Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Chama do Carmo_221

538 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Chama do Carmo_221

  1. 1. ChAMADO CARMO DE VIANA DO CASTELO 16 Domingo III da Quaresma. 17:15 | Via Sacra. 25 SOLENIDADE ANUNCIAÇÃO DO SENHOR 26 Quarta-feira penitencial 19:00 | Oração de vésperas. 19:30 | Sopa penitencial. 20:00 | Oração de Completas. 28 Sexta-feira III da Quaresma. 17:15 | Via Sacra. 30 Domingo IV da Quaresma. Domingo das bênçãos. 17:15 | Via Sacra. A Palavra DOMINGO IV DA QUARESMA (30 DE MARÇO) • I Samuel 16:1.6-7.10-13. • Salmo 22: 1-6. • Efésios 5:8-14. • João 9:1-41. Oração LITURGIA DAS HORAS • Semana III do Saltério. Avi sos  DOMINGO III DA QUARESMA MARÇO 23 2014 NS 221 PARÁGRAFOTERESIANOPARÁGRAFOTERESIANOPARÁGRAFOTERESIANOPARÁGRAFOTERESIANOPARÁGRAFOTERESIANO Eu – como digo – achava impossível deixar de se fazer, de tal maneira tinha para mim ser verdadeira a revelação, desde que nada fosse contra o que está na Sagrada Escritura ou contra as leis da Igreja que somos obrigadas a cumprir. Mas, embora a mim verdadeiramente me parecesse ser de Deus, se aquele letrado me dissesse que não o podíamos fazer sem O ofender e que íamos contra a consciência, parece-me que logo me apartaria disso ou buscaria outro meio; porém o Senhor não me dava senão este. Dizia-me depois este servo de Deus que tomara o assunto a seu cargo na plena determinação de pôr da sua parte muito empenho em nos dissuadir de o realizar. É que já tinha vindo à sua notícia o clamor do povo e a ele também lhe parecia desatino, tal como a todos. E logo que soube que o tínhamos ido procurar, um cavalheiro o mandara avisar para que visse o que fazia e não nos ajudasse, mas, em começando a ver o que nos havia de responder e a pensar no negócio e o intento que tínhamos e maneira de viver e religião, assentou-se-lhe ser muito do serviço de Deus e que não se havia de deixar de fazer. E assim nos respondeu que nos déssemos pressa em concluí-lo e disse a maneira e esboço que havia de ter; e, embora a fazenda fosse pouca, que alguma coisa se havia de fiar de Deus. Quem contradissesse a fundação, que fosse ter com ele, que ele lhe responderia. Assim sempre nos ajudou, como depois direi. SANTA TERESA DE JESUS (1515 - 1582)SANTA TERESA DE JESUS (1515 - 1582)SANTA TERESA DE JESUS (1515 - 1582)SANTA TERESA DE JESUS (1515 - 1582)SANTA TERESA DE JESUS (1515 - 1582) LIVRO DA VIDA (32:17)LIVRO DA VIDA (32:17)LIVRO DA VIDA (32:17)LIVRO DA VIDA (32:17)LIVRO DA VIDA (32:17) c h a m a d o c a r m o . b l o g s p o t . c o m Telefone 258 822 264 viana@carmelitas.pt E A TI, SACERDOTE, QUE ME LÊS, queria dirigir um convite que mequeria dirigir um convite que mequeria dirigir um convite que mequeria dirigir um convite que mequeria dirigir um convite que me nasce do coração: Está semprenasce do coração: Está semprenasce do coração: Está semprenasce do coração: Está semprenasce do coração: Está sempre pronto para anunciar a todos apronto para anunciar a todos apronto para anunciar a todos apronto para anunciar a todos apronto para anunciar a todos a misericórdia, e a dar a quem te pedemisericórdia, e a dar a quem te pedemisericórdia, e a dar a quem te pedemisericórdia, e a dar a quem te pedemisericórdia, e a dar a quem te pede o perdão que necessita para viver.o perdão que necessita para viver.o perdão que necessita para viver.o perdão que necessita para viver.o perdão que necessita para viver. + BRUNO FORTE+ BRUNO FORTE+ BRUNO FORTE+ BRUNO FORTE+ BRUNO FORTE 10 IDEIAS PARA O MEU EXAME DE CONSCIÊNCIA [ PREPARAR A CONFISSÃO ]
