Preconceito implícito e explicito

3,590 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,590
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Preconceito implícito e explicito

  1. 1. 28/06/13 1 Mestre Ms. Olivia Morgan Lapenta Rossilene Fiuza, Wilson Mendes Neuroanatomia/Neurofisiologia Preconceito Explícito e Implícito
  2. 2. 28/06/13 2 Preconceito Implícito e Explícito Para entender o preconceito precisamos primeiro entender o conceito de atitude: um conjunto de associações inatas adquiridas durante o processo de desenvolvimento humano nas suas relações influenciada e moldadas de acordo com as crenças, valores , religião , cultura e comunidade onde estamos inseridos . Podem ser positivas ou negativas e são elas que conduzem nossos comportamentos e julgamentos. As atitudes são compostas basicamente composta por três fatores: cognitivo, afetivo e comportamental.
  3. 3. 28/06/13 3 cognitivo  São os esquemas mentais, as crenças, os valores éticos e morais, político social ,adquiridos no decorrer do nosso desenvolvimento.
  4. 4. 28/06/13 4 Afetivo  São as experiências emocionais que podem gerar sentimentos e atitudes positivas ou negativas.
  5. 5. 28/06/13 5 Comportamento  Predisposição nas formas de interagir gerando sentimentos positivos onde nos aproximamos ou negativos ,gerando o movimente de afastamento, nojo, repulsa,raiva,medo,etc.
  6. 6. 28/06/13 6 Explícito As atitudes explícitas são acessadas conscientemente quando recebemos os estímulos externos, processamos as aferências e eferências e fazemos as sinapses e as conexões cientes do conjunto de informações acessadas e julgadas deliberadamente podendo expressa-las ou não.Atitude explícita não é automática pois, exige uma maior capacidade cognitiva com conexões e motivação para sua análise ou seja,é um processamento controlado.
  7. 7. 28/06/13 7 Implícito  É inconsciente, não verbalizado,ativada automaticamente quando nos deparamos por uma atitude/ objeto, estando envolvido , mas não de forma clara . “automaticamente influenciam a conduta sem esforço da consciência” e “são como regras que guiam a conduta que tem sido adquirida através de experiências efetivas repetidas”.  Processamento automático importante quando se refere a resposta de sobrevivência.
  8. 8. 28/06/13 8 Principais conexões aferentes e eferentes da formação hipocampoe estruturas adjacentes
  9. 9. 28/06/13 9 Modificações Internas e Externas  A rede neural situada nas estruturas límbicas liberam substâncias químicas em várias regiãos do cerebro fazendo as sinapses de todos os circuito neurais ativados nas aferencias recebidas e disparando eferencias novamente no circuito neural , transformando e deliberando a resposta do estimulo primário recebido para toma de de decisão e a ação que será estimulada no local corporeo onde este foi recebido.
  10. 10. 28/06/13 10 Os circuitos Neurais
  11. 11. 28/06/13 11 Amígdala  A amígdala recebe as informações de todos os estímulos que recebemos nos recptores sensoriais pelos caminhos principais. ( LeDoux,1993.)  O mais habitual e o que se processa através do cortex cerebral denominado caminho largo e o outro que vai diretamente para amigdala denominado caminho curto.
  12. 12. 28/06/13 12 Processamento das informações
  13. 13. 28/06/13 13
  14. 14. 28/06/13 14 Conexões das amigdalas  Vía tálamo-cpf-amigdalar: - (procesamento longo controlado e especifico).  Vía talámico-amigdalar (subcortical – estudada por LeDoux): procesamento curto rápido, pouco preciso e automático.
  15. 15. 28/06/13 15 Vía tálamo-Cortex-amigdalar -caminho largo- processamento controlado  Todas as informações procedentes dos sentidos são aferidas no tálamo, eferencias são enviadas para o Cortex Sensorial primario, um estimulo é elaborado e enviado para diferentes partes do cortex associativo onde são analisadas toda a complecidade e as propriedades globais das informações aferidas pelos receptores e ,desta forma, são processadas as conexões fazendo com que o cérebro responda ao estímulo de forma precisa, controlada.  novas sinapses são elaboradas e eferidas para amigdala e sua área associadas ao hipocampo(parte da estrutura amigadalar realacionada com a memoria e o pensamento espacial) , este, se comunica diretamente com a própria amigdala.
