Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
ARQUEOLOGIA
DA ANIMAÇÃOMATERIAL PRÁTICO & DIDÁTICO
ARQUEOLOGIAARQUEOLOGIAARQUEOLOGIAARQUEOLOGIAARQUEOLOGIA
Oi, eu sou o Oliver Bernard, mas
pode me chamar de O.B! Venha
comigo desvendar o maravilhoso
mundo da Animação!?!
ARQUEOLOGIA
DA ANIMAÇÃOMATERIAL PRÁTICO & DIDÁTICO
equipeeditorial
Ilustração: Julia Libânio
Pesquisa e texto: Julia Libânio,Raquel Piantino e Tamara e Costa
Projeto gráfico ...
Dedicadoatodososeducadoreseescolasquetornaram
esse projeto realidade.
E, principalmente, aos artistas mirins, nossa maior
...
INTRODUÇÃO
MuitoantesdoCINEMA,daFOTOGRAFIA
oudaLUZELÉTRICA,aspessoasjásereuniam
para registrar a dinâmica da vida, os MOVI...
luzesombra
A SOMBRA é como o silêncio, a pausa, o
descanso. Se não houvessem repousos para
a mente,a música,o trabalho ou ...
Sevocêobservarestamesmamaçãnas
mesmas circunstâncias ao longo do dia, irá
perceberavariaçãodaposiçãodestasombra...
Vocêcon...
ASPINTURAS
RUPESTRES
Registrosarqueológicosnosmostramque
nossosancestraispintavamdentrodascaver-
nasaquiloquegostariamdeca...
Assista: COMO A ARTE FEZ O
MUNDO - documentário de 5 episó-
dios produzido pela BBC em 2005 -
especialmente oEPISÓDIO2-ODI...
DACAVERNAAOTEATRO
DOTEATROAOCINEMA EraenãoeraumaveznaChina,na
dinastia Han (por volta de 200 a.C.),
umimperadorchamadoWuti...
Aproximadamente5.000a.C.,noOriente,
nascia o Teatro de Sombras. Era então uma
espéciedeprojeção,emcortinasbrancas,de
silhu...
Oquesão
brinquedos
ópticos?
Tudo começa com brincadeiras lúdicas
quedesencadearammaravilhososobjetosde
pesquisaeestudo.Osc...
Existe uma teoria chamada persistência
retiniana. Ela explica que o olho humano
retém uma imagem por uma fração de se-
gun...
// FENAQUITOSCÓPIO
Idealizadoem1828,ofenaquitoscópio
éumbrinquedocomdoisdiscosparalelos
presos a uma haste. Ao girar o dis...
// KINEÓGRAFO, OU FLIP BOOK
Simples, barato e até hoje bastante
popular, o flip book,idealizado em 1868,
éhojeofamosolivro...
Para fazer o estroboscópio
você vai precisar de:
-uma tesoura
-um percevejo
-um palito grande
(churrasco ou sushi)
façavoc...
Para fazer seu Tau-
matrópio,recorte o círculo
onde está o Oliver Bernard.
Depois, faça dois furinhos
nas laterais e coloq...
Com a projeção da lanterna mágica
somada ao mecanismo dos brinquedos
ópticos,e o surgimento da fotografia (1826),
temos o ...
// LUMIèRE
OsirmãosLumièrenãoeram«cineastas»
de primeira.Na verdade,eles eram bons co-
merciantes.Filhosdeumfotógrafoevend...
// MéLIèS
Muitoscineastaserammágicosdeforma-
ção e usavam o cinema como um dos seus
númerosdeilusionismo.Porissoforamcha-
...
bibliografia
MASCARELLO,Fernando (org).HistóriadoCinemaMundial.Campinas: Papirus,2007.
LUCENA JUNIOR,Alberto.ArtedaAnimaçã...
SOBRE O PROJETO
Este material acompanha o projeto “Arqueologia da Animação”, realizado pelo Coletivo Ora Bolas, em
Brasíli...
Apresentação Realização Apoio
“... É simples: quando acordo aterrorizado, vendo as
grandes sombras incompreensíveis erguer...
