INFORMAÇÃO SINDICAL DO SINAPSA – EDIÇÃO DA DELEGAÇÃO REGIONAL SUL                                                         ...
TRABALHO POR TURNOSO trabalho por turnos é responsável pela desregulação dos ritmos biológicos normais, obrigando o organi...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Divulgue Março 2012

306 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
306
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Divulgue Março 2012

  1. 1. INFORMAÇÃO SINDICAL DO SINAPSA – EDIÇÃO DA DELEGAÇÃO REGIONAL SUL SINAPSA Sindicato Nacional dos Profissionais de Seguros e Afins MARÇO 2012 Escadinhas da Barroca, 3 A – 1150-062 LISBOA (Ao Largo S. Domingos/Rossio) –Tel./ Fax 21 886 10 24 lisboa@sinapsa.pt – www.sinapsa.pt – http:informacaosindical.net – facebook.com/sinapsa.sindicatodeseguros CCT – UM PROCESSO SURREALISTA… O que motiva os patrões de seguros a que o Contrato define para as funções empenharem-se tão obstinadamente na aplicação desempenhadas, o não pagamento do trabalho do CCT, publicado em Janeiro de 2012, recorrendo, suplementar, as transferências abusivas, o não inclusivamente, a expedientes punidos por Lei? cumprimento por acordos estabelecidos no que se relaciona com despesas em serviço, etc. Hoje, a grande maioria dos trabalhadores, O “Novo CCT” mete no bolso dos patrões, compreendem o que mais de 40 milhões de € ano, dinheiro que está em causa com a deixa de ser recebido pelos trabalhadores – a entrada em vigor deste verdade é esta! “novo CCT”. Novo, efectivamente, quando Tal como temos alertado, as alterações clausulares temos em conta a data são substanciais e traduzem-se no fim do Prémio da sua publicação, de Antiguidade a partir de 2013 e na velho, mesmo velho, eliminação das Promoções Obrigatórias aquando em termos da garantia de direitos, alcançados partir de 2013, eliminação dos Suplementosao longo de várias décadas, nos remete para um recuo por Horário Diferenciado e Trabalho porde mais de 35 anos no plano social. Turnos, alteração nos conceitos da Mobilidade Geográfica e Funcional muito gravosos,Verdadeiramente surrealista é a realidade vivida eliminação do Horário de Trabalho deneste processo a que assistimos, por um lado, referência definido no CCT, as Pré-Reformasaos patrões a promoverem, eles próprios, passam para a Lei Geral, alteração no preçosessões de “esclarecimento” nas empresas sobre do Km., introdução do Banco de Horas entreas vantagens do novo CCT, aproveitando a outras.ocasião para pressionarem os trabalhadoresatravés da ameaça, para aceitarem a maravilha Sabemos que a pressão sistematicamente exercidado século, por outro, criando dificuldades ao sobre os trabalhadores, desgasta e afectaSINAPSA de exercer um direito legítimo de psicologicamente as pessoas e, por isso, temos o maiorpromover o esclarecimento dos seus pontos de respeito pelos colegas, as suas dúvidas e até receiosvista com os trabalhadores pelas formas que que podem apoderar-se de nós nestas condições.pensa serem as mais convenientes. Saudamos humildemente os trabalhadores que, apesar destas agressões, mantêm firme a suaFoi, por exemplo, o que aconteceu na MAPFRE, onde atitude em NÃO SUBSCREVEREM o “novo” CCT.foi recusada a possibilidade de ali fazermos umplenário e na Via Directa (OKteleseguros) onde No nosso modo de estar, a luta é o caminho! Temos desistematicamente nos tem sido impedido a simples reunir todas as forças para lutar contra este saque quedistribuição de informação sindical. nos é imposto. Nestes e noutros casos, entendem os nossos O SINAPSA não pode efectivamente garantir quais as patrões, que eles sim, são os legítimos atitudes que as empresas venham a tomar, mas representantes dos trabalhadores o que não garante, seguramente, que em qualquer circunstância cola, quando sistematicamente, sobretudo nas e seja qual for a decisão dos trabalhadores seus grandes empresas como é o caso do Grupo associados, assumirá sempre e inequivocamente, a Caixa Seguros, se viola a Lei e o próprio CCT. defesa dos seus direitos e interesses.É vermos só o que se passa com o trabalho SINDICALIZA-TE NO SINAPSA!precário, com o pagamento de salários abaixo doSINDICALIZADO É MESMO SEGURO, SE FOR NO SINAPSA!
