Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
PORTUGAL NO CONTEXTO EUROPEU DOS SÉCULOS XII A XIV
Cultura,
Arte e
Religião
Entre os séculos XII e XIV desenvolveram-se
di...
Cultura monástica
O clero era, na Idade Média, o
grupo social mais culto.
A cultura monástica
promovida, sobretudo, nos
mo...
Cultura Cortesã
A cultura cortesã desenvolveu-se nas
cortes régias e nos palácios e
castelos dos nobres.
As principais man...
Cultura Popular
Nos campos e nas
cidades
desenvolveu-se a
cultura popular. A
maior parte do povo
era analfabeta, por
isso ...
Religião
As Ordens Mendicantes
A decadência dos costumes e do
clero e a riqueza crescente da
Igreja provocaram a fundação
...
As heresias
A vida de luxo vivida por alguns
membros do clero fez com que as
surgissem ideias contrárias à
doutrina da Igr...
As Universidades
Com o desenvolvimento urbano, a
partir do século XII, as escolas
episcopais e monásticas
tornaram-se inca...
ARTE
Estilo Românico
Entre os século XI e XII, o estilo
artístico predominante foi o
românico, aplicado sobretudo
às const...
Estilo Românico
Principais
características:
- Aspeto pesado (tipo
fortaleza), com poucas
aberturas.
- Janelas em forma de
...
Estilo Românico
Principais
características:
- Grossas colunas
interiores.
- Arcos de volta perfeita
e abóbadas de berço.
-...
Estilo Românico
Outro tipo de Edifícios:
-Os castelos
Marcam o poder da nobreza fundiária e
simbolizam a segurança.
Escult...
Estilo Gótico
Entre finais do século XII e meados do século
XV desenvolveu-se na Europa a arte gótica.
O estilo gótico é r...
Estilo Gótico
Principais características:
- Grande altura dos edifícios.
- Verticalidade das linhas dos
edifícios.
- Utili...
Estilo Gótico
Outro tipo de Edifícios:
- Castelos
Reduz-se o perímetro da cerca. A
torre de menagem torna-se mais
alta e a...
Estilo Gótico
Escultura:
A afirmação do Gótico ficou
marcada pelo regresso em
força da escultura devocional.
A escultura n...
Estilo Gótico
Pintura e ourivesaria:
- Embora a maioria das peças se
destinam-se a uma utilização
religiosa, começam a sur...
FIM
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Cultura,arte e religião