Arqueologia do cinema de animação - Material prático e didático
Arqueologia do cinema de animação - Material prático e didático
Arqueologia do cinema de animação - Material prático e didático
Arqueologia do cinema de animação - Material prático e didático
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Arqueologia do cinema de animação - Material prático e didático

1,831 views

Published on

Arqueologia da Animação - Material prático & didático é uma publicação produzida pelo Coletivo Ora Bolas com o apoio do FAC-DF. É destinada a estudantes, professores e educadores interessados em explorar os sentidos da ficção e da realização do cinema, de construção da memória imagética.

Published in: Education
  • DOWNLOAD THAT BOOKS INTO AVAILABLE FORMAT (2019 Update) ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { http://bit.ly/2m6jJ5M } ......................................................................................................................... Download Full EPUB Ebook here { http://bit.ly/2m6jJ5M } ......................................................................................................................... Download Full doc Ebook here { http://bit.ly/2m6jJ5M } ......................................................................................................................... Download PDF EBOOK here { http://bit.ly/2m6jJ5M } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { http://bit.ly/2m6jJ5M } ......................................................................................................................... Download doc Ebook here { http://bit.ly/2m6jJ5M } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ................................................................................................................................... eBook is an electronic version of a traditional print book that can be read by using a personal computer or by using an eBook reader. (An eBook reader can be a software application for use on a computer such as Microsoft's free Reader application, or a book-sized computer that is used solely as a reading device such as Nuvomedia's Rocket eBook.) Users can purchase an eBook on diskette or CD, but the most popular method of getting an eBook is to purchase a downloadable file of the eBook (or other reading material) from a Web site (such as Barnes and Noble) to be read from the user's computer or reading device. Generally, an eBook can be downloaded in five minutes or less ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks .............................................................................................................................. Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .....BEST SELLER FOR EBOOK RECOMMEND............................................................. ......................................................................................................................... Blowout: Corrupted Democracy, Rogue State Russia, and the Richest, Most Destructive Industry on Earth,-- The Ride of a Lifetime: Lessons Learned from 15 Years as CEO of the Walt Disney Company,-- Call Sign Chaos: Learning to Lead,-- StrengthsFinder 2.0,-- Stillness Is the Key,-- She Said: Breaking the Sexual Harassment Story That Helped Ignite a Movement,-- Atomic Habits: An Easy & Proven Way to Build Good Habits & Break Bad Ones,-- Everything Is Figureoutable,-- What It Takes: Lessons in the Pursuit of Excellence,-- Rich Dad Poor Dad: What the Rich Teach Their Kids About Money That the Poor and Middle Class Do Not!,-- The Total Money Makeover: Classic Edition: A Proven Plan for Financial Fitness,-- Shut Up and Listen!: Hard Business Truths that Will Help You Succeed, ......................................................................................................................... .........................................................................................................................
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • If you want to download or read this book, Copy link or url below in the New tab ......................................................................................................................... DOWNLOAD FULL PDF EBOOK here { http://bit.ly/2m77EgH } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { http://bit.ly/2m77EgH } ......................................................................................................................... Download Doc Ebook here { http://bit.ly/2m77EgH } ......................................................................................................................... .........................................................................................................................
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • If you want to download or read this book, copy link or url below in the New tab ......................................................................................................................... DOWNLOAD FULL PDF EBOOK here { https://urlzs.com/UABbn } .........................................................................................................................
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

Arqueologia do cinema de animação - Material prático e didático

  1. 1. ARQUEOLOGIA DA ANIMAÇÃOMATERIAL PRÁTICO & DIDÁTICO ARQUEOLOGIAARQUEOLOGIAARQUEOLOGIAARQUEOLOGIAARQUEOLOGIA
  2. 2. Oi, eu sou o Oliver Bernard, mas pode me chamar de O.B! Venha comigo desvendar o maravilhoso mundo da Animação!?!
