O Bandeirante - n.230 - Janeiro de 2012

448 views

Published on

1 Comment
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
448
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
1
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O Bandeirante - n.230 - Janeiro de 2012

  1. 1. Jornal O Bandeirante Ano XX - no 230 - Janeiro de 2012 Publicação Mensal da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores - Regional do Estado de São Paulo - SOBRAMES-SP Nas borbulhas do champanheJosyanne Rita de Arruda FrancoMédica PediatraPresidente da Sobrames SP / Biênio 2011-2012 Brindar feliz e aliviado a uma do a situação, uma compreensãonova jornada, sorver com euforia equivocada de que o trabalho foias borbulhas do champanhe en- feito para quem não tem sorte,quanto os fogos de artifício se di- para quem está destinado a serrigem ao céu na súplica ensurde- ninguém no efêmero mundo dascedora que afasta maus espíritos, celebridades fortuitas.ilumina caminhos e promete bo- Algumas pessoas nascem paranança são comportamentos que brilhar em determinado aspectofazem parte da magia dos festejos de seus talentos naturais, o quede fim de ano. não causa estranheza. Porém, Despertar para novos momen- quando um jovem se deixa levartos, acordar para outras oportuni- pela inércia, acreditando que odades e sorrir só pelo fato de estar hálito da fortuna soprará em suasvivo no raiar de um novo tempo faces enquanto repousa seu sonopromovem o restauro da esperan- restaurador depois de horas de vi-ça e a vontade de realizar mudan- gília nas redes sociais (onde viveças. Promessas fáceis em momen- parte do mundo de outrem emtos vãos... absorção de conceitos e imagens nhecido, a justa promoção no tra- E de repente, mal o ano se atraentes, quase sempre em con- balho, a oportunidade de mostrarinicia, percebe-se um imediato sonância com sua apatia laboral) é seu valor. Então o ano que chegaesvaziamento das propostas, um necessário que nos questionemos será apenas gratuidade?desalento sem perspectivas, uma o quanto estamos fazendo pela Pede-se muito, dá-se quaseociosidade entediante para rea- juventude na atualidade, contin- nada. Na balança, o equilíbriolizar esforços. Como é volúvel o gente de poucos horizontes que se não está restaurado: pesa o pra-ser humano, inebriado pelo apelo arrasta com dificuldade na desco- to que esmola facilidade em tudo,fácil das graciosidades mundanas nhecida busca pela sobrevivência. tornando os olhos do homemmovidas a álcool que rapidamen- A história renova o mundo e o grandes e suas mãos pequenas.te se desfazem em dissipação invi- mundo constroi a história. Velhos Mas a vida não é fácil: é precisosível de qualquer motivação, feito e jovens brindam o novo disparan- mudar, transformar, adaptar paragás que se esvai em silêncio e efei- do rolhas de champanhe para o vencer. Bilhões de anos de evolu-to nocivo. alto. Corações também se agitam ção da vida neste planeta foram Benefícios, direitos, benesses: em batidas apressadas, ansiosas, necessários para que um dia che-aqui e acolá são mantras de uma animadas: amores, viagens, di- gássemos a navegar sem precisarsociedade que acredita que o es- nheiro, felicidade e saúde. Quase sair de casa... não acabemos feitoforço não vale a pena. Agravan- ninguém clama pelo esforço reco- dinossauros!
