Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Curso O Desenvolvimento Infantil - Módulo A Etiologia das Neuroses

131 views

Published on

Curso O Desenvolvimento Infantil - módulo A Etiologia das Neuroses ministrado em 5/8/2017 - Realização Instituto I.A.I.S. - Fortaleza/CE

Published in: Self Improvement
  • Be the first to comment

Curso O Desenvolvimento Infantil - Módulo A Etiologia das Neuroses

  1. 1. Curso: O Desenvolvimento Infantil Módulo: A Etiologia das Neuroses Facilitador: José Anastácio de Sousa Aguiar Realização: Instituto I.A.I.S. – Fortaleza/CE Coordenação: Dr. França da Silva Data: 5 de agosto de 2017
  2. 2. O que é o processo analítico? O que é a neurose?
  3. 3. O DESENVOLVIMENTO INFANTIL SEGUNDO A PSICANÁLISE E A PSICOLOGIA ANALÍTICA Psicanálise Psicologia Analítica
  4. 4. Quem realmente manda em nós?
  5. 5. Classificação do desenvolvimento da personalidade humana - Fases Autoerótica Narcisista Homossexual Heterossexual Adaptação social Retorno a si mesmo
  6. 6. Como o inconsciente nos informa que precisamos nos cuidar?
  7. 7. Neurose segundo a Psicanálise e a Psicologia Analítica _ Qual é o objetivo? _ Como surgem as neuroses? _ Qual é a função dos sonhos? _ Quais são as teorias mais importantes? _ Quais são os temas supervalorizados? _ Qual é o método de trabalho?
  8. 8. Psicanálise x Psicologia Analítica Objetivos: 1) Da psicanálise: .trazer ao consciente os conteúdos inconscientes e eliminar as resistências; 2) Da psicologia analítica: .realizar a individuação (integração da psique) e a transcendência.
  9. 9. Psicanálise x Psicologia Analítica Como surgem as neuroses? 1) Na psicanálise: .conflito entre ego e instinto sexual – reminiscências infantis; 2) Na psicologia analítica: .desequilíbrio na psique (dissociação) .teoria dos opostos/ compensação.
  10. 10. “As neuroses surgem, principalmente, de um conflito entre o ego e o instinto sexual e as formas que elas assumem guardam a marca do curso do desenvolvimento seguido pela libido e pelo ego.” Sigmund Freud Portal da Busca Espiritual
  11. 11. “Como se sabe, a palavra ‘complexo’ no seu sentido psicológico introduziu-se na língua alemã e inglesa correntes. Hoje em dia todo mundo sabe que as pessoas ‘têm complexos’. Mas o que não é bem conhecido e, embora teoricamente seja de maior importância, é que os complexos podem ‘ter-nos’. A existência dos complexos põe seriamente em dúvida o postulado ingênuo da unidade da consciência que é identificada com a ‘psique’, e o da supremacia da vontade. Toda constelação de complexos implica um estado perturbado de consciência. Rompe-se a unidade da consciência e se dificultam mais ou menos as intenções da vontade, quando não se tornam de todo impossíveis. A própria memória, como vimos, é muitas vezes profundamente afetada. Daí se deduz que o complexo é um fator psíquico que, em termos de energia, possui um valor que supera, às vezes, o de nossas intenções conscientes; do contrário, tais rupturas da ordem consciente não seriam de todo possíveis. De fato, um complexo ativo nos coloca por algum tempo num estado de não-liberdade, de pensamentos obsessivos e ações compulsivas para os quais, sob certas circunstâncias, o conceito jurídico de imputabilidade limitada seria o único válido.” Carl G. Jung – A Natureza da Psique – Editora Vozes – Volume VIII/2 Portal da Busca Espiritual
  12. 12. Psicanálise x Psicologia Analítica Qual é a função dos sonhos? 1) Na psicanálise: .via régia para o inconsciente; 2) Na psicologia analítica: .mensageiro dos complexos.
  13. 13. Psicanálise x Psicologia Analítica Quais são as teorias mais importantes? 1) Da psicanálise: .libido e princípios do prazer x realidade; 2) Da psicologia analítica: .complexos.
