PROJETO DO TRABALHO - PLANO DE ENSINO

1,527 views

Published on

Published in: Education, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,527
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
20
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

PROJETO DO TRABALHO - PLANO DE ENSINO

  1. 1. PRÓ-DEPPEC Pró-Diretoria de Ensino, Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Cultura DGRAD - Diretoria de Graduação C a m p u s d e C a m p o M o u r ã o PLANO DE ENSINO CURSO: ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL DISCIPLINA: Projeto do Trabalho SÉRIE: 3 TURMA(S): - ANO LETIVO: 2011 PROFESSOR: Thays J. Perassoli Boiko CARGA-HORÁRIA ANUAL: Teórica: 48 Prática: 201. EMENTA DA DISCIPLINA NO CURSOTécnicas de análise e representação de fluxo de material e do trabalho; Modelagem em En-genharia de Métodos; Estudo do processo produtivo; Estudo de Tempos; Ergonomia doPosto de Trabalho; Organização do Trabalho e da Produção; Projeto de postos de trabalhoe de centros de produção.2. OBJETIVOS DA DISCIPLINA NO CURSOFormação metodológica em análise do trabalho; Análise ergonômica do Trabalho; Aprendizado demétodos e técnicas em tempos de trabalho; Desenvolvimento de métodos de análise e projeto depostos de trabalho; compreender o processo de geração de Unidades de Produção.3. PROGRAMA DA DISCIPLINA Av. Comendador Norberto Marcondes, 733 Campo Mourão – Paraná (044) 3518 1880 www.fecilcam.br
  2. 2. PRÓ-DEPPEC Pró-Diretoria de Ensino, Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Cultura DGRAD - Diretoria de Graduação C a m p u s d e C a m p o M o u r ã oI INTRODUÇÃO1.1 APRESENTAÇÃO E DISCUSSÃO DO PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA: EMENTA; OBJETIVOS;JUSTIFICATIVA; METODOLOGIA; PROGRAMA; MÉTODO DE AVALIAÇÃO; BIBLIOGRAFIA.II TRABALHO2.1 DEFINIÇÃO E CONCEITO2.1.1 Abordagem histórica do conceito de trabalho2.1.2 Conceito de trabalho x emprego2.2 ASPECTOS DO TRABALHOIII PROJETO DO TRABALHO3.1 DEFINIÇÕES E CONCEITOS3.1.1 O que é Projeto do Trabalho3.1.2 Quando realizar um Projeto do Trabalho3.1.3 A relação com o Projeto do Produto, Processo e das Instalações3.2 IMPLICAÇÕES EM PROJETO DO TRABALHO – A RELAÇÃO ENTRE PROJETO DO TRABALHO E AESTRUTURA ORGANIZACIONAL3.2.1 Conceitos importantes3.2.1.1 Estrutura Organizacional3.2.1.2 Teoria das Organizações3.2.1.3 Organização do Trabalho3.2.1.4 Teoria das Organizações x Organização do Trabalho3.2.2 Abordagens práticas para o Projeto do Trabalho3.2.2.1 Divisão do Trabalho3.2.2.2 Administração Científica a) Estudo do Trabalho: i) Estudo do método; ii) Medição do Trabalho - Estudo dos Tempos;3.2.2.3 Ergonomia3.2.2.4 Questões contemporâneas para o Projeto do Trabalho a) Abordagens Comportamentais do Projeto do Trabalho; b) Empowerment; c) Trabalho de Equipe; d) Trabalho Flexível.3.3 LEGISLAÇÃO3.4 ETAPAS DO PROJETO DO TRABALHO3.5 ESTRUTURA DO TRABALHOI INTRODUÇÃO1.1 A ÁREA DE PROJETO DO TRABALHO NA ENGENHARIA DE PRODUÇÃO1.2 JUSTIFICATIVA DO PROJETO1.3 O PRODUTO, O PROCESSO E A INSTALAÇÃO CONSIDERADOS1.4 METODOLOGIA1.4.1Organização1.4.2 Estrutura Organizacional Considerada1.4.3 Tipo de Pesquisa quanto aos meios1.4.4 Técnicas de Pesquisa1.4.4.1Técnicas de Coleta de Dados1.4.4.2 Técnicas de Tratamento dos Dados1.4.4.3 Técnicas de Análise dos Dados1.4.4.4 Instrumentos de Pesquisa1.4.4.4.1 Recursos de Hardware1.4.4.4.2 Recursos de Software1.4.4.4.3 Materiais e/ou Instrumentos e/ou Utensílios1.5 DEFINIÇÃO DE TERMOS Av. Comendador Norberto Marcondes, 733 Campo Mourão – Paraná (044) 3518 1880 www.fecilcam.br