  2. 2. 2 O BANDEIRANTE - Janeiro de 2012 EXPEDIENTE Em tempos de pós-modernidade, com os avanços cada vez maiores nas diversas áreas do saber, graças àsJornal O BandeiranteANO XX - no 230 - Janeiro 2012 pesquisas e estudos; o desenvolvimento da tecnologia, com equipamentos mais sofisticados e úteis aos seusPublicação mensal da Sociedade Brasileira de Médicos usuários, cabe uma reflexão a respeito da qualidadeEscritores - Regional do Estado de São Paulo SOBRAMES-SP.Sede: Rua Alves Guimarães, 251 - CEP 05410-000 - Pinheiros - de vida que deles advém.São Paulo - SP Telefax: (11) 3062-9887 / 3062-3604 Editores:Josyanne Rita de Arruda Franco e Carlos Augusto FerreiraGalvão. Jornalista Responsável e Revisora: Ligia Terezinha Os inúmeros e-mails recebidos, a imensa quantidadePezzuto (MTb 17.671-SP). Redação e Correspondência: RuaFrancisco Pereira Coutinho, 290, ap. 121 A – V. Municipal – CEP de informações com as quais temos contato dia a dia13201-100 – Jundiaí – SP E-mail: josyannerita@gmail.comTels.: (11) 4521-6484 Celular (11) 9937-6342. Colaboradores estão contribuindo para o nosso bem-estar? Estão favo-desta edição: Alcione Alcântara Gonçalves, Geovah Paulo recendo uma comunicação efetiva e eficaz entre nós?da Cruz, Hildette Rangel Enger, José Jucovsky, JosyanneRita de Arruda Franco, Ligia Terezinha Pezzuto, MárciaEtelli Coelho. Uma vez li num texto sem identificação do autor:Tiragem desta edição: 300 exemplares (papel) e mais de “É preciso amar as pessoas e usar as coisas.” Se invertermos a ordem, ou seja,1.000 exemplares PDF enviados por e-mail. se amarmos as coisas corremos o risco de usar as pessoas para obter maisDiretoria - Gestão 2011/2012 - Presidente: Josyanne Ritade Arruda Franco. Vice-Presidente: Luiz Jorge Ferreira. coisas e essa não é a ordem natural, uma vez que acabaremos por machucarPrimeiro-Secretário: Márcia Etelli Coelho. Segundo- as pessoas e a nós mesmos.Secretário: Maria do Céu Coutinho Louzã. Primeiro-Tesoureiro: José Alberto Vieira. Segundo-Tesoureiro: AidaLúcia Pullin Dal Sasso Begliomini. Conselho Fiscal Efetivos:Hélio Begliomini, Carlos Augusto Ferreira Galvão e Roberto Dosar tecnologia com seu bom uso parece ser a fórmula ideal, uma vezAntonio Aniche. Conselho Fiscal Suplentes: Alcione Alcântara que resulta em ganho de melhor qualidade de vida.Gonçalves, Flerts Nebó e Manlio Mário Marco Napoli. Matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam, necessariamente, a opinião da Sobrames-SP Ligia Terezinha Pezzuto Editores de O BandeiranteFlerts Nebó – novembro a dezembro de 1992Flerts Nebó e Walter Whitton Harris – 1993-1994Carlos Luiz Campana e Hélio Celso Ferraz Najar – 1995-1996Flerts Nebó e Walter Whitton Harris – 1996-2000Flerts Nebó e Marcos Gimenes Salun – 2001 a abril de 2009Helio Begliomini – maio a dezembro de 2009Roberto A. Aniche e Carlos A. F. Galvão - 2010Josyanne R. A. Franco e Carlos A.F. Galvão - janeiro 2011 Presidentes da Sobrames – SP1º. Flerts Nebó (1988-1990) O Malho2º. Flerts Nebó (1990-1992)3º. Helio Begliomini (1992-1994)4º. Carlos Luiz Campana (1994-1996) Grandiosa, cheia, deliciosa. Velhos colegas, que há muito não vinham, de-5º. Paulo Adolpho Leierer (1996-1998)6º. Walter Whitton Harris (1999-2000) ram o ar de suas graças. E, além de tudo, vinho delicioso e gratuito, oferecido7º. Carlos Augusto Ferreira Galvão (2001-2002) por um anônimo companheiro.8º. Luiz Giovani (2003-2004)9º. Karin Schmidt Rodrigues Massaro (jan a out de 2005) Brindes, enfeites, Natal. E os textos!!! Densos e curtos, lindos, provocantes.10º. Flerts Nebó (out/2005 a dez/2006)11º. Helio Begliomini (2007-2008)12º. Helio Begliomini (2009-2010) Enfim, uma grande Pizza. Das melhores13º. Josyanne Rita de Arruda Franco (2011-2012) Editores: Josyanne R. A. Franco e Carlos A.F. Galvão Revisão: Ligia Terezinha Pezzuto Diagramação: Mateus Marins Cardoso Impressão e Acabamento: Expressão e Arte Gráfica CUPOM DE ASSINATURAS* Preço de 12 exemplares impressos: R$ 36,00 Aniversário Nome:___________________________________________________________ End.completo: (Rua/Av./etc.) _______________________________________ janeiro: nesta data ________________________________ nº. _______ complemento _________ querida, nossos parabéns! Cidade:_____________ Estado:_____ E-mail:___________________________ Aida L. P. Dal Sasso Begliomini – 13/01 Evanil Pires de Campos – 06/01 Grátis: Além da edição impressa que será enviada por correio, o assinante receberá por e-mail 12 edições coloridas em arquivo digital (PDF) José L.L. de Oliveira Sobrinho – 16/01 *Disponível para o público em geral e para não sócios da SOBRAMES-SP José Rodrigues Louzã – 01/01 Preencha este cupom, recorte e envie juntamente com cheque nominal à SOBRAMES-SP para REDAÇÃO “O Bandeirante” R. Francisco Pereira Coutinho, 290, ap. 121 A - V. Municipal - CEP 13201-100 - Jundiaí - SP Rodolpho Civile – 25/01 Dê uma assinatura de “O BANDEIRANTE” de presente para um colega
  3. 3. SUPLEMENTO LITERÁRIO O BANDEIRANTE - Janeiro de 2012 3 Notícias A Pizza Literária de Natal foi uma linda festa de ami-gos. A família Sobrames-SP sentiu falta de associadosmuito queridos que estavam em viagem de férias outiveram outros compromissos, mas foram lembrados comcarinho e amizade. Houve sorteio de presentes variados em grandequantidade e um brinde com excelente vinho, cortesiasoferecidas por muitos sócios carinhosos e colaborativos,cujas atitudes realçam o compromisso de amizade com osmembros da sociedade e o apoio às iniciativas da diretoria.A todos devemos eterna gratidão. Na celebrada Pizza Literária de Natal,  a  senhoritaElza Yoshie Otomo recebeu o Certificado Colaboradorda Sobrames 2011 por sua atuação, interesse, divulgaçãoe apoio às ações da sociedade durante o ano. Parabéns emuito obrigado pela parceria! O destaque da noite foi a entrega do Prêmio Flerts Nebó:a grande cronista vencedora da Melhor Prosa 2010-2011foi Ligia Terezinha Pezzuto, com seu sensível trabalho“A Florista”. Parabéns pela honrada e merecida conquistada nossa querida confreira. O desafio da Superpizza de novembro passado queteve como tema “Uma ideia de felicidade” foi vencidopela confreira Josyanne Rita de Arruda Franco, atualpresidente da Sobrames-SP. Para conhecer mais a Sociedade Brasileira de Médicos Escritores Regional São Paulo e o trabalho em verso e prosado repertório de seus associados, acesse http://sobramespaulista.blogspot.com O boletim literário “O Bandeirante” é uma publicação mensal da Sobrames-SP e está disponível para assinatura.Anuncie seu consultório, empresa ou empreendimento para um público diferenciado. Os acontecimentos que focalizam a atividade literária dos associados são relevantes para nossa sociedade e merecem divulgação e destaque. Para enviar notícias sobre lançamento de livros, homenagens e outros eventos, envie mensagem para o e- mail de um dos diretores ou editores do boletim informativo. A Antologia Paulista 2011, nossa publicação que reúne os trabalhos literários que foram publicados no informativo da sociedade nos últimos dois anos, está disponível para aquisição por meio de contato com os endereços eletrônicos josyannerita@ gmail.com e marciaetelli@ig.com.br As Pizzas Literárias, reuniões festivas consagradas da Sobra- mes-SP, acontecem sempre às terceiras 5ª feiras de cada mês e têm lugar na Pizzaria Bonde Paulista, Rua Oscar Freire 1.597, Pinheiros. Venha saborear deliciosas pizzas na companhia de poetas e prosadores. Participe.