  14. 14. “A psicologia das neuroses nos fez ver que, se impulsos cheios de desejo forem reprimidos, sua libido se transformará em ansiedade.” Sigmund Freud Portal da Busca Espiritual
  15. 15. “Hoje em dia podemos considerar como mais ou menos certo que os complexos são aspectos parciais da psique dissociados. A etiologia de sua origem é muitas vezes um chamado trauma, um choque emocional, ou coisa semelhante, que arrancou fora um pedaço da psique. Uma das causas mais frequentes é, na realidade, um conflito moral cuja razão última reside na impossibilidade aparente de aderir à totalidade da natureza humana. Esta impossibilidade pressupõe uma dissociação imediata, quer a consciência do eu o saiba quer não. Regra geral, há uma inconsciência pronunciada a respeito dos complexos, e isto naturalmente lhes confere uma liberdade ainda maior. Em tais casos, a sua assimilação se revela de modo todo particular, porque a inconsciência do complexo ajuda a assimilar inclusive o eu, resultando dai uma modificação momentânea e inconsciente da personalidade, chamada identificação com o complexo. Na Idade Média, este conceito completamente moderno tinha um outro nome: chamava-se possessão.” Carl G. Jung – A Natureza da Psique – Editora Vozes – Volume VIII/2 Portal da Busca Espiritual
  16. 16. Psicanálise x Psicologia Analítica Quais são os temas supervalorizados? 1) Na psicanálise: .libido, Complexo de Édipo; 2) Na psicologia analítica: .inconsciente coletivo, complexos, si-mesmo, máscara, sombra, sincronicidade anima e animus.
  17. 17. “O complexo de Édipo constitui o núcleo de todas as neuroses.” Sigmund Freud Portal da Busca Espiritual
  18. 18. “A psicologia onírica mostra-nos, com toda a clareza, que os complexos aparecem em forma personificada, quando são reprimidos por uma consciência inibidora, do mesmo modo como o folclore descreve os duendes que, de noite, fazem barulheira pela casa. Observamos o mesmo fenômeno em certas psicoses nas quais os complexos ‘falam alto’ e aparecem como ‘vozes’ que apresentam características de pessoas.” Carl G. Jung – A Natureza da Psique – Volume VIII/2 Portal da Busca Espiritual
  19. 19. Psicanálise x Psicologia Analítica Qual é o método de trabalho? 1) Da psicanálise: .associação livre; 2) Da psicologia analítica: .atividade criativa (método construtivo).
  20. 20. O Consciente, o Inconsciente e os Complexos
  21. 21. O Consciente, o Inconsciente e o Ego
  22. 22. O Consciente, o Inconsciente (pessoal e coletivo) e o Ego
  23. 23. O Consciente, o Inconsciente (pessoal e coletivo), os Complexos e os Arquétipos
  24. 24. O Consciente, o Inconsciente (pessoal e coletivo), Persona, Sombra, Animus e Anima
  25. 25. Modelo da Psique humana de Jung
  26. 26. Modelo da Psique humana de Jung
  27. 27. O Mapa da Alma de Jung
  28. 28. Exercício de Imaginação Ativa Conversando com o Inconsciente
  29. 29. Individuação – Sombra – Máscara – Si-mesmo – Complexos – Transcendência – Sincronicidade
  30. 30. Psicanálise x Psicologia Analítica Qual é a contribuição da nossa geração para o aperfeiçoamento do processo analítico? _ trazer os conteúdos inconscientes para o consciente não basta; _ ressignificar é a chave do tratamento.
  31. 31. O Universo a todo instante nos chama para celebrar e dançar o milagre da vida. Fica a nosso critério dançar ou não, agradecer ou não a essa oportunidade.
  32. 32. “Aqueles que não aprendem nada sobre os fatos desagradáveis de sua vida forçam a Consciência Cósmica que os reproduza tantas vezes quanto seja necessário para aprender o que ensina o drama do que aconteceu. O que negas, te submetes; o que aceitas, te transforma.” Carl Gustav Jung Gratidão a todos! José Anastácio de Sousa Aguiar Psicanalista, hipnoterapeuta, terapeuta de vidas passadas e radiestesista

×