  3. 3. PRÓ-DEPPEC Pró-Diretoria de Ensino, Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Cultura DGRAD - Diretoria de Graduação C a m p u s d e C a m p o M o u r ã o1.6 ESTRUTURA DO TRABALHOII LEVANTAMENTO E DESCRIÇÃO DAS TAREFAS E SUAS OPERAÇÕES2.1DESIGNAÇÃO DAS TAREFAS E/OU OPERAÇÕES AOS RECURSOS2.2 DETERMINAÇÃO DAS TAREFAS E/OU OPERAÇÕES A SEREM PROJETADASIII LOCALIZAÇÃO DAS TAREFAS E/OU OPERAÇÕES NA ESTRUTURA ORGANIZACIONALIV DESIGNAÇÃO DAS TAREFAS E/OU OPERAÇÕES A INDIVÍDUOS OU GRUPOS4.1 DECISÕES SOBRE GRUPOSV HABILIDADE E AUTONOMIA DOS TRABALHADORESVI ESTUDO DO TRABALHO6.1 ESTUDO DO MÉTODO6.2 MEDIDA DO TRABALHO/ESTUDO DO TEMPO6.2.1 Cronometragem6.2.2 Tempo Básico6.2.3 Tempo-padrãoVII PROJETO ERGONOMICO7.1 ASPECTOS ANTROPOMÉTRICOS7.2 PROJETO ERGONÔMICO DO AMBIENTE7.3 TEMPERATURA DO TRABALHO7.4 NÍVEIS DE ILUMINAÇÃO7.5 NÍVEIS DE RUÍDO7.6 ERGONOMIA NO ESCRITÓRIO4. METODOLOGIA DE TRABALHO DO PROFESSOR NA DISCIPLINAESTRATÉGIAS UTILIZADAS E CONDIÇÕES OFERECIDAS PELO PROFESSOR- Aulas expositivas;- Aulas de laboratório-prática;- Aulas participativas;- Ditados;- Cópias do quadro negro;- Resolução de questionários e exercícios;- Leitura e discussão de textos;- Trabalhos em grupo;- Palestras;- Seminários de Engenharia de Produção;- Mesas redondas;- Painéis;- Júris simulados;- Visitas técnicas;- Orientações individualizadas das equipes;- Reuniões simuladas.RECURSOS A SEREM UTILIZADOSBIBLIOGRAFIA: Bibliografia recomendada, além de referências diversas de textos,de vídeos e de sites da Internet.RECURSOS HUMANOS: A própria voz. Av. Comendador Norberto Marcondes, 733 Campo Mourão – Paraná (044) 3518 1880 www.fecilcam.br
  4. 4. PRÓ-DEPPEC Pró-Diretoria de Ensino, Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Cultura DGRAD - Diretoria de Graduação C a m p u s d e C a m p o M o u r ã oRECURSOS FÍSICOS: Quadro de giz; giz e apagador; Projeções fixas (retroproje-tor, transparências); Projeções móveis (Data Show, slides); Livros; Caneta ponto;Computador; TV, Aparelho de DVD.ATIVIDADES DOS ALUNOS- Leitura e resumo do material bibliográfico recomendado;- Leitura, resumo e discussão em sala de textos recomendados;- Cópia e escrita;- Resolução de exercícios;- Resolução de questionários e exercícios;- Atividades de laboratório-prática;- Discussão em sala;- Trabalhos em grupos;- Elaboração de trabalhos recomendados;- Apresentação de Seminários;- Apresentação de painéis;- Mesas redondas;- Participação em júris simulados;- Estudo de caso;- Elaboração de resumos, resenhas, comentários e críticas;- Elaboração de relatórios de visitas técnicas e palestras;- Participação de reuniões simuladas.TRABALHOS DOS ALUNOS:- Trabalhos escritos: elaboração, em grupo, do Projeto do Trabalho, em partes,que devem ser entregues na datas estipuladas, por meio digital;- Trabalhos orais – Seminários: apresentados em grupo, como parte da nota indi-vidual e parte em grupo, referentes Projeto do Trabalho e apresentação de vendasdo Projeto do Trabalho. A presença nas apresentações das demais equipes valeránota.NORMAS ABNT A SEREM SEGUIDAS NA ELABORAÇÃO DOS TRABALHOS:USP. SISTEMA INTEGRADO DE BIBLIOTECAS–SIBi. Diretrizes para apresentaçãode dissertações e teses da USP: documento eletrônico e impresso. São Paulo:2004.5. AVALIAÇÃO DA DISCIPLINA NO CURSOA avaliação se dará por meio de:- Atividades (A) desenvolvidas em sala ou extra classe (descritas anteriormente).Assim, A = (∑ a )/ n n a =1 , sendo a = o valor de 0 a 100 de cada uma das n atividadesdesenvolvidas no bimestre; Av. Comendador Norberto Marcondes, 733 Campo Mourão – Paraná (044) 3518 1880 www.fecilcam.br