  3. 3. ARQUEOLOGIA DA ANIMAÇÃOMATERIAL PRÁTICO & DIDÁTICO
  4. 4. equipeeditorial Ilustração: Julia Libânio Pesquisa e texto: Julia Libânio,Raquel Piantino e Tamara e Costa Projeto gráfico e diagramação: Eduardo Pootz Revisão: Tamara e Costa Arqueologiadaanimação-Material prático & didático Impresso no Brasil 1ª Edição / 2015 Licença Creative Commons para uso não comercial
  5. 5. Dedicadoatodososeducadoreseescolasquetornaram esse projeto realidade. E, principalmente, aos artistas mirins, nossa maior inspiração: nossa luz e sombra.* *conceitocinematográficomuitoimportante. Dedicadoatodososeducadoreseescolasquetornaram esse projeto realidade. E, principalmente, aos artistas mirins, nossa maior inspiração: nossa luz e sombra.* *conceitocinematográficomuitoimportante.
  6. 6. INTRODUÇÃO MuitoantesdoCINEMA,daFOTOGRAFIA oudaLUZELÉTRICA,aspessoasjásereuniam para registrar a dinâmica da vida, os MOVI- MENTOS heróicos,as jornadas épicas ou até mesmo as guerras. Em cavernas ou igrejas,pinturas ou foto- grafias,nóshumanossemprenosencantamos por narrativas e mitos e tudo o que remete ao movimento da ANIMA. Anima (em latim) é ALMA, que também quer dizer “o que anima”. Anima significa também VIDA, ESPÍRITO e SEDE DO PEN- SAMENTO. Existem alguns conceitos básicos que precisamos conhecer para compreender a DINÂMICA do movimento: Okey. Mas o que tudo isso tem a ver com o desenho animado ou o cinema? Okey. Mas o que tudo isso tem a ver com o desenho animado ou o cinema? //7
  7. 7. luzesombra A SOMBRA é como o silêncio, a pausa, o descanso. Se não houvessem repousos para a mente,a música,o trabalho ou os estudos, omundoseriasobrecarregadodeinformações supersaturadas sem contorno ou forma. Luz e sombra são como o yin yang.A sin- tonia perfeita entre duas polaridades. Antes do séc. 19, quando não havia luz elétrica, nascidades, sombrasoscilavamcom as labaredas das fogueiras, tochas, lareiras, velas e candelabros. Com a descoberta da eletricidade, as sombras ficaram rígidas–sem movimento. Você tem medo do escuro? Já viu uma sombra em movimento? A sombra de uma árvore na janela do quarto escuro que parecesse mais o monstro cabeludo do além? Teve medo? Vejamos:numdesenho,asombraéquem dá profundidade. Num ser humano, a sombra é uma característica da personali- dade-e cada um tem sua própria sombra. E no Cinema,a sombra é um dos princí- pios da PROJEÇÃO DA IMAGEM. Luz e sombra, tempo e movimento, espaçoeilusãosãoconceitosfundamentais para entender como uma imagem estática pode se movimentar. //8
  8. 8. Sevocêobservarestamesmamaçãnas mesmas circunstâncias ao longo do dia, irá perceberavariaçãodaposiçãodestasombra... Vocêconsegueimaginar essaexperiência no tempo das cavernas? // EXPERIMENTE Sevocêcolocarumamaçãemfrenteasua janela,permitindo que a luz do Sol entre in- cidindosobreamesacujamaçãestáapoiada, vai perceber que ela projeta uma sombra, certo? E se você levar a maçã para uma fogueira dentrodeumacaverna,aoscilaçãodaslaba- redas dará a impressão de que a maçã está em movimento,correto? LUZESOMBRA TEMPOEMOVIMENTO ESPAÇOEILUSÃO //9
