Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

A onça e o gambá

1,546 views

Published on

História Infantil

Published in: Education
  • Be the first to comment

A onça e o gambá

  1. 1. A ONÇA E O GAMBÁ
  2. 2. A onça andava louca de raiva com o gambá que lhe havia pregado uma peça e saiu à procura dele disposta a tirar uma desforra.
  3. 3. Ia indo pelo mato, quando ouviu um barulho esquisito. Espiou através das folhagens: era gambá que tirava cipó. Sorriu, satisfeita. Agora ele não lhe escaparia!
  4. 4. Aproximou-se e o gambá, quando a viu, pensou lá consigo: “Estou perdido!”. Mas logo inventou um plano; fez cara muito feia e disse, tremendo:
  5. 5. – Bom aparecer alguém! Ajude- me a tirar cipó, depressa. Quero me amarrar a uma árvore que vem aí um tufão e pode me carregar.
  6. 6. A onça compreendeu o perigo e ajudou a tirar cipó. Quando tinham uma boa quantidade, ela exigiu, ameaçadora:
  7. 7. – Amarre-me primeira a essa árvore grossa. Eu sou maior que você e o vento me pegará com mais força.
  8. 8. O gambá ainda fez um luxinho, quem o amarraria depois? Mas a onça não quis saber de nada. Abraçou-se à árvore e o gambá amarrou-a solidamente. Feito o serviço, ele se pôs a dançar e a cantar:
  9. 9. – Não há vento nenhum! Fique aí, diaba. Eu vou dando o fora!
  10. 10. Sem indicação de autoria. “A onça e o gambá”. O Dia. Rio de Janeiro, 30/31 de dezembro de 1962

×