  5. 5. PRÓ-DEPPEC Pró-Diretoria de Ensino, Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Cultura DGRAD - Diretoria de Graduação C a m p u s d e C a m p o M o u r ã o- Trabalhos (T), que incluem trabalhos escritos (etapas do Projeto do Trabalho) etrabalhos orais - seminários. Logo, T = (∑ t )/ n n t =1 , sendo t = o valor de 0 a 100 decada uma dos n trabalhos desenvolvidas no bimestre;- Provas (P). P = ( p)/ n ∑ n p =1 sendo p = o valor de 0 a 100 de cada uma das n pro-vas realizadas no bimestre;A nota bimestral será obtida pela seguinte forma:(A x 0,30) + (T x 0,45) + (P x 0,25)Obs. 01: As datas serão marcadas no decorrer das aulas.Obs 02: Pode ocorrer de em um determinado bimestre não ser marcado nenhumaAtividade, Trabalho ou Prova, sendo seu peso distribuído igualmente entre as de-mais Avaliações.Obs 03: As avaliações devem ser respondidas de caneta esferográfica azul.6. BIBLIOGRAFIA BÁSICA DA DISCIPLINABOIKO, T. J. P. Projeto do Trabalho – Apostila. Disciplina de Projeto do Trabalho.Curso de Engenharia de Produção Agroindustrial. Departamento de Engenharia deProdução. Universidade Estadual do Paraná – Campus de Campo Mourão. CampoMourão. 2011.USP. SISTEMA INTEGRADO DE BIBLIOTECAS–SIBi. Diretrizes para apresentaçãode dissertações e teses da USP: documento eletrônico e impresso. São Paulo:2004.7. BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR DA DISCIPLINAARAÚJO, L. C. G. de. TGA – Teoria Geral da Administração: aplicações e resul-tados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, 2004.BATALHA, M. O. (Coord). Gestão Agroindustrial. Vol. 1. São Paulo: Atlas, 2001.CORRÊA, H. L.; CORRÊA, C. A. Administração de Produções e Operações:Manufatura e Serviços: Uma abordagem estratégica. São Paulo: Atlas, 2004.GAITHER, N.; FRAZIER, G. Administração da Produção e Operações. 8 ed. São Av. Comendador Norberto Marcondes, 733 Campo Mourão – Paraná (044) 3518 1880 www.fecilcam.br
  6. 6. PRÓ-DEPPEC Pró-Diretoria de Ensino, Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Cultura DGRAD - Diretoria de Graduação C a m p u s d e C a m p o M o u r ã oPaulo: Thomson Learning, 2002.ILDA, I. Ergonomia: Projeto e Produção. São Paulo, Edgard Blucher, 1990.MACHADO, D. C. O conceito “trabalho”. Lisboa: 2006. Disponível em:<http://www.solidariedade.pt/UserFiles/File/conceito-trabalho-dm.doc>. Acesso em 17de fev de 2009 às 10 hs 30.MARTINS, P. G.; LAUGENI, F. P. Administração da Produção. 2 ed. São Paulo:Saraiva, 2005.MAYNARD, R. Manual de Engenharia de Produção. São Paulo. 5 ed. Edgard Blu-cher, 1980.MEREDITH, Jack R.; MANTEL Jr., Samuel J. Administração de Projetos: Umaabordagem Gerencial. 4 ed. Rio de Janeiro: LTC, 2003.MOREIRA, Daniel A. Administração da Operação e Produções. 5 ed. São Paulo:Pioneira, 2000.MORIN, E. M. Os Sentidos do Trabalho. Revista de Administração de Empresas(RAE). São Paulo: FGV/EAESP, v. 41, n. 3, jul/set, 2001, p. 8-19.OLIVEIRA, D. de P. R. Teoria Geral da Administração: uma abordagem prática.São Paulo: Atlas, 2008.RUDIO, Fram, Vicxgor. Introdução ao projeto de pesquisa científica. Petrópolis,vozes, 1980.SANDRONI, P. Novíssimo Dicionário de Economia. São Paulo: Best Seller, 1999.SLACK, N.; CHAMBERS, S.; JOHNSTON, R. Administração da Produção. 2 ed.São Paulo: Atlas, 2002.VIDAL, M. C. A materialidade da Organização do Trabalho como Objeto da In-tervenção Ergonômica: Slides. Universidade Federal de São Carlos. São Car-los/SP: 1997. Disponível em: <http://www.simucad.dep.ufscar.br/AETpos/seminario-Douglas-Vidal.pdf>. Acesso em 20 de março de 2009 às 18 hs. Profa. Andréa Machado Groff Profa. Msc. Thays J. Perassoli Boiko Coordenadora do Curso Av. Comendador Norberto Marcondes, 733 Campo Mourão – Paraná (044) 3518 1880 www.fecilcam.br

×