  9. 9. ASPINTURAS RUPESTRES Registrosarqueológicosnosmostramque nossosancestraispintavamdentrodascaver- nasaquiloquegostariamdecaçar. Nosrituais, pinturasjánosderampoderessobrenaturais e garantiram o bom sucesso da caça. Na Pré-História, imagens estáticas pro- duzidas nas cavernas Altamira (Espanha), Lascaux ou Font-de-Gaune (sul da França), até hoje parecem se movimentar. Nesses locais, à medida que alguém com uma lan- terna se locomove a uma determinada velo- cidade, parte das figuras ficam na sombra e parte se iluminam, resultando na ilusão de que as imagens se movimentam. Talvez,emsuasrepresentações,ohomem das cavernas não estivesse apenas reprodu- zindo imagens de sua caça como prática ri- tualística,masORGANIZANDOquadrosem um espaço e tempo específicos. Ou seja, criando neste exercício de pintar o que hoje podemos reconhecer como os princípios básicos do Cinema e da Animação. Vamos viajarpelotempo!!!! VRUMMMMM //10
  10. 10. Assista: COMO A ARTE FEZ O MUNDO - documentário de 5 episó- dios produzido pela BBC em 2005 - especialmente oEPISÓDIO2-ODIA EM QUE AS IMAGENS NASCERAM. //11
  11. 11. DACAVERNAAOTEATRO DOTEATROAOCINEMA EraenãoeraumaveznaChina,na dinastia Han (por volta de 200 a.C.), umimperadorchamadoWuti.Deses- peradoapósperdersuaamadadança- rina num fatal acidente, pediu a um mágicoqueatrouxessedevoltaavida. Impossibilitado pela própria física, o mágico então usou a imaginação: pegou uma fina escama de peixe e cortounoformatodabelajovem.Com aimagem(cortada) damulherproje- tadaemumlençolbranco,fezressurgir emsuavidaalembrançavivadadança edoencanto. //12
  12. 12. Aproximadamente5.000a.C.,noOriente, nascia o Teatro de Sombras. Era então uma espéciedeprojeção,emcortinasbrancas,de silhuetas de bonecos articulados e manipu- lados por varetas. O teatro de sombras chinês,também co- nhecido como Chinauaka, é uma arte muito antigaqueatéhojeépraticadaporgruposde maisde20paises.Étambémconsideradoum dos primórdios do Cinema. Sombrio,não?! Maseocinemaeaanimação? // TEATRO DE SOMBRAS Sombrio,não?! Maseocinemaeaanimação? //13
  13. 13. Oquesão brinquedos ópticos? Tudo começa com brincadeiras lúdicas quedesencadearammaravilhososobjetosde pesquisaeestudo.Oschamados“brinquedos” ópticos provocam, fundamentalmente, a ilusãoqueosolhoseaimaginação produzem. Os dispositivos ópticos mecânicos, ou brinquedosópticos,foramaparelhosdesen- volvidos no período Pré-Cinema, que possi- bilitavamverimagensanimadassemneces- sariamenteautilizaçãodeenergiaelétricae/ ou projeção. Estes instrumentos,que apresentavam a animaçãodeformamecânica,deramgrande contribuiçãoparaatecnologiadaAnimação e do Cinema como conhecemos hoje. Graças a descobertas divertidas como estas,hojepodemosnosdeliciarcomosinú- merosprogramasquepassamnatelinha do Cinema ou da TV*. Contudo, os brinquedos ópticos foram criados independentes do Cinema. Seus criadoresnãopodiampreverqueaindacon- tinuariam aencantaresurpreenderpessoas que nasceram depois do cinema à cores. ouqualqueroutrodispositivo*//14
  14. 14. Existe uma teoria chamada persistência retiniana. Ela explica que o olho humano retém uma imagem por uma fração de se- gundos(aproximadamente1/10desegundo) enquantooutraimagemestásendopercebi- da; e que o olho vê um único movimento ao ver várias imagens em sequência exibidas rapidamente. // TAUMATRÓPIO Criado 1825, quem leva o crédito pela in- venção deste brinquedo é John Ayrton Paris, físicoematemáticobelga.Eleéextremamen- tesimplesenãosugereummovimento,mas exemplifica bem a teoria da persistência reti- niana. O aparelho consiste em um disco pequeno,comumdesenhonafrenteeoutro no verso, preso por duas cordas amarradas. As cordas, ao serem torcidas, fazem duas imagens se fundirem. Nossa,essesbrinquedossãomaneiros! Mas...comofuncionam? Nossa,essesbrinquedossãomaneiros! Mas...comofuncionam? //15
