Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Apresentação anti retrpviral

1,375 views

Published on

Tratamento com drogas Anti-retrovirais utilizadas na reestruturação do sistema imunitario comprometido pelo vírus HIV.
Terapia ARV - Anti-retrovirais.

Apresentação anti retrpviral

  1. 1. TERAPIA ANTI-RETROVIRAL Terapia Anti-RetroViral – TARV, são medicações desenvolvidas especialmente para o tratamento de pessoas portadoras do vírus HIV, tais medicações agem diretamente na capacidade de multiplicação do vírus. Elaborado: Enfª Ivone Stimer - 2010
  2. 2. Objetivo da Terapia Anti-RetroViral - TARV Elaborado: Enfª Ivone Stimer - 2010
  3. 3. Indicação de Tratamento <ul><li>Assintomático com CD4 <350; </li></ul><ul><li>Assintomático com CD4 de 350 a 500; </li></ul><ul><li>Sintomático com perda de peso significativo; </li></ul><ul><li>Diarréia freqüente e intensa e ou Co-infecção; </li></ul><ul><li>Fadiga, cansaço e febre sem justificativa; </li></ul><ul><li>Exposição de risco - violência sexual; </li></ul>Quando Tratar: Elaborado: Enfª Ivone Stimer - 2010
  4. 4. Não Tratar: <ul><li>Assintomáticos sem contagem de CD4; </li></ul><ul><li>Assintomáticos com CD4 > 350; </li></ul>
  5. 6. Drogas Anti-Retrovirais - AZT - Zidovudina - 3TC - Lamivudina - Biovir = Lamivudina + Zidovudina - Kaletra= Ritonavir RTV+ Lopinavir LPV - EFV - Efavirenz - d4T - Estavudina - Nevirapina - SQV - Saquinavir Elaborado: Enfª Ivone Stimer - 2010
  6. 7. Acompanhamento Exames Laboratoriais: - cada 3 a 4 meses Linfócitos T - cada 3 a 4 meses Elaborado: Enfª Ivone Stimer - 2010
  7. 8. Medicações Anti-retrovirais Elaborado: Enfª Ivone Stimer - 2010
  8. 9. Efeitos adversos: <ul><li>Dor de cabeça; </li></ul><ul><li>Náuseas / vômitos; </li></ul><ul><li>Diarréia; </li></ul><ul><li>Neurite periférica; </li></ul><ul><li>Lipodistrofia/ lipoatrofia facial; </li></ul><ul><li>Rach cutâneo ; </li></ul>Elaborado: Enfª Ivone Stimer - 2010
  9. 10. Testes laboratoriais A contagem dos Linfócitos T CD4 (células de defesa do organismo) é o melhor indicador para se verificar como está funcionando o sistema imunológico da pessoa que vive com o vírus HIV . R ecomenda que sejam realizados a cada 3 ou 4 meses. Teste de CD4 Elaborado: Enfª Ivone Stimer - 2010
  10. 11. Este teste mede a quantidade de HIV circulante no sangue, o resultado mostra como o vírus está se reproduzindo no organismo. Recomenda que sejam realizados a cada 3 ou 4 meses. Testes laboratoriais Teste de Carga Viral Elaborado: Enfª Ivone Stimer - 2010
  11. 12. Teste de Genotipagem Exame solicitado quando se tem dúvida que exista resistência do vírus HIV ao tratamento antirretroviral - ARV. Isso se chama falha terapêutica, ou seja, o tratamento não está apresentando os resultados esperados. O teste de genotipagem indica a qual ou quais remédios o vírus se tornou resistente, permitindo assim, que os medicamentos sejam substituídos e os pacientes apresentem melhores resultados com o novo tratamento. Elaborado: Enfª Ivone Stimer - 2010
  12. 13. Medicações associadas a TARV   Sulfametoxazol + Trimetropim São usados, principalmente, no tratamento e prevenção (profilaxia) da pneumonia por Pneumocystis carinii, e na prevenção da toxoplasmose . Para se iniciar essa medicação, há critérios baseados na contagem de linfócitos T-CD4+ e nos sintomas clínicos do paciente.  Indicação de Profilaxia:
  13. 14. Tratamento preferencial da toxoplasmose . Esta medicação serve, depois, como manutenção do tratamento, em dose menor, não podendo ser suspensa, pois previne a recidiva da doença.  Tratamento da candidíase oral. Pode ser usado sozinho, dependendo da resposta clínica.  Tratamento da candidíase oral extensa, ou com acometimento do esôfago.  Nistatina Cetoconazol Sulfadiazina + Pirimetamina Elaborado: Enfª Ivone Stimer - 2010
  14. 15. Tratamento de algumas infecções causadas por fungos, como meningite por criptococo e nas manifestações graves de candidíase oral (&quot;sapinho&quot;); e outras formas de candidíases resistentes ao Cetoconazol; ou ainda quando existe contra-indicação para o uso do Cetoconazol.   Fluconazol
  15. 16. SITUAÇÕES ESPECIAIS PARA USO DA TARV TEMPORÁRIA <ul><li>Diagnostico de Soro positividade HIV+ em gestante; </li></ul><ul><li>Acidente com biológico e ou Material perfirocortante; </li></ul><ul><li>Violência sexual, abuso; </li></ul>Elaborado: Enfª Ivone Stimer - 2010
  16. 17. 14 SEMANAS INICIA TARV PARA GESTANTE; AO NASCER – DOSE DE ATAQUE À PARTIRIENTE; RN – INICIA DOSE DE ATAQUE E MANTEM POR 42 DIAS

×