Noções de semiologia da pele

2,879 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Noções de semiologia da pele

  1. 1. Faculdade de Veterinária – FAVET Curso: Medicina Veterinária ROTEIRO AULA PRÁTICA 01 - DOENÇAS PARASITÁRIAS VETERINÁRIAS FV 313 Atenção! É proibida a reprodução deste roteiro para quaisquer fins que não sejam objetivos da disciplina de Doenças Parasitárias Veterinárias FV 313. Noções de semiologia da pele Matrícula:_______________________________________ data:____/____/12.A pele constitui uma barreira anatômica e fisiológica entre o organismo e o ambiente É sensível aofrio, calor, a dor, ao prurido e a pressão. Os problemas de pele estão entre as principais causas deatendimentos nas clinicas veterinárias. Leia o texto e faça suas observações.1.Funções da peleEstruturas queratinizadas (pêlos, unhas, camada córnea) Termorregulação e flexibilidadeProteção contra lesões químicas, físicas ou microbianas Proteção contra perdasReservatório de água e eletrólitos ImunorregulaçãoSecreção- glândulas sebáceas e sudoríparas Produção de vitamina D2. Espessura da pele dos animaisCaninos 0,5 a 5mm Suínos 2,2mm Caprinos 2,9mm Equinos 3,8mmFelinos 0,4 a 2mm Ovelhas 2,6mm Bovino 6mm3.Características geraisSuperfície cutânea: levemente ácida (pH varia de 5,5 a 7,5). Maiores variações observa-se em bovinos:4,8 a 6,8 e em equinos: 4,8 a 6,8, na sudorese pode chegar a 7,9.4.Estrutura da peleEpiderme, derme, hiporderme (procurar conhecer os aspectos histofisiológicos)5.Manchas Pigmentares ou DiscrômicasHipopigmentação ou Hipocromia Acromia Hiperpigmentação ou Hipercromia6. Formações SólidasPápula, placas, nódulos, tumor ou nodosidade, vegetação, verrucosidade7. Coleções Líquidas: Vesículas, bolhas, pústulas8. Alterações de EspessuraHiperqueratose ou queratose; liquenificação ou lignificação, cicatriz9. Perdas Teciduais e Reparações: Escama, erosão, úlcera, colarinho epidérmico10. Glândulas anexas: sebáceas e sudoríparas11. Exame da PeleObservar a queixa principal, antecedentes, inicio do quadro, tempo de evolução, tratamentos jáefetuados e suas conseqüências, periodicidade do problema, ambiente em que vive o animal,manejo sanitário, reprodutivo e nutricional, contactantes e presença de ectoparasitos, alergias eoutros.12. Exame físicoPalpação, olfação, inspeção direta13. Classificação das lesões cutâneas: 1-Distribuição 2- Topografia 3- Morfologia.14. Lesões cutâneasExame direto do pelame, tricograma, parasitológico/microbiológico do raspado cutâneo e citologiaREFERÊNCIALUCAS, R. Semiologia da Pele. IN: FEITOSA, F.L.F. Semiologia Veterinária: a arte do diagnóstico.São Paulo: Roca, 2004, p. 641-676.

×