  4. 4. 4 O BANDEIRANTE - Janeiro de 2012 SUPLEMENTO LITERÁRIO Quem é? Quem é? (resposta da edição de dezembro) Nossa confreira brilhante e participativa Aida Lúcia Pullin Dal Sasso Begliomini. Perfil 2012 Sobrames-SPJosyanne Rita de Arruda FrancoAtuação profissional: Médica PediatraCidade de Nascimento: Macapá – APComida preferida: Adoro a simplicidade dos peixes e a sofisticação dobacalhau bem preparado.Esporte que pratica: Não pratico esportes, mas gosto de dançar e nãoresisto a uma partida de tênis de mesa.Livro de cabeceira atual: História da Vida Privada (do Império Romanoao Ano Mil) – Philippe Ariès e George Duby.Filme: Homens e Deuses, de Xavier Beauvois.Fim de semana: Conversar com amigos em um café, ir ao cinema, distrair.Viagem Inesquecível: rodar pela Itália de carro, sem preocupação.Sonho: Eu quero uma casa no campo...Intolerância: Oportunismo.Características pessoais: Equilíbrio razão/emoção.Projeto futuro: Eu quero uma casa no campo...Filosofia de vida: A Vida é Arte, Beleza e Poesia!
  5. 5. SUPLEMENTO LITERÁRIO O BANDEIRANTE - Janeiro de 2012 5 NatalAlcione Alcântara Gonçalves Natal! É festa do Amor! João, o Evangelista, assim nos revelou: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira”, Trazendo o seu filho, Jesus! Único, Amado, Adorado e Idolatrado, Para viver conosco como homem, Sofrer as consequências do nosso pecado, Expurgando as impurezas de nossas ações, Atraindo para si e levando consigo As nossas dores e imperfeições, Eu quero, mas não vou... Depurando assim toda a raça humana, Do original pecado, cometido por Adão, E deixando-nos o caminho livre, Dando-nos também o livre-arbítrio, Hildette Rangel Enger Para alcançarmos e também exercer, Os anseios que nos levam à prática concreta, Do AMOR sem fronteiras e preconceitos, Combustível Universal da FRATERNIDADE, Às vezes, eu quero Da LIBERDADE e da IGUALDADE suprema Te estender as mãos, Que impulsiona o homem Te ajudar Para doar-se ao próximo, sem medir consequências, Nesta caminhada árida Seguindo o exemplo do Deus filho, o Amado Mas não vou Cordeiro de Deus que pelo holocausto foi Imolado Porque sou covarde Por ter sido julgado no tribunal dos homens, Tenho medo da rejeição... Assumindo, de forma única e invulgar, A culpa pelas nossas transgressões e pecados, Às vezes eu quero sorrir Cumprindo, assim, a profecia de Isaías, Que nos falou da vinda de Emanuel, o Messias Inocentemente Como um presente de Deus para nós, Para alguém que passa E para todo aquele que nele crer Só para dizer que estou feliz Não perecer, mas ter a certeza da VIDA ETERNA! Mas não sorrio Não vou me expor Ao julgamento do outro Pensar que enlouqueci, Ao sorrir assim, à toa... Às vezes e quantas vezes Eu quero voltar a sonhar Um mundo diferente Cheio de paz e amor Mas eu não vou Porque os jornais contaram Que morrem crianças De fome Pelo mundo afora Tantas coisas quero ainda Mas não vou mais me iludir Assim é a vida E não tem como mudar.
