Successfully reported this slideshow.

Fernando Abrucio

705 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Fernando Abrucio

  1. 1. O GOVERNO DILMA:CONTEXTO, DESAFIOS EESTRATÉGIASFERNANDO LUIZ ABRUCIOPROFESSOR DA FUNDAÇÃO GETULIOVARGASSão Paulo, 01 de dezembro de 2010
  2. 2. O DUPLO DESAFIO DO GOVERNO DILMA O SENTIDO DA ELEIÇÃO: CONTINUIDADE MAS A AGENDA DO PRÓXIMO GOVERNO TERÁ DE INCLUIR NOVOS TEMAS E POSTURASA) MUDANÇA DE CONTEXTO;B) APRENDIZADO;C) DEMANDAS NOVAS OU MAL RESOLVIDAS A MONTAGEM DO GOVERNO, PORTANTO, TERÁ DE LEVAR EM CONTA ESTA DUPLA EQUAÇÃO
  3. 3. O CENÁRIO INICIAL DE GOVERNABILIDADE (1) CONGRESSO NACIONAL: MAIORIA MAIS AMPLA E MAIS ESTÁVEL (SIMILAR AO PRIMEIRO GOVERNO FHC) DIFERENÇAS EM RELAÇÃO AO GOVERNO LULA QUATRO DIFICULDADES BÁSICASA) CONFLITOS ENTRE PT E PMDBB) PROBLEMAS COM O RESTANTE DA COALIZÃO: NEGOCIAÇÃO COM O “BAIXO CLERO”, COM A BANCADAS TRANSPARTIDÁRIAS E A RELAÇÃO COM OS PARTIDOS MÉDIOSC) AGENDA PRÉVIA: O ENTULHO DO PERÍODO ANTERIORD) A COMPLEXIDADE DAS MUDANÇAS CONSTITUCIONAIS
  4. 4. O CENÁRIO INICIAL DA GOVERNABILIDADE (2) O CENÁRIO FEDERATIVOA) PONTOS FAVORÁVEIS AO GOVERNO DILMAB) DIFICULDADES RELAÇÕES COM O SISTEMA DE JUSTIÇA RELAÇÕES COM A SOCIEDADEA) PONTOS FAVORÁVEIS AO GOVERNO DILMAB) DIFICULDADES
  5. 5. O GRANDE DESAFIO CONTEXTUAL E AS JANELASABERTAS PELA PRÓXIMA DÉCADA CENÁRIO EXTERNO É O QUE APRESENTA MAIORES MUDANÇAS DIFICULDADES ADVINDAS DO CENÁRIO EXTERNO OPORTUNIDADES ADVINDAS DO CENÁRIO EXTERNO DE QUALQUER MODO, SERÃO NECESSÁRIOS ALGUNS NOVOS ELEMENTOS NO MIX DE POLÍTICAS INTERNAS E EXTERNAS JANELAS ABERTAS PELA PRÓXIMA DÉCADA: PRÉ-SAL E RECURSOS NATURAIS, QUESTÃO DEMOGRÁFICA, MAGAEVENTOS E ASCENSÃO DE MILHÕES DE BRASILEIROS
  6. 6. O PRIMEIRO GABINETE DE DILMA NÚCLEO FORTE LIGADO AOS OBJETIVOS PRIORITÁRIOS (1) E CUJOS INTEGRANTES TÊM FORTE LIGAÇÃO COM O PRESIDENTE LULA (2) MAS O ESTILO DE DILMA SERÁ DIFERENTE: MAIOR CONCENTRAÇÃO DO PODER NOS TEMAS PRIORITÁRIOS DE GESTÃO, DELEGAÇÃO DA ARTICULAÇÃO POLÍTICA (PALOCCI, TEMER, DUTRA E PAULO BERNARDO), INCÓGNITAS EM RELAÇÃO À ARTICULAÇÃO SOCIAL, MENOR PERSONALISMO E POLÍTICA EXTERNA MAIS MODESTA GRANDE DÚVIDA: RELAÇÃO COM OS MINISTÉRIOS DA COALIZÃO POSSIBILIDADES: MIX DE ARTICULAÇÃO POLÍTICA COM ARTICULAÇÃO POR OBJETIVOS; E PESO DIFERENCIADO DOS MINISTÉRIOS
  7. 7. A AGENDA DE POLÍTICAS: DILEMAS EESTRATÉGIAS PRIORIDADES, DILEMAS E ESTRATÉGIAS POSSÍVEISA) AJUSTE FISCAL DO CICLO ELEITORAL: É POSSÍVEL IR ALÉM?B) INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURA: NOVO MIX PÚBLICO- PRIVADO, REVISÃO DA GESTÃO DE AEROPORTOS E PORTOS E SANEAMENTO BÁSICOC) APEFEIÇOAMENTO DA GESTÃO PÚBLICA E SEUS DILEMASD) PRIORIDADES SETORIAIS: EDUCAÇÃO, SAÚDE, SEGURANÇA E QUESTÃO URBANAE) COMPETITIVIDADE DO PAÍS: FRONTS INTERNO E EXTERNO
  8. 8. OS PRINCIPAIS OBSTÁCULOS INSTITUCIONAIS A COALIZÃO GOVERNISTA E O SISTEMA POLÍTICO LIMITES NO CAMPO DAS IDÉIAS LIMITES SOCIAIS LIMITES INTERNACIONAIS
  9. 9. CONSIDERAÇÕES FINAIS QUATRO PERGUNTAS ESTRATÉGICAS1) COMO APERFEIÇOAR A CONTINUIDADE?2) QUE ROL DE MUDANÇAS SERÁ ESCOLHIDO?3) COMO TAIS MUDANÇAS SERÃO POSTAS EM PRÁTICA?4) QUE “CARA” DILMA IMPRIMIRÁ AO SEU GOVERNO?
  10. 10. FRASE FINAL NO FUNDO, 2014 É O FAROL DE TODAS AS AÇÕES DO FUTURO GOVERNO DILMA

×