  2. 2. TRABALHO POR TURNOSO trabalho por turnos é responsável pela desregulação dos ritmos biológicos normais, obrigando o organismo aesforços de adaptação que podem levar ao desgaste, com consequências na saúde (física e psicológica), na vidafamiliar e social, no trabalho (segurança e desempenho) e consequentemente na capacidade para o trabalho.A grande maioria dos estudos efectuados, em diversos países acerca das consequências do trabalho por turnos noindivíduo, partilha da opinião de que este tipo de trabalho é prejudicial para a saúde e para o bem-estar dostrabalhadores a que a ele estão sujeitos, uma vez que este entra em conflito com o ritmo normal do organismo, istoé, com os ritmos circadianos. Os esforços que estes trabalhadores têm de realizar, no sentido de conseguirem um reajustamento dos ritmos biopsicológicos, levam a que surjam queixas de perturbações do sono relacionadas com a sua qualidade e quantidade (insónia e sonolência excessiva), perturbações gastrointestinais e cardiovasculares, fadiga crónica, depressão, ansiedade, perturbações do humor, problemas sócio- familiares e aumento dos acidentes de trabalho. As consequências destas perturbações são observadas a curto, médio e longo prazo, tanto na saúde dos trabalhadores e consequentemente na capacidade para o trabalho, na qualidade da assistência prestada e na segurança do trabalho (Fischer, 1997).Deve ser realizado um exame médico inicial prévio ao trabalhor, mas sobretudo deve ser dada particular atençãoaos exames médicos periódicos destes trabalhadores, incidindo em especial, nas perturbações do sono,perturbações gastrointestinais e cardiovasculares (hipertensão arterial), factores de risco (tabagismo, obesidade,consumo de álcool, sedentarismo, uso de hipnóticos, sedativos ou outros medicamentos) e inquéritos para avaliaçãode perturbações da vida familiar e social provocadas pelo trabalho por turnos, o que permite monitorizar a evoluçãodestes parâmetros ao longo dos anos. MULHER PRESENTE PROTOCOLO Na canção que eu hoje trago Direi tudo o que eu quiser No passado deixo um cravo A Foi Assim transforma momentos naturais em memórias 8 de Março – Dia Internacional da Mulher Planto outra flor qualquer. inesquecíveis. As suas emoções, instantes especiais e O meu jardim é ser enfim eventos ficam espontaneamente registados em fotografias Mulher com qualidade e criatividade. Já lhe aconteceu muitas vezes olhar para a quantidade enorme de fotografias Sofri digitais que tem e pensar que não há nenhuma fotografia Fui escrava e fui mansa de que goste e que represente aquele momento tão Mas agora posso especial? A Foi Assim tem a solução! Erguer a cabeça E dar flor. A Foi Assim destaca-se por ir ter com as pessoas que Pari querem ser fotografadas e escolher locais para as suas Um filho de esperança sessões fotográficas que sejam da preferência ou Que é livre e é nosso especiais para quem deseja fotografias profissionais, E nasce da seiva espontâneas e criativas. Do amor. Oferecemos a oportunidade de todos os associados Lutei Com que armas não sei do SINAPSA usufruírem dos nossos serviços com um Mesmo na desgraça desconto de 10% em qualquer um deles. Temos Ergui a cabeça várias sessões fotográficas temáticas destinadas a Família E lutei. & Amigos como por exemplo Foi Assim uma História a Senti Dois (sessão fotográfica para o casal), Foi Assim Chegou a A força da raça Cegonha (sessão fotográfica para recém-nascidos), Foi Dum povo que passa Assim no Meu Boudoir (sessão fotográfica exclusiva para Depois de ser escravo senhoras com glamour e sensualidade), Foi Assim o Meu A ser rei. Casamento, Foi Assim o meu Baptizado… Na canção que eu hoje vivo Cabe tudo o que eu disser A Palavra amante e amigo AS SUAS HISTÓRIAS EM IMAGENS ÚNICAS A fúria de viver. http://www.foiassim.com.pt Cantando assim eu sou por fim http://www.facebook.com/FoiAssim Mulher. sofiaquintas@foiassim.com.pt José Carlos Ary dos Santos Telemóvel: 96 2815012

×