  2. 2. Confissão. É um sacramento e uma das práticas quaresmais mais marcantes. Tem, porém, nos tempos actuais, muitas objecções: Porque temos de confessar-nos a um padre? Existe o pecado ou foi inventado pelos padres para nos portarmos bem? E se existe porque não podemos confessar-nos directamente a Deus? Porque dizer as coisas de que mais me envergonho a um pecador como eu? Que talvez as valorize diferentemente de mim? Sim, tu podes confessar-te no segredo do teu coração directamente a Deus. Mas só a absolvição dos pecados que o sacerdote te dá no sacramento pode comunicar-te a certeza interior de teres sido verdadeiramente perdoado e acolhido pelo Pai que está nos céus, porque Cristo confiou ao ministério da Igreja o poder de atar e desatar, de excluir e de admitir na comunidade da aliança. A celebração da Páscoa está aí a dois passos. Não te demores. Prepara-te para a alegria do encontro com Deus mediante um sacerdote no sacramento da reconciliação. Não celebres a Páscoa desajeitadamente. Prepara-te para a confissão, em um clima de oração, respondendo a estas perguntas sob o olhar de Deus, eventualmente verificando com quem possa ajudar-te a caminhar mais rápido na via do Senhor. Lê e medita. Mas não stresses, porque mais depressa te cansas de pecar que Deus de perdoar. Lê e medita em paz. Dez ideias para o meu exame de consciência 1. «Não terás outro Deus além de mim» (Dt 5,7). «Amarás ao Senhor com todo teu coração, com toda tua alma e com toda tua mente» (Mt 22, 37). > Amo assim o Senhor? Dou-lhe o primeiro lugar em tudo na minha vida? Empenho-me em rejeitar todo o ídolo que possa interpor-se entre mim e Ele, seja o dinheiro, o prazer, a superstição ou o poder? Escuto com fé a sua Palavra? Sou perseverante na oração? 2. «Não tomarás em falso o nome do Senhor teu Deus» (Dt 5, 11). > Respeito o santo nome de Deus? Abuso ao referir-me a Ele ofendendo-o ou servindo-me dele em lugar de servi-lo? Bendigo a Deus em cada um de meus actos? Acolho-me sem reservas à sua vontade sobre mim, confiando totalmente nele? Confio-me com humildade e confiança à orientação e ao ensinamento dos pastores que o Senhor deu a sua Igreja? Empenho-me em aprofundar e nutrir minha vida de fé? 3. «Santificarás as festas» (cf. Dt 5, 12-15). > Vivo a centralidade do domingo, começando pelo seu centro que é a celebração da eucaristia, e os outros dias consagrados ao Senhor para louvá-lo e dar-lhe graças para confiar-me a ele e repousar nele? Participo com fidelidade e empenho na liturgia festiva, preparando-me para ela com a oração e esforçando-me em obter fruto durante toda a semana? Santifico os dia de festa com algum gesto de amor para com quem precisa? 4. «Honra teu pai e tua mãe» (Dt 5, 16). > Amo e respeito quem me deu a vida? Esforço-me por compreendê-los e ajudá-los, sobretudo nas suas fraquezas e seus limites? 5. «Não matar» (Dt 5, 17). > Esforço-me por respeitar e promover a vida em todas suas etapas e em todos seus aspectos? Faço tudo o que está em meu poder pelo bem dos demais? Fiz mal a alguém com a intenção explícita de fazê-lo? «Amarás o próximo como a ti mesmo» (Mt 22, 39). Como vivo a caridade para com o próximo? Estou atento e disponível, sobretudo para com os mais pobres e os mais fracos? Amo-me a mim mesmo, sabendo aceitar os meus limites sob o olhar de Deus? 6. «Não cometerás atos impuros» (cf. Dt 5, 18). «Não desejarás a mulher de teu próximo» (Dt 5, 21). > Sou casto nos pensamentos e nas acções? Esforço-me por amar com gratidão, livre da tentação da posse e dos apegos? Respeito sempre e em tudo a dignidade da pessoa humana? Trato o meu corpo e o corpo dos demais como templo do Espírito Santo? 7. «Não roubar» (Dt 5, 19). «Não desejar os bens alheios» (Dt 5, 21). > Respeito os bens da criação? Sou honesto no trabalho e nas minhas relações com os demais? Respeito o fruto do trabalho dos demais? Sou invejoso do bem dos outros? Esforço-me em fazer os outros felizes ou só penso na minha felicidade? 8. «Não pronunciar falso testemunho» (Dt 5, 20). > Sou sincero e leal em cada palavra e acção? Testemunho sempre e só a verdade? Trato de dar confiança e actuo de modo a merecê-la? 9. Esforço-me por seguir e imitar Jesus no caminho da minha entrega a Deus e aos outros? Tento ser como Ele, humilde, pobre e casto? 10. Encontro o Senhor fielmente nos sacramentos, na comunhão fraterna e no serviço aos mais pobres? Vivo a esperança na vida eterna, olhando cada coisa à luz do Deus que chega e confiando sempre em suas promessas?

×