III PROJETO DO TRABALHO - Parte 2

2,145 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,145
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
78
Actions
Shares
0
Downloads
62
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

III PROJETO DO TRABALHO - Parte 2

  1. 1. C d C M ãa m p u s e a m p o o u r o PROJETO DO TRABALHO Professora Mestre THAYS PERASSOLI BOIKO III PROJETO DO TRABALHO PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  2. 2. EMENTA: III PROJETO DO TRABALHO 3.1 DEFINIÇÕES E CONCEITOS 3.1.1 O que é Projeto do Trabalho 3.1.2 Quando realizar um Projeto do Trabalho 3.1.3 A relação com o Projeto do Produto, Processo e das Instalações 3.2 IMPLICAÇÕES EM PROJETO DO TRABALHO – A RELAÇÃO ENTRE PROJETO DO TRABALHO E A ESTRUTURA ORGANIZACIONAL 3.2.1 Conceitos importantes 3.2.1.1 Estrutura Organizacional PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  3. 3. 3.2.1.2 Teoria das Organizações 3.2.1.3 Organização do Trabalho 3.2.1.4 Teoria das Organizações x Organização do Trabalho 3.2.2 Abordagens práticas para o Projeto do Trabalho 3.3 LEGISLAÇÃO 3.4 ETAPAS DO PROJETO DO TRABALHO 3.5 ESTRUTURA DO TRABALHO PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  4. 4. 3.5 IMPLICAÇÕES EM PROJETO DO TRABALHO – A RELAÇÃO ENTRE PROJETO DO TRABALHO E A ESTRUTURA ORGANIZACIONAL PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  5. 5. PROJETO DO TRABALHO ESTRUTURA ORGANIZACIONAL PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  6. 6. COMO A ESTRUTURA ORGANIZACIONAL AFETA O PROJETO DO TRABALHO? ORGANIZAÇÕES BASEIAM-SE EM ≠ TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  7. 7. ≠ TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES LEVAM À: ≠ (formas, maneiras de) ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  8. 8. ≠ (formas, maneiras de) ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO LEVAM À: ≠ (formas, maneiras de) DIMENSIONAMENTO DO TRABALHO PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  9. 9. ≠ (formas, maneiras de)DIMENSIONAMENTO DO TRABALHO = ≠ (formas, maneiras de) PROJETAR O TRABALHO Ou seja, de realizar o: PROJETO DO TRABALHO PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  10. 10. 3.5.1 Conceitos importantes PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  11. 11. 3.5.1.1 Estrutura Organizacional PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  12. 12. DEFINIÇÕES DE ESTRUTURA ORGANIZACIONAL: a) Forma pela quais as atividades de uma organização são divididas, organizadas e coordenadas; b) Representação gráfica ou descritiva das áreas que compõem as unidades de uma organização, distribuídas em níveis hierárquicos. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  13. 13. FUNÇÕES DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL: • Projetar os relacionamentos dos níveis hierárquicos de uma organização; • Projetar o fluxo das informações essenciais de uma organização; • Organizar os relacionamentos dos níveis hierárquicos de uma organização; • Organizar o fluxo das informações essenciais de uma organização. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  14. 14. 3.5.1.2 Teoria das Organizações PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  15. 15. DEFINIÇÃO DE TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES: • Uma maneira de ver e analisar organizações de modo mais acurado e profundo, baseando-se em padrões e métodos do projeto e comportamento organizacional. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  16. 16. 3.5.1.3 Organização do Trabalho PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  17. 17. DEFINIÇÕES DE ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO: a) Especificação do conteúdo, métodos e inter- relações entre cargos, de modo a satisfazer tanto os requisitos organizacionais e tecnológicos quanto os requisitos sociais e individuais do ocupante do cargo (DAVIS Apud BRESCIANI, 1991); b) Definição das atividades e responsabilidades de cada pessoa ou grupo de pessoas que participa de uma organização produtora de bens e serviços (FLEURY In CONTADOR, 2001). PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  18. 18. FUNÇÕES DA ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO: • Determinar a atividade das pessoas; • Cuidar de itens interdependentes: o Segundo Vidal (1997); o Morin (2001). PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  19. 19. o Segundo Vidal (1997), a Organização do Trabalho cuida dos seguintes itens: 1. a repartição de tarefas no tempo (estrutura temporal, horários, cadências de produção) e no espaço (arranjo físico); 2. os sistemas de comunicação, cooperação e interligação entre atividades, ações e operações; 3. as formas de estabelecimento de rotinas e procedimentos de produção; 4. a formulação e negociação de exigências e padrões de desempenho produtivo, incluindo os sistemas de supervisão e controle; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  20. 20. 5. os mecanismos de recrutamento e seleção de pessoas para o trabalho; 6. os métodos de formação, capacitação e treinamento para o trabalho. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  21. 