16,489 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

Cultura,arte e religião

  1. 1. PORTUGAL NO CONTEXTO EUROPEU DOS SÉCULOS XII A XIV Cultura, Arte e Religião Entre os séculos XII e XIV desenvolveram-se diferentes manifestações culturais
  2. 2. Cultura monástica O clero era, na Idade Média, o grupo social mais culto. A cultura monástica promovida, sobretudo, nos mosteiros, mas também nas igrejas e catedrais, foi uma cultura religiosa e erudita, ligada à oração, ao ensino (escolas monásticas e episcopais) e à cópia de livros. Monge copista Iluminura Escola monástica
  3. 3. Cultura Cortesã A cultura cortesã desenvolveu-se nas cortes régias e nos palácios e castelos dos nobres. As principais manifestações da cultura cortesã eram animadas por jograis, representações teatrais, poesia trovadoresca (cantigas de amigo, cantigas de amor e cantigas de escárnio e maldizer), os romances de cavalaria, os livros de montaria e os livros de linhagem , as crónicas, a música, os torneios, as festas e os banquetes. Cantiga de Amigo Ay flores, ay flores do verde pyno, Se sabedes novas do meu amigo! Ay Deus, e hu é? Ay flores, ay flores do verde ramo, Se sabedes novas do meu amado! Ay Deus, e hu é? (…) D. Dinis Ambiente cortesão
  4. 4. Cultura Popular Nos campos e nas cidades desenvolveu-se a cultura popular. A maior parte do povo era analfabeta, por isso esta cultura transmitia-se oralmente, através de lendas, poesias e músicas. Nas festas e romarias atuavam os saltimbancos e momos, os jograis e os bobos. As festas populares incluíam quase sempre celebrações religiosas. Camponeses a dançar
  5. 5. Religião As Ordens Mendicantes A decadência dos costumes e do clero e a riqueza crescente da Igreja provocaram a fundação de ordens mendicantes, nos séculos XII e XIII. Com estas ordens renasciam os ideais de pobreza, de amor ao próximo e de simplicidade. Através da pregação defendiam os mais desfavorecidos e combatiam as heresias. Ordem dos Franciscanos, fundada por S. Francisco de Assis, em 1209 Ordem dos Dominicanos, fundada por S. Domingos de Gusmão, em 1215
  6. 6. As heresias A vida de luxo vivida por alguns membros do clero fez com que as surgissem ideias contrárias à doutrina da Igreja. Conhecidas como heresias, essas novas ideias religiosas ameaçaram o poder da Igreja. Estes movimentos acabam por ser perseguidos pela Igreja e dão origem ao tribunal da Inquisição. Cátaros Valdenses Exemplos de heresias medievais:
  7. 7. As Universidades Com o desenvolvimento urbano, a partir do século XII, as escolas episcopais e monásticas tornaram-se incapazes de responder às necessidades das elites urbanas. Nalgumas cidades começaram a surgir associações de estudantes e professores, que promoviam o ensino de matérias como a Medicina e o Direito, entre outras. Assim, surgiram as Universidades – ou Estudos Gerais -, por toda a Europa. Estudantes universitários
  8. 8. ARTE Estilo Românico Entre os século XI e XII, o estilo artístico predominante foi o românico, aplicado sobretudo às construções religiosas. Na arte românica a escultura e a pintura estavam subordinadas à arquitetura. Em Portugal, os edifícios religiosas podem-se agrupar em 2 grupos: • Grandes edifícios: por exemplo a Sé de Coimbra; • Pequenas igrejas locais. Igreja de S.Pedro de Rates (Póvoa de Varzim)
  9. 9. Estilo Românico Principais características: - Aspeto pesado (tipo fortaleza), com poucas aberturas. - Janelas em forma de seteiras. - Planta de cruz latina. - Grossas paredes com contrafortes exteriores. Sé de Coimbra Transepto Deambulatório Naves Laterais
  10. 10. Estilo Românico Principais características: - Grossas colunas interiores. - Arcos de volta perfeita e abóbadas de berço. - Decoração com esculturas de figuras bíblicas e outras figuras simbólicas. Tímpano da Igreja de S.Pedro de Rates Mosteiro de Castro de Avelãs (Bragança)
  11. 11. Estilo Românico Outro tipo de Edifícios: -Os castelos Marcam o poder da nobreza fundiária e simbolizam a segurança. Escultura, pintura e ourivesaria: A escultura românica está muito dependente da arquitectura. Começa a ganhar importância a escultura tumular. É pouco conhecida a pintura românica sobre pedra, em Portugal. Mas são conhecidas algumas iluminuras. A ourivesaria teve um notável desenvolvimento, essencialmente ligada à religião. Túmulo de Egas Moniz Cálice(mostero de Refojos de Basto) Relicário (mosteiro de Arouca) Castelo de Almourol
  12. 12. Estilo Gótico Entre finais do século XII e meados do século XV desenvolveu-se na Europa a arte gótica. O estilo gótico é reflexo de uma época de renovação económica e urbana. O gótico é uma arte urbana e de catedrais. Em Portugal, o gótico difundiu-se tardiamente. Por isso coexistiram, durante bastante tempo, o românico e o gótico. No nosso país o gótico é sobretudo, uma arte de mosteiros e não de catedrais. O Mosteiro da Batalha é a obra prima do gótico português, mas podem-se destacar, também, o Mosteiro de Alcobaça, a Igreja de S. Francisco, no Porto ou a Igreja da Graça em Santarém. Mosteiro da Batalha Mosteiro da Alcobaça
  13. 13. Estilo Gótico Principais características: - Grande altura dos edifícios. - Verticalidade das linhas dos edifícios. - Utilização do arco em ogiva. - Abóbada sobre o cruzamento de ogivas. - Emprego dos arcobotantes. - Intensa luminosidade interior proporcionada pelas janelas e vitrais. - Decoração das fachadas. Interior do Mosteiro da Batalha
  14. 14. Estilo Gótico Outro tipo de Edifícios: - Castelos Reduz-se o perímetro da cerca. A torre de menagem torna-se mais alta e aparatosa e até mais habitável, deixando livre a praça de armas para os guerreiros. - Paços reais - Paços episcopais - Paços senhoriais Castelo de Bragança Solar dos Pinheiros Barcelos
  15. 15. Estilo Gótico Escultura: A afirmação do Gótico ficou marcada pelo regresso em força da escultura devocional. A escultura no interior dos templos generaliza-se. A escultura tumular também cresce. Virgem com o Menino Esculturas do Apostolado, Sé de Évora Túmulo de D. Inês de Castro
  16. 16. Estilo Gótico Pintura e ourivesaria: - Embora a maioria das peças se destinam-se a uma utilização religiosa, começam a surgir cada vez mais peças para uso pessoal e doméstico. Na pintura desenvolveu-se a iluminura de manuscritos e os vitrais.  Em Portugal, o pintor Nuno Gonçalves  foi o artista de maior projeção, sendo a sua obra mais conhecida os Painéis de S. Vicente de Fora. Colar da Rainha Santa Painéis de S. Vicente de Fora, século XV, Nuno Gonçalves
  17. 17. FIM

×