  16. 16. 28/06/13 16 Vía tálamo-cpf-amigdalar- caminho largo- processamento controlado  Conforme recebe as informações a amígdala tem condições de sinalizar se o estimulo é positivo ou negativo, dependendo das informaçãoes eferidas pelo hipocampo e do contexto que o estimulo foi recebido e assim, fazer o julgamento das informações mandando as respostas para o local corporeo estimulado.
  17. 17. 28/06/13 17 Vía talamo- amigdala -caminho curto- processamento automático  Via mais primitiva onde o estimulo é menos elaborado,não tem sintonia fina, chega rapidamente na amigdala permitindo desta forma, uma resposta rápida e sem julgamento do estímulo recebido.  O valor desta via em situações de perigo é muito útil, pois na via Talamo-cortical- amigdala, as informações demoram mais a se processar, apesar de serem mais exatas, sendo que na via direta , talamo-amigdala, as infomações são agilizadas por não precisar esperar os dados do cortex e em situações de sobrevivência a agilidade faz a difererença.
  18. 18. 28/06/13 18 Talamo
  19. 19. 28/06/13 19 Sistema Limbico
  20. 20. 28/06/13 20 Hipotálamo
  21. 21. 28/06/13 21 Divisão do cortex prefrontal
  22. 22. 28/06/13 22 Lesões –tálamo-CPF-amigdala  Segundo Ledoux, em humanos lesões nas amigdalas interferem na memória emocional implícita, mas não na memória emocional explicita, já uma lesão no sistema emocional do Lobo temporal médio, interfere na memória explicita e não na implícita.
  23. 23. 28/06/13 23 Conclusão Sistema limbico preconceitoatitude Texto implicitoexplicito  Asviascurtas,processamento automático, com respostasemocionais são maisrápidasqueasracionais, elaseativarápidamentesem analizar claramenteo estimulo seguindo umalógicaassociativae gerando o precoceito implicito .  Asviaslongas, processamento controlado,estabelecem relações associativasentrecausaeefeito buscando nasmemórias evidenciase fatosobjetivoseconcretospodendo formar um juizo maispreciso explicito ou implicito, dependendo do julgamento.
  24. 24. 28/06/13 24  Portanto o preconceito implícito não se pode retomar deliberadamente em nossa memória, por ser inconsciente, trata-se de processo mentais enraizados pelo meio que convivemos.  Por outro lado, o preconceito explicito é consciente, controlável e flagrante, sua visibilidade o torna extremamente combatido, pois sua expressão muitas vezes beira á violência.
  25. 25. 28/06/13 25 Segundo o Neurocientista Leonar Mlodinow o cérebro humano tem a tendência natural de classificar ás pessoas em categorias  Em suas palavras; “ se não tivéssemos evoluído para funcionar desta maneira, se nosso cérebro tratasse tudo que encontramos como algo individual, nós poderíamos ser comidos por um urso enquanto ainda decidíamos se aquela criatura especifica é realmente perigosa.
  26. 26. 28/06/13 26 A amígdala em situação de medo. (Ledoux, 2002)
  27. 27. 28/06/13 27 O que está errado?
  28. 28. 28/06/13 28 Bibliografia  Artigo -EMOTION CIRCUITS IN THE BRAIN-Joseph E. LeDoux  Center for Neural Science, New York University, New York, New York 1000 http://www.galenoalvarenga.com.br/publicacoes-livros-online/segredos-da-mente/atitude-preconceitos-a às 11:50 María Claudia Brusasca- Emocione- Mayo de 2011 Laboratorio de Neurociencia Afectiva: http://psyphz.psych.wisc.edu Erli Gonçalves Magalhães Junior- DESENVOLVIMENTO DAS ATITUDES IMPLÍCITAS – IMPLICAÇÕES NA FORMAÇÃO DO PRECONCEITO São Paulo-2011-Trabalho de Conclusão de Curso de Ciências Biológicas apresentado ao Centro de Ciências Biológicas e da Saúde da Universidade Presbiteriana Mackenzie DRA. XEL-HA SALINAS SOTELO. BASES BIOLOGICAS DE LA CONDUCTA HUMANA- Sistema límbico e as emoções- Artigo Mahzarin Banaji precoceito explicito. http://www.sistemanervoso.com/pagina.php?secao=2&materia_id=463&materiaver=1- acesso- o2.04.2013

×