Engenharia de operações e processos da produção

39,823 views

Published on

Engenharia de operações e processos da produção

  1. 1. Antônia Claudenice Pinheiro de Almeida Sara Cristina Morais Dantas
  2. 2.  Ano 4000 a.C. surgiu a necessidade de planejar, organizar e controlar as atividades de produção Ano 600 a.C. Nabucodonosor determinou normas de controle de produção incentivos salariais Ano 500 a.C na China se reconhecia a necessidade de sistemas e padrões. Século XV – Arsenal de Veneza Revolução Industrial – A partir do século XVIII James Watt - Máquina a vapor
  3. 3.  Projetos, operações e melhorias dos sistemas que criam e entregam os produtos primários da empresa.  Gestão de Sistemas de Produção e Operações  Planejamento, Programação e Controle da Produção  Gestão da Manutenção  Projeto de Fábrica e de Instalações Industriais: organização industrial, layout/arranjo físico  Processos Produtivos Discretos e Contínuos: procedimentos, métodos e seqüências  Engenharia de Métodos
  4. 4.  Sistemasde Produção: Conjunto de atividades e operações inter-relacionadas envolvidas na produção de bens ou serviços. Sistemas e subsistemas Sistema Aberto X Sistema Fechado
  5. 5.  A gestão de operação preocupa-se com as atividades de projeto, planejamento e controle dos sistemas de manufatura, transporte, suprimento e serviços Manufatura Suprimento
  6. 6. Transporte Serviços
  7. 7. A gestão de operações pode ser definida como o planejamento, operação, controle e melhoria dos processos que transformam recursos em bens ou serviços. Objetivo: Transformar insumos em produtos acabados de forma eficaz consumindo o mínimo de recurso e agregando valor para a empresa.
  8. 8.  Entreas principais responsabilidades da gestão de operações está a proteção da produção:  Proteção física - envolve a construção de um estoque de recursos, de forma que qualquer interrupção de fornecimento possa ser absorvida pelo estoque  Proteção organizacional - é uma função de isolamento do pessoal da produção do ambiente externo, onde as outras funções organizacionais agem formando barreiras ou proteções entre as incertezas ambientais e a função produção.
  9. 9.  Tipos de operação da Produção:  A gestão de operações trata de operações produtivas, que tipicamente envolvem quatro variáveis:  Volume  Variedade  Variabilidade (da procura)  Visibilidade
  10. 10.  Volume  Em sistemas de grande volume de produção (por exemplo, os sistemas do McDonalds), há um alto grau de repetição de tarefas
  11. 11.  Variedade  Confronta produtos ou serviços altamente padronizados com outros produtos e serviços altamente flexíveis e customizáveis
  12. 12.  Variabilidade  Contrapõe negócios de alta variação da procura (procura instável) com negócios de procura estável.
  13. 13.  Visibilidade  Depende do quanto da operação é exposto para os clientes. Operações de alto contato exigem funcionários com boas habilidades de interação com o público. Operações de baixo contato exigem funcionários menos qualificados.
  14. 14.  Processo produtivo é a combinação de fatores de produção para obter um dado produto final. Esse processo esta relacionado com o conceito do processo de transformação, que é o uso de recursos para mudar o estado ou condição de algo para produzir saídas.
  15. 15.  Processos Produtivos Contínuos  São aqueles em que na produção de bens e serviços o produto não pode ser identificado individualmente.  Deve ser utilizado para a produção de grandes volumes e produtos com baixa variedade e alta demanda.  Vantagem X Desvantagem
  16. 16.  Processos Produtivos Contínuos
  17. 17.  Processos Produtivos Discretos  São aqueles em que a produção de bens e serviços podem ser isolados em lotes ou unidades
  18. 18.  Tipos de Processos Produtivos Discretos Produção sob encomendaProdução em massa Produção em Lotes
  19. 19. É um conjunto de funções inter-relacionadas que objetivam comandar o processo produtivo e coordená-lo com os demais setores administrativos da empresa. Planejamento da Produção Programação da Produção Controle da Produção
  20. 20. O que produzir? Quanto produzir? Onde produzir? Como produzir? Quando produzir? Com o que produzir? Com quem produzir?
