Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Possibilidades de Jogos Geográficos na Educação Ambiental

6,272 views

Published on

Apresentação utilizada durante o Simpósio de Educação e Meio Ambiente:Tendências e experiências na Universidade e na Escola
Contém as etapas da construção dos jogos, bem como suas possibilidades de conteúdo e contribuições para o ensino de Geografia. Acompanha o fascículo "CONSTRUINDO JOGOS GEOGRÁFICOS" disponível em: http://olharesgeograficos.blogspot.com

Published in: Education
  • Be the first to comment

Possibilidades de Jogos Geográficos na Educação Ambiental

  1. 1. Possibilidades de Jogos Geográficos na Educação Ambiental <br />ThiaraVichiato Bredahttp://olharesgeograficos.blogspot.comUNICAMP – Instituto de Geociências – DGAEPrograma de Ensino e HistóriaemCiências da Terra<br />
  2. 2. Educação Ambiental<br />
  3. 3. EDUCAÇÃO AMBIENTAL<br />Educação <br />Visa propiciar às pessoas a compreensão crítica e global do ambiente<br />Elucidar valores e desenvolver atitudes que lhes permitam adotar uma posição consciente e participativa<br />(Minini)<br />
  4. 4. A IMPORTÂNCIA DA EA <br />Necessária para indivíduos que ainda estão em processo de formação de valores.<br />Pode contribuir para uma mudança ou o direcionamento dos Valores.<br />EA necessita de projetos complementares e atividades didáticas de campo para atingir seus objetivos. <br />
  5. 5. JOGO<br />
  6. 6. O jogo esta presente na natureza humana, seja ela na infância ou na fase adulta<br />Características fundamentais: <br />- ser livre - atividade voluntária, despertando o prazer; <br /><ul><li>não é vida “corrente” nem vida “real” – distância do cotidiano;
  7. 7. isolamento e imitação - tem seu tempo e espaço fictício;
  8. 8. cria a ordem e é a ordem - existência de regras(explicitas ou não) </li></ul>HUIZINGA, 2008<br />
  9. 9. Contribuição dos jogos<br />- Interesse do aluno<br />- Curiosidade<br />- “Prova”: exige um esforço da criança para cumprir seus objetivo e vencer desafios,obstáculose dificuldades<br />- Aluno-papel ativo na construção dos novos conhecimentos, pois permite a interação com o objeto a ser conhecido<br /><ul><li>Permite ao aluno por meio de regras e </li></ul>métodos construir por si mesmo a descoberta<br />
  10. 10. Papel do EducadorFUNDAMENTAL<br />Mediar do jogo<br />Direcionar a atividade<br />Ficar atento aos problemas que podem ocorrer (valorização da competição entre os alunos)<br />
  11. 11. A qualidade do ensino com jogos depende da maneira como as regras são colocadas e executadas, e é sobretudo pelo papel do educador que o jogo pode se tornar “uma ferramenta de reflexão e uma experiência vivenciada” <br /> ANTUNES, 2003 p.55 <br />
  12. 12. Construção dos jogo<br />
  13. 13. - Estratégia didática - valorização do lugar<br />- Podem ser usados para iniciar ou finalizar um conteúdo<br />- Confeccionados artesanalmente com fotos aéreas e imagens de satélite (Google Earth©), sendo exemplospara outras regiões.<br />
  14. 14. Softwares de desenho <br /> - Jogos confeccionados com recursos computacionais de desenho a partir de mapas e imagens de sensoriamento remoto são opções de propostas atrativas para auxiliar a introdução das noções cartográficas no E.F.<br /> - Permitem ao professor construir jogos <br />com a finalidade de se trabalhar o <br />conteúdo escolar que contribua para o <br />ensino de Geografia<br />
  15. 15. Jogos a partir <br />de imagens <br />de satélite <br />e fotografias <br />aéreas<br />
  16. 16.
  17. 17. Jogo da memória<br /><ul><li>Imagens captadas pelo satélite do Google Earth</li></ul>- Localização e identificação das peças<br />
  18. 18.
  19. 19.
  20. 20. Quebra-cabeça<br />- No momento em que os discentes procuram as peças para encaixar o quebra-cabeça, mesmo que por “diversão”, eles estarão fazendo uma análise visual minuciosa da peça.<br />
  21. 21. Dominó I<br /><ul><li>Encaixe entre uma pergunta e sua respectiva representação (imagem vertical ou oblíqua)</li></ul>- Busca despertar a interpretação de paisagens e relacioná-las em um contexto<br />
