Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Tudo o que você queria saber sobre bibliotecas

5,543 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Tudo o que você queria saber sobre bibliotecas

  1. 1. Tudo o que você queria saber sobre bibliotecas… … mas nunca se atreveu a perguntar
  2. 2. La trahison des images / René Magritte
  3. 3. BIBLIOTECA: “Colecção organizada de livros e de publicações em série e impressos ou de quaisquer outros documentos gráficos ou audiovisuais…”
  4. 4. Inerente ao conceito de biblioteca… « … tem-se designado por « gestão da informação » o conjunto de operações aplicadas no tratamento do conteúdo técnico dos suportes, que dão corpo a serviços com estas características [de acesso à informação] ». (FR)
  5. 5. As Colecções das bibliotecas deverão estar… « … disponíveis para empréstimo ou consulta. “, respondendo “às necessidades dos utilizadores nos aspectos da informação, educação e lazer.”
  6. 6. …e o acesso à informação é facilitado… « … através de pessoal especializado…”
  7. 7. … e esse pessoal especializado organiza e trata a informação…
  8. 8. Bibliotecas? a tecnologia tornou a produção, mas também a pesquisa, selecção, tratamento e organização da informação acessíveis a todos os cidadãos.
  9. 9. Livros? a tecnologia, em acção desde os primeiros suportes da escrita…
  10. 10. … foi transformando os instrumentos com que escrevemos, tal como a matéria onde a informação se inscreve e aforma como a leitura se organiza…
  11. 11. A informação está em toda a parte
  12. 12. E o que são as bibliotecas ao olhar dos jovens?  Estudos da última década revelam que: ◦ Embora os estudantes tenham consciência de que existe acesso à Internet na biblioteca, « a percepção geral é de que a Internet e a Biblioteca são duas entidades separadas e não relacionadas », mantendo-se a imagem da biblioteca como lugar do livro impresso. ◦ Embora ocasionalmente frequentem a biblioteca, os estudantes consideram que consultar informação na biblioteca é muito trabalhoso e consome muito tempo. Preferem pesquisar autonomamente através do google, pois os procedimentos são mais simples e menos formalizados.
  13. 13. E essa pesquisa autónoma, é criteriosa?  Estudos da última década revelam que: ◦ Os adolescentes não utilizam critérios de relevância na recuperação de informação, o que os faz recuperar muitos mais recursos do que aqueles de que efectivamente necessitam; ◦ A rapidez é a principal atitude no acto da pesquisa e a relevência é assumida a partir de palavras no título ou imagens associadas, e não a partir de uma leitura do resumo, ou de uma passagem de olhos pelo texto.
  14. 14. Em resumo, na pesquisa através da Internet:  Pouca atenção é dada à qualidade da informação recolhida;  A autoridade não é tida em conta na selecção de recursos;  A relevância é decidida de forma superficial;  Os recursos que se revelam mais trabalhosos na leitura são abandonados, ou simplesmente copiados e colados nos trabalhos, sem consideração pela consistência da informação introduzida.
  15. 15. O que é uma biblioteca no século XXI?  É fundamentelmente um serviço de acesso à informação, mas é-o entre muitos outros.  Não se impõe pelas obras que possui e conserva, nem por ser a única instituição capaz de organizar e disponibilizar a informação.
  16. 16. O que é uma biblioteca no século XXI?  O seu papel revelar-se-á útil quando for evidente a sua natureza híbrida,  quando se libertar dos maneirismos burocráticos com que pretende dominar o processo da informação;  Quando conhecer o comportamento informacional dos seus utilizadores e for capaz de criar ambientes, físicos e virtuais, que evidenciem a sua utilidade;
  17. 17. O que é uma biblioteca no século XXI?  Quando romper os muros, quando saltar as barreiras e for capaz de promover literacias, talvez o grande desafio que hoje enfrenta.  … continuando a promover a leitura, a fantasia e a criatividade, pois sim…  Mas ambicionando ser útil à aprendizagem, ao crescimento, ao desenvolvimento de cidadãos: sabendo que eles são actores do mesmo processo de informação e desejando deixar de transportar uma imagem, deixar de ser uma representação. Ser antes uma coisa.
  18. 18. Muito obrigada pela vossa atenção. Manuela Barreto Nunes Universidade Portucalense mnunes@upt.pt

×