Aula sinalização horizontal

19,108 views

Published on

Sinalização Horizontal

Aula sinalização horizontal

  1. 1. SINALIZAÇÃOHORIZONTAL Profa. Mariana de Paiva
  2. 2. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGO3.2 SINALIZAÇÃO – CLASSIFICAÇÃO Sinalização Vertical Sinalização Horizontal Sinais Luminosos Dispositivos de Sinalização Auxiliar Sonoros Gestos do agente de trânsito e do condutor
  3. 3. CTB- ARTIGO 80 Sempre que necessário, será colocada ao longo da via, sinalização prevista neste Código e em legislação complementar, destinada a condutores e pedestres, vedada a utilização de qualquer outra. § 1º . A sinalização será colocada em posição condições que a tornem perfeitamente visíveis e legíveis durante o dia e a noite, em distâncias compatíveis com a segurança de trânsito.
  4. 4. CTB- ARTIGO 80 Artigo 90 – Não serão aplicadas as sanções previstas no Código por inobservância à sinalização quando esta for insuficiente ou incorreta. § 1º O órgão ou entidade de trânsito com circunscrição sobre a via é responsável pela implantação da sinalização, respondendo por sua falta, insuficiência ou incorreta colocação
  5. 5. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGOSinalização HorizontalTem a finalidade de transmitir e orientar os usuáriossobre as condições de utilização adequada das vias,compreendendo as proibições, restrições e informaçõesque lhes permitem adotar comportamento adequado,de forma a aumentar a segurança e ordenar os fluxosde tráfego.
  6. 6. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGOSinalização HorizontalTem a propriedade de transmitir mensagens aos condutores epedestres, possibilitando sua percepção e entendimento, semdesviar a atenção do leito da via. Transmite mensagens aos condutores e pedestres; Permite o melhor aproveitamento do espaço viário disponível, maximizando seu uso; Aumenta a segurança em condições adversas tais como: neblina, chuva e noite; Contribui para a redução de acidentes.
  7. 7. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGOSinalização Horizontal: funções Ordenar e canalizar o fluxo de veículos; Orientar o fluxo de pedestres; Orientar os deslocamentos de veículos em função das condições físicas da via (geometria, topografia e obstáculos); Complementar os sinais verticais de regulamentação, advertência ou indicação, visando enfatizar a mensagem que o sinal transmite; Regulamentar os casos previstos no CTB.
  8. 8. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGOSinalização Horizontal: classificaçãoMarcas Longitudinais: separam e ordenamas correntes de tráfego;Marcas Transversais: ordenam osdeslocamentos frontais dos veículos edisciplinam os deslocamentos de pedestres;Marcas de Canalização: orientam os fluxosde tráfego em uma via;Marcas de Delimitação e Controle deParada e/ou Estacionamento: delimitam epropiciam o controle das áreas onde éproibido ou regulamentado o estacionamentoe/ou a parada de veículos na via;Inscrições no Pavimento: melhoram apercepção do condutor quanto ascaracterísticas de utilização da via.
  9. 9. Inscrições no Pavimento
  10. 10. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGOSinalização Horizontal: padrões de formas Contínua: corresponde às linhas sem interrupção, aplicadas em trecho específico de pista; Tracejada ou Seccionada: corresponde às linhas interrompidas, aplicadas em cadência, utilizando espaçamentos com extensão igual ou maior que o traço; Setas, Símbolos e Legendas: correspondem às informações representadas em forma de desenho ou inscritas, aplicadas no pavimento, indicando uma situação ou complementando a sinalização vertical existente.
  11. 11. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGOSinalização Horizontal: dimensões Larguras das linhas longitudinais: definidas pela sua função e pelas características físicas e operacionais da via. Linhas tracejadas: dimensionadas em função do tipo de linha e/ou da velocidade regulamentada para a via. Linhas transversais e o dimensionamento dos símbolos e legendas: definidos em função das características físicas da via, do tipo de linha e/ou da velocidade regulamentada para a via.
  12. 12. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGOSinalização Horizontal: padrões de cores Amarela, utilizada para: Separar movimentos veiculares de fluxos opostos; Regulamentar ultrapassagem e deslocamento lateral; Delimitar espaços proibidos para estacionamento e/ou parada; Demarcar obstáculos transversais à pista (lombada).
  13. 13. A largura (l) das linhas e a distância (d)entre elas é de no mínimo 0,10 m e nomáximo de 0,15 m.
