Programa Viva Vida - Projeto Mães de Minas

4,174 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Programa Viva Vida - Projeto Mães de Minas

  1. 1. PROGRAMA VIVA VIDA PROJETO MÃES DE MINASSecretaria de Estado de Saúde
  2. 2. MINAS GERAISSuperfície: 586.523 Km2População (IBGE, 2010):19.159.260 hab.Municípios: 853Destes 58% < 10.000 hab.IDH (2005): 0,800 (10º)Variação: 0,568 a 0,841
  3. 3. PERFIL EPIDEMIOLÓGICO TAXA DE MORTALIDADE INFANTIL (%)2010 BRASIL 21,3 13,9 2000 2010 MINAS GERAIS 20,8 13,1 2003 2010 A TAXA DE MORTALIDADE INFANTIL MINEIRA VEM REDUZINDO, MAS CONTINUA SENDO SUPERIOR À MÉDIA DA REGIÃO SUDESTE.
  4. 4. PERFIL EPIDEMIOLÓGICO TAXA DE MORTALIDADE INFANTIL (%)2010 NORDESTE 18,71 JEQUITINHONHA 15,06 LESTE DO SUL 15,82 SUDESTE 16,54 ALERTA PARA AS DESIGUALDADES REGIONAIS, QUE SÃO AINDA MAIORES, QUANDO SE AVALIA AS MICRORREGIÕES ASSISTENCIAIS.
  5. 5. PERFIL EPIDEMIOLÓGICO Razão de mortalidade materna por 100 mil nascidos vivos Minas Gerais e Brasil, 2003-200970 65,160 52,150 43,140 39,330 32,120 Minas Gerais Brasil10 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009
  6. 6. PROPOSTA DE ENFRENTAMENTO: O TRABALHO EM REDES DE ATENÇÃO A SAÚDE LÓGICA NOS TERRITÓRIOS SANITÁRIOSMACRORREGIÕES DE SAÚDE (13) MICRORREGIÕES DE SAÚDE (77) Fonte: MENDES, E. V. As Redes de Atenção à Saúde. Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde, 2011. 549p.
  7. 7. PROPOSTA DE ENFRENTAMENTO: O TRABALHO EM REDES DE ATENÇÃO À SAÚDE MUDANÇA DE MODELOS ALTA COMPLEXIDADE MÉDIA COMPLEXIDADE ATENÇÃO BÁSICA ORGANIZAÇÃO POLIÁRQUICA ORGANIZAÇÃO HIERÁRQUICA (REDES)FONTE: MENDES, E. V. AS REDES DE ATENÇÃO À SAÚDE. BRASÍLIA: ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE, 2011. 549P.
  8. 8. REDE VIDA VIDA HOSPITAL PEDIÁTRICO MACRORREGIONAL UNIDADE CENTRO NEONATAL DE Call Center Mães de MinasMATERNIDADE VIVA VIDA CUIDADOS ALTO RISCO PROGRESSIVOS Transporte em Saúde TERCIÁRIA Cartão SUS e Prontuário MATERNIDADE CASA DE APOIO À RISCO HABITUAL Sus-fácil - Regulação GESTANTE UBS HOSPITAL Apoio Diagnóstico MATERNIDADE PEDIÁTRICA ALTO RISCO MICRORREGIONAL Assistência Farmacêutica SECUNÁRIA UNIDADE NEONATAL DE Sistemas Informativos CUIDADOS CACOON CASA DE PROGRESSIVOS UNACON APOIO À NÍVEL PRIMÁRIO GESTANTE NÍVEL SECUNDÁRIO NÍVEL TERCIÁRIO FONTE: SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE/MG
  9. 9. REDE VIVA VIDA Investimentos em leitos de UTI neonatal e pediátrico, em 20 hospitais, incluindo a construção e estruturação de 155 NOVOS leitos , sendo R$ 35.498.713,52 do Tesouro Estadual Implantação em 2012 de mais 10 NOVAS Casas de Apoio à Gestante, vinculadas às maternidades credenciadas em Alto Risco em todo o Estado, perfazendo um total de 18 CAGEPS no Estado 34 maternidades credenciadas em assistência à gestante de alto risco. Mais 8 maternidades em processo de credenciamento, e expansão de mais 10 maternidades em 2013.
  10. 10. ÓBITO: “EVENTO CATASTRÓFICO”• notificação compulsória dos óbitos materno e infantil, com definição de ficha padrão, fluxos e responsabilidades.
