando se torna indispensável </li></ul>Quem é você? KIBE LOCO Blogueiros Jornalistas Usuário de twitter e, Facebook Leitores, usuário passivo Meu Pai
  40. 45. Os alfas/betas são o público-alvo preferencial das estratégias de disseminação. Exemplos de conectores influentes são: • blogueiros; • líderes em comunidades e redes sociais; • especialistas e profissionais da área; • jornalistas e formadores de opinião.
  41. 46. Monitoramento
  42. 47. Sim, devemos monitorar! <ul><li>Existe muito conteúdo gerado por muitas pessoas em diferentes canais na Web , por tanto, é preciso entender como medir redes sociais , utilizando as mais novas “métricas sociais” e depois adequar essas métricas ao objetivo do seu negócio . </li></ul>
  43. 49. Metodologia de Monitoramento O monitoramento de uma marca, produto ou campanha em mídias sociais, tem como objetivo uma análise completa da presença online da empresa e da percepção do público sobre a marca . Feito o monitoramento, é interessante atuar junto a esse público, iniciando um relacionamento transparente e oferecendo conteúdo especial .
  44. 50. Nas métricas de Web Analytics , as métricas tradicionais nós temos: <ul><li>Pageviews </li></ul><ul><li>Visitas </li></ul><ul><li>Visitantes </li></ul><ul><li>Tempo médio </li></ul><ul><li>Páginas/visitas </li></ul><ul><li>Bounce Rate </li></ul><ul><li>Conversão </li></ul><ul><li>Origem de Tráfego </li></ul><ul><li>Consumo de Conteúdo </li></ul><ul><li>Métricas de Mídia : </li></ul><ul><li>Impressões </li></ul><ul><li>Cliques </li></ul>Dessa forma, medimos a interação das pessoas com uma ferramenta, um site, uma interface...
  45. 51. Já, nas Métricas Sociais , existem KPIS mais complexos... <ul><li>Comentários </li></ul><ul><li>Avaliações </li></ul><ul><li>Indicações </li></ul><ul><li>Membros </li></ul><ul><li>Conexões </li></ul><ul><li>Respostas </li></ul><ul><li>Votos </li></ul><ul><li>... E outros! </li></ul>E aqui, nós medimos a interação das pessoas com outras pessoas...
  46. 52. INFLUÊNCIA : número de conexões diretas que uma pessoa possui em uma rede social. Usuária do Twitter compara marcas concorrentes, destacando a Pantene em comparação ao produto Seda.
  47. 53. REPERCUSSÃO : volume de retweets de uma mensagem Usuários utilizam a ferramenta do retweet para encaminhar mensagens que consideraram relevantes.
  48. 54. POPULARIDADE : número de pessoas engajadas no buzz. Quase totalidade das comunidades voltadas para produtos capilares é formada por mulheres.
  49. 55. Twitter Mas como medir no Twiiter?
  50. 56. Métricas Possíveis no Twitter
  51. 57. <ul><li>Seguidores </li></ul><ul><li>Alcance </li></ul><ul><li>Cliques </li></ul><ul><ul><li>http://twittercounter.com/ </li></ul></ul><ul><ul><li>http://www.twitteranalyzer.com </li></ul></ul><ul><ul><li>http://tweetstats.com </li></ul></ul><ul><ul><li>http://migre.me/ </li></ul></ul><ul><ul><li>http://tinyurl.com/ </li></ul></ul>Influência no Twitter Parecido com o Alexa
  52. 58. Twitter Counter - http://twittercounter.com/
  53. 59. Twitter Analyser - http://www.twitteranalyzer.com
  54. 60. Tweet Stats - http://tweetstats.com
  55. 61. Migre.me - http://migre.me/
  56. 62. Tinyurl.com - http://tinyurl.com/
  57. 63. Engajamento no Twitter <ul><li>Replies </li></ul><ul><li>Menções </li></ul><ul><ul><li>http://www.tweetvolume.com/ </li></ul></ul><ul><ul><li>http://search.twitter.com/ </li></ul></ul><ul><ul><li>Quantas vezes as pessoas falam de sua marca? </li></ul></ul><ul><ul><li>Hora/dia/semana/mês </li></ul></ul><ul><ul><li>Qual o “tom” da mensagem? </li></ul></ul><ul><ul><li>Positivo/negativo/neutro </li></ul></ul>
  58. 64. Tweet Volume - http://www.tweetvolume.com/
  59. 65. Search Twitter - http://search.twitter.com/
  60. 66. Tweet Sentiments - http://tweetsentiments.com/
  61. 67. Relevância no Twitter <ul><li>Retwitts </li></ul><ul><li>Favoritos </li></ul><ul><ul><li>http://www.retweet.com/ </li></ul></ul><ul><ul><li>http://backtweets.com/ </li></ul></ul>
  62. 68. Outras Ferramentas para o Twitter http://twitter.grader.com/ ttp://tweetlevel.edelman.com/ http://twitalyzer.com/ http://klout.com/ http://tweepz.com/ http://bit.ly/ http://twend.it/ http://trendistic.com/ http://blablabra.net/ http://twitturly.com/ http://topsy.com/ http://buzzvolume.com
  63. 69. Como “medir” Blogs? <ul><li>http://www.blogpulse.com/ </li></ul><ul><li>http://technorati.com/ </li></ul><ul><li>http://blogsearch.google.com/ </li></ul>
  64. 70. BlogPulse - http://www.blogpulse.com/
  65. 71. Technorati - http://technorati.com/
  66. 72. Facebook – as mais novas métricas Curtir http://www.sharedlikes.com/ http://likebutton.me/ Realiza buscas no Facebook http://www.kurrently.com/ http://youropenbook.org/Trending Tendências – últimos assuntos http://itstrending.com/ http://www.booshaka.com/ http://facepinch.com/
  67. 73. Medem Buzz http://www.google.com/insights/search/# http://www.sentimentmetrics.com/ http://www.socialmention.com/ E o próprio Google!
  68. 74. Ferramentas de Monitoramento • Qualitativa Sun/MRM – www.sun-mrm.com.br E.life - http://elife.com.br/ Riot – www.riot.com.br Mapa Digital - www.mapadigital.net/ Dialeto – www.dialeto.com.br Inter.net – www.inter.net.br • Quantitativa Scup - www.scup.com.br/ iBrands - http://ibrandsmonitor.com.br/ postX - www.postx.com.br/ Ibope (BuzzMetrics e VideoCensus) - www.ibope.com.br
  69. 75. Gustavo Hollatz – Gustavo Tijolo [email_address] www.ummetrossexual.com @gustavotijolo br.linkedin.com/in/ gustavohollatz Obrigado!!! 

×