  14. 14. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGOSinalização Horizontal: padrões de cores - Amarela Em via urbana onde houver mais de uma faixa de trânsito em pelo menos um dos sentidos; Em via com curvas acentuadas que comprometa a segurança do tráfego por falta de visibilidade; Em casos específicos, tais como: faixas exclusivas de ônibus no contrafluxo; em locais de transição de largura de pista; proximidades de interseções ou outros locais onde os deslocamentos laterais devam ser proibidos.
  15. 15. A largura (l) das linhas e a distância(d) entre elas é de no mínimo 0,10 m eno máximo de 0,15 m. Em pontes, viadutos e túneis, em rodovias com largura de pista superior a 7m, devem ser utilizadas linhas de proibição de ultrapassagem com início 150m antes da obra de arte e término 80m depois, de acordo com o sentido do tráfego.
  16. 16. Distância de Visibilidade X Velocidade Regulamentada Movimentos de Ultrapassagem
  17. 17. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGOSinalização Horizontal: padrões de cores Branca, utilizada para: Separar movimentos veiculares de mesmo sentido; Delimitar áreas de circulação; Delimitar trechos de pistas, destinados ao estacionamento regulamentado de veículos em condições especiais; Regulamentar faixas de travessias de pedestres; Regulamentar linha de transposição e ultrapassagem; Demarcar linha de retenção e linha de “Dê a preferência”; Inscrever setas, símbolos e legendas.
  18. 18. Linha Simples ContínuaQuando a linha contínua é utilizada paraseparação de faixas destinadas a veículoespecífico, a largura pode variar de 0,20 a0,30 m.
  19. 19. Linha Simples SeccionadaOrdena fluxos de mesmo sentido decirculação, delimitando o espaço disponívelpara cada faixa de trânsito e indicando ostrechos em que a ultrapassagem e atransposição são permitidas
  20. 20. As larguras das faixas de trânsito são definidas em funçãoda composição do tráfego e dos níveis de desempenho dofluxo veicular, devendo-se evitar variações na largura e nonúmero de faixas, mantendo-se a continuidade.
  21. 21. Linha de bordoDelimita, através de linhacontínua, a parte da pistadestinada ao deslocamentodos veículos, estabelecendoseus limites laterais.
  22. 22. Linha de continuidade Dá continuidade visual às marcações longitudinais principalmente quando há quebra no alinhamento em trechos longos ou em curvas.
  23. 23. Linha de retenção e faixa de travessia depedestresLargura (l) mínima é de 0,30m e a máxima de 0,60 m.Distância (d) entre elas de0,30 m a 0,80 m.Distância da faixa de pedestre à linha deretenção: 1,60m dDeve ser utilizada nos seguintes casos: em todas as aproximações de interseções semaforizadas; em cruzamento rodocicloviário; em cruzamento rodoferroviário; junto a faixa de travessia de pedestre; em locais onde houver necessidade por questões de segurança.
  24. 24. LegendaFormadas a partir de combinações de letras ealgarismos, aplicadas no pavimento. Vias Urbanas Vias Rurais
  25. 25. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGOSinalização Horizontal: padrões de cores• Vermelha, utilizada para: Demarcar ciclovias ou ciclofaixas; Inscrever símbolo (cruz).
  26. 26. CICLOVIA X CICLOFAIXA CiclofaixaFaixa destinada à circulaçãoexclusiva de bicicletas,separada das outras faixas porpintura no pavimento,dispositivos delimitadores como“tachinhas” e “tartarugas”. Ciclovia Via destinada à circulação exclusiva de bicicletas. Sua estrutura é totalmente segregada do tráfego motorizado por meio fio, muretas ou similares.
  27. 27. Ciclofaixa Marcação da ciclofaixa: l1 - no mínimo, 0,20 m e, no máximo, 0,30 m. l2 - para contraste – no mínimo 0,10 m. Sentido único ->1,50 m Largura min. da Ciclofaixa: Sentido duplo -> 2,50 m
  28. 28. Marcação de cruzamentosrodocicloviários
  29. 29. Ciclofaixa
  30. 30. Ciclovia
  31. 31. Símbolos- Serviço de Saúde
  32. 32. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGOSinalização Horizontal: padrões de coresAzul, utilizada como base para: Inscrever símbolo em áreas especiais de estacionamento ou de parada para embarque e desembarque para pessoas portadoras de deficiência física.
  33. 33. Símbolos- Estacionamento de veículos que transportampessoas portadoras de deficiências físicas
  34. 34. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGOSinalização Horizontal: padrões de coresPreta, utilizada como base para: Proporcionar contraste entre a marca viária/inscrição e o pavimento, (utilizada principalmente em pavimento de concreto) não constituindo propriamente uma cor de sinalização.
  35. 35. EXEMPLOS DE SINALIZAÇÃO HORIZONTALINADEQUADA Credibilidade comprometida
  36. 36. REMOÇÃO DE TINTA

×