  21. 21.  Gerenciamento da demanda  Demanda é o desejo ou necessidade dos clientes de consumir bens ou serviços ofertados pelo mercado.  O gerenciamento da demanda reúne informações do mercado, prevendo a demanda do cliente.
  22. 22.  Gerenciamento da demanda  A função da gestão de demanda inclui cinco áreas principais:  Habilidade para prever demanda  Canal de comunicação com o mercado  Poder de influencia sobre a demanda  Habilidade de prometer prazos  Habilidade de priorização e alocação
  23. 23.  Gerenciamento de estoques  O estoque é gerado quando o recebimento de materiais, pecas ou bens acabados é superior à sua utilização.
  24. 24.  Gerenciamento de estoques  Motivos para se ter estoque:  Maior disponibilidade de produtos  Economia de Produção  Redução de compras emergenciais  Preparado contra situaões imprevistas
  25. 25.  Gerenciamento de estoques  Motivos para não se ter estoque:  estoques sao considerados gastos desnecessários.  Riscos de obsolescência e deterioração  Ocupa grandes espaços
  26. 26.  Gerenciamento de estoques  Existem 4 tipos de estoques:  Estoque cíclico  Estoque de segurança  Estoque de antecipação  Estoque em transito
  27. 27.  Planejamento das Necessidades de Materiais  Elaboração de um Plano Mestre de Produção  O Planejamento-Mestre da Produção está encarregado de desmembrar os planos produtivos estratégicos de longo prazo em planos específicos de produtos acabados para o médio prazo, no sentido de direcionar as etapas de programação e execução das atividades operacionais da empresa.
  28. 28.  Sistemas utilizados no PPCP  MRP/MRP II  Define as prioridades de compras e fabricação  JIT (Just in Time)  Determina que nada deve ser produzido, transportado ou comprado antes da hora exata.  OPT (Optimized Production Technology)  Ferramenta de programação e planejamento de produção.
  29. 29. O “arranjo físico” de uma operação ou processo é como seus transformadores são posicionados uns em relação aos outros e como as varias tarefas da operação serão alocadas a esses recursos transformadores. (Slack, 2009)
  30. 30.  Tipos básicos de arranjos físicos:  Posicional  Funcional  Celular  Por Produto
  31. 31. A escolha do arranjo físico é muito importante, pois é onde ficará definido o local de cada componente do sistema. Diversos modelos de layout visam a redução da movimentação dentro da área fabril.
  32. 32. A definição dos espaços de trabalho tem como objetivo a obtenção de um arranjo espacial que tenha o melhor desempenho conjunto das características de custo, flexibilidade, segurança, condições de trabalho, condições de controle e qualidade para o processo produtivo
  33. 33.  Estearranjo deve seguir os seguintes princípios:  Princípio da integração  Princípio da mínima distância  Princípio de obediência ao fluxo das operações  Princípio do uso das 3 dimensões  Princípio da satisfação e segurança  Princípio da flexibilidade
  34. 34. A Engenharia de Métodos preocupa-se com a integração do homem em um processo produtivo. Inclui atividades, tais como:  treinamento dos empregados;  indicação do equipamento e do procedimento de cada operador;  determinação da disposição dos materiais e ferramentas nos postos de trabalho;  especificação do tempo em que as tarefas devem ser realizadas.
  35. 35.  Duas partes principais compõem a engenharia de métodos:  Projeto de Métodos ou Estudo de Movimentos  Medida do Trabalho ou Estudo de tempos Duas partes complementares:  Padronização da Operação  Treinamento do operador
  36. 36.  Osobjetivos do estudo de métodos de trabalho são:  melhorar os processos e os procedimentos;  melhorar a disposição da fábrica, seções e postos de trabalho;  economizar o esforço humano, reduzindo a fadiga;  racionalizar a utilização de materiais, máquinas e mão-de-obra;  criar melhores condições de trabalho;  reduzir o número de acidentes e doenças do trabalho;  aumentar a produtividade da empresa
  37. 37.  Gestão da Manutenção  Conjunto de atividades que permite que a confiabilidade seja aumentada e disponibilidade garantida.  Importância da manutenção para a organização  Recursos necessários para a manutenção  Materiais  Mão-de-obra  Financeiros  Informação
  38. 38.  Gestão de Manutenção  Tipos de manutenção  Preventiva  Preditiva  Detectiva  Corretiva  Reparo  Reforma

×