Freinet

2,168 views

Published on

Didática, vida e técnicas de Frinet.

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,168
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
66
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Freinet

  1. 1. • Célestin Freinet nasceu em 1896 - França.• Foi pastor de rebanhos antes de começar a cursar o magistério.• Lutou na Primeira Guerra Mundial em 1914.• Em 1920, começou a lecionar na aldeia de Bar-sur-Loup.
  2. 2. •Os dias em que passou naescola foram detestáveis paraele e influenciaram seusmétodos de ensino.
  3. 3. •No período em que frequentava o Magistério explodea Primeira Guerra Mundial e ele é forçado a alistar-seno serviço militar de seu país;•Em 1923 Freinet comprou um tipógrafo para ajudarno ensino, já que um ferimento pulmonar impedia queele falasse muito.
  4. 4. •Foi com este tipógrafo que imprimiu textoslivres e jornais da classe para seus alunos.• Eles compunham seus trabalhos, discutiam e oseditavam em pequenos grupos, antes de apresentar oresultado à classe.
  5. 5. •Em 1924, Freinet criouuma cooperativa de trabalho comprofessores de sua aldeia, estacooperativa suscitou o movimentoda Escola Moderna na França.
  6. 6. •Devido a diferença de seus métodos com ostradicionais,ele foi exonerado de suasfunções em 1935 e começou sua própriaescola, junto com sua esposa.
  7. 7. • Em 1940, Freinet é preso e mandado parao campo de concentração de Var, onde ficagravemente doente.Todavia, mesmo enquanto esteve preso, deu aulaspara os companheiros.
  8. 8. •Sua esposa Elise Freinet depois de muita lutaconseguiu sua libertação.No final da década de 1940 Freinet criou o ICEM,Cooperativa do Ensino Leigo que reunia mais de 20mil pessoas.
  9. 9. •Desenvolvimento das diferentes linguagens emeducação como, por exemplo, a fala, o desenho, apintura, a modelagem em argila, a massinha demodelar, a música, o cinema, entre outras.
  10. 10. • O tateamento experimental, ou seja, aaprendizagem graças à pesquisa nas situaçõesverdadeiras e problemáticas relacionadas aocotidiano do aluno.
  11. 11. • Para Freinet, a educação deveria proporcionar ao aluno arealização de um trabalho real.• Suas propostas de ensino eram baseadas em investigaçõesa respeito da maneira de pensar da criança e de como elaconstruía seu conhecimento.• Aprendizagem através da experiência seria mais eficaz.
  12. 12. Técnicas desenvolvidas por FreinetAula passeioAuto-avaliaçãoAuto-correçãoCorrespondênciainterescolar
  13. 13. Fichário deconsultaImprensaescolarLivro davidaPlano detrabalhoTextoLivre
  14. 14. A utilização de técnicas desenvolvidas porFreinet, tinham como objetivo, despertar nascrianças, a consciência de como as atividades seinserem no plano pedagógico.
  15. 15. PAPEL DAESCOLACONTEÚDOS DEENSINOMÉTODOS DEENSINORELAÇÃOPROFESSOR XALUNOPRESSUPOSTOSDAAPRENDIZAGEMOUTRASTÊNDENCIASPEDAGÓGICASCORRELATAS
  16. 16. Papel daescolaTransformação na personalidade do aluno.Grupos de pessoas com princípios educativos.
  17. 17. Conteúdosde EnsinoAs matérias são colocadas á disposição doaluno, mas não são exigidas.Os conteúdos são o que resultam denecessidades e interesse e não sãonecessariamente as matérias de estudo.
  18. 18. Métodos deensinoVivência grupal na forma de auto-gestãoDiversas formas de participação eexpressão pela palavra.
  19. 19. Relaçãoprofessor-alunoConsidera ineficaz e nociva a prática doautoritarismo.O professor é um orientador que semistura ao grupo para uma reflexão emcomum.
  20. 20. PressupostosdaaprendizagemAprendizagem informal – grupoMotivação – satisfação de suasnecessidadesSomente o vivido é utilizado
  21. 21. OutrastendênciaspedagógicascorrelatasA pedagogia libertária abrange quasetodas as tendências antiautoritárias emeducação:Anarquista, psicanalista, a dos sociólogose dos professores progressistas.
  22. 22. Para Freinet, a atividade é o que orienta aprática escolar e o objetivo final daeducação é formar cidadãos para otrabalho livre e criativo, capaz de dominare transformar o meio e emancipar quem oexerce.

×