21. o Segundo Morin (2001) a Organização do Trabalho cuida também das: • Condições de trabalho: • ambiente físico (temperatura, pressão, barulho, vibração, irradiação, altitude, etc.); • ambiente químico (produtos manipulados, vapores e gases tóxicos, poeiras, fumaças, etc.); • ambiente biológico (vírus, bactérias, parasitas, fungos); • as condições de higiene, de segurança; • as características antropométricas do posto de trabalho. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  22. 22. ASPECTOS DA ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO: • A divisão do trabalho; • O conteúdo da tarefa; • O sistema hierárquico; • As modalidades de comando; • As relações de poder; • As questões de responsabilidades. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  23. 23. DEFINIÇÕES IMPORTANTE AO SE TRATAR DE ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO: • tarefa: objetivo que o operador tem a atingir, para o qual são atribuídos meios (máquinas e equipamentos) e condições (tempos, paradas, ordem de operação, espaço e ambiente físicos, regulamentos) para realizá-la - trabalho prescrito - o que tem de ser feito, com os meios que são oferecidos; • atividade: é a maneira como uma tarefa é executada pelos trabalhadores ou grupo de trabalhadores, no local de trabalho, tanto do ponto de vista físico (gestos, posturas) como mentais (raciocínio, verbalização) - trabalho executado/real - como a tarefa realmente acontece. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  24. 24. 3.5.1.4 Teoria das Organizações x Organização do Trabalho PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  25. 25. ≠ Formas de ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO ≠ TEORIAS DAS ORGANIZAÇÕES PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  26. 26. • As diferentes TEORIAS DAS ORGANIZAÇÕES tem implicações para a ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO: o IMPLICAÇÕES DAS TEORIAS DAS ORGANIZAÇÕES OCIDENTAIS PARA A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO: III PROJETO DO TRABALHO - Parte 2 - Hiperlink i PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  27. 27. o IMPLICAÇÕES DAS TEORIAS DAS ORGANIZAÇÕES ORIENTAIS PARA A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO: 1) o trabalho em grupo; 2) o emprego vitalício - pacto de não-demissão e de permanente aperfeiçoamento e reciclagem de todos os trabalhadores; 3) promoção por senioridade - relação de cooperação e de não- competição entre os indivíduos da organização. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  28. 28. 3.5.2 Abordagens práticas para o Projeto do Trabalho PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  29. 29. • Entreas várias Teorias das Organizações existem algumas abordagens práticas para o Projeto do Trabalho;• Estas abordagens práticas são conhecimentos necessários ao desenvolvimento do Projeto do Trabalho: 1) Divisão do Trabalho; 2) Administração Científica: a) Estudo do Trabalho: i) Estudo do método; ii) Medição do Trabalho - Estudo dos Tempos; 3) Ergonomia; 4) Questões contemporâneas para o Projeto do Trabalho: a) Abordagens Comportamentais do Projeto do Trabalho; b) Empowerment; c) Trabalho de Equipe; d) Trabalho Flexível. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  30. 30. Figura - Evolução história das abordagens práticas para o Projeto do Trabalho. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  31. 31. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS E BIBLIOGRAFIA UTILIZADA PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  32. 32. ABEPRO Áreas e Sub-áreas de Engenharia de Produção. 2008. Disponível em: <http://www.abepro.org.br/interna.asp?p=399&m=424&s=1&c=362>. Acesso em: 15 de junho de 2009 às 13 hs 15. BRESCIANI, L. P. Tecnologia, organização do trabalho e ação sindical: da resistência à contratação. 1991. Dissertação (Mestrado) – Departamento de Engenharia de Produção, Escola Politécnica, Universidade de São Paulo. (Publicação posterior: São Paulo, CNI-SESI/DN, 1994, p. 19-20. Série Indústria e Trabalho, n. 3, 1. Concurso Sesi de Teses Universitárias.) FLEURY, A. Organização do Trabalho Na Produção: A Abordagem Sócio-Técnica. In: CONTADOR, J. C. (Org.). Gestão de Operações. São Paulo: Edgard Blücher, 1997. HACKMAN, Richard; OLDHAM, Greg; JANSON, Robert; PURDY, Kanneth. A new strategy for job enrichment. California Management Review, v. 17, n. 4, p. 57-71, Summer 1975. ILDA, I. Ergonomia: Projeto e Produção. São Paulo, Edgard Blucher, 1990. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  33. 33. MOREIRA, Daniel A. Administração da Operação e Produções. 5 ed. São Paulo: Pioneira, 2000. MORIN, E. M. Os Sentidos do Trabalho. Revista de Administração de Empresas (RAE). São Paulo: FGV/EAESP, v. 41, n. 3, jul/set, 2001, p. 8-19. OLIVEIRA, D. de P. R. Teoria Geral da Administração: uma abordagem prática. São Paulo: Atlas, 2008. SLACK, N.; CHAMBERS, S.; JOHNSTON, R. Administração da Produção. 2 ed. São Paulo: Atlas, 2002. VIDAL, M. C. A materialidade da Organização do Trabalho como Objeto da Intervenção Ergonômica: Slides. Universidade Federal de São Carlos. São Carlos/SP: 1997. Disponível em: <http://www.simucad.dep.ufscar.br/AETpos/seminario-Douglas-Vidal.pdf>. Acesso em 20 de março de 2009 às 18 hs. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  34. 34. C d C M ãa m p u s e a m p o o u r o PROJETO DO TRABALHO Professora Mestre THAYS PERASSOLI BOIKO thaysperassoli@bol.com.br PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO

×