  6. 6. 6 O BANDEIRANTE - Janeiro de 2012 SUPLEMENTO LITERÁRIO Essa tal felicidade...Márcia Etelli Coelho “Eu era feliz e não sabia...” Que sentimento mais triste traduz a letra dessa antigacanção popular! Primeiro, por denotar um passado ingenu-amente não aproveitado. Depois, por confessar um presentetambém insatisfatório. Mas, afinal, o que é essa tal felicidade que o ser humanotanto almeja? Vicente de Carvalho teria razão ao poetizar que “a feli-cidade está sempre onde a pomos e nunca a pomos ondenós estamos”? Incontáveis expectativas... Sonhos com visão no futuro...O “aqui e agora” negligenciado... Bem interessante é a ideia de Osho de que a felicidadeé uma decisão pessoal. Cada um escolhe se quer ser feliz ouinfeliz. E, se alguém decidir ser infeliz, assim permaneceráaté mesmo ao realizar os seus sonhos. Milionários transformam suas vidas em um profundovazio... Moças lindíssimas se desesperam ao notar o primeiro sinal de celulite... Por outro lado, eu já presenciei algunspobres reacendendo o brilho nos olhos ao compartilhar o pouco que tinham. E me comovi com doentes em plenaquimioterapia esboçando um sorriso autêntico que só a fé pode proporcionar. E por falar em fé... Segundo a doutrina espiritualista, períodos de privação contribuem para valorizar o lado bomda vida já que a felicidade geralmente é momentânea – a pluma de Vinicius “que o vento vai levando sem parar”. De fato, por um instante, acho que ninguém foi mais feliz do que aquele nadador africano nas Olimpíadas de2000 em Sidney. Não, ele não conquistou a medalha de ouro. Pelo contrário, ficou em último lugar e, o que poderiaresultar em um vexame, entrou nos anais esportivos como um fato inusitado. Sendo o único representante de seucontinente, ele nadou sozinho na eliminatória, sem muito estilo, perdendo o fôlego, mas sob os aplausos incentiva-dores de todo o público. Fugaz ou duradoura, Dalai Lama relaciona felicidade com paz de espírito e afirma categoricamente que a paz deespírito é o principal indício de se estar no rumo certo. Jean Paul Sartre, por sua vez, acrescenta: “A felicidade não está em fazer o que a gente quer e sim gostar do quea gente faz”. E eu, que não sou filósofa, apenas uma aprendiz da vida, arrisco algumas suposições: Felicidade é estar de bem consigo mesmo. É aceitar a dádiva da vida tal como ela se apresenta (mas sem comodis-mo). É caminhar passo a passo, respeitando o seu ritmo e aproveitando todos os momentos da trilha. É sentir a almaleve até mesmo diante de alguns tropeços. E, principalmente, é olhar-se no espelho e, com o coração aberto, dizer: Apesar de tudo e por tudo, eu amo você...
  7. 7. SUPLEMENTO LITERÁRIO O BANDEIRANTE - Janeiro de 2012 7 Personagens sonhadoras Walter Whitton Harris Cirurgia do Pé e Tornozelo Ortopedia e Traumatologia Geral CRM 18317 Av. Pacaembu, 1.024 01234-000 - São Paulo - SPJosé Jucovsky Tel.: 3825-8699 Cel.: 9932-5098 Dr. Carlos Augusto Galvão O sopro da vida na moradia do nascente Psiquiatria e Psicoterapia Abre o encontro de si mesmo culturalmente Rua Maestro Cardim, 517 Refletindo luz, comunhão, sentimentos Paraíso – Tel: 3541-2593 Norte e centelha dos sete firmamentos. A aurora num admirável cenário abençoado Em alegóricos voos como pássaro alado PUBLICIDADE TABELA DE PREÇOS 2009 Flutua em virgens plagas do saber original (valor do anúncio por edição) Legado de Filon, razão e fé, do existir espiritual. 