Correntes oceânicas

2,483 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,483
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
32
Actions
Shares
0
Downloads
62
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Correntes oceânicas

  1. 1. Correntes Oceânicas
  2. 2. Correntes Oceânicas • As correntes marítimas são movimentos de grandes massas de água dentro de um oceano ou mar. • Tal qual a circulação dos ventos, as correntes marítimas têm a característica de influenciar o clima das regiões em que atuam, possuem direções e constâncias bem definidas. • As correntes marítimas têm sua origem na circulação dos ventos na superfície e pelo movimento de rotação da Terra. • Elas transportam consigo umidade e calor interferindo também na vida marinha e, consequentemente, tendo influência direta no equilíbrio dos oceanos e mares.
  3. 3. Corrente do Labrador • A corrente do Labrador inicia-se pela corrente leste da Groenlândia que termina no sul da Groenlândia. • A corrente estende-se do sudoeste da Groenlândia até o norte e continua pela costa leste do Canadá do norte até o sul, encontrando-se com a corrente da Flórida. Recebe o seu nome da Península do Labrador. • Crê-se que o transporte da corrente do Labrador contém uma grande componente barotrópica .
  4. 4. Corrente do Brasil • A Corrente do Brasil é uma corrente oceânica quente do Oceano Atlântico Sul cujo movimento é paralelo à costa leste da América do Sul. Após cruzar a altura do Rio da Prata encontra-se com a Corrente das Malvinas, que é uma corrente fria. • 1)Corrente das Guianas que banha o litoral norte do Brasil(Quente). 2)Corrente do Brasil que banha o litoral nordeste e parte do sudeste (Quente). 3)Corrente de Falklands (Malvinas para os argentinos) que banha o litoral sul do Brasil,mas pode atingir até o litoral do Espírito Santo (Fria).
  5. 5. Corrente de Humboldt • A corrente de Humboldt, e também conhecida como corrente do Peru, corresponde a uma corrente oceânica que se desloca pela extensão do oceano Pacífico. • Nascendo perto da Antártica, ela é a corrente mais fria do mundo, com uma temperatura aproximadamente 7 ou 8 °C inferior à temperatura média do oceano na mesma latitude. • Durante o fenômeno do El Niño, ela desaparece e deixa em seu lugar uma corrente quente, diminuindo o plâncton e aumentando as precipitações pluviométricas na costa sul-americana do Pacífico
  6. 6. El Niño e La Niña • Os fenômenos El Niño são alterações significativas de curta duração (12 a 18 meses) na distribuição da temperatura da superfície da água do Oceano Pacífico, com profundos efeitos no clima. • O El Niño foi originalmente reconhecido por pescadores da costa oeste da América do Sul, observando baixas capturas, à ocorrência de temperaturas mais altas que o normal no mar, normalmente no fim do ano – daí a designação, que significa “O Menino”, referindo-se ao “Menino Jesus”, relacionado com o Natal.
  7. 7. • La Niña é o fenômeno inverso, caracterizado por temperaturas anormalmente frias, também no fim do ano, na região equatorial do Oceano Pacifico, muitas vezes (mas não sempre) seguindo-se a um El Niño. Também já foi denominado como “El Viejo” (“O Velho”, ou seja, a antítese do “menino”) ou ainda o “Anti-El Niño”. • À semelhança do El Niño, porém apresentando uma maior variabilidade do que este, trata-se de um fenômeno natural que produz fortes mudanças na dinâmica geral da atmosfera, alterando o comportamento climático. • Nele, os ventos alísios mostram-se mais intensos que o habitual (média climatológica) e as águas mais frias, que caracterizam o fenômeno.
  8. 8. Efeitos do El Niño e La Niña • EL NIÑO: • No Brasil a variação no volume de chuvas depende de cada região e da intensidade do fenômeno. A temperatura aumenta na maioria das regiões. • Região Norte e Nordeste: Diminuição de chuvas causando secas, se agrava a situação no Sertão nordestino e aumentam as chances de incêndios florestais na Amazônia; • Região Sudeste: Aumento da temperatura média. • Região Sul: Aumento da temperatura média e da precipitação, principalmente na primavera e no período entre Maio e Julho.
  9. 9. • LA NIÑA • Entre os meses de Dezembro e Fevereiro: • Aumento das chuvas na região nordeste do Brasil; principalmente no setor norte, a qual corresponde os estados do Maranhão, Piauí, Ceará e oeste do Rio Grande do Norte • Temperaturas abaixo do normal para o verão, na região sudeste do Brasil; • Aumento do frio na costa oeste dos Estados Unidos; • Aumento das chuvas na costa leste da Ásia; • Aumento do frio no Japão. • • • • • • Entre os meses de Junho e Agosto: Inverno árido na região sul e sudeste do Brasil; Aumento do frio na costa oeste da América do Sul; Frio e chuvas na região do Caribe (América Central); Aumento das temperaturas altas na região leste da Austrália; Aumento das temperaturas e chuvas na região leste da Ásia.

×