  15. 15. // FENAQUITOSCÓPIO Idealizadoem1828,ofenaquitoscópio éumbrinquedocomdoisdiscosparalelos presos a uma haste. Ao girar o disco, ob- servando através das frestas, as imagens ganham movimento. // ESTROBOSCÓPIO Idealizado em 1832, o estroboscópio consiste em um único disco com frestas abertas entre as imagens. O observador vê as imagens através das frestas com o dispositivo em frente a um espelho. // ZOOTROPO Idealizado em 1834, o zootropo é um tubo giratório com frestas em que o ob- servador,aogiraroaparelho,temailusão de que os desenhos em sequência feitos em tiras de papel estão em movimento. // FENAQUITOSCÓPIO //16
  16. 16. // KINEÓGRAFO, OU FLIP BOOK Simples, barato e até hoje bastante popular, o flip book,idealizado em 1868, éhojeofamosolivrodefotosoudesenhos emsequência. Aopassaraspáginasrapi- damentecomamão,vemosumasequên- cia de imagens em movimento. // PRAXINOSCÓPIO Idealizadoem1877,opraxinoscópioé um aparelho semelhante ao zootropo, mas,nolugardasfrestas, temumespelho internoondeoobservadorvêasequência de imagens em movimento. // KINEÓGRAFO, OU FLIP BOOK LANTERNA MÁGICA Alanternamágicaficouconhecidano século17,quandoopadrejesuítaalemão, AthanasiusKircher, adescreveuecomeçou autilizá-la.Oaparelhoeraconstituídode uma fonte de luz gerada por uma chama dequeroseneeumespelhocurvodentro deumacaixa,queprojetavaimagenspin- tadas com cores transparentes - em pedaços de vidro-,em uma tela branca. //17
  17. 17. Para fazer o estroboscópio você vai precisar de: -uma tesoura -um percevejo -um palito grande (churrasco ou sushi) façavocêmesmo 3-Fure o palito em uma das extremidades; 4-Fure o centro do disco com o percevejo deixe o percevejo perfurado no disco e agora encaixe no furo do palito; 5-O seu estroboscópio está pronto! //Dúvidas? acesse: arqueologiadaanimacao.blogspot.com.br 1-Recorte o disco desenhado; 2-Recorte as frestas na borda; //18
  18. 18. Para fazer seu Tau- matrópio,recorte o círculo onde está o Oliver Bernard. Depois, faça dois furinhos nas laterais e coloque duas cordinhas.Gire as cordas com as mãos e veja nosso amiguinho no espaço. Whohooo!
  19. 19. Com a projeção da lanterna mágica somada ao mecanismo dos brinquedos ópticos,e o surgimento da fotografia (1826), temos o Cinema como conhecemos hoje. AssimnasceuL'Arrivéed'unTrainàLaCiotat (A chegada do trem na cidade), dos irmãos Lumière, considerado o primeiro filme da história do Cinema. Dosbrinquedos aocinema Equandoopúblicoviuotrememdireçãoàcâmerapela primeiraveznahistória,todaaplateialevouomaior sustão!UHAuhauahHA.Imaginasó?! //21
  20. 20. // LUMIèRE OsirmãosLumièrenãoeram«cineastas» de primeira.Na verdade,eles eram bons co- merciantes.Filhosdeumfotógrafoevendedor depapéisfotográficos,osdoisirmãossoube- ram tirar proveito da clientela vendendo filmes e câmeras que eles mesmos faziam. O grande sucesso dos irmãos Lumière na disputatecnológicadaépoca,eraqueoCine- matógrafo (artefato criado por eles) funcio- nava como projetor, câmera e ainda podia fazer cópias a partir dos negativos. Seusfilmesnãocontavamumahistorinha linear,compersonagensfictíciosouqualquer dramaturgiaaparente.Eramfilmesdocumen- tais,“filmesderegistro”.Como,porexemplo, os funcionários saindo da fábrica - além de outras documentações. Equemforam? //22