  22. 22.
  23. 23. Dominó II<br /><ul><li>Encaixe entre uma imagem de satélite (visão vertical), e uma foto (visão horizontal ou oblíqua) do mesmo objeto.</li></ul>- Observar imagens por diversos ângulos – contribui para a compreensão de mapas<br />
  24. 24.
  25. 25. Jogo a partir <br />de mapa<br />
  26. 26. Jogo de tabuleiro “Conhecendo o Parque Ecológico”<br />- Mapa no Parque Municipal - as trilhas são os caminhos que os jogadores devem percorrer <br />- Cartas - temas do parque, conceitos e noções de cartografia, reciclagem.<br />
  27. 27.
  28. 28.
  29. 29. Possibilidades <br />de conteúdo<br />
  30. 30. - Recurso hídrico<br />- Sistema de tratamento de esgoto<br />- Erosão urbana<br />- Área de Proteção Ambiental<br />- Ferrovia ligada à gênese do município<br />- Desmatamento da vegetação nativa;<br />- Aterro sanitário<br />- Análise das transformações do espaço<br />- Noções cartográficas (legenda, escala)<br />
  31. 31.
  32. 32. Conclusão<br />
  33. 33. Educação Ambiental<br />Jogos que trabalham o espaço vivido podem contribuir para o processo de valorização de uma consciência ambiental nos alunos e para a transformação de seus comportamentos<br />
  34. 34. Cartografia<br />Algumas das noções são básicas durante a alfabetização cartográfica no Ensino Fundamental e os materiais descritos aqui permitem desenvolver, como a visão oblíqua e a visão vertical, o alfabeto cartográfico (ponto, linha e área), a construção da noção de legenda, a proporção e a escala, a lateralidade, referências e orientação espacial<br />
  35. 35. Apostila http://olharesgeograficos.blogspot.com<br />
  36. 36. Bibliografia<br />ALMEIDA & PASSINI, E. Y.O espaço geográfico: ensino e representação. Coleção Repensando o Ensino. 2a ed. Editora Contexto. São Paulo. 1991.<br />ALMEIDA, P. N. de. Educação Lúdica: técnicas e jogos pedagógicos. 10 ed. São Paulo. Editora Loyola, 2000. <br />BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais : geografia /Secretaria de Educação Fundamental. . Brasília : MEC/SEF, 1998. 156p.<br />ALMEIDA, R. D. de. Atlas municipais elaborados por professores: a experiência conjunta de Limeira, Rio Claro e Ipeúna. Cad. Cedes, Campinas, v23, n. 60, 149-168p., agosto 2003.<br />BREDA, T. V; O olhar espacial e geográfico na leitura e percepção da paisagem municipal : contribuições das representações cartográficas e do trabalho de campo no estudo do lugar. Ourinhos 2010, Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Geografia (Trabalho de Conclusão de Curso).<br />CASTELLAR, M. V. S. Educação geográfica: a psicogenética e o conhecimento escolar. Cad. Cedes, Campinas, vol. 25, n. 66, 2005, 209-225 p. Disponível em http://www.cedes.unicamp.br.<br />CAVALCANTI, L. Concepções Teóricas e Elementos da Prática de Ensino de Geografia. In: CAVALNCANTI, L.S. Geografia e Práticas de Ensino. Goiânia: Editora Alternativa, 2002. p. 11-46 <br />CHATEAU, J. O jogo e a criança. Trad. Guido de Almeida. São Paulo: Summus Editorial, 1987. 139 p.<br />CUNHA, M.V. Piaget – Psicologia Genética e Educação. In: Psicologia da Educação. DP&A: RJ, 2003.<br />LOPES, O. R. Jogo “ciclo das rochas”: um recurso lúdico para o ensino de geociências. Campinas, 2007. 139p. Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Geociências (Mestrado)<br />PIAGET, J. A formação do símbolo na criança - Imitação, jogo e Sonho Imagem e Representação. 3 ed. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 341, 1964p.<br />ROMANO, S. M. M. Alfabetização cartográfica: a construção do conceito de visão vertical e a formação de professores. In: CASTELLAR, S. Educação geográfica: teorias e práticas docentes. São Paulo: Editora Contexto, 2006.<br />SILVA, L. G. Jogos e situações-problema na construção das noções de lateraridade, referências e localização espacial. In: CASTELLAR, S. Educação geográfica: teorias e práticas docentes. São Paulo: Editora Contexto, 2006.<br />

×