  11. 11. ÓBITO: “EVENTO CATASTRÓFICO”• Criação do Grupo de Trabalho (GT) Estadual para redução da mortalidade materna e mortalidade infantil, com definição de responsabilidade, composição e rotinas, objetivando organizar o processo de vigilância e investigação de óbitos materno, fetal e infantil bem como, monitoramento do evento.
  12. 12. REDUÇÃO DO ÓBITO MATERNO E INFANTIL - INTERSETORIALIDADE PROGRAMA VIVA VIDA PROGRAMA DE REDUÇÃO DA MORTALIDADE MATERNA, FETAL E INFANTILVIGILÂNCIA ASSISTÊNCIA REGULAÇÃO COMUNICAÇÃO Vigilância da Qualificação da Bloqueio de AIH/ Rede Mãe de Situação de Saúde atenção à saúde OBITO INFANTIL Minas ( Rede da Mortalidade Materna e Infantil Mãe) Contrato de Projeto MÃES DE transporte aéreo Parcerias de Organização da MINAS Mobilização investigação do óbito Materno e Mapeamento e Infantil Qualificação do Pré- contratação de leitos natal de UTI neonatal Medidas de Públicos e Privados notificação, análise Parcerias e e encaminhamentos capacitação
  13. 13. PARCERIA TÉCNICA SES/MG – SOGIMIG OBJETIVO: Revisão da programação do pré-natal e da assistência ao parto.1. Estratificação do risco perinatal em 4 níveis – habitual, médio, alto e muito alto risco com definição da carteira de exames de acordo com o risco;2. Perfilização das maternidades para vinculação das gestantes e seus recém-nascidos às unidades perinatais de acordo com o risco clínico;3. Modelagem da rede com adequação dos fluxos, integração dos pontos de atenção
  14. 14. MOBILIZAÇÃO SOCIALCurso de Formação, Mobilização e Articulação dos Meios de Comunicação Comunitárioscomo estratégia articulada para Redução do Óbito Materno e Infantil.
  15. 15. O PROJETO MÃES DE MINASVISÃO: “TODAS AS GESTANTES MINEIRAS IDENTIFICADAS E ACOLHIDAS PELO GOVERNO DE MINAS, UTILIZANDO DE FORMA PLENA A REDE VIVA VIDA,PARA QUE TODAS AS CRIANÇAS MINEIRAS NASÇAM COM DIGNIDADE E VIVAM COM SAÚDE”. INCREMENTO DE 100% NO PROGRAMA SAÚDE EM CASA PARA FINS DE FORTALECER A CAPTAÇÃO DE GESTANTE PELA EQUIPE DE SAÚDE DA FAMÍLIA(ACS/Tec.Enf.)
  16. 16. PROGRAMA DE CONTROLE DA TOXOPLASMOSE CONGÊNITA Iniciado em Janeiro/2013. 643 municípios já cadastrados e 502 amostras de gestantes recebidas. R$ 10.000.000,00http://webserver.nupad.medicina.ufmg.br:20000/CadastroPreNatal/Forms/Login.aspx?ReturnUrl=%2fCadastroPreNatal http://www.nupad.medicina.ufmg.br
  17. 17. PROJETO MÃES DE MINAS INFORMAÇÕES PARA O GESTOR MUNICIPAL A partir de Março/ 2013, começará o envio mensal dos Relatórios dos Gestores. Conteúdo : Mulheres cadastradas no projeto com idade gestacional entre 0 – 9 meses, com a identificação de gestantes com risco gestacional e informações sobre dificuldades encontradas.
  18. 18. PORTAL REDE MÃES DE MINAS O projeto Rede Mães de Minas é uma parceria entre a Fundação Assis Chateaubriand e a SES, que visa promover ações de educação em saúde para gestantes e mães de bebês na primeira infância. O mais interessante, é que se pode interagir com outras mães e profissionais de saúde por meio da rede social do projeto. Nesta rede, é possível compartilhar, curtir e comentar notícias, imagens de ecografias, fotos do bebê, além de participar de fóruns de discussão com grupos temáticos. http://redemaesdeminas.com.br
  19. 19. Antônio Jorge de Souza Marques OBRIGADO vivavida@saude.mg.gov.brmaesdeminas@saude.mg.gov.br

×