1 módulo horizontal R$ 30,00 2 módulos horizontais R$ 60,00 Do mito ao logos, caminha estoica filosofia 3 módulos horizontais R$ 90,00 2 módulos verticais R$ 60,00 Na sétima maravilha do Farol de Alexandria, 4 módulos R$ 120,00 Dual cartesiana almas platônicas estilizadas 6 módulos R$ 180,00 Tropeçam nas atuais dantescas visões dilaceradas. Outros tamanhos sob consulta josyannerita@gmail.com Girassóis, douradas flores giram harmoniosas Em busca das caloríficas cores luminosas, Exuberantes, coerentes, beleza da natureza oscilante Opõe-se à soberba loucura do mundo arrogante. REVISÃO Nobre postura do “Cavaleiro de Triste Figura”, de textos em geral Sonhador, idealista quixotesca ingênua bravura Ligia Pezzuto A rebelar-se contra o mundo diverso da verdade Especialista em Língua Portuguesa Maculado pela plenitude temporal da maldade. (11) 3864-4494 ou 8546-1725 No incontido universo dos encrespados oceanos Personagens sonhadoras bafejam pensamentos humanos Artes e cultura, em acadêmica ética reflexão, longevità Poéticos rebentos da mente em filosófica ação. (11) 3531-6675 Estética facial, corporal e odontológica * Massagem * Drenagem * Bronze Spray * Nutricionista * RPG Rua Maria Amélia L. de Azevedo, 147 - 1o. andar Terminou de escrever seu livro? Então publique! Nesta hora importante, não deixe de consultar a RUMO EDITORIAL. Publicações com qualidade impecável, dedicação, cuidado artesanal e preço justo. Você não tem mais desculpas para deixar seu talento na gaveta. rumoeditorial@uol.com.br (11) 9182-4815
  8. 8. 8 O BANDEIRANTE - Janeiro de 2012 SUPLEMENTO LITERÁRIO A HoraGeovah Paulo da Cruz A hora que chega, é agora A que passou, foi outrora A que não chega, demora A que não veio, foi-se embora A que faltou, me paga mora A do futuro, se ignora A da dor, tudo piora Um café com você A da fome, me devora A da tristeza, então chora A do sofrimento, não minora Ligia Terezinha Pezzuto A de Deus, em que se ora A da alegria, me melhora A de viver mundo afora A do valor é penhora Tarde de primavera, entardecer de outo- A do lutar, que revigora no ou noite de inverno. Cenários para um A da glória, se comemora momento único. Pretextos, os mais variados, A da derrota, se deplora ou mesmo nenhum. A da esperança, que não gora A satisfação de saborear intensamente a sua companhia é o suficiente que sempre A de amar, a quem se adora pede uma vez mais. Presença. Olho no A do amor, a que se implora olho. Partilha. Da vida, das dificuldades, A do encanto, enamora das conquistas. Falar de você para mim. A da paixão é que vigora Falar de mim para alguém atento aos meus A de sentir, dentro e fora movimentos de mãos, de lábios, com sorriso A da emoção que no peito aflora sentido, certa tensão, pensamento ora vago, A do destino é senhora: ora atento. Alguém que me compreende e A do viver é onde mora me aceita assim mesmo como sou e estou. A da minha alma, por ora. Partilha de sentimentos, de atitudes, de Há de chegar a minha hora... emoções, do que vier à mente ou ao coração. Nos momentos em que trocamos palavras, silêncios e risos, força renovada em mim e em você. Serenidade, leveza. Campo fértil para novos sonhos. Horizonte a delinear-se em um amanhã promissor porque novo fôlego para viver a vida de cada dia foi tomado. Por estarmos juntos, por trocarmos risos, por estarmos um na presença amorosa do outro. Nada substitui você estar aqui, comigo, agora. Você e seu mundo, suas escolhas, seus projetos, seu querer. Especial confluência de objetivos ou de divagações. Meu querer incentiva seus projetos, mi- nha ponderação acompanha suas escolhas e juntos, numa sagrada comunhão, vamos construindo nossa relação de amizade em que a confiança se faz sentir cada vez mais. A você, meu amigo; a você, minha amiga, um brinde ao nosso momento. E que muitos outros ainda possam acontecer, repletos de encanto, neste café com você.

×