  21. 21. // MéLIèS Muitoscineastaserammágicosdeforma- ção e usavam o cinema como um dos seus númerosdeilusionismo.Porissoforamcha- mados detrickfilms(filmes de truques),cuja característica principal eram os cortes e ediçõesmuitoelaboradas;comodesapareci- mentos,mutilações e metamorfoses. George Méliès foi um marco para os trickfilms.Éconsideradooprimeirocineasta de ficção. Contudo, seus filmes passaram a perder público quando o Cinema encontrou uma narrativa própria e fez com que o ex-mágico entrasse em falência no ano de 1913. // Émile Reynaud Inventor do praxinoscópio e do Teatro Óptico,ofrancêsÉmileReynaudfezaprimei- ra projeção pública de um espetáculo de imagens animadas no dia 28 de outubro de 1892, três anos antes da conhecida primeira projeção do Cinematógrafo realizada pelos Irmãos Lumière. OTeatroÓpticoeraumavolumosaenge- nhocaqueutilizavatirasflexíveisdeimagens enroladas em um carretel que, passando diantedalentedeumalanternamágica,pro- jetava uma animação. Alémdeinventor,Reynauderaumgrande artistae seunovoaparelhofoiutilizadopara exibição de seu espetáculo chamado Panto- mimes Lumineuses. Com aproximadamente 1.500 imagens coloridas pintadas à mão, o espetáculo continha narrativa, ação dramá- tica,personagens,trilhasonoraeparticipação dopúblicoe,durantealgunsanos, fezimenso sucesso. Devido a este acontecimento, hoje em dia, pessoas de todo o mundo comemo- ramodia28deoutubrocomooDiaInterna- cional da Animação. //23
  22. 22. bibliografia MASCARELLO,Fernando (org).HistóriadoCinemaMundial.Campinas: Papirus,2007. LUCENA JUNIOR,Alberto.ArtedaAnimação–técnicaeestéticaatravésdaHistória. São Paulo: Senac,2002. MANNONI,Laurent.AGrandeArtedaLuzedaSombra:arqueologiadocinema.São Paulo: Senac/Unesp,2003. MACHADO,Arlindo–Pré-cinemaspós-cinemas.Campinas/SP: Papirus,1997. CASATI,Roberto.Adescobertadasombra.São Paulo: Companhia das letras,2001. WILLIAMS,Richard.TheAnimator’sSurvivalKit.Londres: Faber and Faber Ltd.,2001. CAMPBELL,Joseph.OHeróideMilFaces.São Paulo: Editora Cultrix/Pensamento,1995.
  23. 23. SOBRE O PROJETO Este material acompanha o projeto “Arqueologia da Animação”, realizado pelo Coletivo Ora Bolas, em Brasília (DF). A iniciativa contemplada pelo Fundo de Apoio à Cultura do DF inclui uma exposição itinerante de brinquedos ópticos, além de oficinas criativas, por escolas públicas e instituições privadas. A publicação é destinadaaestudantes,professoreseeducadoresinteressadosemexplorarossentidosdaficçãoedarealização do Cinema,de construção da memória imagética. Você sabia? Desde o dia 27 de junho de 2014, o uso de recursos audiovisuais passou a ser obrigatório em escolas da educação básica do Brasil. A regra passou a integrar a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (lei nº 4.394).A diretriz é: escolas devem exibir filmes nacionais por, no mínimo, duas horas mensais, como com- ponente curricular complementar integrado à proposta pedagógica da escola. arqueologiadaanimacao.blogspot.com.br www.coletivoorabolas.com.br VENHA NOS VISITAR!
  24. 24. Apresentação Realização Apoio “... É simples: quando acordo aterrorizado, vendo as grandes sombras incompreensíveis erguerem-se no meio do quarto, quando a pequena luz se faz na ponta dos dedos, e toda a imensa melancolia do mundo parece subir do sangue com a sua voz obscura... Começo a fazer meu estilo. Admirável exercício, este. Às vezes uso o pro- cesso de esvaziar as palavras. Sabe como é? Pego numa palavra fundamental. Palavras fundamentais, curioso... Pego numa palavra fundamental: Amor, Doença, Medo, Morte, Metamorfose. Digo-a baixo vinte vezes. Já não significa. É um modo de alcançar o estilo.” Herberto Helder (1930-2015)

×